Brilho da tela: como instalar Brightness Indicator no Ubuntu

14 de Novembro de 2014, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

A tecla de controle de brilho não funciona em seu laptop com Ubuntu? Então experimente instalar instalar Brightness, um applet que fica no painel e permite definir o brilho da tela. Aproveite e crie um atalho de teclado para aumentar e diminuir o brilho com outras teclas.
screenbrightness
O Brightness Indicator é inspirado pelo applet Gnome brightness original e permite que os usuários do ambiente Unity possam definir o brilho da tela usando o menu indicador ou a roda de rolagem do seu mouse sobre o ícone do indicador. Com ele, você também pode atribuir atalhos de teclado personalizados para controlar o brilho com o teclado.

Conheça melhor o Brightness Indicator

Para saber mais sobre esse programa, clique nesse link.

Como instalar o Brightness Indicator no Ubuntu e seus derivados

Para instalar o Brightness Indicator no Ubuntu, você deve fazer o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal (No Unity, use o Dash ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Use o comando abaixo para baixar o pacote de instalação:

wget http://ppa.launchpad.net/indicator-brightness/ppa/ubuntu/pool/main/i/indicator-brightness/indicator-brightness_0.4~bzr11~ubuntu14.04.1_all.deb

Passo 5. Agora instale o programa com o comando:

sudo dpkg -i indicator-brightness*.deb

Passo 6. Caso seja necessário, instale as dependências do programa com o comando:

sudo apt-get install -f

Como adicionar atalhos personalizados para controlar o brilho da tela

Para adicionar atalhos personalizados para controlar o brilho da tela pelo teclado, faça o seguinte:
Passo 1. Abra o opção “Configurações do sistema”;
configuracoes-sistema
Passo 2. “Configurações do sistema”, clique no item “Teclado”;
teclado
Passo 3. Em “Teclado”, clique na aba “Atalhos de teclado”;
conf-teclado
Passo 4. Dentro da aba, clique em “Atalhos personalizados” e depois no simbolo de adição. Será exibida uma pequena tela, onde você deverá colocar um nome no primeiro campo, um comando no segundo campo e finalmente, clicar no botão “Aplicar”. Para criar o atalho para aumentar e diminuir o brilho, use os seguintes valores:

Nome: Aumenta Brilho
Comando: /opt/extras.ubuntu.com/indicator-brightness/indicator-brightness-adjust --up

Nome: Diminui Brilho
Comando: /opt/extras.ubuntu.com/indicator-brightness/indicator-brightness-adjust --down
criando-atalho
Passo 5. Com os atalhos criados, clique no final da linha onde está o nome dele e pressione as teclas que quer usar para executar o comando. Faça o processo com os dois atalhos e no final ele ficará parecido com a imagem abaixo:
conf-atalho

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digitando brightness no Dash (ou em terminal, seguido da tecla TAB) ou apenas reinicie o sistema para ele ser executado automaticamente na inicialização.

Via UbuntuHandbook

Não está aparecendo algo?

Este post é melhor visualizado acessando direto da fonte. Para isso, clique nesse link.


O que está sendo falado no blog hoje


This entry passed through the Full-Text RSS service - if this is your content and you're reading it on someone else's site, please read the FAQ at fivefilters.org/content-only/faq.php#publishers.



Brilho da tela: como instalar Brightness Indicator no Ubuntu

14 de Novembro de 2014, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

A tecla de controle de brilho não funciona em seu laptop com Ubuntu? Então experimente instalar instalar Brightness, um applet que fica no painel e permite definir o brilho da tela. Aproveite e crie um atalho de teclado para aumentar e diminuir o brilho com outras teclas.
screenbrightness
O Brightness Indicator é inspirado pelo applet Gnome brightness original e permite que os usuários do ambiente Unity possam definir o brilho da tela usando o menu indicador ou a roda de rolagem do seu mouse sobre o ícone do indicador. Com ele, você também pode atribuir atalhos de teclado personalizados para controlar o brilho com o teclado.

Conheça melhor o Brightness Indicator

Para saber mais sobre esse programa, clique nesse link.

