Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

Tela cheia Sugerir um artigo
 Feed RSS

Comunidade da Revista Espírito Livre

20 de Junho de 2009, 0:00 , por Desconhecido - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.

A Revista Espírito Livre é uma iniciativa que reune colaboradores, técnicos, profissionais liberais, entusiastas, estudantes, empresário e funcionários públicos, e tem como objetivos estreitar os laços do software livre e outras iniciativas e vertentes sócio-culturais de cunho similar para com a sociedade de um modo geral, está com um novo projeto neste ano de 2009.

A Revista Espírito Livre visa ser uma publicação em formato digital, a ser distribuída em PDF, gratuita e com foco em tecnologia, mas sempre tendo como plano de fundo o software livre. A publicação já se encontra na terceira edição. A periodicidade da Revista Espírito Livre é mensal.


Como instalar o KDE 4.8 no Ubuntu 11.10

31 de Janeiro de 2012, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Por default, as novas versões do Ubuntu (e neste caso o Ubuntu 11.10) trazem a combinação dos ambientes Gnome e Unity. Porém, é possível instalar outros ambientes, como o LXDE ou IceWM, KDE e outros. A própria Canonical disponibiliza uma versão com o LXDE, chamada Lubuntu e o uma outra com o KDE, chamada Kubuntu. No caso deste último, caso você não queira baixá-lo para ter uma distro com o KDE rodando, é possível a instalar a versão mais recente do KDE, que foi lançada há poucos dias. Neste tutorial o KDE foi instalado em um Ubuntu 11.10 (Oneiric Ocelot).

Vamos lá:

Passo 1. Pressione as teclas “Ctrl + Alt + T” para abrir o “Terminal”;

Passo 2. No “Terminal”, entre com comando “sudo add-apt-repository ppa:kubuntu-ppa/backports” (sem aspas) para adicionar os repositórios do KDE ao Ubuntu;

Passo 3. Se necessário, insira sua senha de administrador do sistema e pressione “Enter”;

Passo 4. Agora, é possível instalar o KDE de várias formas. Você pode buscá-lo na “Central de programas do Ubuntu”, clicar aqui ou, no “Terminal, entrar com o comando “sudo apt-get install kubuntu-desktop” (sem aspas);

Passo 5. O download é grande e pode demorar algumas horas, dependendo da velocidade da sua conexão. Quando terminar, reinicie o computador;

Passo 6. Por fim, para iniciar o ambiente KDE, você precisa selecioná-lo na tela de login do sistema. Para isso, clique no botão logo ao lado do seu nome e marque a opção “Espaço de trabalho Plasma do KDE”;

Passo 7. Pronto! Digite sua senha e aguarde até que o KDE seja carregado.

Desinstalando

Passo 8. Para remover o KDE do seu Ubuntu, entre com os comandos abaixo no “Terminal”:

sudo apt-get install -y ppa-purge

sudo ppa-purge ppa:kubuntu-ppa/backports

sudo apt-get -f -y autoremove

Passo 9. Se sua senha for requisitada, digite-a e aguarde;

Passo 10. Se nada der errado, reinicie seu computador para concluir a desinstalação.

Via Techtudo e Softpedia



FLISOL 2012 - Indaiatuba

17 de Janeiro de 2012, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda


Tenho o prazer em anunciar que a Comunidade Linux Indaiatuba já está inscrita para o FLISOL 2012 que será realizado no dia 28 de Abril.

Também já estão abertas as inscrições para colaboradores e palestrantes através da página de cadastro da comunidade. Ao cadastrar-se informe qual o seu interesse (colaborador ou palestrante), no caso de palestrantes informe também o conteúdo das palestras. Todos os e-mails serão respondidos o mais breve possível.

Sobre o FLISOL

O Festival Latino-americano de Instalação de Software Livre (FLISOL) é o maior evento da América Latina que tem como seu principal objetivo divulgar o Software Livre, ensinando ao público em geral sua filosofia, alcance, progresso e desenvolvimento.

Para este efeito, o evento é realizado de forma simultânea e organizada. Durante a programação é instalado de forma gratuita e totalmente legal softwares livres e sistemas Linux nos computadores dos participantes. Além disso, em paralelo, são realizadas palestras, workshop sobre temas relacionados ao Software Livre em toda a gama de sua expressão: artística, acadêmica, empresarial e social.

Quem organiza ?

A Comunidade de Software Livre na América Latina , composto por indivíduos e grupos de vários tipos, com o apoio de outras entidades, principalmente educacionais, e alguns patrocinadores dos eventos em cada localidade.

