Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

Tela cheia Sugerir um artigo
 Feed RSS

Comunidade da Revista Espírito Livre

20 de Junho de 2009, 0:00 , por Desconhecido - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.

A Revista Espírito Livre é uma iniciativa que reune colaboradores, técnicos, profissionais liberais, entusiastas, estudantes, empresário e funcionários públicos, e tem como objetivos estreitar os laços do software livre e outras iniciativas e vertentes sócio-culturais de cunho similar para com a sociedade de um modo geral, está com um novo projeto neste ano de 2009.

A Revista Espírito Livre visa ser uma publicação em formato digital, a ser distribuída em PDF, gratuita e com foco em tecnologia, mas sempre tendo como plano de fundo o software livre. A publicação já se encontra na terceira edição. A periodicidade da Revista Espírito Livre é mensal.


Microsoft torna .Net open source de olho em multiplataforma

30 de Junho de 2016, 20:40, por Revista Espírito Livre - 0sem comentários ainda
pontonetcoreA Microsoft liberou versões 1.0  open source do .NET Core e ASP.Net Core. A novidade abre e expande a tecnologia para plataformas móveis populares e sistemas Linux. A fabricante do Windows também trabalha em um protocolo para permite que a ferramenta suporte a múltiplas linguagens em qualquer ferramenta.

O .Net Core oferece um subconjunto modular do .Net Framework e vem com a promessa de permitir o compartilhamento e reuso de códigos. O ASP.Net Core direciona-se à construção de apps baseados em nuvem e aplicações web.

Essas tecnologias transformam o .Net em uma plataforma para criação de aplicações para Windows, Linux e MacOS, afirmou Joseph Sirosh, vice-presidente corporativo do Microsoft Data Group.

Além disso, o .Net Core 1.0 inclui uma primeira versão do .Net Standard Library, para desenvolvedores que querem reaproveitar códigos para aplicações que querem rodar em servidores, desktops, nuvem, dispositivos móveis rodando Apple iOS, Google Android e plataformas da própria Microsoft.

Em maio, a Microsoft indicou que lançaria as ferramentas junho. O movimento é encarado como uma aposta para capturar desenvolvedores fora do mundo Windows. O movimento conta com o suporte de nomes do universo Linux, como Red Hat.

Com informações da ComputerWorld.



Conheça o StartEncrypt, serviço de emissão automática de certificados SSL para servidores web

30 de Junho de 2016, 20:24, por Revista Espírito Livre - 0sem comentários ainda

StartEncryptnewspic

A StartCom, autoridade certificadora e fornecedora de serviços de segurança digital oferece um novo serviço, o StartEncrypt. Um serviço de emissão automática de certificados SSL para servidores web. Para quem não conhece, a StartCom já possui um serviço de emissão gratuita de certificados, porém o novo projeto conta com mais inovações e vantagens.

O StartEncrypt é baseado na StartApi para adicionar o certificado no servidor de maneira automática.

Em comparação com o Let’s Encrypt, o StartEncrypt possui suporte a servidores Linux e Windows além das seguintes funcionalidades descritas pelo fornecedor:

  • Obtenção e instalação automáticas do certificado.
  • O certificado não é apenas criptografados, mais também exibe a barra verde EV e OV com o nome da organização.
  • Período de validade de 39 meses.
  • Até 120 domínios com suporte a wildcard.
  • Aplicável a certificados DV, OV e EV.
  • Certificados OV e EV gratuitos para contas verificadas class3 e class4.

Para conhecer mais sobre o novo projeto acesse, https://www.startssl.com/StartEncrypt.



Google agora exibe tudo o que coletou sobre seus hábitos online

30 de Junho de 2016, 19:58, por Revista Espírito Livre - 0sem comentários ainda

133569.258261-Buscador-Google

Tudo o que fazemos na internet deixa algum rastro – mesmo que não tenhamos acesso a esses registros. Pois a partir de agora o Google pretende exibir essas pegadas a seus usuários que quiserem conferir tudo o que já fizeram em ferramentas como o YouTube, Maps, Gmail e até mesmo o que foi registrado pelo Google Now.

