Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

PSL Brasil

 Voltar a Notícias
Tela cheia Sugerir um artigo

Pirapora Digital contabiliza ganhos na Saúde e na Educação

15 de Março de 2010, 0:00 , por Software Livre Brasil - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 1797 vezes

A cidade mineira com quase 55 mil habitantes iniciou o projeto em julho do ano passado. Nove meses depois, a secretaria de Saúde já integra todas as unidades de Saúde da Família. Também já estão interligadas as 19 escolas e creches foram conectadas e interligadas, assim como o Centro Vocacional Tecnológico da cidade.

Desde julho do ano passado, a mineira Pirapora se tornou digital. Com rede sem fio, telefonia IP e telecentros entre os pilares do projeto, já é possível sentir, apenas menos de nove meses depois, melhoras em diversas áreas.

“A melhora é percebida no tocante a facilidade de comunicação entre as unidades da Prefeitura e na automação de alguns serviços, a exemplo da Saúde e Educação”, conta Rogério Elias Bulhões, um dos coordenadores da iniciativa e diretor da Conectiva Digital, empresa contratada para implementar o projeto piraporense.

Na cidade de quase 55 mil habitantes, as áreas mais impactadas foram Saúde e Educação. “O projeto em questão permitiu à Secretaria da Saúde integrar todos as Unidades de Saúde da Família da cidade e compartilhar em tempo real informações de programas governamentais”, explica Bulhões. Já as 19 escolas e creches foram conectadas e interligadas, assim como o Centro Vocacional Tecnológico da cidade. Esta mesma estrutura é partilhada e usada como telecentro, fora do horário de aulas, pela comunidade escolar e pela população.

O acesso à internet é possibilitado por uma rede sem fio híbrida. “A tecnologia aplicada para transmissão do sinal na cidade foi um mix de aplicações da Motorola chamado MotoWi4, que possui protocolo proprietário e equivale a uma rede pré-Wimax”, esclarece Bulhões. Do ponto de vista técnico, quatro torres sustentam duas estações radiobase (ERBs) e duas repetidoras, que, por sua vez, utilizam um total de 16 antenas para formar uma infovia de 7 Mbps. Desta forma, é possível cobrir a maioria dos 575 quilômetros quadrados do município, que tem aproximadamente 54 mil habitantes.

É isto que possibilita que 64 pontos da administração pública estejam atualmente interligados, entre secretarias, escolas, unidades de saúde, etc. Cada ponto tem banda de 512 Kbps. Todos estes pontos conectados dispõem também de telefonia VoIP, que utiliza a internet para ligações telefônicas. “A telefonia IP está intrínseca ao projeto desde sua implantação. Todos os pontos integrados possuem telefonia IP (entrada e saída de ligações), o que viabilizou comunicação onde antes não tinha, além de reduzir custos”, conta Bulhões.

A conexão de mais pontos ou o aumento da banda já estão previstos, acompanhando a expansão da prefeitura, garante Bulhões. E, para quem não acessa nas escolas e/ou telecentros, também existe opção: uma área de acesso livre à internet – um hotspot – no centro da cidade cobre um diâmetro de 1.600 metros com banda de 2 Mbps e permite acesso à internet a qualquer cidadão.


Tags deste artigo: pirapora digital rede sem fio prefeitura

Eventos de Software Livre no Brasil