Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

 Voltar a Blog de Vice...
Tela cheia

Pedagogia da Migração

25 de Abril de 2010, 0:00 , por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 3815 vezes

Quais os desafios e dificuldades ligadas ao processo de migração para software livre de uma organização?

Para compreender com mais profundidade essa questão, o pedagogo Anderson Alencar elaborou uma pesquisa em 2007,  que durou mais de um ano sobre o assunto. Mais especificamente, ele elaborou essa pesquisa ao longo do processo de implantação  do sistema operacional GNU/Linux (para servidores e desktop) em toda a ONG do Instituto Paulo Freire (IPF), em São Paulo. 

De acordo com Alencar, a experiência de migração do Instituto foi organizada em cinco fases. Cada  uma  delas com um período   pré­determinando  e  com ações  previstas. Todo o planejamento da experiência de migração esteve sistematizado em um  documento que foi chamado de "Plano de Migração". Este plano previu todas as fases,  ações,   atividades,   encontros   que   viriam   a   acontecer   durante   o   período   de migração   para   software   livre, dividido em cinco fases:  

I. A primeira fase:
sensibilização e construção democrática.

II. A segunda fase:
aprendizagem e avaliação.

III. A terceira fase:
ruptura.

IV. A quarta fase:
migração.

V. A quinta fase:
avaliação e festa.

O relato mais detalhado de toda essa experiẽncia pode ser baixado aqui. Contudo, o mais importante desse caso é que, a partir de uma concepção que vá além do treinamento técnico, esta proposta  implantou um processo pedagógico que respeitou o usuário, baseado no diálogo e na construção democrática - ou seja, inspirado no próprio método pedagógico do ilustre educador e filósofo Paulo Freire.

Em outras palavras, o Alencar nos mostra que, mais do que um desafio tecnológico e computacional, o processo de migração para software livre é um desafio pedagógico e cultural. Dessa forma, a participação de profissionais com experiência na área de educação é tão (ou mais) importante quanto o pessoal diretamente ligado a área de TI.

Vale então ver o vídeo da palestra dele no FISL 10 ou dar uma lida na dissertação de mestrado que ele fez com base nessa experiência para entendermos melhor essas questões. ;-)


Tags deste artigo: pedagogia migração software livre

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.