A novidade se chama Minha Atividade (“My Activity” em inglês) e já está no ar para qualquer usuário que tiver a curiosidade de conferir o que andou assistindo no YouTube, por exemplo. Também é possível ver e controlar dados de localização e buscas realizadas.

Bastante básica, a ferramenta por enquanto permite apenas visualizar suas pegadas virtuais, sendo possível filtrar as informações que serão mostradas para terceiros. Já quem desejar restringir sua atividade na rede, pode pedir para que o Google desligue a ferramenta, ou ainda, para os mais desconfiados, excluir todos os registros.

Com informações de CNET e Canaltech.



Comodo tenta registrar para seu uso a marca do “Let’s Encrypt”, mas desiste após a reação

30 de Junho de 2016, 19:49, por Revista Espírito Livre - 0sem comentários ainda

lets-encrypt-650px-84956

No final da semana passada veio a público a notícia de que a Comodo solicitou pelo menos 3 registros distintos relacionados à marca Let’s Encrypt, o cada vez mais popular serviço de registro gratuito de certificados digitais para domínios.

Os responsáveis pelo Let’s Encrypt não gostaram da carona, claro, e avisaram que iriam buscar seus direitos, mas que estavam dando uma oportunidade para a Comodo fazer a coisa certa e desistir do seu registro, e assim economizar recursos de ambas as partes.

O CEO da Comodo respondeu em público dizendo que o direito era dele, e que quem está copiando alguma coisa é o Let’s Encrypt, e tentando atrair a simpatia do público com uma afirmação curiosa: “we are the good guys” – “nós somos os mocinhos”. Pois sim!

Mas discurso, nesse caso, não basta. Conforme foram sendo esclarecidos os direitos e a firmeza de cada uma das posições, a Comodo deu meia-volta e anunciou que desistiu formalmente dos registros, e ainda agradeceu ao Let’s Encrypt por ajudar a encontrar uma solução.

O Let’s Encrypt, elegantemente, não cantou vitória, apenas atualizou seu post original, confirmando que a Comodo retirou os pedidos de registro.

Com informações de LWN.Net e Let’s Encrypt e Br-Linux.

 



Stoq 1.11, nova versão da suíte de aplicativos de gestão comercial e industrial

30 de Junho de 2016, 19:43, por Revista Espírito Livre - 0sem comentários ainda
stoq

É com grande prazer que a equipe de desenvolvimento do Stoq informa o lançamento da versão 1.11 do Stoq, que traz melhorias importantes no modelo de dados e cadastro de produtos, assim como diversas outras adaptações e correções. Veja as novidades completas aqui.Após uma fase privada com um pequeno número de usuários que trabalharam de perto para prover feedback intenso, estamos oferecendo em beta público uma extensão online, chamada Stoq.link. O Stoq.link é uma plataforma em nuvem que criamos para complementar a funcionalidade e alcance do Stoq. Além de prover backup transparente e zero-knowledge, o Stoq.link inclui integração multi-filiais em tempo real, relatórios avançados e suporte ao SAT fiscal homologado para uso no estado de São Paulo. O Stoq.link está sendo oferecido com preços promocionais iniciando em R$49,90 mensais, e inclui suporte helpdesk e acesso especial à equipe de engenharia.

Se você estava esperando por um produto interessante que pudesse adquirir para complementar o seu uso do Stoq, e de quebra apoiar e promover o seu desenvolvimento e manutenção, este é o momento perfeito. Visite stoq.link para mais informações.

O Stoq foi construído com participação ativa de sua base de usuários; no Stoq.link os desenvolvedores gostariam de contar com seu feedback e apoio. O projeto está em fase final de implementação de emissão de NF-e e NFC-e, diretamente do Stoq, sem a necessidade de utilizar o emissor gratuito da Sefaz. Gostaria de fazer parte de um teste privado? Entre em contato para participar ou tirar quaisquer dúvidas!

Com informações de Async e Br-Linux.



Tags deste artigo: publicação código aberto software livre revista espírito livre revista opensource