Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

Logotipo

Twitter_logo_s

Facebook-32x32Flickr-32x32Youtube-32x32

pm@paulomarcos.com | msg: 74.9110 4596
Jornalismo no Rádio, TV e Internet

http://www.dotpod.com.ar/wp-content/uploads/2008/06/sonico-logo.jpg

 

 

http://static.wix.com/media/1ff96be45122890f6b04ceeaa7dbd2d3.wix_mp

PM no Twitter

getaddrinfo: Name or service not known

Este perfil não tem posição geográfica registrada.

Paulo Marcos

Paulo Marcos
Pintadas - Bahia - Brasil
Tela cheia
 Feed RSS

Paulo Marcos no Rádio, TV e Internet

27 de Maio de 2009, 0:00 , por Desconhecido - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Paulo Marcos, radiojornalista formado em Rádio e TV pela UNEB. Especialista em rádio, TV e comunicação digital junto a jovens e lideranças do movimento social. Coordenador da Rádio Barreiros/ADASB. É empreendedor individual e através da produtora NaCangaia presta serviços nas áreas de vídeo, fotografias e radiojornalismo.

25 de setembro: O dia dedicado ao rádio

25 de Setembro de 2009, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

No dia 25 de setembro, data do nascimento de Roquete Pinto - o "Pai do Rádio Brasileiro" -, comemora-se o Dia do Rádio. Em 1923, Roquete fundou a primeira emissora do país, a Rádio Sociedade do Rio de Janeiro. Era uma fase experimental do veículo, sem grandes avanços tecnológicos.

A primeira transmissão radiofônica em terras brasileiras, no entanto, já havia ocorrido no ano anterior, mais precisamente em 7 de setembro de 1922, na comemoração do centenário da independência brasileira. Na ocasião, uma estação de rádio foi instalada no Corcovado, no Rio de Janeiro, para a veiculação de músicas e do discurso do então presidente Epitácio Pessoa.

De lá para cá, muita coisa mudou: das interferências e ruídos dos primeiros aparelhos de rádio (pesados, enormes e à válvula) aos pequenos, leves e modernos rádios de transistores. A década de 1950 foi marcada pela consolidação do veículo como meio de comunicação. Em 1968, surgiram as primeiras emissoras de freqüência modulada (FM).

O inventor do rádio foi o italiano Guglielmo Marconi, que criou o seu "telégrafo sem fio", um modelo inicial que se desenvolveu até o sistema que conhecemos hoje. Em 1896, Marconi demonstrou a eficiência de seu aparelho numa transmissão na Inglaterra, do terraço do English Telegraphy Office para a colina de Salisbury. Ganhou do governo da Itália uma patente pela sua criação.

A história também cogita que um padre brasileiro, Roberto Landell de Moura, tivesse sido o inventor do rádio. Em 1894, Roberto havia desenvolvido aparelho semelhante e efetuado a emissão e recepção de sinais a uma distância de oito quilômetros, do bairro de Santana para os altos da avenida Paulista, em São Paulo.

Fanáticos religiosos, contudo, cientes de que o padre brasileiro tinha pactos com o demônio, destruíram seu aparelho e suas anotações, o que atrasou o reconhecimento de sua criação pelas autoridades científicas. Só em 1900 Roberto conseguiu fazer uma demonstração pública de seu invento.

Foto: Comunicador Neto Santos da Rádio Barreiros FM

Fonte: Editora Ática



Professor da Universidade de Brasília deixa Lula todo enfiado

24 de Setembro de 2009, 0:00, por Desconhecido - 66 comentários

O pesquisador da Universidade de Brasília e coordenador do curso de Relações Internacionais do Centro Universitário Uni Euro, Lúcio de Brito Castelo Branco, disse o que pensa e o que o governo nenhum quer ouvir.

O sete de setembro da Radiobras deve ter sido muito ruím.

Você concorda com oque disse o professor?

Comente!



Livro mostrará o lado de dentro do rádio na Região Sisaleira

22 de Setembro de 2009, 0:00, por Desconhecido - 33 comentários

O estudante Paulo Marcos é o responsável pela pesquisa que irá mostrar as histórias de vida e experiências de radiojornalistas de nove emissoras

Pmetoni
Tony Sampaio entrevista Paulo Marcos na Rádio Valente FM (2005)

O Projeto de Pesquisa “Os radiojornalistas da Região Sisaleira da Bahia” pretende produzir um livro-reportagem sobre como funciona a produção do noticiário radiofônico de nove emissoras de rádio da região a partir das histórias de vida e experiências dos seus profissionais. A iniciativa do estudante Paulo Marcos dos Santos é o trabalho de conclusão do Curso de Rádio e TV da Universidade Estadual da Bahia (UNEB), desenvolvido em Conceição do Coité, e deverá ficar pronto até dezembro deste ano.

