Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

Escola Auto-didata

Flash backs

Tela cheia
 Feed RSS

Caixa Preta

27 de Maio de 2009, 0:00 , por Desconhecido - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.

Educação popular de mãos dadas como movimento software livre

16 de Agosto de 2015, 20:39, por Alissa Gottfried - 0sem comentários ainda

Manefasto Dadaesmo pela Escola Expandida 2.0. Afinal, do que se trata? Escute a entrevista e entenda o assunto!

A educadora popular Alissa Gottfried está sempre atrás de uma brecha para hackear o sistema. Por isso, aliar o software livre às suas práticas de ensino e aprendizagem acabou sendo algo natural. Fundadora da editora coletiva EcoaEcoa, Alissa desenvolve ações de arte e literatura com jovens da periferia. "Não tem como usar windows trabalhando com estes temas. É uma questão de coerência". 

Na tarde desta segunda-feira (3) Alissa esteve no estúdio da Rádio Software Livre na 60ª Feira do Livro de Porto Alegre para falar sobre suas atividades e projetos. Durante a entrevista, a educadora falou sobre o  conceito de escola 2.0, o trabalho colaborativo com a molecada e sobre o seu não-livro, entre diversos outros assuntos.

Durante o bate-papo, Alissa também detalhou os passos que seguiu até criar a EcoaEcoa. "Depois de alguns anos de oficinas literárias com as crianças, inclusive analfabetas, surgiu a necessidade de termos uma editora para publicar livros de maneira prática e totalmente artesanal", contou.

SAIBA mais sobre a experiência da EcoaEcoa escutando a entrevista completa: 

http://softwarelivre.org/radio/sl/educacao-popular-de-maos-dadas-como-movimento-software-livre



A PLACA É A MÃE MAS QUEM COMANDA SOMOS NÓS - MiMoSA Grio no Radar/TVE

30 de Maio de 2014, 8:51, por Alissa Gottfried



Como fazer um projetor com celular

30 de Outubro de 2013, 23:09, por Alissa Gottfried



REALIDADE DIMINUÍDA - Residência da Ecoaecoa no Projeto de Curadoria EME

21 de Agosto de 2013, 10:18, por Alissa Gottfried

EME >> 2010 from Silvia Leal on Vimeo.

 

EME, Experimental Mobile Studio is an integrated mobile residence unit of research of art, science and technology with a focus on environment/ecology and sustainability. In 2010 Silvia Leal was commissioned by Conexão Artes Visuais (MinC, Funarte, Petrobras) to produce the second edition of the project.

More info: emedata.blogspot.com

 

 Mapa:

http:/fronteirasimaginarias.org/node/88/


Biografia da MiMoSA Grio Dona Tela

5 de Agosto de 2013, 0:00, por Alissa Gottfried

 

 

 

2011

Retorna de uma participação no projeto Proteje na comunidade das Guajuvira em Canoas para ser filmada no fisl 12

 

 

 

2010

Participa do Encontro de Educação Popular e Filosofia Software livre no fisl 11 e depois se muda para a Comunidade do Arvoredo

 

2009

Nascimento durante o fisl 10 no Pontinho de Cultura Curiosaidade - Odomodê

 

 RPG Comunativo no Pontinho onde nasceu a MiMoSA Grio

 



O que nos espera no futuro é a simplicidade

5 de Agosto de 2013, 0:00, por Alissa Gottfried



Ecoaecoa no Conexões Globais 2013 por TVE

5 de Agosto de 2013, 0:00, por Alissa Gottfried

http://www.conexoesglobais.com.br/agenda/14h-as-18h-publique-seu-livreto-livre/

http://culturadigital.br/cacosemecos/



EcoLógica

13 de Agosto de 2012, 0:00, por Desconhecido



Ecoaecoa no Conexões Globais 2.0

13 de Agosto de 2012, 0:00, por Desconhecido






TVE Popular: O QUE É METAEDUCAÇÃO?

18 de Julho de 2011, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

MetaEducação é uma palavra com um significado em processo gerador de diálogos mas o vídeo abaixo foi, é e também será a MetaEducação:



Manifesto da MetaEducação por Zé do Rio no fisl 12

18 de Julho de 2011, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda


 



:: Leia sobre o contexto em que esse manifesto é feito no relato da rede MetaReciclagem:
http://rede.metareciclagem.org/blogs/felipefonseca


:: Buscando a "Praxis" em uma notícia da MiMoSA:
http://camboimeducadores.wordpress.com/2011/07/08/mimosa-midia-movel-sa/


:: Documentação do fisl 12 pelo Coletivo Ecoaecoa:
https://picasaweb.google.com/liberteaescola/Fisl12IIEncontroDeEducacaoPopularEMetaeducacaoComAMiMoSA



