Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

Tela cheia Sugerir um artigo
 Feed RSS

Comunidade da Revista Espírito Livre

20 de Junho de 2009, 0:00 , por Desconhecido - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.

A Revista Espírito Livre é uma iniciativa que reune colaboradores, técnicos, profissionais liberais, entusiastas, estudantes, empresário e funcionários públicos, e tem como objetivos estreitar os laços do software livre e outras iniciativas e vertentes sócio-culturais de cunho similar para com a sociedade de um modo geral, está com um novo projeto neste ano de 2009.

A Revista Espírito Livre visa ser uma publicação em formato digital, a ser distribuída em PDF, gratuita e com foco em tecnologia, mas sempre tendo como plano de fundo o software livre. A publicação já se encontra na terceira edição. A periodicidade da Revista Espírito Livre é mensal.


VIII EVIDOSOL e V CILTEC acontecerão nos dias 07 a 09 de junho de 2011 na Web

31 de Março de 2011, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

O VIII Encontro Virtual de Documentação em Software Livre (EVIDOSOL) e V Congresso Internacional de Linguagem e Tecnologia online (CILTEC-online), promovido com o apoio da FALE/UFMG, projeto Texto Livre e colaboradores, convida a todos para para mais uma reunião em torno do eixo temático “Linguagem e Tecnologia”, a ocorrer de 07 a 09 de junho de 2011.

 

Além das conferências e mesas redondas já confirmadas, o evento selecionará propostas para serem apresentadas no IRC (chat) ou em Fóruns, cujas inscrições podem ser feitas de acordo com este calendário:

Submissão de propostas: de 28 de março a 24 de abril

Inscrição como ouvinte: de 28 de março a 07 de junho

As propostas, em português, espanhol ou inglês, deverão se adequar às seguintes trilhas ou linhas: Linguagem e Tecnologia, Produção Textual no Computador, Divulgação de Software Livre, Documentação em Software Livre, Hipertexto, Jornalismo na Internet, Blogs e Wikis, Ensino na Internet, Comunidades Virtuais, Inclusão Digital e Cultura Livre.

Inscrições tanto para submissão de propostas quanto para "ouvintes" podem ser feitas no mesmo sistema, pelo link "inscrição". Maiores detalhes estão disponíveis no site oficial do evento: http://gkosmos.com/evidosol/

Obs.: não é cobrada taxa de inscrição e todos os participantes terão direito a certificados.

Atenciosamente,
Organização do Evidosol/Ciltec-online
http://gkosmos.com/evidosol/
evidosol@gmail.com



Open Document Format - ODF 1.2 está concluído !

29 de Março de 2011, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Logo_odf

No último sábado foi anunciada oficialmente a aprovação da versão 1.2 do ODF (OpenDocument Format) pelo OASIS ODF TC, comitê internacional que desenvolve o padrão ODF. A próxima etapa é a aprovação da versão 1.2 pelo OASIS, votação que deverá ser iniciada nos próximos dias.

Pelos processos do OASIS, uma especificação primeiro deve ser aprovada pelo comitê que a produziu para que possa posteriormente ser votada por todo o OASIS. Além da especificação aprovada, é necessário ainda que se tenha ao menos 3 declarações de empresas de que o padrão está sendo utilizado por elas de forma interoperável. Até o presente momento, contamos com declarações da IBM, Oracle, KDE e Novell.

As principais novidades em relação a versões anteriores do padrão estão relacionadas ao suporte à assinaturas digitais, web semântica e finalmente um padrão para armazenamento de fórmulas em planilhas (OpenFormula).

Este anúncio marca o término do ciclo de desenvolvimento do ODF 1.2 pelo ODF TC, depois de 4 anos de trabalhos. Eu participei de 3 destes 4 anos e gostaria de compartilhar aqui com vocês algumas das lições que aprendi.

Jomar160x120odf

A primeira delas, é que participar do desenvolvimento de uma especificação como o ODF, que será utilizada por milhões de pessoas em todo o mundo para o armazenamento de suas informações é algo extremamente gratificante, mas é também uma imensa responsabilidade.

Para mim o grande desafio colocado aos desenvolvedores é o balanceamento adequado entre a necessidade de especificar da melhor forma possível os elementos da norma, sem que isto impacte na capacidade de inovação da indústria.

