Livros Dive into Python de grátis para baixar!

March 26, 2014, by Unknown - 0no comments yet

Lançada em 1991, Python é uma linguagem de programação de alto nível, interpretada, imperativa, orientada a objetos, funcional e de tipagem dinâmica e forte. Chegou então a hora de aprender a programar!

O download da vez é do excelente livro Dive into Python e Dive into Python 3 (Onde é abrangida a versão 3 e suas diferenças da versão 2 da linguagem) , é o Python do novato ao experiente.

Escolha o livro e o formato favorito para baixar:

  • Dive into Python
  • Dive into Python 3
diveintopython

HTML   PDF  DOC

diveintopython3

HTML  PDF

Veja também outros posts sobre Python clicando aqui!!

Obs.: Este post é melhor visualizado acessando direto da fonte: Blog do Ubuntuser

 



Economizando bateria: instale o TLP no Ubuntu e derivados

March 26, 2014, by Unknown - 0no comments yet

Quer aumentar a duração da bateria de seu portátil? Experimente instalar o TLP no Ubuntu e derivados.
laptop-ubuntu

TLP é uma ferramenta que aplica várias configurações e ajustes que ajudam o seu laptop poupar bateria, Ele foi atualizado para a versão 0.5, que inclui melhor suporte
para alguns modelos ThinkPad, bem como alguns novos recursos e correções de bugs.

Existem diversos ajustes que você pode aplicar no seu laptop para economizar bateria, mas muitos deles dependem do hardware e da distribuição Linux. O TLP é uma ferramenta de linha de comando de gerenciamento avançado de energia para Linux que tenta aplicar esses ajustes e configurações automaticamente para você, de acordo com a sua distribuição Linux e hardware.

Conheça melhor o TLP

Para saber mais sobre o programa, clique nesse link.

Veja como instalar a ferramenta de economia de bateria TLP no Ubuntu e seus derivados

Para instalar o TLP no Ubuntu e seus derivados, faça o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Antes de instalar o TLP, certifique-se que o “laptop-mode-tools” não está instalado (ele entra em conflito com TLP):

sudo apt-get remove laptop-mode-tools

Passo 3. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa usando o comando abaixo:

sudo add-apt-repository ppa:linrunner/tlp

Passo 4. Atualize o APT com o comando:

sudo apt-get update

Passo 5. Agora instale o programa com o comando:

sudo apt-get install tlp tlp-rdw

Passo 6. O TLP será iniciado automaticamente na inicialização, mas para evitar ter de reiniciar o sistema, pela primeira vez, você pode iniciá-lo manualmente, usando o seguinte comando:

sudo tlp start

Via WebUpd8
Veja mais:
Melhorando o uso e a vida da bateria


Não está aparecendo algo?

Este post é melhor visualizado acessando direto da fonte. Para isso, clique no link a seguir:
“Economizando bateria: instale o TLP no Ubuntu e derivados“


O que está sendo falado no blog hoje


This entry passed through the Full-Text RSS service — if this is your content and you're reading it on someone else's site, please read the FAQ at fivefilters.org/content-only/faq.php#publishers.



Instale Youtube-DLG: uma interface gráfica multiplataforma para a ferramenta youtube-dl

March 26, 2014, by Unknown - 0no comments yet

Se você gostou do youtube-dl, mas não gosta de trabalhar coma linha de comando, experimente instalar o Youtube-DLG e use essa ferramenta em uma interface gráfica multiplataforma.
youtube gl gui

Para que não conhece, o youtube-dl é utilitário para download de vídeo que funciona na linha de comando e que, apesar do que o nome sugere, suporta download de vídeos a partir de centenas de sites além do YouTube. Ele pode extrair o áudio automaticamente, suporta download de playlists, fazer o download e incorporação de legendas em vídeos e muito mais.

Já o Youtube-DLG é uma interface gráfica multiplataforma para o youtube-dl. Essa interface permite baixar vários vídeos de uma só vez, converter automaticamente os vídeos baixados para áudio, também permite que você selecione a qualidade de vídeo e muito mais. O Youtube-DLG (ou youtube-dl-gui) não oferece acesso a todos os recursos do youtube-dl (há tantos, que é quase impossível encaixá-los todos em uma única interface de usuário), mas oferece acesso à maioria dos recursos básicos que devem ser suficientes para a maioria dos usuários.

Conheça melhor o Youtube-DLG

Para saber mais sobre o programa, clique nesse link.