O livro avaliará através da atuação e experiência dos profissionais se o radiojornalismo da região possui características que o diferencie da atividade de produção e divulgação de notícias radiofônicas. A ideia também é conhecer os radiojornalistas das principais emissoras de rádio da região,
a relação dos comunicadores com a direção das emissoras e identificar as principais fontes e critérios noticiosos.

Para Paulo Marcos o fundamental é que “este estudo sobre a atuação dos profissionais desta área poderá contribuir também com a formação de novos radialistas servindo de fonte de pesquisas e para a comunidade como meio de entender o outro lado do rádio, que é a produção”, enfatiza. O estudante informou também que irá observar como se dá o cumprimento da legislação e dos tratados como Código de Ética e Manual do Radialista dentro dos programas produzidos e/ou apresentados pelos entrevistados.

Vil01Experiência - Com 17 anos de radiojornalismo Vilmara de Assis não abre mão do trabalho coletivo no rádio. "Eu não mim adaptei ao estilo de fazer jornalismo em Serrinha, antes eu fazia tudo em equipe e com reportagens bem elaborada e lá é muito comentário", conta ela.

Depois de uma longa caminhada na Rádio Sisal AM de Conceição do Coité a radialista foi demitida e até hoje não recebeu nenhuma explicação. Foi contratada pela Rádio Regional AM de Serrinha onde apresenta um programa de entretenimento dedicado ao público feminino. Vilmara é uma das entrevistadas da pesquisa e afirma que “é um trabalho muito importante e que poderá mostrar a função do rádio no desenvolvimento da região”, acredita.

 

 



Baianos na Europa: Del Feliz, J. Veloso, Carla Visi, dentre outros

21 de Setembro de 2009, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Lavagem de la Madeleine: Batuque, fé e alegria nas ruas da Cidade Luz

Telma Alvarenga | Redação CORREIO

A colunista do CORREIO, Telma Alvarenga, traz com exclusividade na edição desta quarta-feira (16), informações a Lavagem de la Madeleine, em Paris: 

Depois da Lavagem de Nova York chegou a hora de os baianos encherem de ginga e alegria as ruas de Paris. Este ano, a famosa Lavagem de la Madeleine vai ser domingo, dia 27. Dois dias antes, como parte da programação, J. Velloso e Carla Visi cantam juntos no Belleviloise.


J. Velloso será um dos seguidores o cortejo

Outra atração musical da festa é o cantor Del Feliz, que fará show numa casa noturna, dia 23, e se juntará ao coro de artistas baianos na lavagem das escadarias da Igreja de Madeleine. O cantor e compositor J. Velloso também seguirá o cortejo, que sai da Bolsa de Valores em direção ao templo, passando pelas principais ruas do centro de Paris.

A festa, com baianas, batucada e trio elétrico, atrai milhares de pessoas. “Vejo franceses nas janelas chorando de emoção”, diz J. Velloso. A lavagem é um exemplo da força do sincretismo religioso na Bahia. Um pai-de-santo do terreiro Ilê Axé Öju Onirê e um padre da igreja francesa participam da cerimônia. “Mostramos, na maior vitrine do mundo, que, mais que tolerância, temos admiração pelo diferente”, diz.

Del Feliz lancará novo CD em mais dois países da Europa

 

A agenda de Del envolve outras 3 apresentações na Suíça e Itália entre os dias 22 e 27 de setembro, além de mais um show em Paris, dia 28.09. Na oportunidade, Del Feliz estará lançando seu novo CD "TRIBUTO A ACCIOLY NETO".

Em novembro, acontecerá o lançamento oficial do CD, em Salvador, no Cais Dourado.

Música: Algosão Doce de Accioly Neto



Onça ex-ídolo do Flamengo luta contra o Mal de Alzheimer

16 de Setembro de 2009, 0:00, por Desconhecido - 22 comentários

Mário Felipe está com a saúde debilitada, como a doença é progressiva vem se agravando a cada dia.

O ex jogador e treinador de futebol Mário Felipe Pedreira, 66 anos, casado, pai de seis filhos e oito netos, conhecidíssimo no meio futebolístico por Onça, natural de Santa Luz, Região Sisaleira da Bahia, depois de brilhar em clubes como Flamengo (RJ), Sport (PE), Bahia, Fluminense de Feira (BA) e no Sergipe (SE) em 1978 quando encerrou o futebol e começou a carreira de treinador onde conquistou títulos, vive momentos dificeis na sua vida. Desolado e abatido em consequência do Mal de Alzheimer, o ex - atleta precisou deixar Santaluz onde mora com irmãos para ser internado em uma casa de atendimento filantrópico em Salvador a cerca de 30 dias.

A realidade de Onça não é muito diferente de outros ídolos que padecem no sofrimento de isolo e falta de reconhecimento no "fim da vida", ele que sem dúvida foi o maior nome da região do sisal no futebol brasileiro, hoje está no anonimato e vivendo esta difícil situação.