Como instalar o Brightness Indicator no Ubuntu e seus derivados

Para instalar o Brightness Indicator no Ubuntu, você deve fazer o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal (No Unity, use o Dash ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Use o comando abaixo para baixar o pacote de instalação:

wget http://ppa.launchpad.net/indicator-brightness/ppa/ubuntu/pool/main/i/indicator-brightness/indicator-brightness_0.4~bzr11~ubuntu14.04.1_all.deb

Passo 5. Agora instale o programa com o comando:

sudo dpkg -i indicator-brightness*.deb

Passo 6. Caso seja necessário, instale as dependências do programa com o comando:

sudo apt-get install -f

Como adicionar atalhos personalizados para controlar o brilho da tela

Para adicionar atalhos personalizados para controlar o brilho da tela pelo teclado, faça o seguinte:
Passo 1. Abra o opção “Configurações do sistema”;
configuracoes-sistema
Passo 2. “Configurações do sistema”, clique no item “Teclado”;
teclado
Passo 3. Em “Teclado”, clique na aba “Atalhos de teclado”;
conf-teclado
Passo 4. Dentro da aba, clique em “Atalhos personalizados” e depois no simbolo de adição. Será exibida uma pequena tela, onde você deverá colocar um nome no primeiro campo, um comando no segundo campo e finalmente, clicar no botão “Aplicar”. Para criar o atalho para aumentar e diminuir o brilho, use os seguintes valores:

Nome: Aumenta Brilho
Comando: /opt/extras.ubuntu.com/indicator-brightness/indicator-brightness-adjust --up

Nome: Diminui Brilho
Comando: /opt/extras.ubuntu.com/indicator-brightness/indicator-brightness-adjust --down
criando-atalho
Passo 5. Com os atalhos criados, clique no final da linha onde está o nome dele e pressione as teclas que quer usar para executar o comando. Faça o processo com os dois atalhos e no final ele ficará parecido com a imagem abaixo:
conf-atalho

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digitando brightness no Dash (ou em terminal, seguido da tecla TAB) ou apenas reinicie o sistema para ele ser executado automaticamente na inicialização.

Via UbuntuHandbook

Não está aparecendo algo?

Este post é melhor visualizado acessando direto da fonte. Para isso, clique nesse link.


O que está sendo falado no blog hoje


This entry passed through the Full-Text RSS service - if this is your content and you're reading it on someone else's site, please read the FAQ at fivefilters.org/content-only/faq.php#publishers.



Como acelerar a resposta do Unity Dash no Ubuntu 14.04/14.10

14 de Novembro de 2014, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Se você se incomoda com a lentidão do Dash, aprenda nesse tutorial como acelerar a resposta do Unity Dash no Ubuntu 14.04/14.10.
acelerar a resposta do Unity Dash
Por padrão, o Dash mostra uma série de informações, escopos, resultados de pesquisa on-line da Amazon, além de arquivo de registros e uso do aplicativo. Tudo isso termina deixando ele mais lento e atrapalhando seu uso. Felizmente, você pode desativar alguns deles, para isso, basta seguir os passos desse tutorial.