A cidade de Indaiatuba participa pelo segundo ano do FLISOL, tendo como organizadores a Comunidade Linux Indaiatuba e a FATEC de Indaiatuba.

A quem se destina ?

O evento é destinado a todos os públicos : estudantes, acadêmicos, empresários, trabalhadores, funcionários públicos, entusiastas e até mesmo pessoas sem muito conhecimento de computação.

Quanto custa?

O evento é totalmente gratuito e livre.

Quais são os benefícios?

O participante terá a oportunidade de instalar software livre em seu computador, sistemas GNU/Linux, conhecer alternativas reais e seguras a outros modelos de desenvolvimento de software e distribuição, aprender sobre a filosofia GNU, a cultura e organização em torno dela, poderá encontrar uma solução alternativa de software livre para você, sua empresa, escola, faculdade ou até mesmo para o seu governo. Em resumo o participante vai aprender sobre uma nova cultura digital livre e moderna.

Como posso saber se minha cidade vai sediar o evento?

Acesse o link oficial do FLISOL e acompanhe a lista de todos os países e cidades inscritas conforme vão se cadastrando.

Mais informações sobre como participar ou organizar em sua cidade acesse FLISOL 2012.




Revista Espírito Livre adere ao #SOPABlackoutBR

17 de Janeiro de 2012, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda
Em adesão ao movimento #SOPABlackoutBR, o site da Revista Espírito Livre estará fora do ar, amanhã, das 08h às 20h. Diversos ativistas participam do protesto contra o projeto de lei
estadunidense, o SOPA, que ameaça a liberdade na internet sob o pretexto de combate à pirataria.

Sobre o SOPA Blackout Brasil

No dia 18/01/12 diversos sites, blogs e coletivos irão aderir ao #SOPABlackoutBR da forma que for possível. O ideal é que o site fique fora do ar por 12h (de 8h as 20h), para que as pessoas sintam realmente como seria terrível deixar de ter acesso ao site caso ele seja bloqueado pelo SOPA. O período de tempo e o fato de ficar totalmente fora do ar fica a critério de cada um.

Objetivo

Mostrar às autoridades Brasileiras e grandes grupos econômicos a posição da sociedade Brasileira em relação ao SOPA e demais práticas, normas, medidas judiciais e leis que ameaçam a liberdade na Internet, e aproveitar a oportunidade para expor as ameaças locais.

Por que aderir?

O SOPA apesar de ser um projeto de lei Americano, não afetará apenas os Estados Unidos, pois o país concentra quase todos os serviços e sites que utilizamos diariamente, e que podem ser afetados tais como Youtube, Facebook, WordPress, Google, Gmail, Twiiter, e muitos outros. Temos de lembrar também que muitos sites são hospedados nos EUA, mesmo sem ter TLD americano e outros fora dos EUA com TLD americano como (.com, .net, .org) em ambos os casos o site estará debaixo da legislação Americana.

SOPA também prevê instrumentos para bloquear os serviços de publicidade e pagamento online sob a jurisdição dos EUA, impactando qualquer site no mundo, apenas com base em uma denuncia de suspeita,e sem ordem judicial.

Os problemas não acabam por ai, o SOPA afetará profundamente a liberdade de expressão na Internet, todos os sites se verão obrigados a aplicar mecanismos de auto-censura, e filtrar toda atividade online de seus usuários para evitar serem bloqueados.

E junto com a lei Sinde na Espanha, Hadopi na França, o SOPA pode ser um terrivel instrumento de pressão para que demais países adotem legislações semelhantes. É importante lembrar que a Lei Sinde que aparentemente havia sido brecada por ativistas Espanhois, foi aprovada logo no inicio do novo mandato sob grande pressão Americana.

Como aderir

Qualquer forma de divulgação da ação é valida, estamos conectados em rede, qualquer pequeno esforço de cada um pode resultar em grandes impactos, veja algumas formas de agir.

Faça as pessoas entenderem o problema

Se cada um conseguir explicar para cinco pessoas os problemas envolvendo o SOPA e outros projetos de controle da rede, em pouco tempo teremos bastante gente engajada e informada. Falar sobre o assunto é muito importante, é um tema que afetará a todos nos e com esclarecimento e ação poderemos evita-los.

Divulgando a ação

Coloque em seu site um dos selos, se desejar crie um link para o Mega Não, ou para o post chamada no seu site.

Tirando seu site do ar

Se você possui um site com acesso via FTP, crie uma página index.html com sua mensagem de protesto contra o SOPA. caso não tenha idéia aponte seu site para algumas das páginas que estarão disponíveis no endereço http://ai5digital.com.br/ a partir de 15/01/12.

