Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

PSL Brasil

 Voltar a Notícias
Tela cheia Sugerir um artigo

Primeiro dia do FISL18 reúne 1,3 mil pessoas em Porto Alegre

12 de Julho de 2018, 12:45 , por Gabriel Galli - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 87 vezes

28476530247 27914b2b17 z 1
Cerca de 1,3 mil pessoas participaram do primeiro dia de atividades do Fórum Internacional Software Livre (FISL18), que começou nesta quarta-feira (11), em Porto Alegre. O FISL está na 18ª edição e ocorrerá até o sábado no Centro de Eventos da PUCRS. A abertura oficial ocorreu às 11h, no Espaço Multiuso, com a presença de diversas autoridades locais, nacionais e internacionais na área de tecnologia e do uso dos softwares livres, como o americano Jon Maddog Hall, diretor do Linux Professional Institute.

Paralelo a isso, das 8h às 20h as palestras e debates ocorreram nos oito espaços destinados às trocas de experiências e conhecimentos sobre o uso de tecnologias livres na internet. Temas como o uso de softwares livres no setor público, o cenário atual do acesso e do uso da internet no país, peculiaridades dos cybercrimes no Brasil e BigData foram debatidos neste primeiro dia de FISL 18.

Segundo o coordenador da Associação Software Livre (ASL) e do FISL, Sady Jacques, o evento ocorre neste ano também como uma forma de resistência e de reafirmação da importância dos debates em torno do livre uso de tecnologias para o desenvolvimento.

“São mais de 400 atividades e 47 horas de debates em torno desta temática. O FISL mantém, social e ideologicamente, a base da sua proposta histórica que é socializar o conhecimento. As dificuldades financeiras para a realização do evento não impediram que o grande propósito do fórum se perdesse, ainda que tenhamos, neste ano, um espaço físico menor”, destaca Jacques.

Além dos espaços destinados às apresentações, workshops e debates, várias empresas, entidades e organizações comprometidas com a difusão de ideias inovadoras sobre o uso de tecnologias livres têm seus estandes montados no salão maior do fórum. O FISL terá sequência nesta quinta, sexta e sábado, sempre das 8h às 20h. Ainda serão debatidos na edição deste ano temas como o futuro das criptomoedas, a influência dos algoritmos nos caminhos da democracia, análise de grandes volumes de dados e a participação das mulheres no Software Livre.

Site hackeado

Na tarde desta quarta-feira, o site do Fórum Internacional Software Livre foi hackeado. A plataforma transmite ao vivo todas as palestras e debates e é atualizado com fotos, vídeos e textos durante o evento. O autor veiculou, na página, ataques ao movimento feminista e à posição da Associação Software Livre.ORG (ASL), promotora do evento, de apoio à pauta dos direitos das mulheres. O site voltou ao ar provisoriamente cerca de uma hora depois.

Abaixo, nota da Associação Software Livre sobre o episódio:

“A ASL repudia veementemente este ataque. Desde a sua criação, o FISL tem compromisso com a participação feminina no evento, incentivando-as na busca pelo seu crescimento neste segmento. Vale lembrar que o FISL foi pioneiro no Brasil na implantação de uma política antiassédio, iniciativa replicada por vários outros eventos da área.

O FISL incentiva a participação e o protagonismo das mulheres, ministrando palestras e oficinas, valorizando perfis diversos, tais como desenvolvedoras, ativistas, pesquisadoras, professoras, autoras de livros técnicos, jornalistas, gamers entre outros, apostando no público feminino para gerar boas discussões e compartilhar conhecimento.

Ataques como este não nos farão voltar atrás. A ASL reitera a necessidade de continuar combatendo o atraso do machismo e todas as consequências que este e outros discursos de ódio trazem para o mundo.

Associação Software Livre (ASL.org)”


0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.

Eventos de Software Livre no Brasil