Qualquer restrição adicional colocada na especificação pode ter como impacto uma restrição no momento da sua implementação, o que significa neste caso que restrições em excesso podem acabar engessando as possibilidades de utilização de documentos eletrônicos.

Por este motivo, muitas vezes somos obrigados a colocar uma recomendação onde o mais adequado poderia ser uma obrigação, e entender os impactos disso dá bastante trabalho e normalmente gera muita discussão dentro do comitê, e discutimos até que se tenha consenso sobre a decisão tomada. Por isso mesmo é importante que existam dentro dos comitês não apenas representantes de empresas de software, mas também representantes de usuários dos softwares, pois são estes os que sofrerão as consequências de um “deve” mal colocado.

O segundo grande desafio que enfrentei é a falta de suporte às minhas atividades de desenvolvimento da especificação. Acredito que parte disso seja culpa da minha teimosia por insistir em continuar um trabalho que infelizmente não é NADA valorizado em nosso país.

Podem entender isso como um desabafo pessoal, mas ‘tapinha nas costas’ não paga as contas e infelizmente as empresas brasileiras ainda não entenderam que para ter lugar no mercado global não basta ser um bom usuário de padrões, mas ser um bom desenvolvedor de padrões.

Como sou teimoso, passei por momentos extremamente complicados na minha vida pessoal (e financeira) durante os últimos anos e não foram poucas as vezes em que tive vontade de jogar a toalha e ser mais um sentado no sofá reclamando de como o império domina a colônia.

O que me motivou a continuar foi a receptividade e o respeito que sempre tive dentro do comitê do ODF, que me mostrou que de fato o Brasil e os profissionais brasileiros têm muitas portas abertas e oportunidades no mundo da tecnologia e o que falta mesmo é força de vontade para encarar o desafio e seguir em frente. Não existe empresa no mundo que invista de verdade aqui sem que sejamos capazes de mostrar a eles que temos competência e que podemos de verdade participar do desenvolvimento de tecnologia. Fiz a minha parte e posso dizer que a sensação de dever comprido paga tudo.

Gostaria ainda de lembrar-lhes que por mais que tenhamos feito muito e avançado com a TI em nosso país, com raríssimas exceções, ainda somos uma nação de usuários e não importa aqui se o produto em questão é livre ou proprietário… nossa posição cômoda de usar e reclamar é que nos faz ficar estagnados onde estamos (e sim, estamos estagnados) e mudar este quadro não depende apenas de política, interesse comercial e financiamento. Depende de atitude de pessoas como você e eu, e se você quer mesmo mudar isso: mexa-se !

Pretendo continuar trabalhando no comitê do ODF, e pretendo também continuar o trabalho dentro da ISO, onde participo do grupo de trabalho que trata da adoção do ODF na ISO (depois de aprovado pelo OASIS, o ODF 1.2 deverá ser enviado à ISO). A teimosia é forte por aqui, e gostaria de ver mais teimosos ao meu lado neste trabalho.

Entendo também que a conclusão do ODF 1.2 pelo OASIS encerra um ciclo profissional em minha carreira e em minha vida pessoal e por isso mesmo eu gostaria de agradecer a todos aqueles que me ajudaram nestes anos de batalha. Agradeço por tudo, principalmente pelos ‘tapinhas nas costas’ que inúmeras vezes foram responsáveis por me fazer seguir em frente :)

Gostaria de deixar um agradecimento especial àqueles que me deram a oportunidade de trabalhar com o ODF ainda lá em 2007, e outro aos que têm me apoiado durante os últimos doze meses. Vocês sabem quem são e agradeço de verdade por tudo o que fizeram e por tudo o que tentaram fazer por mim.

Não posso deixar de agradecer aqui também a um grupo especial de brasileiros teimosos que insistem como eu em continuar trabalhando no SC34 da ISO. Só nós sabemos o que passamos e quanto nos custou o trabalho que fizemos até hoje. Com vocês ao meu lado, qualquer batalha é “vencível”.

Para finalizar, gostaria de deixar aqui a frase que tem me motivado a seguir em frente quando as coisas ficam ruins de verdade:

“Seja a mudança que você quer ver no mundo.” Gandhi

Version in English

Versión en Español

* fonte: blog de Jomar Silva



José Alencar morre em São Paulo aos 79 anos

29 de Março de 2011, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Depois de lutar por mais de 13 anos contra o câncer, o ex-vice-presidente da República José Alencar morreu na tarde desta terça-feira (29), aos 79 anos, em São Paulo. A informação foi confirmada pela equipe médica.

