Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

Tela cheia Sugerir um artigo
 Feed RSS

Comunidade da Revista Espírito Livre

20 de Junho de 2009, 0:00 , por Desconhecido - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.

A Revista Espírito Livre é uma iniciativa que reune colaboradores, técnicos, profissionais liberais, entusiastas, estudantes, empresário e funcionários públicos, e tem como objetivos estreitar os laços do software livre e outras iniciativas e vertentes sócio-culturais de cunho similar para com a sociedade de um modo geral, está com um novo projeto neste ano de 2009.

A Revista Espírito Livre visa ser uma publicação em formato digital, a ser distribuída em PDF, gratuita e com foco em tecnologia, mas sempre tendo como plano de fundo o software livre. A publicação já se encontra na terceira edição. A periodicidade da Revista Espírito Livre é mensal.


Lançado Ubuntu MATE 16.04 para Raspberry Pi 2 e Raspberry Pi 3

27 de Abril de 2016, 15:06, por Revista Espírito Livre - 0sem comentários ainda

ubuntu-mate-raspberry-pi

Martin Wimpress e Rohith Madhavan, desenvolvedores do Ubuntu Mate para Raspberry Pi, informam que o download do Ubuntu MATE 16.04 para Raspberry Pi 2 e Raspberry Pi 3 já está disponível.

A imagem exige um cartão SD de 8GB ou superior, preferencialmente um MicroSDHC classe 6 ou classe 10, para reduzir os gargalos.

A imagem é baseada no armhf e não no novo Snappy Core.

O anúncio de lançamento pode ser lido aqui.

Com informações de Ubuntu Mate.



XyBot, um bot XMPP que permite aos usuários interagirem com o Asterisk

27 de Abril de 2016, 14:58, por Revista Espírito Livre - 0sem comentários ainda

asterisk

O pessoal do Mundo Opensource criou o XyBot, um bot XMPP que conecta-se em uma sala de conferência (MUC) e permite aos usuários interagirem com o Asterisk. Você pode usá-lo para efetuar chamadas, enviar SMS ou até mesmo para entrar e sair de filas (estes são alguns dos plugins já disponíveis). De fato, você pode usá-lo para o que você quiser, pois o XyBot usa o sistema de plugins Yapsy do Python para prover uma estrutura de plugins, e isso torna simples a criação de novos recursos.

Além disso, o XyBot tem agentes de monitoramento que permitem aos SysAdmins monitorar os recursos de seus sistemas. Você irá encontrar alguns exemplos que monitoram o status de peers IAX e SIP, o status do processo Asterisk e o tempo médio de espera em uma fila. Esses agentes enviam mensagens quando algo inesperado acontece (ex: o processo do Asterisk para, o tempo médio de espera na fila excede os 30 segundos).

O projeto está disponível no GitHub e no repositório você irá encontrar mais documentação sobre o mesmo. Para testá-lo, basta acessar a sala de conferência site@conference.jabber.mundoopensource.com.br.

O desenvolvedor informa ainda que dúvidas, sugestões e comentários são bem vindos, bastando enviar um e-mail para mhterres at mundoopensource.com.br.

Com informações de Mundo Opensource.



Intel disponibiliza fontes do firmware da placa Arduino 101

27 de Abril de 2016, 14:51, por Revista Espírito Livre - 0sem comentários ainda

abx00005front-e1461226866918-48307

Agora você pode modificar o firmware do Arduino 101, usando como base o código-fonte original disponibilizado pela Intel.

O Arduino 101 é uma placa Arduino que inclui hardware Intel Curie e traz recursos adicionais como Bluetooth LE onboard e um acelerômetro de 6 eixos.

O código-fonte disponibilizado pela Intel corresponde ao RTOS e ao firmware que gerencia atualizações e o bootloader. Ele vem pronto para ser compilado em um host rodando Ubuntu de 64 bits, e vale alertar: se as suas alterações prejudicarem o funcionamento do bootloader, pode ser necessário o uso de hardware adicional para enviar à placa eventuais correções posteriores.

Com informações de Lwn.net e Br-Linux.



Conheça algumas alternativas para a nova loja de aplicativos do Ubuntu 16.04 LTS

27 de Abril de 2016, 14:42, por Revista Espírito Livre - 0sem comentários ainda

central-software-ubuntu

Com o recém lançado Ubuntu 16.04 LTS (Xenial Xerus) estreia a nova loja de aplicativos, o GNOME Software, que chega no sistema operacional da Canonical com o nome de Ubuntu Software. A ideia é substituir a antiga “Central de programas do Ubuntu” (Ubuntu Software Center) por uma aplicação mais leve, moderna e bonita. No entanto, ainda há muito trabalho a ser feito.