Tirando seu site parcialmente do ar

Se seu site estiver hospedado no WordPress ou Blogspot, é possível configurá-lo para apontar para uma página na home, crie esta página com a mensagem de protesto e deixe ela como a home do blog durante o dia da ação. Você também pode adotar a solução proposta pelo site “Direito de Ler

Twitter, Facebook, Orkut, Identica

Não poderemos parar de usar estas redes e ferramentas neste dia, pois eles serão muito úteis para disseminar a ação, não esqueca de usar sempre a tag #SOPAblackoutBR. Neste caso sugiro que troque seu avatar destas redes por um dos avatares da ação.

Quem esta apoiando

Quem vai participar

Além, dos apoiadores, estes sites também vão participar do Blackout

Estamos com um documento aberto para você colocar la os sites participantes, são muitos e logo apos o Blackout vamos lista-los aqui no Mega Não.

Saiba ainda quem mais vai participar no evento no Facebook.

Fonte: Mega Não


Lançada edição n.33 da Revista Espírito Livre!

16 de Janeiro de 2012, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda
Revista Espírito Livre - Ed. #033 - Dezembro 2011

Revista Espírito Livre - Ed. #033 - Dezembro 2011

Revista Espírito Livre - Ed. n #033 - Dezembro 2011
Revista Espírito Livre - Ed. n #033 - Dezembro 2011

Mais um ano termina. Desejos e expectativas nos movem em direção a novo ano. O ano de 2012 surge em meio a tempos nebulosos para certos assuntos ligados a tecnologia e software livre. Para muitos outros 2012 promete. Mas o que exatamente ele promete? Será que será o “Ano do GNU/Linux no desktop”? Para muitos, o ano do GNU/Linux no desktop já veio e já se foi. Afinal para muitos ele já ocupa lugar privilegiado no desktop. Outros esperam que ele fique ainda nais fácil e intuitivo. Cada um a seu tempo.

Em paralelo, convido os leitores a buscarem o manual de suas TVs. Neste fim de ano, muita gente adquiriu novos televisores, e vários modelos disponíveis no mercado “abrem” os populares tipos de arquivos que costumamos usar em nossos computadores: arquivos de áudio, foto e vídeo. O convite para verificarem os seus respectivos manuais tem um motivo simples, diga-se passagem, mas que merece ser mencionado: é bem provável que sua tv esteja equipada com software livre e você nem sabe. Então vale a pena dar uma olhada. Se já perdeu o manual, busque-o na web, isto não será uma tarefa difícil.

Esta dica sobre o “software” que roda em seu televisor serve inclusive para ser lançada diante dos incrédulos que insistem em dizer que software livre é coisa de amador. Talvez 2012 seja este, o ano do GNU/Linux no televisor, ou em outro dispositivo qualquer.

Quem sabe será o ano dos “embarcados”, ou ainda da telefonia móvel, movida a código aberto. E porque falo isso? Muitos já consideram que, usar o GNU/Linux no desktop está cada vez mais “mole”. O “tempo das complicações” já passou e quem teve que passar grande parte da instalação de sua distribuição preferida configurando todos os dispositivos “na unha” é que sabe… Diga-se de passagem, o Linux Mint que cumpre com respeito seu propósito de entregar ao usuário final uma distribuição bonita, bem polida, com visual profissional e acima de tudo, fácil. Clement Lefebvre, este é o cara que conseguiu entender isso e moldar uma solução que atendesse aos anseios do público leigo. Fica aí a dica.

Mas e 2012? Como será? O que este novo ano nos espera e o que podemos esperar dele? Vários de nossos colaboradores tem suas próprias opiniões a respeito e merecem total atenção pois nos apresentam o que pode ser, o futuro.

Além destes, algumas séries de artigos têm continuidade nesta edição, como é o caso da série sobre Java 7, Zabbix e Certificações LPI. Os colaboradores envolvidos enviaram com bastante primor seus materiais e a todos estes o nosso muito obrigado.

A edição especial do I Fórum da Revista Espírito Livre está a caminho e em breve estará disponível para download. Assim como mencionei na edição passada, já estão sendo estudadas alternativas para realizarmos o evento em outras localidades neste ano de 2012. Então, se tem interesse em levar o evento para sua cidade, entre em contato! Um dos objetivos do evento é justamente este: aproximar leitores dos redatores e colaboradores da Revista Espírito Livre.

Continuamos por aqui, agora adentrando em 2012. Com muitos desejos e expectativas.

Um forte abraço a todos vocês e nos vemos por aí.



Tags deste artigo: publicação código aberto software livre revista espírito livre revista opensource