Ir para o conteúdo
ou

Logo noosfero

ODF Alliance Award

Furusho

TDF Planet

redirection forbidden: http://planet.documentfoundation.org/atom.xml -> https://planet.documentfoundation.org/atom.xml

Computerworld

Invalid feed format.

PC World

Invalid feed format.

IDG Now!

Invalid feed format.

Info

Invalid feed format.

Tux Chile

getaddrinfo: Name or service not known

Tecno Libres - Cubas

redirection forbidden: http://gutl.jovenclub.cu/feed -> https://gutl.jovenclub.cu/feed

Linux Colômbia

Invalid feed format.

 Voltar a FREE SOFTWAR...
Tela cheia

eBook: Open Source - Evolução e Tendências by Cezar Taurion

4 de Abril de 2011, 0:00 , por Desconhecido - 1Um comentário | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 1610 vezes

Uma visão da evolução do modelo Open Source, de 2007 até 2011. O livro, através da coletânea de posts do meu blog mostra como o modelo evoluiu de discussões muitas vezes orientadas a motivações ideológicas para uma visão mais pragmática. Hoje Open Source já faz parte do portfolio da maioria das empresas, tanto usuárias quanto das principais produtoras mundiais de software.

http://www.copa2014.org.br/midia/noticias/thumb_a_grande_infraestrutura_tecnologica_para_a_copa_de_2014_992010-132149-1.jpg

Em 2004 publiquei um livro sobre Software Livre (Software Livre - Potencialidades e Modelos de Negócios, editora Brasport). Já fazem mais de seis anos desde então e muita coisa aconteceu. Creio que é tempo de fazer um balanço do que mudou nestes seis anos. Open Source já é, indiscutivelmente, parte integrante da paisagem da indústria de software. O modelo continua evoluindo e se disseminando pela sociedade. Hoje ignorar o Open Source é ignorar a própria evolução da indústria.

Open Source é inevitável para qualquer empresa, seja ela produtora ou usuária de software. Sua barreira de entrada é praticamente zero e qualquer software Open Source está apenas a um clique de distância. Basta acessar um site e fazer download. Além disso, muitos produtos comerciais embutem soluções Open Source. Segundo estimativas do Gartner, em torno de 2013 pelo menos 85% dos produtos comerciais do mercado embarcarão algum componente Open Source. Portanto, Open Source deve fazer parte da... (Read more)
Em 2004 publiquei um livro sobre Software Livre (Software Livre - Potencialidades e Modelos de Negócios, editora Brasport). Já fazem mais de seis anos desde então e muita coisa aconteceu. Creio que é tempo de fazer um balanço do que mudou nestes seis anos. Open Source já é, indiscutivelmente, parte integrante da paisagem da indústria de software. O modelo continua evoluindo e se disseminando pela sociedade. Hoje ignorar o Open Source é ignorar a própria evolução da indústria.

Open Source é inevitável para qualquer empresa, seja ela produtora ou usuária de software. Sua barreira de entrada é praticamente zero e qualquer software Open Source está apenas a um clique de distância. Basta acessar um site e fazer download. Além disso, muitos produtos comerciais embutem soluções Open Source. Segundo estimativas do Gartner, em torno de 2013 pelo menos 85% dos produtos comerciais do mercado embarcarão algum componente Open Source. Portanto, Open Source deve fazer parte das estratégias das empresas usuárias de software como das que produzem software.

O modelo Open Source e suas regras de liberdade, como liberdade para acessar seu código fonte e redistribuir cópias, alteradas ou não, abre espaço para novos modelos de negócio. O tradicional modelo de ganhos econômicos baseados em comercialização de licenças pode ser substituído por ganhos em serviços, como distribuição, suporte e educação. A explicação é simples: no modelo comercial, todo o custo de desenvolvimento é do produtor de software, que para recuperar rapidamente este investimento, precisa vender licenças de uso do seu software. No modelo Open Source, fundamentado em desenvolvimento aberto e colaborativo, os custos são distribuidos por todos os participantes de uma comunidade. Não havendo a pressão para a recuperação rapida dos custos de desenvolvimento, pode-se desenhar modelos de negócios mais flexíveis.

Uma outra característica interessante é que sendo aberto e colaborativo, o modelo Open Source desacopla o software do controle exclusivo de uma unica empresa. Qualquer usuario ou empresa pode acessar o código, distribuí-lo e operá-lo. Não existem pagamentos de licenças nem de royalties. Entretanto, esta mesma liberdade abriu espaço para a criação de novos negócios, como a distribuição de produtos Open Source empacotados. Um exemplo são as distribuições Linux. Na prática a distribuição é um serviço que uma empresa presta a outros, assumindo as tarefas de integrar componentes de software, testá-los e adicionar utilitarios que auxiliem o processo de instalação e configuração.

Nestes últimos anos foi indiscutivel que o modelo de Open Source amadureceu, bem como as percepções do mercado mudaram significativamente. Lembro que há alguns anos atrás ainda haviam muitas dúvidas básicas como, por exemplo, se Open Source era ou não um software de dominio publico. Hoje está claro que Open Source não é um software de dominio publico. Um software Open Source é um software licenciado, com algumas pessoas detendo os direitos sobre o código fonte ou sobre a marca.

Alguns dominios de aplicação de software, como sistema operacionais e web servers já são bastante populares como alternativas Open Source. Basta ver o sucesso alcançado pelos projetos Linux, Eclipse e Apache. Outros segmentos ainda estão mais incipientes, mas ao longo do tempo o modelo Open source vai se entranhar por toda a industria.

A proposta deste blogbook é a de compartilhar idéias e colaborar para o debate de como e quando adotar Open Source nas empresas. Ele é fruto de projetos, estudos e conversas com executivos de diversas empresas, resumidos em posts publicados no meu blog entre 2007 e 2010.
(Less)

by Cezar Taurion

* fonte: Smashwords


Tags deste artigo: broffice open source iso 26300 odf ibm furusho software livre openoffice taurion libreoffice

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.