Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

Tela cheia
 Feed RSS

Blog

27 de Maio de 2009, 0:00 , por Software Livre Brasil - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.

Lançamento LibreOffice 6.0

9 de Fevereiro de 2018, 2:25, por Software Livre – Camila Oliveira - 0sem comentários ainda

Em 31/01, The Document Foundation anunciou o lançamento da versão 6 da suíte office, junto com a celebração do 7º aniversário do lançamento da primeira versão do aplicativo. Vale a pena conferir. Citarei algumas que chamou minha atenção:

  • A página WikiHelp foi substituída por uma nova página Help Online System, a página ficou mais agradável e com mais informações. Os guias foram atualizados e a documentação ficou mais extensa. Vale a pena conhecer, sempre que tenho dúvida consulto o guia e aprendo novas funcionalidades.
  • No geral a caixa de diálogo estão mais amigáveis, foi incluso um ícone para acesso mais fácil aos caracteres especiais e foram criados novos ícones.
  • O Writer teve muitos ganhos:
    • Novas tabelas com estilos diferentes;
    • É possível salvar em formato e-pub, ótimo para quem pretende salvar documentação na versão de ebook;
    • É possível salvar imagens que estão inclusas no documento, tanto modificadas, quanto os originais;
    • Trabalhar com imagem e tabelas está mais amigável e com mais recursos.
  • O Calc também teve modificações:
    • Ganhou três novas funções – ProcurarB, LocalizarB E SubstituirB, com possibilidade de efetuar a busca por bytes;
    • Funcionalidades de proteção de planilhas e documento;
    • É possível exportar seções selecionadas da planilha = muito legal.
  • Impress ganhou novos templates e o que existem foram atualizados.

A nova versão está disponível para Windows, macOS, Linux e para as nuvens – sim há também online, saberei mais sobre a solução e retornarei com um post. É possível saber mais sobre as novidades no You Tube e na matéria (em inglês), que deixarei na íntegra abaixo. Caso queiram apoiar a causa, é possível ajudar de diversas formas, uma dela é através de doação, o link está na imagem abaixo.

The Document Foundation announces LibreOffice 6.0: power, simplicity, security and interoperability from desktop to cloud

Berlin, January 31, 2018 – The Document Foundation announces LibreOffice 6.0, a major release and a dramatically improved free office suite, which celebrates the 7th anniversary of the availability of the very first version of LibreOffice. Today LibreOffice is more powerful, simple and secure, and offers superior interoperability with Microsoft Office documents.

LibreOffice 6.0 is immediately available for Windows, macOS and Linux, and for the cloud. The new major release adds a large number of significant new features to the core engine and to individual modules (Writer, Calc and Impress/Draw), with the objective of providing users the best in terms of personal productivity.

A video summarizing the top new features of LibreOffice 6.0 is available on YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=YHBve8v13VY. (abaixo)

Power

The Notebookbar, although still an experimental feature, has been enriched with two new variants: Grouped Bar Full for Writer, Calc and Impress, and Tabbed Compact for Writer. The Special Characters dialog has been reworked, with the addition of lists for Recent and Favorite characters, along with a Search field. The Customize dialog has also been redesigned, and is now more modern and intuitive.

In Writer, a Form menu has been added, making it easier to access one of the most powerful – and often unknown – LibreOffice features: the ability to design forms, and create standards-compliant PDF forms. The Find toolbar has been enhanced with a drop-down list of search types, to speed up navigation. A new default table style has been added, together with a new collection of table styles to reflect evolving visual trends.

The Mail Merge function has been improved, and it is now possible to use either a Writer document or an XLSX file as data source.

In Calc, ODF 1.2-compliant functions SEARCHB, FINDB and REPLACEB have been added, to improve support for the ISO standard format. Also, a cell range selection or a selected group of shapes (images) can be now exported in PNG or JPG format.

In Impress, the default slide size has been switched to 16:9, to support the most recent form factors of screens and projectors. As a consequence, 10 new Impress templates have been added, and a couple of old templates have been updated.

Simplicity

The old WikiHelp has been replaced by the new Help Online system, with attractive web pages that can also be displayed on mobile devices. In general, LibreOffice Help has been updated both in terms of contents and code, with other improvements due all along the life of the LibreOffice 6 family.

User dictionaries now allow automatic affixation or compounding. This is a general spell checking improvement in LibreOffice which can speed up work for Writer users. Instead of manually handling several forms of a new word in a language with rich morphology or compounding, the Hunspell spell checker can automatically recognize a new word with affixes or compounds, based on a “Grammar By” model.