História contada pelo irmão Flaviano Augusto Pedreira - a equipe do Calila Noticias foi recebida na residência da família onde foi levantada um pouco da longa história de glorias e também tristeza do ex-atleta.

CN - por que Onça?

Flaviano - Ele havia saído no inicio da década de 60 para estudar em Salvador no Colégio Marista, e lá colocaram apelido nele porque nosso pai comprou um short para ele com aquela estampa que parece o pelo de onça.

CN - Como surgiu no futebol?

Flaviano - Nessa mesma época houve um torneio de futebol e ele se destacou, e lá, pôde ser observado pelo professor Cavalcante de Brito fanático pelo Galícia o convidou para fazer testes no clube, ai teve inicio sua vida no futebol, como atleta do Fluminense de Feira de 1963 até 1965 quando foi para o Sport Recife, retornou para a Bahia em 1966 quando acertou com o Bahia, clube que defendeu por dois anos, depois retornou ao Flu de Feira em 1968 e naquela ocasião o Flamengo veio a Feira de Santana numa quarta-feira para inaugurar os refletores do Jóia da Princesa. No jogo, Onça fez uma marcação impecável ao atacante do Flamengo que era um dos maiores do futebol brasileiro. No mesmo dia recebeu o convite e viajou para a Gávea no dia seguinte, estreou logo que chegou e teve a felicidade de marcar um gol "do meio da rua".

Ele foi cogitado inclusive para a seleção brasileira naquela época. Tinha muita moral que chegava até escalar o companheiro de zaga para atuar ao lado dele. Ficou três anos no Flamengo (1968 a 1971) em 1972 foi para o Sport Recife onde ficou por três anos, depois o Sergipe onde foi bi- campeão como jogador e encerrou o futebol. O Flamengo fez o jogo de despedida do atleta e venceu por 3 a1. Onça iniciou ainda no Sergipe a função de treinador onde sagrou-se campeão em 1980.

No Mengo foram 164 partidas, campeão em um quadrangular em Marrocos: 1968, Taça Guanabara: 1970 Torneio Internacional de Verão: 1970 e Torneio do Povo: 1972

Antes de chegar ao Flamengo, no Fluminense de Feira deu ao Touro do Sertão o então inédito título baiano. No time de Feira de Santana, Onça jogou ao lado de Mundinho, pai do zagueiro Júnior Baiano.

Mario Felipe teve passagens como treinador pela seleção de Serrinha bi-campeã do Intermunicipal, trabalhou para que Cruzeiro de Cruz das Almas e Juazeiro subissem para a 1ª divisão do baianão, treinou as seleções de Coité, Itapetinga, Tucano e a própria Santaluz.

CN - A fama do jogador que marcou Pelé

Flaviano - marcar Pelé não era uma missão fácil, jogador observado no mundo inteiro toda a imprensa acompanhava para destacar seus gols e suas jogadas, o que podia ser esperado era que os zagueiros patinassem em seus dribles, mas parece-me que nos jogos que ele enfrentou o rei do futebol, acabou se saindo bem e a mesma imprensa que ia ver Pelé via onça no seu encalço.

CN - Confronto nos gramados amizade a parte

Falviano - Realmente, meu irmão fez amizade com Pelé e foi muito útil quase três décadas depois. Já na condição de ministro do Esporte, Onça fez parte de uma comissão que foi até Brasília onde conseguiu recursos para a construção do novo estádio de Santaluz, praça esportiva que recebeu o nome de Mário Felipe Pedreira Onça, mas teve que ser mudado por causa de uma lei que não permite que pessoas vivas possam ser homenageadas em bens públicos.


CN - E a doença quando surgiu?

Flaviano - a cerca de dez anos, assim que ele deixou de ser treinador. Apesar desse problema que lhe acomete, ele vive uma vida saudável no que diz respeito ao hábito alimentar. Mas o Mal de Alzheimer é muito traiçoeiro, às vezes está calmo, outras vezes fica agressivo, perde a memória e chega a não conhecer as pessoas, mesmo alguns membros da família, e quando perde a memória sai pelas ruas sem rumo. Em casa às vezes recorda o passado e conta sua passagem no futebol com muita alegria.

O Calila Noticias aproveita para agradecer ao ser Flaviano, 68 anos, que pôde passar essas informações que com certeza toda região sisaleira de modo especial aos amantes do futebol, gostaria de saber a respeito de sua vida e com certeza estão torcendo por melhoras.

O que é Alzheimer?

A doença de Alzheimer é a mais freqüente forma de demência entre idosos. É caracterizada por um progressivo e irreversível declínio em certas funções intelectuais: memória, orientação no tempo e no espaço, pensamento abstrato, aprendizado, incapacidade de realizar cálculos simples, distúrbios da linguagem, da comunicação e da capacidade de realizar as tarefas cotidianas. Outros sintomas incluem, mudança da personalidade e da capacidade de julgamento.