Como acelerar a resposta do Unity Dash no Ubuntu 14.04/14.10

Para acelerar a resposta do Unity Dash no Ubuntu 14.04/14.10, você deve fazer o seguinte:
Passo 1. Acesse o item “Configurações do sistema” no lançador do Unity;
configuracoes-sistema
Passo 2. Clique o item “Segurança e privacidade”;
seguranca-privacidade
Passo 3. Dentro de “Segurança e privacidade”, clique na aba “Pesquisa”;
aba-pesquisa
Passo 4. Em “Pesquisa”, desative a opção “Incluir resultados de pesquisa on-line”, clicando na chave que fica ao lado do campo;
desativa-pesquisaPasso 5. Depois, clique na aba “Arquivos e aplicativos”. Nela, desative a opção “Gravar a utilização de arquivos e de aplicativos”. A seguir, clique no botão “Limpar dados de uso…”. Na janela que aparece, escolha o período e confirme a exclusão, clicando no botão “OK”;
arquivos-aplicativos
Passo 6. Abra a Central de programas do Ubuntu e pesquise por “unity-scope”. Quando sair o resultado, clique no item que deseja retirar e depois no botão “Remover”;
remove-escopos
Passo 7. Ainda na Central de programas do Ubuntu, procure por “Compiz Settings Manager” e instale ou simplesmente clique nesse link.
Passo 8. Abra o Gerenciador de configurações do CompizConfig, digitando ccsm no Dash;
iniciar-ccsm
Passo 9. Na janela do programa, clique na opção “Ubuntu Unity Plugin”;
opengl
Passo 10. Na tela “Ubuntu Unity Plugin”, clique na seta ao lado do campo “Dash Blur” e escolha a opção “No Blur”. Depois clique no botão “Voltar”;
no-blur
Passo 11. De volta a tela principal do programa, clique na opção “OpenGL”;
opengl
Passo 12. Em “OpenGL”, clique na seta ao lado do campo “Filtro de Textura” e escolha a opção “Rápido”. Depois clique no botão “Voltar” e feche o programa;
opengl-rapido

Pronto! Feitas as alterações, para aplicar todas as mudanças, reinicie o computador. Depois disso, você perceberá que o Dash ficará bem mais rápido. Exatamente como você queria.

Via UbuntuHandbook

Não está aparecendo algo?

Este post é melhor visualizado acessando direto da fonte. Para isso, clique nesse link.


O que está sendo falado no blog hoje


This entry passed through the Full-Text RSS service - if this is your content and you're reading it on someone else's site, please read the FAQ at fivefilters.org/content-only/faq.php#publishers.



Como remover ícones de atalho da área de trabalho em (X)Ubuntu/XFCE4

14 de Novembro de 2014, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Nem todo mundo gosta de atalhos no desktop, por isso, esse tutorial mostrará como remover os ícones de atalho da área de trabalho em (X)Ubuntu/XFCE4.
remover ícones de atalho da área de trabalho
Por padrão o Xfce4 mostra os ícones da pasta pessoal, dispositivos e da lixeira na área de trabalho. Você não pode simplesmente removê-los a partir do menu de contexto do botão direito. Mas é fácil de esconder ou desativá-los, como será mostrado a seguir.

Como remover ícones de atalho da área de trabalho em (X)Ubuntu/XFCE4

Para remover ícones de atalho da área de trabalho em (X)Ubuntu/XFCE4, faça o seguinte:
Passo 1. Clique com o botão direito do mouse na área de trabalho e no menu que aparece, selecione a opção “Configurações da área de trabalho…”;
Passo 2. Em “Configurações da área de trabalho…”, clique na aba “Ícones”;tela1
Passo 3. Desmarque todas as caixas sob “Icones padrão”;
Passo 4. Se você quiser esconder todos os ícones da área de trabalho além de remover atalhos de aplicativos da pasta ~/Desktops, basta definir o campo “Tipo de ícone” para “Nenhum”. Observe que isso também muda o menu do botão direito do desktop.
tela2

Pronto! Agora sua área de trabalho do Xfce está do jeito que você realmente quer.

Via UbuntuHandbook

Não está aparecendo algo?

Este post é melhor visualizado acessando direto da fonte. Para isso, clique nesse link.


O que está sendo falado no blog hoje


This entry passed through the Full-Text RSS service - if this is your content and you're reading it on someone else's site, please read the FAQ at fivefilters.org/content-only/faq.php#publishers.



Como remover ícones de atalho da área de trabalho em (X)Ubuntu/XFCE4

14 de Novembro de 2014, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Nem todo mundo gosta de atalhos no desktop, por isso, esse tutorial mostrará como remover os ícones de atalho da área de trabalho em (X)Ubuntu/XFCE4.
remover ícones de atalho da área de trabalho
Por padrão o Xfce4 mostra os ícones da pasta pessoal, dispositivos e da lixeira na área de trabalho. Você não pode simplesmente removê-los a partir do menu de contexto do botão direito. Mas é fácil de esconder ou desativá-los, como será mostrado a seguir.