Security

OpenPGP keys can be used to sign ODF documents on all desktop operating systems, with experimental support for OpenPGP-based encryption. To enable this feature, users will have to install the specific GPG software for their operating systems.

Document classification has also been improved, and allows multiple policies (which are now exported to OOXML files). In Writer, marking and signing are now supported at paragraph level.

Interoperability

OOXML interoperability has been improved in several areas: import of SmartArt and import/export of ActiveX controls, support of embedded text documents and spreadsheets, export of embedded videos to PPTX, export of cross-references to DOCX, export of MailMerge fields to DOCX, and improvements to the PPTX filter to prevent the creation of broken files.

New filters for exporting Writer documents to ePub and importing QuarkXPress files have also been added, together with an improved filter for importing EMF+ (Enhanced Metafile Format Plus) files as used by Microsoft Office documents. Some improvements have also been added to the ODF export filter, making it easier for other ODF readers to display visuals.

LibreOffice Online

LibreOffice Online is fundamentally a server service, and should be installed and configured by adding cloud storage and an SSL certificate. It might be considered an enabling technology for the cloud services offered by ISPs or the private cloud of enterprises and large organizations.

New features introduced with LibreOffice 6.0 aim to align the functionality of the desktop and cloud versions, especially in areas where users expect similar behavior. For instance, a Save As feature has been added, while the amount of rows managed by Calc has been increased to half a million. In addition, a Find and Replace dialog and spell checking support have been added to Writer, Calc and Impress.

Builds of the latest LibreOffice Online source code are available as Docker images: https://hub.docker.com/r/libreoffice/online/. Background on LibreOffice Online: https://nextcloud.documentfoundation.org/s/scDjtQPATAzpeyE.

LibreOffice Viewer for Android

The upcoming release of LibreOffice Viewer for Android will be able to create new documents, will offer a tab-based toolbar with formatting options, and will let users add pictures either from the camera or from a file stored locally or in the cloud. In addition, the Calc user interface will be improved with column headers, while Impress will offer a presentation mode. The release is planned during the first quarter of 2018.

Enterprise deployments

LibreOffice 6.0 represents the bleeding edge in term of features for open source office suites, and as such is targeted at technology enthusiasts, early adopters and power users.

For enterprise class deployments, TDF maintains the more mature 5.4 family – now at 5.4.4 – which should always be supported by certified professionals (a list is available here: http://www.libreoffice.org/get-help/professional-support/).

Several companies sitting in TDF Advisory Board (http://www.documentfoundation.org/governance/advisory-board/) are providing either value added Long Term Supported versions of LibreOffice or consultancy services for migrations and trainings, based on best practices by The Document Foundation.

LibreOffice is deployed by large organizations in every continent. A list of the most significant migrations announced in the media is available on TDF wiki: https://wiki.documentfoundation.org/LibreOffice_Migrations.

Availability of LibreOffice 6.0

LibreOffice 6.0 is immediately available from the following link: https://www.libreoffice.org/download/. Minimum requirements for proprietary operating systems are Microsoft Windows 7 SP1 and Apple macOS 10.9.

LibreOffice users, free software advocates and community members can support The Document Foundation with a donation at https://www.libreoffice.org/donate.

LibreOffice 6.0 is built with document conversion libraries from the Document Liberation Project: https://www.documentliberation.org.

 



[LibreOffice – Calc] Funcionalidade Validação / Complemento

31 de Janeiro de 2018, 21:00, por Software Livre – Camila Oliveira - 0sem comentários ainda

Em 2015, escrevi um post sobre a funcionalidade Validação, um recurso para possibilitar o preenchimento correto de uma célula, de acordo com critérios predefinidos permitindo, em caso de erro, apresentar mensagens de ajuda ou erro. Há mais detalhes e um passo a passo no post citado anteriormente. A proposta deste texto é escrever um complemento, uma função adicional da Validação, que ajudará na aplicação da funcionalidade.

Uma vez adotada a validação na planilha – a formatação pode ser copiada e colada para todos os registros. Há um recurso interessante para analisar um conjunto de células preenchidas e saber se há alguma que foge do padrão configurado da validação. O que dá muitas possibilidades de utilização, por exemplo, garantir que os dados estejam em um intervalo correto, que em uma lista enorme todos os campos estejam preenchido da mesma forma, se não, tiver é possível verificar qual está fora do padrão e assim por diante. É bem interessante, é mais uma forma de trabalhar que pode ajudar em uma auditoria, por exemplo.

