Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

 Voltar a Rádio Softwa...
Tela cheia Sugerir um artigo

Mulheres hackeiam o machismo e ocupam a tecnologia

7 de Novembro de 2014, 17:34 , por Gabriel Galli - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 523 vezes

Se você acha que mulheres e tecnologia não combinam, é hora de rever seus conceitos. Conheça o Rails Girls, evento dedicado a estimular a participação feminina no setor

Mulheres na tecnologia foi o tema da entrevista que a #RadioLivreNaFeira realizou hoje (7/11) com a desenvolvedora Letícia Figueira. A ativista é uma das organizadoras do Rails Girls, evento que estimula a participação feminina na área. "Esta é terceira edição do Rails em Porto Alegre. O retorno está sendo muito bom. É fantástico ver várias mulheres participando do evento, aprendendo a programar e ficando com o olho brilhando por causa disso", ressaltou.

Na avaliação de Letícia, o mito de que mulheres não se relacionam bem com tecnologia é resultado de uma construção sociocultural. "É uma questão estrutural da sociedade. Por exemplo, na infância, o mais comum é que uma guria vá brincar de boneca e não de lego, como os guris", pontuou. Dominada pela presença masculina, a área da tecnologia é um terreno fértil para machismos. "Eu mesma já ouvi de um chefe algo do tipo: até que para uma guria você programa bem. Isso é muito desagradável, mas também abre a oportunidade de conversarmos sobre o tema", defendeu.

Dedicado exclusivamente a mulheres, o Rails Girls está com as inscrições abertas até o dia 19 de novembro. Para participar, não é necessária nenhuma experiência prévia. "A gente quer trazer as gurias pra área e por isso criamos todas as maneiras para facilitar este acesso", garantiu Letícia. O evento será realizado dias 28 e 29 deste mês, na PUCRS.

Clique aqui para acessar a página do Rails Girls.

ESCUTE a entrevista COMPLETA:

 

 

 


0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.