Nesse período ele foi submetido a 17 cirurgias, perdeu um rim, dois terços do estômago e partes dos intestinos delgado e grosso. Alencar era casado com Mariza Campos Gomes da Silva, pai de três filhos --Josué Christiano, Maria da Graça e Patrícia -- e avô de cinco netos (em 2001 ele passou a responder a um processo de reconhecimento de paternidade ajuizado por Rosemary de Moraes).

http://www.depositonaweb.com.br/wp-content/uploads/2009/07/jose-alencar.jpg

O quadro clínico do empresário que ajudou a eleger Lula em 2002 e em 2006 piorou três dias antes do último Natal, quando foi internado com urgência após uma nova hemorragia abdominal provocada pelo tumor no intestino. Os médicos contiveram o sangramento, mas não puderam retirar os tecidos comprometidos pela doença, impedindo o político mineiro de se despedir do cargo em Brasília e de participar da posse da presidente Dilma Rousseff.

De dezembro até os primeiros meses de 2011, o ex-vice voltou a ser internado diversas vezes, sempre em situação muito grave (veja histórico abaixo). Cirurgias foram descartadas nas últimas internações devido ao estado delicado de sua saúde.

Em novembro de 2009, Alencar garantiu que se a saúde permitisse seria candidato ao Senado. No início do ano passado, cogitou tentar o governo de Minas Gerais. Porém, em abril, afirmou que não disputaria cargos por estar em tratamento de quimioterapia contra o câncer.

"Decidi não me candidatar a nada. Vou cumprir o meu mandato até o último dia, se Deus quiser, e descer a rampa da mesma forma que subi. Subi a rampa com ele [Lula], vou descer com ele. Ele também não se afastou, vamos juntos", disse na ocasião. Proibido pelos médicos, ficou no hospital enquanto Dilma e seu sucessor, Michel Temer, recebiam o cargo no Palácio do Planalto.

Histórico

Os problemas do ex-vice-presidente com o câncer começaram em 1997, quando descobriu dois pequenos tumores malignos no rim direito e no estômago. Na ocasião, Alencar foi operado no mesmo dia.

Submeteu-se a duas cirurgias --em 2000 e 2002-- para tratar de um câncer da próstata. Em 2006, foi a vez de um tumor retroperitonial (atrás da membrana serosa que recobre as paredes do abdome e a superfície dos órgãos digestivos).

Em outubro de 2007 Alencar foi operado novamente do tumor no retroperitônio. Numa revisão da cirurgia em 20 de dezembro, foi detectado um "ponto minúsculo" na mesma região, e os médicos decidiram fazer sessões de quimioterapia para combatê-lo.

Entre 12 e 19 de janeiro de 2008, ficou internado no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, por conta de uma infecção decorrente da quimioterapia. Recebeu alta aparentando fragilidade, mas com otimismo. Na ocasião, disse que queria almoçar em uma churrascaria.

Depois disso, voltou a ser hospitalizado outras vezes para ser submetido a tratamentos de quimioterapia. No dia 26 de julho de 2008, Alencar admitiu em uma entrevista coletiva que estava novamente com câncer. Ele disse a jornalistas, em Brasília, que exames de rotina feitos em São Paulo mostraram "uma recorrência".

Rezem por mim, o negócio está feio

Alencar, em 6 de janeiro de 2008

Na ocasião, ele descartou a possibilidade de se afastar temporariamente da Vice-Presidência da República.

Em janeiro de 2009, enfrentou cerca de 17 horas de operação para a retirada de nove tumores na região abdominal. Na mesma cirurgia, os médicos retiraram parte do intestino delgado, outra do intestino grosso e uma porção do ureter, canal que liga o rim à bexiga. Alencar ficou internado 22 dias após a operação.

Já em maio do mesmo ano, novos exames apontaram o retorno de tumores malignos em "alguns pontos da cavidade abdominal". Mas, no final de outubro de 2009, Alencar disse que o último exame realizado mostrava uma "redução substancial" dos tumores.