Como remover ícones de atalho da área de trabalho em (X)Ubuntu/XFCE4

Para remover ícones de atalho da área de trabalho em (X)Ubuntu/XFCE4, faça o seguinte:
Passo 1. Clique com o botão direito do mouse na área de trabalho e no menu que aparece, selecione a opção “Configurações da área de trabalho…”;
Passo 2. Em “Configurações da área de trabalho…”, clique na aba “Ícones”;tela1
Passo 3. Desmarque todas as caixas sob “Icones padrão”;
Passo 4. Se você quiser esconder todos os ícones da área de trabalho além de remover atalhos de aplicativos da pasta ~/Desktops, basta definir o campo “Tipo de ícone” para “Nenhum”. Observe que isso também muda o menu do botão direito do desktop.
tela2

Pronto! Agora sua área de trabalho do Xfce está do jeito que você realmente quer.

Via UbuntuHandbook

Não está aparecendo algo?

Este post é melhor visualizado acessando direto da fonte. Para isso, clique nesse link.


O que está sendo falado no blog hoje


This entry passed through the Full-Text RSS service - if this is your content and you're reading it on someone else's site, please read the FAQ at fivefilters.org/content-only/faq.php#publishers.



Instale o Split View Patch e tenha visualização dividida no Thunar

13 de Novembro de 2014, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Se você queria poder visualizar mais de um local no gerenciador de arquivos do Xfce, instale o Split View Patch e tenha visualização dividida no Thunar.
visualização dividida no thunar
Thunar, o gerenciador de arquivos padrão do Xfce, não suporta Split View ou visualização dividida. Em um relatório de bug de 2013, que solicitou esse recurso, Nick Schermer, um dos desenvolvedores do programa, disse que o aplicativo não irá suportar esse tipo de visualização, porque o “Thunar por design foi concebido para ser simples e fácil de usar”.

Mas como o Thunar é um software de código aberto, um usuário do Xfce decidiu levar esta questão em suas próprias mãos. Ele mesmo implementou o recurso e lançou um patch, fazendo com que seja possível adicionar um painel para ter a visualização dividida no Thunar.

Antes de utilizar este patch, é importante notar que, atualmente, o recurso de painel adicional que permite a visualização dividida é bastante básico: ele não aparece no menu do Thunar (você deve usar a tecla “F3″ para alternar a ativação/desativação do painel adicional), não há ações específicas para o painel duplo e você não pode configurar o Thunar para iniciar no modo de visualização dividida por padrão. Além disso, o patch pode ter bugs.

Conheça melhor o Thunar

Para saber mais sobre esse programa, clique nesse link.

Como instalar ou atualizar o Thunar com o patch da visualização dividida no Xubuntu 14.04 ou 14.10

Para instalar ou atualizar o Thunar com o patch da visualização dividida no Xubuntu 14.04 ou 14.10, faça o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando:

sudo add-apt-repository ppa:webupd8team/experiments

Passo 3. Atualize o APT com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install thunar

Passo 3. E, finalmente, reinicie o Thunar com o comando:

thunar -q

Pronto! Agora, para ativar ou desativar o painel adicional, use a tecla “F3″.

Via WebUpd8

Não está aparecendo algo?

Este post é melhor visualizado acessando direto da fonte. Para isso, clique nesse link.


O que está sendo falado no blog hoje


This entry passed through the Full-Text RSS service - if this is your content and you're reading it on someone else's site, please read the FAQ at fivefilters.org/content-only/faq.php#publishers.



Ubuntu MATE 14.04 LTS já disponível para download

13 de Novembro de 2014, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Como a versão 14.10 foi o primeiro lançamento do Ubuntu MATE e será suportado apenas por nove meses, a equipe da distribuição lançou nessa terça-feira (11) o Ubuntu MATE 14.04 LTS, que será suportado até 2019.
ubuntumate1404
Ubuntu MATE é uma variante não oficial (por enquanto) do Ubuntu que usa o MATE como o ambiente desktop padrão. MATE é um fork do GNOME 2 introduzido depois que o GNOME 3 e GNOME Shell deixaram de usar o padrão clássico de desktop, o que levou a algumas críticas da comunidade Linux. Atualmente, MATE suporta apenas GTK2, mas o plano é adicionar suporte GTK3 com MATE 1.12.

