Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

PSL Brasil

 Voltar a Notícias
Tela cheia Sugerir um artigo

PGCon em Ottawa - O que aconteceu nos 4 dias do evento sobre PostgreSQL

12 de Junho de 2010, 0:00 , por Software Livre Brasil - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 1576 vezes

Nos dias 20, 21 e 22 de maio de 2010 aconteceu a PGCon (Conference for Users and Developers – Conferência de PostgreSQL para Usuários e Desenvolvedores) 2010 na Universidade de Ottawa no Canadá.

A 4Linux marcou presença com a participação de Flávio Gurgel, consultor e instrutor 4Linux, que ministrou a palestra "PostgreSQL in Mission-Critical Financial Systems" e assistiu a várias outras palestras e lighting talks  que apresentaram novos sistemas, novas linguagens e frameworks para o PostgreSQL.

Confira entrevista com Flávio Gurgel sobre o PGCon Canadá.

4Linux: Como é conversar em inglês com japoneses?

Flávio: É interessante. Os japoneses são grandes entendedores do idioma inglês, mas deixam muito a desejar no sotaque na hora de falar. Às vezes é quase incompreensível!

4Linux: Tiveram palestrantes do mundo todo ou somente canadenses?

Flávio: Na verdade os canadenses não eram muitos. A maioria dos desenvolvedores é dos Estados Unidos. Tiveram vários japoneses e franceses. Conversei também com ucranianos, colombianos e até um polonês que estava na Conferência.

4Linux: O que estas pessoas estão falando sobre o uso do PostgreSQL nos seus países?

Flávio: Todo mundo faz alguma coisa interessante com PostgreSQL. Vi casos de uso no mercado financeiro e grandes sites na Internet. O mais interessante fora do Brasil deve ser a NTT, companhia telefônica do Japão, que usa PostgreSQL pra tudo.

4Linux: O que você achou das palestras que assistiu?

Flávio: O nível técnico do evento foi muito alto. As pessoas falam sobre funcionalidades bastante avançadas e as perguntas são bastante focadas na solução de problemas que encontramos no cotidiano do trabalho com bancos de dados.

4Linux: Como o pessoal de lá enxerga os técnicos brasileiros (profissionais de TI)?

Flávio: Nossos cases são muito elogiados porque estamos utilizando o PostgreSQL para coisas interessantes no Brasil. O nosso case da Caixa foi bastante elogiado, principalmente por se tratar de um banco. Os bancos usam o PostgreSQL mas não na escala que estamos usando na Caixa. Também são muito elogiadas as iniciativas dos eventos brasileiros e os colaboradores brasileiros na comunidade.

4Linux: Quais tendências você percebeu em relação às palestras apresentadas?

Flávio: A maior tendência é sobre replicação e alta disponibilidade. É uma necessidade e as discussões sobre as diversas soluções, principalmente na nova funcionalidade hot-standby, são fortes e, em alguns casos, emocionantes. A tendência é que o PostgreSQL incorpore cada vez mais funcionalidades que resolvem problemas comuns do mercado de bancos de dados.
Outra funcionalidade interessante é o Postgres-XC, acho que a palestra mais aguardada e concorrida. O Postgres-XC será a primeira solução a permitir escalabilidade horizontal de escrita em bancos de dados. Essa solução é aplaudida, mesmo que ainda esteja em fase alfa, ou seja, não pode ser utilizada em produção, mas já apresenta resultados muito promissores.

4Linux: Dos cases apresentados, o case Multicanal da Caixa Econômica Federal apresentado pela 4Linux é o maior?

Flávio: O case da 4Linux é um dos maiores, mas fica difícil de dizer se é o maior. Certamente é o maior case em bancos, falando de capacidade transacional do sistema. O case da Enova Financial, empresa estadunidense, possui uma carga transacional muito próxima em relação à da Caixa, mas não se trata de um banco mas de serviços financeiros relacionadas ao mercado de ações e investimentos.
Certamente nosso case é grande, tem importância mundial e pedirei autorização à Caixa para publicá-lo na página do PostgreSQL mundial.

 

Assista aqui a apresentação de Flávio Gurgel na PGCon Canadá.

Acesse todos os slides com áudio das palestras da PGCon Canadá aqui.


Tags deste artigo: postgresql otawa 4linux canada universidade

Eventos de Software Livre no Brasil