Veja como instalar a interface gráfica Youtube-DLG para a ferramenta youtube-dl no Ubuntu e seus derivados

Para instalar o Youtube-DLG no Ubuntu 14.04, 13.10 e seus derivados, faça o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa usando o comando abaixo:

sudo add-apt-repository ppa:nilarimogard/webupd8

Passo 3. Atualize o APT com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora instale o programa com o comando:

sudo apt-get install youtube-dlg

Uma vez que a instalação estiver concluída, inicie o programa a partir do Dash digitando: youtube
Via WebUpd8


Não está aparecendo algo?

Este post é melhor visualizado acessando direto da fonte. Para isso, clique no link a seguir:
“Instale Youtube-DLG: uma interface gráfica multiplataforma para a ferramenta youtube-dl“


O que está sendo falado no blog hoje


This entry passed through the Full-Text RSS service — if this is your content and you're reading it on someone else's site, please read the FAQ at fivefilters.org/content-only/faq.php#publishers.



Como instalar o ambiente MATE 1.8 no Ubuntu 14.04, 13.10 e seus derivados

March 25, 2014, by Unknown - 0no comments yet

Quer experimentar a nova versão 1.8 do ambiente gráfico MATE? Então veja aqui como instalar no Ubuntu 14.04, 13.10 e seus derivados.
mate-desktop-1.8-ubuntu

A versão 1.8 do MATE foi lançada cerca de 3 semanas atrás, trazendo várias melhorias e novas funcionalidades, como o suporte para o Metacity como gerenciador de janelas, assim como muitas correções de bugs e muito mais.

MATE é um fork do GNOME 2, ele fornece um ambiente de trabalho intuitivo e atraente, usando metáforas tradicionais para outros sistemas operacionais Unix e Linux. Ele permite que você use a antiga interface e aplicativos do GNOME 2, mas também permite que você use novas aplicações. Você pode, por exemplo, usar o Nautilus 3 com ele e assim por diante. Além disso, MATE pode ser instalado em paralelo com o GNOME 3, algo que não era possível com o GNOME 2.

Conheça melhor o ambiente MATE

Para saber mais sobre o programa, clique nesse link.

Veja como instalar o ambiente MATE 1.8 no Ubuntu 14.04, 13.10 e seus derivados

Pelo menos até o momento em que este artigo foi escrito, a página wiki oficial do MATE desktop ainda não oferece as instruções de instalação do Ubuntu para a versão 1.8 (as instruções são para MATE 1.6 – porque MATE 1.8 utiliza um repositório Ubuntu diferente), então, para instalar o ambiente MATE 1.8 no Ubuntu 14.04, 13.10 e seus derivados, faça o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa usando o comando abaixo:

sudo sh -c 'echo "deb http://repo.mate-desktop.org/archive/1.8/ubuntu $(lsb_release -cs) main" >> /etc/apt/sources.list.d/mate-desktop.list'

Passo 3. Baixe e importe as chaves do repositório do programa com o seguinte comando:

wget -qO - http://mirror1.mate-desktop.org/debian/mate-archive-keyring.gpg | sudo apt-key add -

Passo 4. Atualize o APT com o comando:

sudo apt-get update

Passo 5. Agora instale o programa com o comando:

sudo apt-get install mate-core mate-desktop-environment mate-notification-daemon

Uma vez que a instalação estiver concluída, saia da sua sessão atual do Ubuntu. A partir daqui, clique no ícone que no canto superior direito da tela de login Ubuntu. Você será apresentado a uma tela com todas as opções de ambientes de desktop atualmente instalados. A mais recente adição a esta lista será o MATE. Clicar nesta opção, e selecione “OK” para ser solicitado suas credenciais de login. Quando conectado, você estará de volta ao Ubuntu que estava acostumado.

Como remover o ambiente MATE 1.8 do Ubuntu

Quando quiser remover completamente MATE e todos os pacotes instalados a partir de seu repositório, faça o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa usando o comando abaixo:

sudo apt-get remove atril atril-common caja caja-common engrampa engrampa-common eom eom-common gir1.2-mate-panel libatril libcaja-extension1 libmarco-private0 libmate-desktop-2-17 libmate-menu2 libmate-panel-applet4-1 libmatekbd-common libmatekbd4 libmateweather-common libmateweather1 marco marco-common mate-applets mate-applets-common mate-backgrounds mate-calc mate-calc-common mate-control-center mate-core mate-desktop mate-desktop-common mate-desktop-environment mate-dialogs mate-dialogs-common mate-icon-theme mate-media mate-media-common mate-media-gstreamer mate-menus mate-notification-daemon mate-panel mate-panel-common mate-polkit mate-polkit-common mate-power-manager mate-power-manager-common mate-screensaver mate-screensaver-common mate-session-manager mate-settings-daemon mate-settings-daemon-common mate-settings-daemon-gstreamer mate-system-monitor mate-terminal mate-terminal-common mate-themes mate-utils mate-utils-common pluma pluma-common

Passo 3. Para remover também o repositório MATE 1.8, use o comando a seguir:

sudo rm /etc/apt/sources.list.d/mate-desktop.list

Não está aparecendo algo?