Ubuntu MATE 14.04 LTS vem com MATE 1.8 por padrão, e não MATE 1.6, que está disponível nos repositórios oficiais do Ubuntu 14.04. Isso só foi possível porque o Ubuntu MATE ainda não é um sabor oficial do Ubuntu, o que permitiu usar os PPAs do Ubuntu MATE por padrão.

Em comparação com o Ubuntu MATE 14.10, o Ubuntu MATE 14.04 LTS vem com algumas mudanças, embora muitas dessas mudanças já tenham sido liberadas como atualizações para a versão 14.10. Por exemplo, o Ubuntu MATE 14.04 suporta Ubuntu AppIndicators Ubuntu sem precisar instalar nada.
ubuntumate1404-appindicator
Além disso, o Ubuntu MATE 14.04 vem com alguns pacotes novos instalados por padrão:

  • MATE Tweak (um fork do MintDesktop) – uma ferramenta que permite configurar quais ícones serão mostrados na área de trabalho, ativar/desativar a composição, alterar o layout dos botões da janela, mostrar/ocultar ícones em menus e botões e mais;
  • Menu MATE (um fork do mintMenu) – um menu pesquisável para o painel de MATE. Este não é o menu padrão, mas você pode adicioná-lo ao painel com o botão direito do painel, selecione Adicionar ao Painel e, em seguida, acrescentando “Menu MATE”;
  • Totem foi substituído com o VLC;

ubuntumate1404-matemenu
ubuntumate1404-matetweak
Outras mudanças no Ubuntu 14.04 MATE incluem:

  • Atualizados os temas Ambiant-MATE e Radiant-MATE;
  • Novos papéis de parede da comunidade;
  • Habilitado o PPA de Accessibility PPA para adicionar o Orca 3.14, o que melhora a acessibilidade do Firefox; ;
  • Habilitado a ativação do leitor de tela através de indicadores e atalhos de teclado LightDM;
  • Atualizados vários pacotes para fechar com a última versão do Debian;;
  • Várias correções de bugs.

Conheça melhor a distribuição Ubuntu MATE 14.04 LTS

Para saber mais sobre a distribuição Ubuntu MATE 14.04 LTS, clique nesse link e acesse a nota de lançamento.

Baixe e experimente o Ubuntu MATE 14.04 LTS

A imagem ISO do Ubuntu MATE 14.04 LTS já pode ser baixada acessando o link abaixo:
Ubuntu MATE 14.04 LTS

Como gravar a imagem ISO no Linux

Quem precisar gravar a imagem ISO após o download, pode usar esses tutoriais que já foram publicados no blog:
Como gravar uma imagem ISO no Ubuntu

Via WebUpd8

Não está aparecendo algo?

Este post é melhor visualizado acessando direto da fonte. Para isso, clique nesse link.


O que está sendo falado no blog hoje


This entry passed through the Full-Text RSS service - if this is your content and you're reading it on someone else's site, please read the FAQ at fivefilters.org/content-only/faq.php#publishers.



Lançado Midori Browser 0.5.9 com importantes correções de bugs

12 de Novembro de 2014, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Foi lançado o Midori Browser 0.5.9 “Ballet”, trazendo importantes correções de bugs. Conheça um pouco mais esse incrível navegador e veja como instalar ele no seu sistema.
midori
Midori é um navegador leve e rápido que usa o motor de renderização WebKit (o mesmo utilizado pelos Google Chrome e o Safari) e a interface do GTK+2 ou GTK+3.

Parte importante do ambiente desktop Xfce, Midori é um navegador pouco conhecido, porém, ele é uma ótima opção para quem deseja um navegador leve e eficiente e que por conta disso, consome poucos recursos do computador.

Essa versão traz principalmente correções de bugs e pequenos ajustes.
Para saber mais detalhes e as alterações feitas, leia o ChangeLog dessa versão.

Conheça melhor o Midori Browser

Para saber mais sobre esse programa, clique nesse link.

