Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

Tela cheia

Migração do software proprietário para o livre segunda uma perspectiva freiriana

29 de Junho de 2009, 0:00 , por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 1377 vezes

Desde 2005, o Instituto Paulo Freire iniciou, na sua própria casa, a migração do software proprietário para o livre de todo o seu sistema computacional. O processo, que, hoje, está praticamente concluído partiu de uma perspectiva freiriana que justificou esta iniciativa. O relato dessa experiência foi apresentado por Anderson Alencar, um dos responsáveis pela migração, no último dia do 10o. Fórum Internacional de Software Livre (27), que aconteceu em Porto Alegre (RS).

Alencar explica que a migração foi feita com o envolvimento de vários setores da instituição, que desenvolveu um modelo pedagógico para justificar e dar suporte ao processo, o que evitou que a mudança se fosse "traumática". A participação coletiva e democrática no processo ajudou a dimensionar a importância da opção pelo software livre que não se atém apenas ao âmbito tecnológico, mas que traz um comprometimento político, filosófico e ideológico. Alencar explica que existe uma força emancipatória no uso da tecnologia e que essa perspectiva é fundamentada pelas formulações de Paulo Freire.

Para ele, as pessoas que cuidam do suporte técnico são fundamentais pelo sucesso da migração, porque elas são responsáveis por assistir às necessidades dos novos usuários e os conduzir à boa adaptação para a utilização do software.

Atualmente, apenas alguns computadores da área financeira não foram migrados para o software livre pela ausência de soluções capazes de atender a todas necessidades do setor.


Tags deste artigo: paulo freire fisl software livre

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.