Este post é melhor visualizado acessando direto da fonte. Para isso, clique no link a seguir:
“Como instalar o ambiente MATE 1.8 no Ubuntu 14.04, 13.10 e seus derivados“


O que está sendo falado no blog hoje


This entry passed through the Full-Text RSS service — if this is your content and you're reading it on someone else's site, please read the FAQ at fivefilters.org/content-only/faq.php#publishers.



Instale o Intel Graphics Installer no Ubuntu e derivados

March 25, 2014, by Unknown - 0no comments yet

Se você usa uma placa gráfica da Intel em seu computador com Ubuntu e quer ter o driver mais atual para ela, veja aqui como instalar Intel Graphics Installer no Ubuntu e derivados.
intelgraphics

Intel Graphics Installer é um aplicativo de código aberto que fornece aos usuários de Linux uma forma simples de instalar os drivers de vídeo mais recentes para suas placas de vídeo Intel em qualquer sistema operacional baseado em Linux. O programa permite obter atualizações de drivers diretamente da Intel para um melhor desempenho, com isso, ele ajuda o usuário a manter os drivers da placa gráfica Intel para Linux sempre atualizados. Com ele, você pode ter certeza que você vai ter todas as últimas otimizações, correções e melhorias para o seu hardware de gráficos Intel.

Conheça melhor o Intel Graphics Installer

Para saber mais sobre o programa, clique nesse link.

Veja como instalar o Intel Graphics Installer no Ubuntu e derivados

Antes de instalar o programa, dê uma boa olhada na lista de compatibilidade de hardware dele.
Depois, para instalar o Intel Graphics Installer no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Baixe e importe as chaves do programa com os seguintes comandos:

wget --no-check-certificate https://download.01.org/gfx/RPM-GPG-KEY-ilg -O - && sudo apt-key add -
wget --no-check-certificate https://download.01.org/gfx/RPM-GPG-KEY-ilg-2 -O - && sudo apt-key add -

Passo 3. Instale algumas dependências do programa com este comando:

sudo apt-get install ttf-ancient-fonts aptdaemon

Passo 4. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, abras as “Configurações do Sistema” e clique em “Detalhes”. Ou se preferir, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 5. Se seu sistema é de 32 bits, use o comando abaixo para baixar o arquivo .DEB do programa:

wget -O intel-graphics-32.deb http://goo.gl/PoL6xi

Passo 6. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o arquivo .DEB do programa:

wget -O intel-graphics-64.deb http://goo.gl/0Igr8O

Passo 7. Agora instale o programa com o comando:

sudo dpkg -i intel-graphics-*.deb

Uma vez instalado, inicie o aplicativo usando o Dash e digitando: intel
intel
Se for solicitado, digite a senha par autorizar a execução do programa.
intel
Siga as instruções do programa e em pouco tempo estará tudo pronto.
intel

Intel Graphics Installer em outras distribuições

Para quem usa outras distribuições, o código-fonte com gpg do instalador está disponível para configurar, compilar e instalar em qualquer Linux distribuição.
Via NoobsLab


O que está sendo falado no blog hoje


This entry passed through the Full-Text RSS service — if this is your content and you're reading it on someone else's site, please read the FAQ at fivefilters.org/content-only/faq.php#publishers.



Atualizando o kernel do Ubuntu para uma nova versão – 3.13.7

March 25, 2014, by Unknown - 0no comments yet

Greg Kroah-Hartman, famoso desenvolvedor do kernel, anunciou mais uma atualização da série 3.13 do Linux Kernel no último domingo (23). Se você quiser experimentar, veja abaixo como atualizar o kernel do Ubuntu para a versão 3.13.7 de um jeito simples e rápido.
kernel do ubuntu

Como sempre, o kernel 3.13.7 traz várias melhorias importantes, como atualizações de arquitetura (ARM, PowerPC, x86 e s390), e atualizações de driver para gpu, wireless, usb e radeon, bem como outras correções variadas e melhorias para alguns drivers.