No início de julho de 2010, Alencar deu entrada no hospital Sírio-Libanês para uma sessão de quimioterapia, mas apresentou uma crise de hipertensão e foi internado em seguida. Após três dias, foi diagnosticada uma isquemia (deficiência na irrigação sanguínea) cardíaca, o que estava provocando uma irrigação insuficiente em uma das paredes laterais de seu coração.

Por isso, foi feita a colocação do stent (dispositivo para dilatar vasos sanguíneos) no coração. Na ocasião, ele também passou por um cateterismo (exame para verificar as condições de vasos sanguíneos).

Em setembro, o vice-presidente voltou a ser internado para tratar um edema agudo de pulmão. Já no final de outubro, Alencar foi internado com um quadro de suboclusão intestinal.

No começo de novembro, sofreu um infarto agudo do miocárdio e foi submetido a um novo cateterismo. No dia 27 de novembro, Alencar foi operado para desobstruir o intestino. A cirurgia durou cinco horas e resultou na extração de dois nódulos e 20 centímetros de seu intestino delgado. No final do procedimento, ele sofreu uma arritmia cardíaca, que foi revertida.

No meio de dezembro, Alencar deixou o hospital após passar 25 dias se recuperando da cirurgia e submetendo-se a sessões de hemodiálise, por conta do comprometimento das funções renais. Em 22 de dezembro, porém, voltou ao hospital, de onde só recebeu alta no dia 26 de janeiro.

Alencar voltou a ser internado às pressas no dia 9 de fevereiro devido a uma perfuração intestinal. Ele deixou a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no dia 15 de fevereiro e recebeu alta médica 34 dias depois. No dia 28 de março retornou ao hospital em situação considerada crítica e foi internado novamente na UTI.

Biografia

Filho de um pequeno comerciante de um vilarejo mineiro, José Alencar Gomes da Silva começou a trabalhar cedo e deixou a família quando tinha 14 anos para empregar-se numa loja na sede do município de Muriaé (MG).

Em 1947, atrás de um emprego melhor, mudou-se para Caratinga, cidade em que conheceu Mariza, com quem se casou. Aos 18 anos, foi emancipado pelo pai (na época, a maioridade civil ocorria aos 21 anos) e, com apoio financeiro de um irmão, abriu uma loja na cidade.

Você não sabe o que é a morte, então você não tem de ter medo da morte. Você tem de ter medo é da desonra, dela você tem de ter medo, isso mata você."

Alencar, em 30 de dezembro de 2007

Hoje, a Coteminas S.A., controlada pela família de Alencar, é a maior empresa do setor têxtil do país e um dos mais importantes grupos econômicos do Brasil.

Alencar causou surpresa, à esquerda e à direita, ao aceitar a posição de vice na vitoriosa chapa de Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência da República, na campanha de 2002. Quatros anos depois, foi reeleito vice-presidente.

Em julho de 2010, um juiz da comarca de Caratinga (MG), declarou José Alencar oficialmente pai de Rosemary de Morais, que passou a assinar Gomes da Silva. A sentença faz parte de uma ação de reconhecimento de paternidade ajuizada em 2001.

Leia mais no UOL .....

Leia sobre a vida de José Alencar no Wikipédia ...

* fonte: UOL



Revista Espírito Livre e SESI/SENAI CIVIT promovem o Dia da Liberdade dos Documentos

26 de Março de 2011, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

A Revista Espírito Livre, em parceria com o SESI/SENAI CIVIT, irá realizar e sediar o evento Document Freedom Day (ou Dia da Liberdade dos Documentos) – DFD , que é um dia internacional para Libertação de Documentos, com ações de base no sentido de promover Formatos de Documento Livres (ODF) e Padrões Abertos em geral.

O Document Freedom Day, é um evento Complementar para o Software Freedom Day, que têm por objetivo formar equipes locais em todo o mundo, que organizam eventos na última quarta-feira de março. Este é o quarto ano que o Document Freedom Day acontecerá, e teremos a oportunidade de realizá-lo na Unidade SESI/SENAI CIVIT este ano, no dia 30/03/2011 – Quarta Feira, das 8h as 17h.

O primeiro Document Freedom Day (DFD) aconteceu no dia 26 de março de 2008 e foi apoiado por mais de 200 organizações e empresas de vários países, incluindo a Free Software Foundation Europe, ODF Alliance, OpenForum Europa, IBM, Red Hat e Sun Microsystems, Inc.