Para efetuar a validação das informações é bem simples. Acesse o menu Ferramentas – Detetive, selecione a opção “Marcar dados inválidos” (figura 1). Pronto! Os dados que estiverem diferente da opção selecionada aparecerá circulado de vermelho (figura 2).

Nos exemplos, especifiquei que o campo “idade” deverá ser valores inteiros, com intervalos entre 20 e 90, na minha tabela não existem pessoas com menos de 20 anos ou acima de 90, assim como não deverá ter idade decimais.

Figura 1 – Acesso ao Menu

Figura 2 – Marcação da Validação

Exemplo – Planilha IBGE



[LibreOffice Calc] Soma com PROCV

19 de Novembro de 2017, 20:03, por Software Livre – Camila Oliveira - 0sem comentários ainda

Em um dos relatórios que precisei desenvolver para o trabalho, tive a necessidade de somar dados que estavam na mesma linha, mais em colunas diferentes. Há diversas formas de efetuar este cálculo, geralmente, eu faria várias funções PROCV e somaria o resultado, no entanto, percebi que não era a melhor forma de trabalhar. A função ficava muito grande e consumia memória na execução. Então, resolvi pesquisar uma solução alternativa, acabei localizando uma fórmula mais simples (e elegante) no blog do Fábio Vianna, sugiro que vocês visitem para conhecer. Há mais dicas interessantes por lá, contudo voltado para o Excel, mas vale a pena a visita.

Inicialmente, utilizei a função no Excel, para poder testar no LibreOffice, elaborei uma planilha simulando uma situação similar. A função funciona basicamente da mesma forma, abaixo uma breve explicação dos componentes da função e a planilha que desenvolvi como exemplo.

= SOMA ( PROCV ( B3 ; MATRIZ ; {2;3;4} ; FALSO ) )

A utilização da função PROCV continua na mesma forma, para saber mais detalhe, pode saber mais detalhe neste post. A mudança é que ao invés de selecionar apenas um coluna, você deverá informar todas as colunas que você deseja somar,  no exemplo acima seria as colunas 2, 3 e 4. Insira a função SOMA externa ao PROCV, conforme acima.

Na Imagem 1 tem o uso da função, que procura os dados sobre a formação dos prefeitos nos estados mapeados. A fonte dos dados da Imagem 2, tem o detalhamento da formação dos prefeitos e a relação de todos os estados.

Imagem 1 – Uso da Fórmula na Prática

Imagem 2 – Planilha base dos dados.

Espero que a explicação tenha sido útil. Tenho andado sumida do blog, mas tenho planos de retomar a atualização com mais frequência. Agradeço a todos que acompanham e comentam a postagem do blog. 🙂

Arquivo Exemplo

 



[LibreOffice Calc] Função SOMASES

9 de Julho de 2017, 13:00, por Software Livre – Camila Oliveira - 0sem comentários ainda

Há algum tempo escrevi um post sobre fórmulas matriciais,  que procura valores entre duas bases de dados utilizando mais de uma condição.  Indiquei estes tipos de função como uma opção alternativa para o PROCV / PROCH. Apesar de funcionar corretamente na busca dos dados, a fórmula matricial deixa a planilha pesada, ficando com o processamento mais lento (a depender da situação MUITO mais lento).Conversando com um colega, conheci a função SOMASES, mais leve e simples, é de fato a função mais indicada para busca de dados com várias condições.

Para quem tem curiosidade de conhecer mais sobre as funções de matriz, indico visitar o site de ajuda do LibreOffice. Neste link há a explicação mais detalhada do assunto.

Passo a passo para utilização da função SOMASES:

Estrutura da fórmula:

= SOMASES ( soma_intervalo ; intervalo1 ; critério1 ; intervalo2 ; critério2; … )

  • soma_intervalo: conjunto de valores a serem somados.
  • intervalo: intervalo onde deverá ser aplicada a condição da soma.
  • critério: condição (regra) que deverá ser aplicado no intervalo.

Objetivo:

Figura 1 – Quadro a Ser Preenchido

O objetivo desta função é somar uma determinada coluna, quando coincidir com os critérios especificados. No exemplo abaixo, desejo somar a coluna com o total da população (fig.1 / fig. 2) , circulado em azul, que sejam do estado do Pernambuco, primeira coluna destacada em vermelha, e da cidade de São João, segunda coluna destacada em vermelho.