Para ver as principais novidades desse kernel, acesse esse link.
Antes de iniciar começar a atualizar o kernel do Ubuntu, saiba que este é um procedimento que apesar de simples, exige conhecimentos avançados do sistema e deve ser feito por sua própria conta e risco.

Como atualizar o kernel do Ubuntu para a versão 3.13.7

Para atualizar seu kernel para a versão 3.13.7, faça o seguinte
Passo 1. Abra um terminal (Usando o Dash ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Verifique qual a arquitetura de seu sistema acessando as Configurações do Sistema e a opção “Detalhes” ou usando o comando abaixo:

uname -m

Passo 3. Se estiver usando um sistema de 32 bits, baixe os arquivos DEB com os comandos:

wget http://kernel.ubuntu.com/~kernel-ppa/mainline/v3.13.7-trusty/linux-headers-3.13.7-031307-generic_3.13.7-031307.201403240156_i386.deb
wget http://kernel.ubuntu.com/~kernel-ppa/mainline/v3.13.7-trusty/linux-headers-3.13.7-031307_3.13.7-031307.201403240156_all.deb
wget http://kernel.ubuntu.com/~kernel-ppa/mainline/v3.13.7-trusty/linux-image-3.13.7-031307-generic_3.13.7-031307.201403240156_i386.deb

Passo 4. Se estiver usando um sistema de 64 bits, baixe os arquivos DEB com os comandos:

wget http://kernel.ubuntu.com/~kernel-ppa/mainline/v3.13.7-trusty/linux-headers-3.13.7-031307-generic_3.13.7-031307.201403240156_amd64.deb
wget http://kernel.ubuntu.com/~kernel-ppa/mainline/v3.13.7-trusty/linux-headers-3.13.7-031307_3.13.7-031307.201403240156_all.deb
wget http://kernel.ubuntu.com/~kernel-ppa/mainline/v3.13.7-trusty/linux-image-3.13.7-031307-generic_3.13.7-031307.201403240156_amd64.deb

Passo 5. Instale o kernel com o comando:

sudo dpkg -i linux-headers-3.13.7-*.deb linux-image-3.13.7-*.deb

Passo 6. Reinicie o sistema com o comando abaixo:

sudo reboot

Passo 7. Se você tiver algum problema e quiser desinstalar o atual kernel, reinicie o computador com um kernel anterior (usando Grub -> Advanced -> select previous kernel) e quando iniciar o sistema, faça login, abra um terminal e execute o comando abaixo para remover o Linux Kernel 3.13.7:

sudo apt-get remove linux-headers-3.13.7-* linux-image-3.13.7-*

Nota: Todos os drivers que não fazem parte da principal árvore do kernel (o que obviamente inclui drivers proprietários) devem ser recompilados para novas versões do kernel.


O que está sendo falado no blog hoje


This entry passed through the Full-Text RSS service — if this is your content and you're reading it on someone else's site, please read the FAQ at fivefilters.org/content-only/faq.php#publishers.



Monitorando o tráfego da rede e o uso da banda com o Nload

March 24, 2014, by Unknown - 0no comments yet

E tudo isso graficamente através do terminal. ;)

nload

O nload é um aplicativo de console que monitora o tráfego de rede e o uso da banda em tempo real. Visualiza o tráfego de entrada e saída usando dois gráficos e fornece informações adicionais como quantidade total de dados transferidos e o uso min / máx da rede.

Instalação (Ubuntu / Ubuntu GNOME / Debian)

sudo apt-get install nload

Sintaxe

nload nload <dispositivo> nload [opções] <dispositivo>

Exemplificando:

$ nload $ nload eth0 $ nload eth0 eth1

Controlando o nload

Uma vez que o comando nload é executado, ele começa a monitorar os dispositivos de rede. Você pode controlar nload com os seguintes teclas de atalho:

  1. Você pode alternar entre os dispositivos de rede pressionando as setas de esquerda e direita ou a tecla Enter/Tab.
  2. Pressione F2 para mostrar a janela de opção.
  3. Pressione F5 para salvar as configurações atuais para o arquivo de configuração do usuário.
  4. Pressione F6 para recarregar as configurações a partir dos arquivos de configuração.
  5. Pressione q ou Ctrl + C para sair do nload.

Clique aqui para ver o nload em ação.

Até a próxima!