É uma enfermidade progressiva e os sintomas agravam-se à medida que o tempo passa. Mas é também uma doença cujos sintomas, sua gravidade e velocidade variam de pessoa para pessoa.

Os sintomas mais comuns são :

- perda de memória, confusão e desorientação.

- ansiedade, agitação, ilusão, desconfiança.

- alteração da personalidade e do senso crítico.

- dificuldades com as atividades da vida diária como alimentar-se e banhar-se.

- dificuldade em reconhecer familiares e amigos.

- dificuldade em tomar decisões.

- perder-se em ambientes conhecidos.

- alucinações, inapetência, perda de peso, incontinência urinária e fecal.

- dificuldades com a fala e a comunicação.

- movimentos e fala repetitiva.

- distúrbios do sono.

- problemas com ações rotineiras.

- dependência progressiva.

- Vagância

Por: Raimundo Mascarenhas || Calila Notícias

 



Opinião - "Sujeira para todo lado" - O caso da professora "toda enfiada"

16 de Setembro de 2009, 0:00, por Desconhecido - 33 comentários

"SUJEIRA PRA TODO LADO"*

.As labaredas não me fazem ter dúvidas, a Inquisição persiste. Talvez os mais apressados pensem ser esta uma defesa da rebolativa professora que subiu ao palco para dançar uma das mais recentes pérolas da música baiana, mas não o é.

O que para mim é tão revoltante, óbvio ululante em neons que piscam pela noite de breu, é que a incoerência, a parcialidade e as cegueiras do conhecimento (como diria Morin) continuem perenes História adentro.

Ícone da Educação, a atitude da professora não é condizente com a sua condição magnânima na sociedade, qual seja, educar, dar exemplos! Pena que o seu papel não seja tão importante quando se trata da sua remuneração, por exemplo.

A incapacidade humana de analisar o todo e não apenas as partes é absurda, quando não entendiante, como na mínima possibilidade de debater coisas deste tipo, no caso “a vergonhosa atitude da professora”, com aquela calcinha “toda enfiada”.

A cena é patética por si só.

O que me atrai deveras é entender por que diabos uma música como essa existe? O que me atrai mais ainda é entender por que diabos II esta música toca na rádio, dentro dos carros e casas, EDUCANDO, enquanto uma professora é punida por fazer o que todo mundo ouve impassível, ou mesmo aos requebros?

O que me atrai neste caso é compreender por que uma professora é demitida, enquanto Sarney “todo enfiado” na presidência do Senado não é retirado, por deixar “toda enfiada” a folha de pagamento da importante instituição do Legislativo, com seus parentes?

Enfim, talvez o fato de ser "fêmea" evoque a Eva primordial que toda mulher encerra, e mereça ser punida por fazer do seu glúteo a maçã que corrompe. Talvez, por ser professora, mereça ser punida para parecer que alguém se preocupa realmente com a Educação neste país.

A minha impotência se da aí, quando ao invés de colocarmos o todo em debate, sucumbimos aos sintomas de uma sociedade que insiste em se fazer pequena e alienada.
. Bom seria se o problema do Brasil se resumisse a coreografias vulgares em cima dos palcos, mas a verdadeira e pior vulgaridade, que faz do nosso lindo país um dos mais desiguais do mundo, costuma acontecer entre quatro paredes, em escritórios e gabinetes de gente com trajes compostos, de corte fino e moral acima de qualquer suspeita.

Mas, entre quatro paredes pode.

 

* Profa. Daiane Oliveira Graduada em História pela UNEB Professora da Rede Estadual de Ensino da Bahia Professora do Colégio Marista Patamare

 



Bahia convoca etapa estadual da Confecom e institui Comissão Organizadora

16 de Setembro de 2009, 0:00, por Desconhecido - 55 comentários
Por Caio Bruno , CNPC

O governo da Bahia também convoca de uma só vez a etapa estadual da I Confecom e institui a Comissão Organizadora Estadual - COE. Publicado no dia 14 no diário oficial do estado, o decreto de Nº 11.705 de 14 de Setembro de 2009 convoca a etapa estadual da conferência de comunicação, que tem como data prevista para sua realização nos dias 24 e 25 de novembro, na cidade de Salvador.

Já o decreto de Nº 11.704 de 14 de Setembro de 2009 instituiu a comissão organizadora estadual, que contará com 18 representantes, divididos em 6 titulares para o Poder Público, 6 para a sociedade civil e mais 6 representantes do segmento empresarial de comunicação no âmbito estadual. A comissão tem com papel fundamental organizar e aprovar o regimento interno e a etapa estadual.