Como instalar o Midori Browser 0.5.9 no Ubuntu e seus derivados

Para instalar o Midori Browser 0.5.9 no Ubuntu e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal (no Unity use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando:

sudo add-apt-repository -y ppa:midori/midori-dev

Passo 3. Atualize o APT com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Se seu sistema estiver usando a GTK+2, use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install midori

Passo 5. Se seu sistema estiver usando a GTK+2, use o comando abaixo para instalar o programa.

sudo apt-get install midori-gtk3

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite midori no Dash (ou em terminal, seguido da tecla TAB)

Via UbuntuHandbook

Não está aparecendo algo?

Este post é melhor visualizado acessando direto da fonte. Para isso, clique nesse link.


O que está sendo falado no blog hoje


This entry passed through the Full-Text RSS service - if this is your content and you're reading it on someone else's site, please read the FAQ at fivefilters.org/content-only/faq.php#publishers.



Lançado Midori Browser 0.5.9 com importantes correções de bugs

12 de Novembro de 2014, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Foi lançado o Midori Browser 0.5.9 “Ballet”, trazendo importantes correções de bugs. Conheça um pouco mais esse incrível navegador e veja como instalar ele no seu sistema.
midori
Midori é um navegador leve e rápido que usa o motor de renderização WebKit (o mesmo utilizado pelos Google Chrome e o Safari) e a interface do GTK+2 ou GTK+3.

Parte importante do ambiente desktop Xfce, Midori é um navegador pouco conhecido, porém, ele é uma ótima opção para quem deseja um navegador leve e eficiente e que por conta disso, consome poucos recursos do computador.

Essa versão traz principalmente correções de bugs e pequenos ajustes.
Para saber mais detalhes e as alterações feitas, leia o ChangeLog dessa versão.

Conheça melhor o Midori Browser

Para saber mais sobre esse programa, clique nesse link.

Como instalar o Midori Browser 0.5.9 no Ubuntu e seus derivados

Para instalar o Midori Browser 0.5.9 no Ubuntu e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal (no Unity use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando:

sudo add-apt-repository -y ppa:midori/midori-dev

Passo 3. Atualize o APT com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Se seu sistema estiver usando a GTK+2, use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install midori

Passo 5. Se seu sistema estiver usando a GTK+2, use o comando abaixo para instalar o programa.

sudo apt-get install midori-gtk3

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite midori no Dash (ou em terminal, seguido da tecla TAB)

Via UbuntuHandbook

Não está aparecendo algo?

Este post é melhor visualizado acessando direto da fonte. Para isso, clique nesse link.


O que está sendo falado no blog hoje


This entry passed through the Full-Text RSS service - if this is your content and you're reading it on someone else's site, please read the FAQ at fivefilters.org/content-only/faq.php#publishers.