RPG Comunativo

24 de Maio de 2011, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

  • Rpgcomunativo

http://rpgcomunativo.pontaodaeco.org/



Realidade Diminuída

24 de Maio de 2011, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Projeto de arte crítica e educação popular/ambiental:

Realidade Diminuída

clique na imagem abaixo:

Realidade Diminuída é um processo artístico educativo que foi iniciado em setembro de 2010

por Alissa Gottfried  em parceria com Editora Educadora Ecoaecoa (Felipe Nunes e Elisa Gottfried), Pontão da Eco (Tainá Vital e coletivo i-Motirô (Adriano Belisário),

no maior Lixão da América Latina localizado na comunidade Esqueleto do bairro Jardim Gramacho na cidade Duque de Caxias/RJ,

 

como primeira residência artística do projeto de curadoria de Silvia Leal: EME >> Estúdio Móvel Experimental

contemplado no edital Conexões Artes Visuais 2010 - FUNARTE/Petrobrás.

E está sendo mapeado na imagem acima (clique para ver) no site fronteirasimaginarias.org do projeto FIC – Fronteiras Imaginárias Culturais que é um projeto do Edital TUXAUA aprovado pelo Coletivo i-Motirô

Este processo criativo que foi realizado com 15 crianças filhos/filhas de recicladores do Lixão Gramacho envolve propostas artísticas de produção literária e alfabetização criativa (baseada no método Paulo Freire) com dois jogos:

Dada Outra Poesia e RPG Comunativo

desenvovidos por Alissa Gottfried e Felipe Nunes.

Essas produções levam a um tagueamento do lugar, feito pelas crianças que ocasionam um termo gerador problemático ligado ao seu ambiente: FUMAÇA

essa palavra é escrita com fita isolante, uma PIPA METAREC feita com metais de guarda-chuva como estrutura e rabiola de resto de bandeirinhas que enfeitaram as ruas do Rio de Janeiro durante a COPA 2010. Empinamos a Pipa e ela passou a representar uma pergunta no AR transmitida pela:

RÁDIO PIPA.

Essa Rádio é uma intervenção urbana onde o áudio do diálogo gerado pela palavra escrita na pipa é gravado e editado mixando a fala das crianças envolvidas na atividade com as falas da comunidade alcançada pela intervenção + colegens de referências ligadas ao contexto no caso aqui falas da ESTAMIRA. Essa edição feita com a colaboração de Adriano Belisário (coletivo i-Motirô) e Tainá Vital (Pontão de Cultura da ECO/UFRJ), gera um programa de RÁDIO ARTE que é oferecido e transmitido na rádio comunitária mais próxima do local interferido.

Essa transmissão foi feita pela Rádio Educativa Kaxinawá da UERJ em Duque de Caxias.

Na sequência fizemos uma letra de música com as palavras recicladas no jogo Dada Outra Poesia, que foi musicada na oficina METAFUNK DO GRAMACHO com o educador Felipe Nunes do COLETIVO ECOAECOA.

E para concluir a sequência de atividades com as crianças do Gramacho, ao terminarmos de montar a MAQUETE/TABULEIRO do jogo, RPG COMUNATIVO, usando materiais reciclados e foi feito mais um áudio com a história criada durante esse jogo.

Esta história é baseada na realidade vivida por essas crianças no Jardim Gramacho e tem como trama a idealização de sua vida comunitária onde projetam um futuro em que elas PODEM e TRANSFORMAM essa "REALIDADE" COLETIVAMENTE com alternativas criativas, políticas, colaborativas e empreendedoras.

Você pode ler essa história que foi publicada pela EDITORA EDUCADORA ECOAECOA como primeiro livro da SÉRIE RPG COMUNATIVO no link:

Livro RÁDIO PIPA

 

Depois disso, após duas semana de duração desse processo no Lixão, o coletivo Ecoaecoa produziu um mapa feito com as ilustrações dessa história que as crianças fizeram durante o jogo de RPG, que mapeia as produções multimídia desse trabalho, como essa foto aqui.

A edição dos conteúdos desse mapa do Projeto REALIDADE DIMINUÍDA foram produzidas com os aplicativos e softwares livres: GIMP, AUDACITY, BROFFICE e UBUNTU.

Tres meses depois lançamos o Livro RÁDIO PIPA durante a FESTA AUTO-GESTIONADA

na Comunidade Autônoma UTOPIA E LUTA em Porto Alegre.

 

Essa proposta de rádio arte, assim como os jogos de produções literárias e publicações independentes e copy left citados nesse trabalho são de autoria de Alissa Gottfried e Felipe Nunes, tem licença Arte Livre e continuam/continuarão sendo realizandos em periferias e comunidades carentes do Brasil pelo Coletivo Ecoaecoa para não perdermos a ternura enquanto o Coração e a Terra endurecem.

