Ir para o conteúdo
ou

Logo noosfero

ODF Alliance Award

Furusho

TDF Planet

redirection forbidden: http://planet.documentfoundation.org/atom.xml -> https://planet.documentfoundation.org/atom.xml

BR.Linux.org

redirection forbidden: http://br-linux.org/feed -> https://br-linux.org/feed

Seja Livre!

redirection forbidden: http://sejalivre.org/feed/ -> https://sejalivre.org/feed/

Linux Feed

getaddrinfo: Name or service not known

Computerworld

getaddrinfo: Name or service not known

PC World

getaddrinfo: Name or service not known

IDG Now!

getaddrinfo: Name or service not known

Info

Invalid feed format.

Users SL Argentina

redirection forbidden: http://drupal.usla.org.ar/rss.xml -> https://cobalto.gnucleo.net/rss.xml

Tecno Libres - Cubas

getaddrinfo: Name or service not known

Software Libre Peru

Linux Venezuela

Invalid feed format.

GNU/Linux Paranguay

getaddrinfo: Name or service not known

Soft Libre Honduras

Invalid feed format.

 Voltar a FREE SOFTWAR...
Tela cheia

Padrões abertos garantem a longevidade da informação

25 de Setembro de 2009, 0:00 , por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 1710 vezes

I Fórum de Tecnologia em Software Livre do Serpro Regional Rio de Janeiro trouxe o diretor da ODF Alliance Latin America, Jomar Silva, para falar sobre o padrão aberto ODF.

Em sua palestra, Jomar Silva declarou que o órgão possui membros espalhados por 60 países e que há democracia nas decisões da instituição, que objetiva oferecer às empresas maior controle e gerenciamento direto de seus próprios registros, informações e documentos com o padrão ODF.

A palestra "ODF: Passado, Presente e Futuro" duraria 45 minutos, com 10 minutos para perguntas e reflexões. Entretanto, o envolvimento da plateia com o palestrante fez com que o tempo reservado para Jomar Silva fossem estendido para 95 minutos. Boa parte desse tempo extra foi destinado às histórias e aos processos que envolvem a adoção do padrão ODF nas empresas.

Para contextualizar o ODF, Jomar voltou no tempo e comentou que o padrão foi criado pelos egípcios, por volta do ano 3000 antes de Cristo: "Eles criaram o papiro, que foi a primeira forma de democratizar a informação. Mas o papel não é suficiente para garantir o registro de uma informação. Prova disto é a história da biblioteca de Alexandria, uma das maiores que existiu até a Idade Média e que foi destruída por um incêndio. Lá se perderam registros de teses, ideias e até de como eram realizadas determinadas atividades na medicina da época. Para garantir a longevidade da informação é preciso estabelecer um padrão e permitir que sua reutilização não seja limitada: Trata-se de um padrão aberto".

Jomar destacou a importância do conceito de padrão aberto para a garantia do acesso e da perenidade dos documentos informacionais
Jomar destacou a importância do conceito de padrão aberto para a garantia do acesso e da perenidade dos documentos informacionais

Sobre o futuro, Jomar destacou algumas discussões em pauta: "Uma delas é a quebra do paradigma das ferramentas de escritório. Por que precisamos de editor de texto, planilha e apresentação em programas separados? É apenas questão de hábito, não de eficiência. Outra questão é a ideia de que arquivos .zip, .mpeg e .mp3 são padrões abertos. Não são. Quem está convertendo vídeos para o formato MPEG4, vai terminar pagando royalties para alguém no futuro”.

*fonte: Serpro


Tags deste artigo: serpro odf jomar

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.