Obs.: Este post é melhor visualizado acessando direto da fonte: Blog do Ubuntuser



Como alterar o ícone do aplicativo no ambiente Unity

March 24, 2014, by Unknown - 0no comments yet

Se você não gosta de um determinado ícone de aplicativo no ambiente Unity, saiba que é possível mudá-lo. Veja aqui como fazer isso.
unity_logo_icon

Essa é uma dica rápida voltada principalmente para iniciantes, que irá mostrar como mudar o ícone do aplicativo no ambiente Unity. Como lida diretamente com arquivos, esse truque irá funcionar no Ubuntu 14.04, Ubuntu 13.10, Ubuntu 12.04 e futuras versões do Ubuntu que usam o ambiente Unity.

No ambiente Unity, lançadores de aplicações são arquivos com uma extensão “.Desktop”. Assim, para mudar o ícone de uma determinada aplicação, você pode editar o arquivo “.Desktop” do mesmo. Normalmente, esses arquivos são armazenadas em “/usr/share/applications/”. Entretanto, alguns aplicativos que estão instalados no diretório do usuário, podem ser encontrados no diretório “~/.local/share/applications/”.

Alterando o ícone do aplicativo no ambiente Unity

Para alterar o ícone do aplicativo no ambiente Unity, faça o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Vá para a pasta “/usr/share/applications”com o seguinte comando:

cd /usr/share/applications

Passo 3. Para listar todos os arquivos disponíveis nesse diretório.

ls |more

Passo 4. Abra o arquivo “.Desktop” que deseja mudar, usando o comando a seguir (mude o firefox.desktop para o nome do arquivo que quer mudar):

sudo gedit firefox.desktop

Passo 5. Na janela do gedit, procure pela linha que começa com “Icon =” e mude seu valor para o caminho exato para seu novo arquivo de ícone. A imagem a ser usada deve ser um arquivo no formato PNG com tamanho em 64 × 64 ou 128 × 128;
firefox-desktop-file
Passo 6. Depois de modificar e salvar as alterações, feche o gedit e abra o painel do Unity e procure o lançador para ver o resultado:
firefox-custom-icon1

Via UbuntuHandbook


Obs.: Este post é melhor visualizado acessando direto da fonte. Para isso, clique aqui: “Como alterar o ícone do aplicativo no ambiente Unity“

O que está sendo falado no blog hoje


This entry passed through the Full-Text RSS service — if this is your content and you're reading it on someone else's site, please read the FAQ at fivefilters.org/content-only/faq.php#publishers.



Instale Sticky Notes Indicator no Ubuntu

March 24, 2014, by Unknown - 0no comments yet

Está precisando de “anotações” no seu desktop? Então experimente instalar o Sticky Notes Indicator no Ubuntu.
Sticky-Notes-indicator

Sticky Notes Indicator é uma aplicação simples semelhante ao Windows Sticky Notes, que permite que você anote pensamentos, listas e lembretes. Indicador StickyNotes é destinado para a interface Unity do Ubuntu. Ele também foi testado no NOME Shell, XFCE, KDE, MATE e Cinnamon, mas o suporte para essas plataformas não é garantido.

Conheça melhor o Sticky Notes Indicator

Para saber mais sobre o programa, clique nesse link.

Veja como instalar o Sticky Notes Indicator no Ubuntu e seus derivados

Para instalar o Sticky Notes Indicator no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do aplicativo com o seguinte comando:

sudo apt-add-repository ppa:umang/indicator-stickynotes

Passo 3. Atualize o Apt digitando o comando:

apt-get update

Passo 4. Para instalar o programa, use este comando:

sudo apt-get install indicator-stickynotes

Uma vez instalado, inicie o aplicativo usando o Dash e digitando: stickynotes
Sticky-Notes-indicator-unity-dash

Via UbuntuHandbook


O que está sendo falado no blog hoje


This entry passed through the Full-Text RSS service — if this is your content and you're reading it on someone else's site, please read the FAQ at fivefilters.org/content-only/faq.php#publishers.



Ambientes de trabalho dos leitores #146

March 23, 2014, by Unknown - 0no comments yet

Leitores 146

Neste 146º artigo da Série de Ambientes de Trabalho dos Leitores do Ubuntued apresentamos-lhe 9 ambientes de trabalho submetidos pelos utilizadores do Fórum do Ubuntued.

Neste conjunto de visuais você poderá encontrar várias ideias de personalização diferentes. Os temas são muito diversificados, aliás, poderá encontrar ambientes claros e completamente escuros. Temas, ícones, conkys, docks, são alguns dos aspetos de personalização que poderá encontrar.