 

contato:

ecoaecoa@gmail.com

 

 

--------------------------------------------------------------------------------

Para saber mais sobre o projeto EME >> Estúdio Móvel Experimental

Assita aqui o vídeo documentário EME >> 2010



Livro Rádio Pipa da Editora Educadora Ecoaecoa é lançado em festa auto-gestionda por movimentos de PoA

2 de Abril de 2011, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Capalivro

 

Na Comunidade Autônoma "UTOPIA e LUTA" em Porto Alegre/ RS, no dia 18/12/2011 ocorreu "A Outra Festa".

Um lugar de trocas, onde os coletivos e pessoas da sociedade que estavam presentes puderam mostrar seus trabalhos, trazendo suas inquietudes, protestando e dialogando de uma forma criativa e colaborativa, questões como a Copa do Mundo no Brasilrádios livres, o teatro como instrumento de discussão e transformação social, a música, a cultura popular, produção literária autônoma e educativa e muito mais.
Em meio a toda essa efevercência cultural pulsando em plena escadaria da Avenida Borges de Medeiros, mais uma vez a Editora Educadora Ecoaecoa lança mais um de seus livros autorais, Rádio Pipa, que é fruto de uma ação social e política no aterro sanitário "Jardim Gramacho" em Duque de Caxias /RJ.
Rádio Pipa dá início a série RPG Comunativo, que se trata de um jogo de interpretação de papéis elaborado pela Editora Educadora Ecoaecoa como didática para produz coletivamente com crianças e jovens nativos de periferias contos e poesias baseados na realidade desses lugares onde esses escritores têm como trama a possibilidade de transformar sua comunidade num lugar melhor.
O livro "Rádio Pipa" foi escrito com os filhos dos catadores do maior lixão do mundo.
Para ler a versão digital é só fazer download no link: http://fronteriasimaginarias.org/node/88


Imagens da festa:



Documentação: Coletivo Ecoaecoa



Curso Mapa Cognitivo/Cultura Digital do Projeto Fronteiras Imaginárias Culturais do Coletivo i-Motirô

3 de Novembro de 2010, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Durante o primeiro semestre de 2010, na comunidade Km 32 da cidade Campo Grande, na baixada fluminense, foi desenvolvido, pelo coletivo i-Motirô, o curso Mapas Cognitivos/Cultura Digital.

Km_32
i-Motirô é um coletivo de artistas e educadores que trabalham, entre outras coisas, com software livre e midiativismo e recentemente criaram a plataforma interativa livre FIC - Fronteiras Imaginárias Culturais > http://fic.imotiro.org/ como ferramenta para arte-mapeamentos multimídia.

O público participante no curso foi jovens de 12 a 14 anos do Núcleo de Cultura do Colégio Estadual Yonne Mª Siqueira de Andrade na baixada fluminense.
A proposta desse curso foi baseada em princípios da educação popular: sem imposições mas com estímulos a um processo criativo coletivo na busca da pró-apreciação de tecnologias socias, com os educandos da comunidade km 32 que participam do  Núcleo de Cultura do Colegio Yonne.


Documentação parcial do processo criativo do curso:
[para ver fotos clique nos títulos]


Começamos com um grupo de 20 educandos nos apresentando como um programa de rádio onde um de cada vez eraentrevistado pelo grupo. Usamos o microfone e caixa de som. Quando as perguntas se tornavam invasivas ou futeis perguntávamos se ninguém tinha uma pergunta mais inteligente. A dinâmica funciona bem como uma experiência de rádio jornalismo. Depois disso listamos os equipamentos disponiveis no Núcleo de Cultura: Caixa de som, microfone, camera fotográfica digital e camera de vídeo, projetor, lab 1 com 4  maquinas com windowns, uma super biblioteca e uma vídeoteca,uma tv com dvd, som, gravador de áudio, multifuncional e lab 2 com duas máquinas sem software livre com dois monitores cada para edição de áudio e vídeo.

Conversamos sobre essa tecnologia social, suas potencialidades específicas e amplas. Porpus que cada  participante definice uma ação criativa com esses equipamentos e propusesse pro grupo convidando os possiveis colaboradores a participar das propostas.

Depois disso localizamos no googlemaps e projetamos a imagem de satélite da comunidade em cima de um plástico para que pudessemos estudaresse mapa marcando com caneta-retro os lugares importantes da comunidade.


Alguns educando mostraram o troféu que ganharam num concurso de games que competiram no Festival de Cultura Digital no Circo Voador promovido pelo Pontão de Cultura Circo Digital na época gestado pelos fundadores do coletivo I-Motirõ.

Processo completo:

Sobre as metodologias e objetivos do curso leia o projeto no link abaixo:
Projeto de Pesquisa



Tags deste artigo: rpg comunativo produção literária mídia livre editora educadora ecoaecoa educação popular educação libertária cultura de colaboração arte documentação filosofia da liberdade