O estado da Bahia foi o primeiro a realizar uma conferência de comunicação com a participação da sociedade civil no país. Agora, essa nova etapa estadual vem para acrescentar o debate acerca da democratização da comunicação no estado, e para que os baianos possam fazer suas contribuições para as politicas públicas de comunicação no Brasil.

DECRETO Nº 11.705 DE 14 DE SETEMBRO DE 2009

Convoca a Etapa Estadual da 1ª Conferência Nacional de Comunicação Social.

O GOVERNADOR DO ESTADO DA BAHIA, no uso de suas atribuições,

D E C R E T A

Art. 1º - Fica convocada a Etapa Estadual da 1ª Conferência Nacional de Comunicação Social, a ser coordenada pela Assessoria Geral de Comunicação Social - AGECOM.

Art. 2º - A Etapa Estadual é parte integrante e eletiva da 1ª Conferência Nacional de Comunicação, e será realizada na Cidade do Salvador, nos dias 24 e 25 de outubro de 2009.

Art. 3º - A Etapa Estadual, em conformidade com o Regimento Interno da 1ª Conferência Nacional de Comunicação - CONFECOM, terá como tema “Comunicação: meios para construção de direitos e de cidadania na era digital”.

Parágrafo único – A organização e o funcionamento da Etapa Estadual serão disciplinadas no seu Regimento Interno, o qual ainda disporá sobre o processo de escolha de seus delegados e estará em total conformidade com o estabelecido pelo Decreto Federal de 16 de abril de 2009, pelo Regimento Interno e pelas demais normas da 1ª Conferência Nacional de Comunicação.

Art. 4º - As despesas com a realização da Etapa Estadual correrão à conta de recursos do Estado da Bahia.

Art. 5º - Este Decreto entrará em vigor na data de sua publicação.

PALÁCIO DO GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA, em 14 de setembro de 2009.

JAQUES WAGNER

Governador

Eva Maria Cella Dal Chiavon

Secretária da Casa Civil

DECRETO Nº 11.704 DE 14 DE SETEMBRO DE 2009

Cria a Comissão Organizadora da Etapa Estadual da 1ª Conferência Nacional de Comunicação – CONFECOM.

O GOVERNADOR DO ESTADO DA BAHIA, no uso das atribuições, e considerando a Portaria Ministerial nº 667, de 2 de setembro de 2009, do Ministério das Comunicações,

DECRETA

Art. 1º - Fica instituída a Comissão Organizadora da Etapa Estadual da 1ª Conferência Nacional de Comunicação – CONFECOM com a finalidade de eleger os delegados representantes do Estado da Bahia para a Conferência Nacional, sistematizar os debates e contribuições e formular proposta de políticas nacionais de comunicação social, conforme definido no Regimento Interno da 1ª Conferência Nacional de Comunicação.

Art. 2º - A Comissão Organizadora, com 18 (dezoito) membros titulares e igual número de suplentes, nomeados pelo Secretário da Casa Civil, terá a seguinte composição:

I - 06 (seis) representantes titulares do Poder Público estadual, sendo 02 (dois) da Assessoria Geral de Comunicação Social - AGECOM;

II - 06 (seis) representantes titulares da sociedade civil;

III – 06 (seis) representantes da sociedade civil do segmento empresarial de Comunicação no âmbito estadual.

§ 1º - A coordenação do Grupo será realizada pela Assessoria Geral de Comunicação Social.

§ 2º - A participação dos membros na Comissão Organizadora não será remunerada e seu exercício considerado de relevante interesse público.

Art. 3º - Competirá à Comissão Organizadora:

I - realizar a Etapa Estadual da 1ª Conferência Nacional de Comunicação;

II - discutir e aprovar o Regimento Interno;

III - contribuir para a mobilização e divulgação das discussões com a sociedade;

IV - sistematizar o resultado dos trabalhos desenvolvidos na preparação e acompanhamento da Conferência;

V - produzir um relatório final de atividades a ser encaminhado, até 10 (dez) dias após a realização da Etapa Estadual, à Comissão Organizadora da 1ª Conferência Nacional de Comunicação – CONFECOM, para formulação do caderno de propostas.

Parágrafo único - O Secretário da Casa Civil fará publicar, no Diário Oficial do Estado da Bahia, o Regimento Interno da Etapa Estadual.

Art. 4º - A Comissão Organizadora será extinta após a realização da 1ª Conferência Nacional de Comunicação.

Art. 5º - Este Decreto entrará em vigor na data de sua publicação.

PALÁCIO DO GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA, em 14 de setembro de 2009.

JAQUES WAGNER

Governador

Eva Maria Cella Dal Chiavon

Secretária da Casa Civil



Ouvidoria Itinerante debate atuação do Estado na região do Semiárido e Sisal

16 de Setembro de 2009, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Para debater com a sociedade alternativas para melhorar o atendimento ao cidadão e o funcionamento dos órgãos públicos estaduais, a Ouvidoria Geral do Estado da Bahia tem promovido audiências públicas nos Territórios de Identidade, através do projeto Ouvidoria Itinerante.