Segue programação das palestras:

Matutino
08:00 – 09:00: Documentos abertos para a produção editorial – João Fernando C. Jr.
09:00 – 09:20: Intervalo
09:20 – 10:20: Os perigos dos padrões fechados – Franzvitor Fiorin
10:00 – 11:20: Segurança em documentos abertos: portabilidade e estabelecimento de padrões – Willian
Stauffer

Vespertino
13:30 – 14:30: Documentos abertos para a produção editorial – João Fernando C. Jr.
14:30 – 14:50: Intervalo
14:50 – 15:50: Segurança em documentos abertos: portabilidade e estabelecimento de padrões – Willian
Stauffer
15:50 – 16:50: Os perigos dos padrões fechados – Franzvitor Fiorin

Pela manhã, serão oferecidas 74 vagas e a tarde 54 vagas para o público externo. O público externo deverá confirmar presença através do seguinte e-mail: nit.civit@findes.org.br.



dia 30 de março é o Document Freedom Day 2011

25 de Março de 2011, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Dia 30 de março é o Document Freedom Day 2011, Dia Mundial da Liberdade dos Documentos.

Esse evento acontecerá em todo o mundo, muitas comunidades locais estarão promovendo o DFD.

Teremos também uma conversa com Furusho sobre ODF e o Document Freedom Day 2011, 30 Março - 21:00h. Participe no Twitcam

Vitorio Furusho Live Stream by vfurusho

Evento poderá ser acompanhado nos locais abaixo e pelo streaming livre do Serpro: http://assiste.serpro.gov.br/dfd/

  • Rio de Janeiro - Lapa Auditório - Rua Teixeira de Freitas, n° 31 - Lapa - Rio de Janeiro - RJ - CEP: 20021-350

  • Rio de Janeiro - Horto Auditório - Rua Pacheco Leão, 1.235 Fundos - Jardim Botânico - Rio de Janeiro - RJ CEP: 22460-905

  • Brasilia - Sede Auditório - SGAN Quadra 601 Módulo V - Brasília - DF - CEP: 70836-900

  • Brasília - Regional Auditório - SGAN Av.L-2 Norte Quadra 601 – Módulo G - Brasília - DF - CEP: 70830-900

  • Belo Horizonte - Auditório - Av. José Cândido da Silveira, 1.200 Cidade Nova - Belo Horizonte - MG - CEP: 31035-536

  • Fortaleza - Auditório - Av. Pontes Vieira, 832 São João do Tauapé - Fortaleza – CEARÁ - CEP: 60130-240

  • Belém - Auditório - Av. Perimetral da Ciência, 2.010 Terra Firme - Belém - PARÁ - CEP: 66077-830

  • São Paulo - Luz Sala de Videoconferência - Sala T4 - Rua Plínio Ramos, 99 - Luz - São Paulo - (SP) - CEP: 01027-010

  • São Paulo - Socorro Auditório - Rua Olívia Guedes Penteado, 941 - Socorro - São Paulo - (SP) - CEP: 04766-900

  • Salvador - Auditório Subsolo - Av. Luiz Vianna Filho, 2.355 Paralela - Salvador - BA - CEP: 41130-530

  • Porto Alegre - Auditório - Av. Augusto de Carvalho, 1.133 Praia de Belas - Porto Alegre - RS - CEP: 90010-390

  • Curitiba - Auditório - Rua Carlos Pioli, 133 Bom Retiro - Curitiba - PR - CEP: 80520-170

  • Recife - Auditório - Av. Parnamirim, 295 Parnamirim - Recife - PE - CEP: 52060-901

Document Freedom Day na cidade Serra - Espirito Santo Brazil

  • Local: Unidade SESI/SENAI CIVIT - Serra/ES

  • Horário: 08:00h às 17:00h

  • Organização: Iniciativa Espírito Livre e SENAI

Campinas - São Paulo

  • Local: Centro de Computação da Universidade Estadual de Campinas (CCUEC)
  • Horário: 13:00h às 17:00h
  • Palestrantes: João S. O. Bueno e Rubens Queiroz de Almeida
  • Organização: Associação Python Brasil
  • Coordinador: João Sebastião de Oliveira Bueno
Realização do DFD 2011 em todo o mundo, veja os locais, clique aqui ....

Document Freedom Day



Tags deste artigo: publicação código aberto software livre revista espírito livre revista opensource