Como funciona esta série?

Esta série só existe porque os leitores do Ubuntued participam de forma ativa para a manter ao mais alto nível! Por esse simples motivo a sua participação é muito importante! Como você pode participar? Muito simples, visite esta página que disponibiliza uma aplicação (ver imagem abaixo) para agilizar o processo de partilha! E depois partilhe o seu visual aqui:

Fórum do Ubuntued: Mostre o seu Desktop!

Ubuntued-Deskmod

Como está feito este artigo?

Como é já comum nos outros artigos desta série, cada visual apresentado neste artigo é da responsabilidade do seu Autor. Quer isto dizer que, se tem alguma questão sobre esse visual, o melhor será você questionar diretamente o Autor ou então em resposta ao post que foi originalmente apresentado por esse Autor.

Para esse efeito, em cada um dos visuais apresentados neste artigo, você tem a oportunidade de ver a descrição redigida pelos Autores, o link para o local original desse ambiente (que você pode e deve aceder para questionar algo), link direto para a página do utilizador para o questionar diretamente. Relativamente às imagens tridimensionais apresentadas em algumas das participações, se você quiser ver com melhor definição os screenshots originais deverá visitar o link do local original, intitulado: “Página deste ambiente“.

eOS

  • Página do Ambiente de Trabalho
  • Autor: adilsonjunior89
  • Sistema Operativo: Elementary 0.2 Luna
  • Tema: Colors
  • Ambiente Gráfico: Pantheon
  • Ícones: Ieos7 (editados)
  • Wallpaper: Padrão do eOS
  • Outros:
    • Ficheiro “.conkyrc”:
      Spoiler:
      Código: Selecionar todos
      alignment top_middle
      background no
      border_margin 5
      border_width 5
      default_color d7d7d7  #413536 # grey 5f5f5f 3F3F3F 183149 3B3B3B 26211F
      double_buffer yes
      draw_borders no
      draw_outline no
      draw_shades no
      gap_x 0
      gap_y 75
      maximum_width 1000
      minimum_size 175
      no_buffers yes
      override_utf8_locale yes
      own_window yes
      own_window_title conky
      own_window_hints undecorated,below,sticky,skip_taskbar,skip_pager
      own_window_transparent yes
      own_window_type normal    ## normal /override /desktop
      own_window_argb_visual yes
      text_buffer_size 8000
      total_run_times 0
      update_interval 1
      uppercase no
      use_xft yes
      xftalpha 1
      xftfont Freesans:pixelsize=9

      #            fonts
      #   Blue Highway
      #   Zegoe Light - U
      #   Zekton
      #   Calibri
      #   Engebrechtre
      #   Opeln2001
      #   Pricedown

      TEXT
      $color
      ${font BankGothic Md BT:pixelsize=15}${alignc}${time [ %A, %H:%M:%S ]}${font}

      ${font BankGothic Md BT:pixelsize=65}${alignc}${time %d %B, %Y}${font}

      ${font BankGothic Md BT:pixelsize=12}${alignc}[ CPU: ${cpu cpu0}%  | RAM: ${mem} ]
      ${font BankGothic Md BT:pixelsize=12}${alignc}[Up: ${upspeed eth0} | Down: ${downspeed eth0} ]

width=width=
 

Urban Life

width=
 

Razubuntu

width=
 

Outono

  • Página do Ambiente de Trabalho
  • Autor: Super Mario
  • Sistema Operativo: Lubuntu 13.10
  • Ambiente Gráfico: LXDE
  • Tema: Flattastic-Blue
  • Ícones: Compass
  • Wallpaper:http://i.imgur.com/ktWn8LT.jpg
  • Outros: Ícone do menu criado por mim mesmo.

width=
 

linux mint 16 petra

  • Página do Ambiente de Trabalho
  • Autor: luisneves
  • Sistema Operativo: Linux Mint 16 Petra
  • Tema: Mint-X
  • Ambiente Gráfico: Mate
  • Ícones: mate faenza
  • Outros:
    • Ficheiro “conkyrc_81″:
      Spoiler:
      Código: Selecionar todos
      #==============================================================================
      #                                  conkyrc_8a
      #
      #  author  : CAYMUS
      #  version : v20120420-09
      #  license : Distributed under the terms of GNU GPL version 2 or later
      #
      #==============================================================================