No dia 16 de setembro, das 8h às 12h, a quinta audiência será realizada na Câmara de Vereadores de Ribeira do Pombal. O evento irá reunir representantes do Território do Semárido II, formado pelos municípios de Adustina, Antas, Banzaê, Cícero Dantas, Cipó, Coronel João Sá, Euclides da Cunha, Fátima, Heliópolis, Jeremoabo, Nova Soure, Novo Triunfo, Paripiranga, Pedro Alexandre, Ribeira do Amparo, Ribeira do Pombal, Santa Brígida e Sítio do Quinto.

Já no dia 17 de setembro, das 8h às 12h, no auditório do Campus XI da UNEB (Serrinha), acontecerá a sexta edição do projeto Ouvidoria Itinerante no Território do Sisal, cujo municípios são: Araci, Barrocas, Biritinga, Candeal, Cansanção, Conceição do Coité, Ichu, Itiúba, Lamarão, Monte Santo, Nordestina, Queimadas, Quijingue, Retirolândia, Santaluz, São Domingos, Serrinha, Teofilândia, Tucano e Valente.

Jones Carvalho, Ouvidor Geral do Estado, destaca que a audiência é um momento ímpar para a sociedade apresentar suas demandas ao Governo do Estado. “É fundamental a presença dos representantes da sociedade civil, autoridades e movimentos sociais para realizarmos um debate amplo sobre a atuação do Estado na região”.

De acordo com o ouvidor Geral, todas as manifestações realizadas durante o evento terão respostas individuais. As demandas serão convertidas em relatórios gerenciais e encaminhadas ao governador Jaques Wagner e para as respectivas Secretarias citadas.

Do blogue: http://audienciasoge.wordpress.com



Informativo semanal da rede da Secretaria de Cultura da Bahia

16 de Setembro de 2009, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda
Informativo semanal da rede da Secretaria de Cultura da Bahia. Ano III
Nº 127 - 14/09/2009
Caso não consiga visualizar este e-mail clique aqui

“De um Mundo ao Outro – Pierre Verger nos anos 30” é o nome da exposição que retrata momento de transição pessoal e profissional do fotógrafo francês que viveu na Bahia. A mostra, que tem apoio do Fundo de Cultura, fica em cartaz de 16 de setembro a 18 de outubro no Palacete das Artes Rodin Bahia e na Aliança Francesa.

Todas as tribos nas ladeiras do Pelô

Música, teatro, intervenções urbanas: programação Tô no Pelô começa nesta semana e vai até março de 2010 ,  com investimento de R$2,4 milhões. Nomes como Armandinho, Arrigo Barnabé, Lanny Gordin e Jards Macalé estão na programação.

Vitória da Conquista vai receber Mostra de Cinema

Com sessões no Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima e em praças públicas da cidade, a mostra exibirá 15 longas-metragens (cinco internacionais e dez nacionais), além de 28 curtas-metragens e 12 vídeos baianos, num total de 55 produções audiovisuais. Saiba mais no Blog da Cultura.

Pierre Verger nos anos 30 no Palacete das Artes – Rodin Bahia
A mostra reúne cerca de 180 fotos do artista apresentando uma fase pouco conhecida da sua carreira. Abertura será dia 15.

Hoje (14) é o último dia para ver montagem baiana da ópera La Traviata,  no TCA
A obra de Verdi ganha montagem baiana, com mais de 150 artistas e solistas nacionais convidados. Patrocínio do Fundo de Cultura

Seminário em Comemoração ao Bicentenário de Louis Braille
Realizado pela Fundação Pedro Calmon ,  o evento promove debates e reflexões sobre a importância da escrita tátil

Fundo de Cultura apóia participação de bandas baianas no "Dia de Brasil" na Espanha
Artistas participaram de dois eventos na Europa após serem contemplados pela chamada pública para intercâmbio. Inscrições continuam abertas para viagens a serem realizadas em dezembro
Setembro tem programação cultural na Biblioteca Pública
Exposições, oficinas, performances, exibição de vídeos e muitas outras atividades na Biblioteca Central

Bahia investe R$ 53,5 milhões em requalificação da Feira de São Joaquim e revitalização do Centro Histórico
As obras de requalificação serão iniciadas atendendo reivindicação de quatro décadas dos feirantes. As áreas de Aquidabã à Baixa dos Sapateiros serão as primeiras beneficiadas no Centro Histórico.

