Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

 Voltar a Notícias
Tela cheia Sugerir um artigo

Diário de Petrópolis: Agora é lei – Administração pública adotará formato de software livre

25 de Maio de 2011 , por Desconhecido -
Visualizado 1732 vezes

Agora é lei: a administração pública direta, indireta, autárquica e fundacional poderá adotar, preferencialmente, o uso de documentos de formato aberto, ou ODF (Open Document Format). É o que garante a lei 5.978/11, publicada no Diário Oficial do Executivo desta quarta-feira (25/05) e assinada pelo deputado Robson Leite (PT).

http://diariodepetropolis.com.br/wp-content/woo_uploads/1038-_robson_2.jpg

De acordo com o autor da nova lei, a regra fará do estado do Rio o segundo, atrás apenas do Paraná, a investir em software aberto. “O que representará uma economia de R$ 20 milhões por ano em licenciamento de software”, estimou ele, para quem a medida também contribui para a geração de empregos. “Enquanto que, com a compra dos softwares fechados, geramos emprego e renda no exterior”, afirma.

A sanção da proposta deixa o Executivo mais próximo de passar pela adaptação pela qual a Alerj já passa. Os funcionários do Parlamento já têm a opção de escolha entre sistemas operacionais: o Windows ou o gratuito Ubuntu (baseado em Linux). Além disso, a Casa já vem usando o pacote Br Office, totalmente grátis, o que tem gerado economia aos cofres públicos.

A inclusão do sistema alternativo faz parte da adaptação à resolução assinada pelo deputado Gilberto Palmares (PT) e pelo ex-presidente da Casa, Jorge Picciani, que torna preferencial o uso de software livre de código aberto na Casa. O uso de padrões abertos e o licenciamento livre são características fundamentais deste modelo.

* fonte: Diário de Petrópolis


Fonte: Vitorio Furusho

33 comentários

  • 68e614498f4c02a8687d036dbec6d8f2?only_path=false&size=50&d=404Alexandre(usuário não autenticado)
    27 de Maio de 2011, 5:54

    Balela

    Balela! governo não tem competência para investir em software livre.


    • Db326589958c21ad0e2398ada0d79473?only_path=false&size=50&d=404Ronaldo(usuário não autenticado)
      27 de Maio de 2011, 8:45

      Caixa Economica Federal

      Como não Balela ?

      A CEF investe e muito em software livre.
      O seriam os 25 mil terminais instalados nas casas lotéricas que usam a distribuição Linux Debian como sistema operacional ???

      Acho precipitado esta sua opinião.
      Olha quem falou isto (Jon “Maddog” Hall, presidente da Linux International).

      Não me leve a mau!

      Um abraço.


    • 140259f01ae2a67dadf1493a43881ad9?only_path=false&size=50&d=404José Francisco Nunes fernandez(usuário não autenticado)
      29 de Maio de 2011, 16:03

      Código Aberto em Serviço Público

      O maior problema que nos depara-mos, não é nas pontas tais como , terminais em lotéricas ou bancos, mas sm na migração e adequação de bases de dados gigantescas presentes em Ministérios, Câmaras e atendimento ao cidadão. Poderia-mos usar Linux e sistemas consolidados baseados nesta arquitetura.