      background yes
      update_interval 1

      cpu_avg_samples 2
      net_avg_samples 2
      temperature_unit celsius

      double_buffer yes
      no_buffers yes
      text_buffer_size 2048

      gap_x 10
      gap_y 30
      minimum_size 260 700
      #maximum_width 190
      own_window yes
      own_window_type override
      own_window_transparent yes
      own_window_hints undecorate,sticky,skip_taskbar,skip_pager,below
      border_inner_margin 0
      border_outer_margin 0
      alignment tr

      draw_shades no
      draw_outline no
      draw_borders no
      draw_graph_borders no

      override_utf8_locale yes
      use_xft yes
      xftfont 6x10:size=8
      xftalpha 0.5
      uppercase no

      default_color 666666
      color1 888888
      color2 AAAAAA
      color3 DDDDDD
      color4 CC3333

      lua_load ~/.conky/conky_81.lua
      lua_draw_hook_pre main_box
      lua_draw_hook_post main_rings

      TEXT
      ${goto 25}${font 6x10:size=12,weight:bold}${color #F09000}$sysname ${font 6x10:size=7,weight:bold}${color}$kernel on $machine

      ${voffset 10}
      ${goto 40}${font 6x10:size=12,weight:bold}${color}CPU
      ${goto 25}${font 6x10:size=7,weight:normal}${color}core 1:${goto 70}${cpu cpu1}%
      ${goto 25}${font 6x10:size=7,weight:normal}${color}core 2:${goto 70}${cpu cpu2}%

      ${goto 25}${font 6x10:size=7,weight:normal}${color}${threads} process

      ${voffset -95}
      ${goto 178}${font 6x10:size=12,weight:bold}${color}MEM
      ${goto 165}${font 6x10:size=7,weight:normal}${color}RAM ${goto 200}$mem
      ${goto 165}${font 6x10:size=7,weight:normal}${color}SWAP ${goto 200}$swap

      ${voffset 62}
      ${goto 170}${font 6x10:size=12,weight:bold}${color}DISKS
      ${goto 165}${font 6x10:size=7,weight:normal}${color}/home${goto 205}${fs_used /home}
      ${goto 165}${font 6x10:size=7,weight:normal}${color}/${goto 205}${fs_used /}

      ${voffset -90}
      ${goto 5}${color3}TOP CPU
      ${goto 5}${font 6x10:size=7,weight:normal}${color2}${top name 1}${goto 70}${top pid 1}${goto 100}${top cpu 1}%
      ${goto 5}${font 6x10:size=7,weight:normal}${color}${top name 2}${goto 70}${top pid 2}${goto 100}${top cpu 2}%
      ${goto 5}${font 6x10:size=7,weight:normal}${color}${top name 3}${goto 70}${top pid 3}${goto 100}${top cpu 3}%

      ${goto 5}${color3}TOP MEM
      ${goto 5}${font 6x10:size=7,weight:normal}${color2}${top_mem name 1}${goto 70}${top_mem pid 1}${goto 100}${top_mem mem 1}%
      ${goto 5}${font 6x10:size=7,weight:normal}${color}${top_mem name 2}${goto 70}${top_mem pid 2}${goto 100}${top_mem mem 2}%
      ${goto 5}${font 6x10:size=7,weight:normal}${color}${top_mem name 3}${goto 70}${top_mem pid 3}${goto 100}${top_mem mem 3}%

      ${voffset 0}
      ${goto 5}${font 6x10:size=12,weight:bold}${color}NET
      ${goto 5}${color1}${font 6x10:size=7,weight:bold}eth0 ${addr eth0}
      ${goto 5}${color}${font 6x10:size=7,weight:normal}Down: ${downspeed eth0}
      ${goto 5}${color}${font 6x10:size=7,weight:normal}Up: ${upspeed eth0}
      ${goto 5}Total Down: ${totaldown eth0}
      ${goto 5}Total Up: ${totalup eth0}

      ${goto 5}${color1}${font 6x10:size=7,weight:bold}wifi ${addr wlan0}
      ${goto 5}${color}${font 6x10:size=7,weight:normal}Down: ${downspeed wlan0}
      ${goto 5}Up: ${upspeed wlan0}
      ${goto 5}Total Down: ${totaldown wlan0}
      ${goto 5}Total Up: ${totalup wlan0}
      ${goto 5}AP: ${wireless_essid wlan0} ${goto 125}Speed: ${wireless_bitrate wlan0}
      ${goto 5}Mode: ${wireless_mode wlan0} ${goto 125}Quality: ${wireless_link_qual_perc wlan0}%