Mês de leitura e diversão no Domingo na Praça
Oficinas, recitais de poesias e narrativas de histórias vão entreter crianças, jovens e adultos em três praças de Salvador

Editais de ‘Patrimônio Cultural’ do IPAC apóiam 22 projetos
A iniciativa integra a ‘Política Estadual de Patrimônio’ do IPAC,   que coordena investimentos de R$ 2 milhões em editais e R$ 50 milhões em obras de restauração em Salvador e interior do Estado
Mãe Stella recebe da Uneb o título Doutor Honoris Causa
Título foi concedido à líder religiosa que há mais de 70 anos se dedica à preservação da cultura africana
Biblioteca Juracy Magalhães Jr. levará atividades culturais para escolas de Itaparica
Os estudantes terão oportunidade de aprender mais sobre os aspectos históricos, geográficos, políticos e culturais da França
Curso gratuito reúne especialistas em cultura em Salvador
Políticas e Gestão Culturais é o tema do curso que abordará  as diversas demandas culturais e seus novos desafios
Conexões Latino Americanas
I Plataforma Internacional de Dança da Bahia e o 8º Encontro da Rede Sul Americana de Dança reúnem artistas de diversos países durante uma semana em Salvador
Videoconferência no dia 17 apresenta regimento da II Conferência Nacional de Cultura
Gestores municipais e estaduais de Cultura, artistas, produtores, Pontos de Cultura e demais interessados podem participar
Primavera da Inclusão nas bibliotecas públicas
Neste mês as bibliotecas públicas do Estado terão programação especial para as pessoas especiais. Palestras e oficinas integram a programação
Vozes contrárias à Revolução de 30
O jurista, político e escritor Nestor Duarte Guimarães participa desta edição do curso Conversando com Sua História para falar sobre um dos mais importantes movimentos políticos do Brasil
CUCA de Feira de Santana inscreve para workshop
O Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca) inscreve, até hoje (14), para o workshop “Entre Percursos e Circuitos - Manobras da Arte”. A atividade faz parte do programa Rumos Itaú Cultural Artes Visuais.

I Festival de Teatro do Subúrbio segue até dia 20
O Centro Cultural Plataforma abre espaço para 300 artistas de 12 grupos envolvidos em espetáculos, palestras e oficinas. Festival tem apoio do Fundo de Cultura

Sociedade Phylarmônica Lyra Popular de Lençóis realiza ensaios
Comunidade da Chapada Diamantina pode conferir as apresentações de teatro e atrações  musicais no ritmo do frevo, de marchinhas, e do samba-reggae

Últimos dias da exposição sobre ‘Anistia’ no Forte de Santo Antônio
Fatos marcantes da história brasileira no período da ditadura, como o fechamento do Congresso Nacional, são contados nos diversos painéis da exposição ‘Direito à Memória e á Verdade’

Vaqueiros do Sertão Nordestino em fotografias e vídeo
Neste mês a biblioteca abriga uma exposição e exibe documentário em homenagem a uma das principais profissões do Nordeste. Cada andar da biblioteca ainda terá uma mostra diferente

Museu Tempostal conta parte significativa da história baiana
Cultura, hábitos, credos e arquitetura da Bahia através de uma narrativa histórica é a proposta de três exposições em cartaz no Museu Tempostal - Pelourinho

"Meu Nome é Brasil" em cartaz no Pelourinho
Primeira produção do Dùdú Odara – Grupo de Teatro Negro, a peça fica em cartaz no mês de setembro Teatro SESC-SENAC, no Largo do Pelourinho

Amêsa, da obra do Angolano José Mena Abrantes
O espetáculo conta a história de uma angolana que narra as lembranças de uma Angola marcada pela dor da guerra

Antônio Cedraz lança livro “1.000 Tiras em Quadrinhos” na Bienal do Rio de Janeiro
A obra reúne uma coletânea da tira de maior sucesso do cartunista em mais de 200 páginas

Jorge de Souza Araújo lança livro sobre romance baiano no século XX no stand da Bahia
Passando por grandes autores baianos como Jorge Amado e João Ubaldo Ribeiro, o autor faz um passeio pelas produções literárias do século passado

Poeta premiado lança livro e faz panorama da poesia contemporânea na Bahia
José Inácio Vieira Melo lançou livro com 81 poemas, sendo mais da metade inéditos

Cineasta baiano pioneiro tem biografia lançada na Bienal do Livro do Rio
Na comemoração dos 50 anos do primeiro longa-metragem feito na Bahia, o diretor Roberto Pires tem sua vida contada em livro

Vencedor do prêmio Jabuti lança livro no estande de autores baianos na Bienal
O historiador João José Reis traça na obra um complexo mapa das relações sociais do Brasil do século XIX