Entre os bugs da nova loja de aplicativos do Ubuntu que mais incomodam — ou pelo menos o mais perceptível — é a incapacidade de instalar novos programas .deb, o que é inaceitável, principalmente para um usuário iniciante, já que diversos programas tidos como essenciais não estão disponíveis no repositório padrão do sistema operacional, tendo que ser baixados a partir do site oficial do desenvolvedor. Para solucionar esse e outros problemas, separamos algumas alternativas para você.

A Central de programas do Ubuntu

Está é, sem sombra de dúvida, a primeira sugestão em mente. Apesar de não ser muito moderna e, em alguns casos, um tanto lenta, a Central de programas do Ubuntu ainda pode ser muito útil e completa, se comparada com o Ubuntu Software. Se você é um daqueles que está com saudade da aplicação, saiba que é possível instalá-la sem muitos problemas, bastando apenas pesquisar por Ubuntu Software Center na nova loja de plicativos.

Contudo, se você está contente com o Ubuntu Software, mas precisa apenas de uma aplicação para instalar novos programas .deb, o GDebi ou o Software Boutique, do famoso Ubuntu Mate, são uma boa pedida. Ambos podem ser instalados a partir da nova loja de aplicativos.

Para instalar um novo programa .deb com a sua aplicação preferida, clique com o botão direito do mouse em cima do pacote e, no menu de contexto, vá na opção Abrir com.

O infatigável Synaptic

Além de não poder instalar novos programas .deb, com o Ubuntu Software, os usuários também estão impossibilitados de adicionar ao sistema operacional bibliotecas e codecs multimídia, simplesmente porque a busca da nova loja de aplicativos do Ubuntu não exibe esses itens nos resultados. Outros softwares específicos também não são exibidos, como é o caso do KSnapshot, aplicação que utilizei para tirar prints dos programas para este artigo.

Nesses casos, uma boa alternativa ao Ubuntu Software, principalmente se você optar por aplicações leves como o GDebi, é o Synaptic, que também pode ser instalado a partir da nova loja de aplicativos. O programa é bastante conhecido por ser uma interface gráfica amigável para o apt-get, o gerenciador de pacotes do Ubuntu. Com ele, o usuário pode visualizar pacotes por tipo, estado, origem, resultados de busca e filtros, que podem ser criados e editados. Para cada tela de visualização, os pacotes podem ser ordenados por nome, versão, estado, entre outros dados.

O Synaptic também possui opções de busca por nome de pacote, descrição, versão, dependências, entre outros dados. A interface do programa ainda possibilita a visualização de informações e propriedades de cada pacote, suportando download da documentação completa através da internet.

Vale ressaltar que o Ubuntu Software ainda está dando os seus primeiros passos e, provavelmente, em breve a Canonical irá lançar uma atualização para corrigir alguns dos problemas que assombra a nova loja de aplicativos do Ubuntu. Mas, até lá, espero que essas dicas possam lhe ajudar em seu dia a dia. Qualquer dúvida, não deixe de comentar.

Com informações de LinuxBuzz.



Site emula PC DOS 5 e permite executar Wolfenstein 3D

27 de Abril de 2016, 14:32, por Revista Espírito Livre - 0sem comentários ainda

Wolfenstein-3D-600x375

Sempre que podemos mostramos por aqui alguns dos muitos emuladores de diferentes sistemas operacionais disponíveis na Internet. Agora, porém, apresentamos um interessante emulador de PC DOS 5 em um 286 IBM PC que os mais veteranos, com certeza, se lembrarão.

Basta acessar o link da ferramenta, esperar uns poucos segundos, para carregar tudo que for necessário para que o emulador funcione corretamente, logo em seguida já aparecerá aquela interface característica de DOS, simples assim!

Além de poder utilizar todos os comandos do PC DOS 5 (pode usar o comando help para ver todos os disponíveis), o emulador permite utilizar clássicos jogos como Wolfenstein 3D, Civilization ou a demo de Monkey Island. Para isso, é só utilizar os comandos indicados à direita do site. Por último, vale mencionar que podemos utilizar o emulador em tela cheia.

Sem dúvida, se trata de um projeto super interessante. E quem quiser, pode testar seu funcionamento aqui.

Vale ressaltar que o código fonte do projeto está disponível em GitHub.

Com informações de Wwwhat’s New.



Tags deste artigo: publicação código aberto software livre revista espírito livre revista opensource