      ${goto 5}${font 6x10:size=7,weight:bold}${color}open ports:   ${tcp_portmon 1 65535 count}
      ${goto 5}${font 6x10:size=7,weight:bold}${color}${offset 10}URL${goto 220}PORT
      ${goto 5}${font 6x10:size=7,weight:normal}${color1}${tcp_portmon 1 65535 rhost 0} ${goto 220} ${tcp_portmon 1 65535 rport 0}
      ${goto 5}${font 6x10:size=7,weight:normal}${color1}${tcp_portmon 1 65535 rhost 1} ${goto 220} ${tcp_portmon 1 65535 rport 1}
      ${goto 5}${font 6x10:size=7,weight:normal}${color1}${tcp_portmon 1 65535 rhost 2} ${goto 220} ${tcp_portmon 1 65535 rport 2}
      ${goto 5}${font 6x10:size=7,weight:normal}${color1}${tcp_portmon 1 65535 rhost 3} ${goto 220} ${tcp_portmon 1 65535 rport 3}
      ${goto 5}${font 6x10:size=7,weight:normal}${color1}${tcp_portmon 1 65535 rhost 4} ${goto 220} ${tcp_portmon 1 65535 rport 4}
      ${goto 5}${font 6x10:size=7,weight:normal}${color1}${tcp_portmon 1 65535 rhost 5} ${goto 220} ${tcp_portmon 1 65535 rport 5}
      ${goto 5}${font 6x10:size=7,weight:normal}${color1}${tcp_portmon 1 65535 rhost 6} ${goto 220} ${tcp_portmon 1 65535 rport 6}
      ${goto 5}${font 6x10:size=7,weight:normal}${color1}${tcp_portmon 1 65535 rhost 7} ${goto 220} ${tcp_portmon 1 65535 rport 7}
      ${goto 5}${font 6x10:size=7,weight:normal}${color1}${tcp_portmon 1 65535 rhost 8} ${goto 220} ${tcp_portmon 1 65535 rport 8}
      ${goto 5}${font 6x10:size=7,weight:normal}${color1}${tcp_portmon 1 65535 rhost 9} ${goto 220} ${tcp_portmon 1 65535 rport 9}

      #${goto 5}${font 6x10:size=7,weight:normal}${color1}${tcp_portmon 1 65535 rip  0}${alignr 1}${tcp_portmon 1 65535 rport  0}
      #${goto 5}${font 6x10:size=7,weight:normal}${color1}${tcp_portmon 1 65535 rip  1}${alignr 1}${tcp_portmon 1 65535 rport  1}
      #${goto 5}${font 6x10:size=7,weight:normal}${color1}${tcp_portmon 1 65535 rip  2}${alignr 1}${tcp_portmon 1 65535 rport  2}
      #${goto 5}${font 6x10:size=7,weight:normal}${color1}${tcp_portmon 1 65535 rip  3}${alignr 1}${tcp_portmon 1 65535 rport  3}
      #${goto 5}${font 6x10:size=7,weight:normal}${color1}${tcp_portmon 1 65535 rip  4}${alignr 1}${tcp_portmon 1 65535 rport  4}
      #${goto 5}${font 6x10:size=7,weight:normal}${color1}${tcp_portmon 1 65535 rip  5}${alignr 1}${tcp_portmon 1 65535 rport  5}
      #${goto 5}${font 6x10:size=7,weight:normal}${color1}${tcp_portmon 1 65535 rip  6}${alignr 1}${tcp_portmon 1 65535 rport  6}
      #${goto 5}${font 6x10:size=7,weight:normal}${color1}${tcp_portmon 1 65535 rip  7}${alignr 1}${tcp_portmon 1 65535 rport  7}
      #${goto 5}${font 6x10:size=7,weight:normal}${color1}${tcp_portmon 1 65535 rip  8}${alignr 1}${tcp_portmon 1 65535 rport  8}
      #${goto 5}${font 6x10:size=7,weight:normal}${color1}${tcp_portmon 1 65535 rip  9}${alignr 1}${tcp_portmon 1 65535 rport  9}

width=
 

Ubuntu Colors

width=
 

Wood Dragon

width=
 

Debian

width=width=
 

Fresh

width=width=
width=width=
 

Deixe um comentario

Nome (necessario) E-Mail (necessario) Website

This entry passed through the Full-Text RSS service — if this is your content and you're reading it on someone else's site, please read the FAQ at fivefilters.org/content-only/faq.php#publishers.