Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

Tela cheia Sugerir um artigo
 Feed RSS

Comunidade da Revista Espírito Livre

20 de Junho de 2009, 0:00 , por Desconhecido - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.

A Revista Espírito Livre é uma iniciativa que reune colaboradores, técnicos, profissionais liberais, entusiastas, estudantes, empresário e funcionários públicos, e tem como objetivos estreitar os laços do software livre e outras iniciativas e vertentes sócio-culturais de cunho similar para com a sociedade de um modo geral, está com um novo projeto neste ano de 2009.

A Revista Espírito Livre visa ser uma publicação em formato digital, a ser distribuída em PDF, gratuita e com foco em tecnologia, mas sempre tendo como plano de fundo o software livre. A publicação já se encontra na terceira edição. A periodicidade da Revista Espírito Livre é mensal.


Guggenheim publica em seu site 1600 obras de 575 artistas

30 de Outubro de 2015, 10:00, por Revista Espírito Livre - 0sem comentários ainda

guggenheim

Toda vez que um museu dedica tempo e dinheiro para levar suas obras de arte a todo o mundo pela Internet, não podemos deixar de apoiar a iniciativa, por isso, procuramos sempre divulgar por aqui, e agora chegou a vez do guggenheim.org.

Foram escaneadas, digitalizadas e/ou fotografadas nada menos que 1600 obras de 575 artistas diferentes para completar sua seção “Collection Online”, com uma variedade de trabalhos que vão desde as pinturas do imortal Kandinsky a trabalhos de Miró ou Monet.

 

ada obra tem uma ampla descrição, tanto do trabalho em si como do artista responsável, assim como, uma imagem com uma resolução adequada para que todos possam desfrutar dos detalhes.

Comentam em openculture que este é o maior movimento realizado para divulgar sua coleção desde que se tornou pública, em 1937.

São muitas as coleções e museus que estão se aproximando, ainda timidamente, da Internet. Desde a visita Virtual ao Museo Smithsonian de História Natural, passando pelas mais de 400.000 imagens HD de obras de arte para baixar grátis do Metropolitan Museum of Art, entre outras, provando que a arte tem cada vez mais espaço na web, e isso é preciso ser registrado e divulgado para que esta iniciativa não pare por aí, muito pelo contrário, que seja a mais contagiosa possível.

Com informações GuggenheimOpenculture e Wwwhat’s New.



Conheça o site Epicantus, um banco de imagens com mais de 300 imagens HD gratuitas para projetos criativos

30 de Outubro de 2015, 10:00, por Revista Espírito Livre - 0sem comentários ainda

epicantus

Volta e meia mostramos por aqui muitas opções para encontrar imagens gratuitas para projetos pessoais, desde iniciativas de diferentes profissionais, bancos de imagens e/ou buscadores. Hoje mostraremos uma outra ótima opção a ser levada em conta para atualizar as fontes utilizadas em nossos blogs ou projetos, dessa vez, graças a uma iniciativa de Tumblr: Epicantus.

São fotografias HD compartilhada regularmente por Daria Nepriakhina, que sabe a importância de transmitir a mensagem correta com as imagens utilizadas em cada projeto.

São imagens dos mais variados temas, com especial atenção aos detalhes para transmitir diferentes conceitos e emoções. Embora não disponha de categorias para filtrar o conteúdo, é preciso, portanto, ir diretamente ao “Archive”.

Temos acesso a um preview das fotografias enviadas mensalmente e escolher as que se ajustarem à nossa busca. Podemos usar as etiquetas para saber em que local ou situação foi tirada a foto.

Por exemplo, encontraremos imagens de Barcelona, Sevilla, San Francisco, Paris, entre outras cidades. Paisagens, arquitetura, comida, tecnologia, são só alguns dos temas que podemos encontrar nesta coleção de fotografias.

Uma dica, para que não se perca as novas imagens que forem chegando constantemente, é seguir a página, quer dizer, quem tiver uma conta em Tumblr.

Com informações de Epicantus e Wwwhat’s New.



Maps.me torna-se opensource, uma grande notícia para o mundo dos mapas

30 de Outubro de 2015, 10:00, por Revista Espírito Livre - 0sem comentários ainda

maps-me

Maps.me é um projeto de mapas adquirido pela empresa russa Mail.ru em 2014, baseado em dados de OpenStreetMap. Agora anunciam na Global Mobile Internet Conference (GMIC), em San Francisco, que acabaram de liberar o código, ou seja, os desenvolvedores poderão usar sua tecnologia em seus aplicativos.