Como instalar o jogo Unvanquished Alpha 33 no Ubuntu, Debian e derivados

12 de Novembro de 2014, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

<div><ins> </ins></div> <div><ins> </ins></div> <p>Foi lançada recentemente a versão Alpha 33 do jogo Unvanquished. Se você quiser experimentar esse game, veja aqui como instalar ele no Ubuntu, Debian e derivados.<br /><a href="http://www.edivaldobrito.com.br/como-instalar-unvanquished-alpha-33-ubuntu-debian-e-derivados/"><img src="http://www.edivaldobrito.com.br/wp-content/uploads/2014/11/unvanquished.png" height="466" alt="unvanquished" width="620" /></a><br /><span>Unvanquished é um jogo de tiro em primeira pessoa (com base no bom e velho Tremulous), combinado com elementos de estratégia em tempo real e um sci-fi. Além de ser um jogo de código aberto, ele tem uma trama de ficção científica e é atualizado em uma base constante. Assim, a cada nova versão ele traz mais e mais recursos, e claro, essa versão atual não é diferente.</span></p> <h2>Conheça melhor o jogo Unvanquished</h2> <p>Para saber mais sobre esse programa, clique nesse <a href="https://www.unvanquished.net/about">link</a>.<br />Para mais informações sobre esta versão, consulte o <a href="http://www.unvanquished.net/news/137-alpha-33-is-here">changelog oficial</a>.</p> <h2>Como instalar o jogo Unvanquished Alpha 33 no Ubuntu 14.04, 14.10 e seus derivados</h2> <p>Para instalar o jogo Unvanquished Alpha 33 no Ubuntu 14.04, 14.10 e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:<br />Passo 1. Abra um terminal (no Unity use as teclas CTRL + ALT + T);<br />Passo 2. Se você estiver usando o Ubuntu 14.04, adicione o repositório do programa com este comando:</p> <pre> <code>sudo sh -c 'echo "deb http://debs.unvanquished.net trusty main" >> /etc/apt/sources.list.d/unvanquished.list'</code> </pre> <p>Passo 3. Se você estiver usando o Ubuntu 14.10, adicione o repositório do programa com este comando:</p> <pre> <code>sudo sh -c 'echo "deb http://debs.unvanquished.net utopic main" >> /etc/apt/sources.list.d/unvanquished.list'</code> </pre> <p>Passo 4. Baixe a chave do repositório;</p> <pre> <code>wget http://debs.unvanquished.net/unvanquished-archive-key.gpg.asc</code> </pre> <p>Passo 5. Adicione a chave do repositório;</p> <pre> <code>sudo apt-key add unvanquished-archive-key.gpg.asc</code> </pre> <p>Passo 6. Atualize o APT com o comando:</p> <pre> <code>sudo apt-get update</code> </pre> <p>Passo 7. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;</p> <pre> <code>sudo apt-get install unvanquished</code> </pre> <h2>Como instalar o jogo Unvanquished Alpha 33 no Debian Sid, Jessie, Wheezy e seus derivados</h2> <p>Para instalar o jogo Unvanquished Alpha 33 no Debian Sid, Jessie, Wheezy e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:<br />Passo 1. Abra um terminal (no Unity use as teclas CTRL + ALT + T);<br />Passo 2. Se você estiver usando o Debian Sid, adicione o repositório do programa com este comando:</p> <pre> <code>sudo sh -c 'echo "deb http://debs.unvanquished.net sid main" >> /etc/apt/sources.list.d/unvanquished.list'</code> </pre> <p>Passo 3. Se você estiver usando o Debian Jessie, adicione o repositório do programa com este comando:</p> <pre> <code>sudo sh -c 'echo "deb http://debs.unvanquished.net jessie main" >> /etc/apt/sources.list.d/unvanquished.list'</code> </pre> <p>Passo 4. Se você estiver usando o Debian Wheezy, adicione o repositório do programa com este comando:</p> <pre> <code>sudo sh -c 'echo "deb http://debs.unvanquished.net wheezy main" >> /etc/apt/sources.list.d/unvanquished.list'</code> </pre> <p>Passo 5. Baixe a chave do repositório;</p> <pre> <code>wget http://debs.unvanquished.net/unvanquished-archive-key.gpg.asc</code> </pre> <p>Passo 6. Adicione a chave do repositório;</p> <pre> <code>sudo apt-key add unvanquished-archive-key.gpg.asc</code> </pre> <p>Passo 7. Atualize o APT com o comando:</p> <pre> <code>sudo apt-get update</code> </pre> <p>Passo 8. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;</p> <pre> <code>sudo apt-get install unvanquished</code> </pre> <p>Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite <code>unvanquished</code> no terminal, seguido da tecla TAB.</p> <p>Via <a href="http://linuxg.net/how-to-install-unvanquished-alpha-33-on-ubuntu-debian-and-derivative-systems/">Linux Geeksters</a></p> <h2>Não está aparecendo algo?</h2> <p>Este post é melhor visualizado acessando direto da fonte. Para isso, clique nesse <a href="http://www.edivaldobrito.com.br/como-instalar-unvanquished-alpha-33-ubuntu-debian-e-derivados/">link</a>.</p> <hr /><h2>O que está sendo falado no blog hoje</h2> <br /> <p><em>This entry passed through the Full-Text RSS service - if this is your content and you're reading it on someone else's site, please read the FAQ at fivefilters.org/content-only/faq.php#publishers.</em></p>