Edital Microprojetos Culturais inscreve até dia 30.09
Inscrições prorrogadas para o edital dirigido à região do semiárido baiano. Serão 281 municípios contemplados com editais em artes visuais, artes cênicas, música, literatura, audiovisual, dentre outras áreas.
Banda Simples Rap'ortagem reabre edital de seleção para nova vocalista
Mulheres de todo estado que gostem de rap e tenham afinidade com a temática racial e de gênero tem a oportunidade de integrar o grupo. Inscrições até 19.09.
Secult tem inscrições abertas para projetos de Intercâmbio e Residência Artística
Foram disponibilizados R$ 150 mil para apoio a artistas, técnicos e estudiosos que têm projetos de residência artística para serem utilizados em 2009 e janeiro de 2010
Secult e Funceb abrem Edital de convocação para a gestão do Neojibá
Concorrência pública, no dia 21, selecionará entidade para desenvolver e gerenciar o Núcleo de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia
Fundação Cultural Palmares lança edital para projetos de promoção da cultura negra
A proposta é promover a lei nº 10.639/03, que torna obrigatório o ensino sobre História e Cultura afro-brasileira. Serão contemplados 15 projetos. As inscrições ficam abertas até hoje
Inscrições abertas para o Programa Rede Nacional Funarte Artes Visuais 2009
Podem ser inscritos projetos de artistas, agentes culturais e instituições públicas ou privadas, com ou sem fins lucrativos, com orçamentos de até R$ 25 mil. Até 16.10
Coreógrafo do Congo procura artistas baianos para espetáculo Atores e dançarinos interessados em participar da coreografia Parlement Debout têm até o dia 15.09 para se inscrever na seleção
Inscrições abertas  para Residência Artística MoKs até dia 15 São oferecidas  vagas nas áreas de dança, desenho e pintura, filme, literatura, multimeios, música, fotografia, escultura e teatro.
Oportunidade de intercâmbio para teatro, música, arte e video performance Dois Dois festivais estão com inscrições abertas até 21 para artistas, designers e arquitetos. Em um dos eventos a premiação chega a € 20.000

Cultura Nordestina

O blog reúne conteúdos das diversas manifestações culturais do Nordeste brasileiro. Cordéis, cantigas, ditados populares, cantigas de São João, simpatias e bandas de pífanos, em textos e vídeos.

http://culturanordestina.blogspot.com/

Mande seus comentários e sugestões para plug@cultura.ba.gov.br.


Áudio: Wagner afirma que crime organizado está sendo combatido

15 de Setembro de 2009, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

"A partir de sexta-feira (11), as coisas começaram a voltar à normalidade". A declaração sobre o combate ao crime organizado na Bahia foi feita pelo governador Jaques Wagner, durante o programa Conversa com o Governador desta semana, produzido pela Assessoria Geral de Comunicação do Governo do Estado (Agecom).

O governador lembrou que 28 infratores foram presos e 20 armas acabaram apreendidas. Estamos devolvendo à nossa capital a tranqüilidade necessária. Essa é uma luta prolongada, mas nós vencemos essa primeira batalha.

Para Wagner, o trabalho mais importante é o policiamento ostensivo e a inteligência.

"Transferimos 14 marginais chefes da quadrilha de primeiro e segundo escalões, depois fizemos outras movimentações e, evidentemente, que o sigilo nessa hora é fundamental", comentou.

Sociedade precisa participar do combate ao crime organizado

"Essa batalha não é apenas um caso de polícia. A guerra contra o crime organizado passa também, no conceito moderno, pela inclusão social, particularmente da nossa juventude", refletiu. Para Wagner, também são aliados essenciais: a sociedade, a família, a escola, o trabalho, a igreja, o templo, entre outras instituições.

O governador agradeceu a participação da população através do Disque-Denúncia, pelo telefone 3235-0000. Ele lembrou que o número preserva o sigilo da informação e da pessoa que colaborar.

"Para fazer o trabalho preventivo contra o crime, é importante receber uma informação segura de uma movimentação diferenciada de uma rua, de um bairro, de qualquer ponto da cidade. E essa ajuda eu quero pedir e estimular que a população continue a fazer cada vez mais", solicitou.

O governador reforçou que o combate ao crime também passa pelo fortalecimento das políticas de inclusão social, citando como exemplo programas de educação profissional e geração de emprego. Wagner lembrou que a Bahia ficou no segundo lugar nacional na criação de novos postos de trabalho no mês de julho, atrás apenas de São Paulo.

"Não há uma saída simples e rápida para a questão da segurança. É assim no mundo inteiro. É um trabalho continuado de inteligência, repressão e de inclusão social. E é isso que nós estamos fazendo, desde o primeiro dia de governo, melhorando a qualidade da nossa polícia e incluindo socialmente a nossa juventude", finalizou.

O programa Conversa com o Governador é produzido pela Assessoria Geral de Comunicação Social do Governo da Bahia (Agecom) e disponibilizado na página http://www.comunicacao.ba.gov.br/conversa e no telefone gratuito 0800-071-7328, além de ser reproduzido pela rádio Calila News e outros veículos de comunicação.

 



Tags deste artigo: bahia artes bacia do jacuípe cultura radialista rádio tv esportes