Entre outras funções, destacam a possibilidade de usar os mapas sem estar conectado a Internet, o que é extremamente importante para as organizações que trabalham em locais pouco mapeados e que sofrem constantemente com desastres naturais ou conflitos políticos.

Então, agora, sendo opensource, com licença Apache 2.0, será possível adaptar os mapas, inclusive, com fins comerciais, para mostrar a informação que se desejar, desde reservas de água em locais violentos, por exemplo, sempre com o acesso offline garantido.

Segundo comentam em TNW, além de permitir aos desenvolvedores integrar e modificar Maps.me, certamente, aumentará também a quantidade de pessoas que começarão a trabalhar como editores de OpenStreetMap, ajudando, assim, a que cada um incorpore os dados de sua região, ampliando a informação ali disponível.

Cresce, assim, uma das maiores e melhores plataformas de código aberto de mapas, criada com o esforço de milhares de pessoas de todo o mundo que colaboraram para torná-la a mais completa possível. Ainda não publicaram o código em seu site, porém, estaremos atentos.

Com informações de Maps.meThe Next Web e Wwwhat’s New.



Conheça o Grav, um CMS opensource moderno para criar sites

30 de Outubro de 2015, 10:00, por Revista Espírito Livre - 0sem comentários ainda

grav

Há vida além de WordPress. Os CMS existentes no mercado são variados, potentes, flexíveis… e é certo que o WordPress ocupa uma posição privilegiada, porém, nem por isso, podemos esquecer que existe uma ampla gama de sistemas de gestão de conteúdo, e que continuam trabalhando nesta categoria para criar produtos como o que mostraremos agora.

Se trata de Grav, CMS gratuito, de código aberto, focado em seu rendimento desde sua primeira linha de código.

Com código disponível no Github, e possibilidade de criar e instalar plugins, dispõe de temas, seção de administração com estatísticas, perfis de usuários, editor completo de texto, enfim, todas as funções necessárias para criar um site simples.

Grav é fácil de instalar, permite a edição de textos usando markdown, já inclui cache de conteúdo de forma nativa, pensado para que possa ser usado em vários idiomas, oferece um editor de imagens para poder recortar e dar efeitos… é uma fantástica opção que pode ser usada tanto para criar blogs como para fazer sites para nossa empresa ou produto.

Certamente, é preciso uma comunidade de desenvolvedores muito mais numerosa para poder fazer sombra a WordPress, porém, já é um começo.

Com informações de Grav e Wwwhat’s New.



Brasil ainda precisa passar por desafios na rede 4G antes de receber 5G

29 de Outubro de 2015, 18:59, por Revista Espírito Livre - 0sem comentários ainda

107879.178955-5g

O Brasil ainda precisa passar por desafios antes de adotar a tecnologia 5G no país, de acordo com José Otero, diretor da 4G Americas para a América Latina e o Caribe. Ele diz ainda que a nova tecnologia deve ser lançada comercialmente em 2020.

“A situação atual do espectro no Brasil em 2015 é similar àquela do Chile, México, Nicarágua e de outros países da América Latina. Para um mercado como o México falta o espectro para se desenvolver, por exemplo”, afirma Otero.

Contudo, o executivo acredita que a chegada da rede 5G trará o aumento do interesse das operadoras de telefonia móvel, melhorias na rede de dados móveis com emancipação dos sistemas eHealth, eGoverment e eLearning, além da sua utilização como principal meio de acesso à internet de alta velocidade.

A 4G Americas apontou ainda que o aumento das assinaturas da rede LTE vem sendo muito mais rápida do que os padrões 2G e 3G. “O crescimento das assinaturas de LTE têm sido muito mais rápido na América Latina, em comparação WCDMA e GSM.O Brasil já representa 50% das assinaturas do setor. Mas além do Brasil, a Argentina passa por um crescimento rápido do LTE”, comentou Otero durante o primeiro dia de abertura do evento Futurecom, que está acontecendo em São Paulo.

O consultor sênior da Frost & Sullivan, Ignacio Perrone, comentou no workshop da 4G Americas sobre o futuro das TICs nas regiões mais pobres da América Latina, como Cuba e Caribe. “Nós tratamos a América Latina como uma região homogênea, mas há muitas diferenças. No Caribe, por exemplo, a renda per capita é baixa, cada ilha é diferente”, pontua.

Com informações de Mobile Time e Canaltech.



Tags deste artigo: publicação código aberto software livre revista espírito livre revista opensource