Figura 2 – Base de Dados

O preenchimento da fórmula é relativamente simples – primeiro conjunto de dados será o intervalo dos dados da primeira coluna com o valor da soma, depois, deverá ser preenchido o intervalo dos dados dos critérios, logo em seguida, o critério de seleção (ex.: “Pernambuco”), depois siga com os demais critérios. Podem ser vários! A fórmula é realmente uma mão na roda. Na figura 3 consta o exemplo do assistente de fórmula preenchido.

Fig 3. Assistente de Função

Espero ajudar, caso tenham alguma dúvida, por favor, comentem ou mandem e-mail, terei o prazer em melhorar o post e a responder. 😉

Base de Dados Utilizada:

 



Bando de Dados Derby – Ótima Opção Banco Embarcado, e SQuirreL, um bom Client SQL

18 de Junho de 2017, 13:52, por Software Livre – Camila Oliveira - 0sem comentários ainda

Quando escrevi o texto da semana passada sobre SQL, relembrei do banco de dados que utilizava quando estudava programação, o Derby. Era simples e fácil, uma ótima opção para quem precisa de um sistema com banco de dados menos robusto, ou simplesmente quem precisa estudar SQL. A proposta deste post é explicar um pouco sobre este sistema gerenciador banco de dados e apresentar uma alternativa simples de utilizá-lo para quem está estudando programação.

O Derby é um sistema gerenciador de banco de dados relacional (SGBDR) baseado em Java e SQL. É fácil, bem documentado e, o melhor de tudo, pode ser utilizado de forma embarcada a um programa a ser desenvolvido. Ele pode ser implementado de três formas: incorporado a um aplicativo Java de um único usuário, a um aplicativo multiusuário como servidor Web e incorporado a um sistema servidor. É possível ver um exemplo de utilização na figura 1. Esta é a estrutura de pasta de um programa que eu estava desenvolvendo, criei a pasta lib para incluir o Derby. A partir daí, consegui seguir o desenvolvimento conectado a base de dados de forma simples e embarcada.

Figura 1 – Estrutura de Pasta

Para poder utilizar o sistema, como pré-requisito é preciso ter instalado o Java – Máquina Virtual Java. Para instalar é necessário efetuar o download no site da Oracle. Depois é necessário baixar o Derby no site do Apache DB Project. O arquivo baixado estará compactado. Após descompactar, será possível observar várias pastas. Para utilizar o Derby de forma simples, focarei apenas nas pastas que utilizo para incorpora no sistema ou para estudar SQL, são elas:

  • Docs: é a pasta de documentação do banco de dados, vem em dois formatos: html e pdf. A documentação da versão atual é em inglês, neste site é possível ler a documentação em português da versão 10.2.
  • Libs: É onde fica os arquivos “.jar”, a biblioteca que utilizo para poder utilizar o banco de dados.

A segunda etapa é bem simples, o arquivo derby.jar é basicamente o que utilizo. Copio e coloco o arquivo para o sistema ou local onde quero guarda-lo. Para acessar o banco de dados, pode ser utilizada qualquer ferramenta de SQL client ou através da conexão via linguagem de programação. Apresentarei como eu acesso a base de dados utilizando o SquirreL SQL client. Comecei a utilizar o sistema há pouco tempo. Antigamente, costumava utilizar Druid, The Database Manager e amava o programa, mas infelizmente a última versão é de 2012 e aparentemente ele não é mais atualizado desde 2006.

O SquirreL é um SQL client gratuito desenvolvido em Java, disponível para download neste site. Após baixar o arquivo, execute o instalador através da linha de comando:

 java -jar squirrel-sql-3.7.1-install.jar 

Uma vez instalado, execute o programa. Vamos para o processo de instalação:

  1. Acesse a aba “Drivers”;

  2. Duplo clique na opção “Apache Derby Embedded” para abrir a caixa de diálogo para instalação do drive do Derby;

  3. Clique na aba “Extra Class Path”;

  4. Botão Add para adicionar o caminho do arquivo derby.jar, conforme exemplo da figura 2;

Figura 2 – Configurando Squirrel

  1. No espaço acima, no campo em que tem example URL, insira no local em que está <database> o nome do bando de dados e a opção “create=true”. Ficará mais ou menos assim: jdbc:derby:baseDados;create=true

  2. Confirme;

  3. Agora volte para o início e acesse a aba “Aliases”

  4. Dê um nome para o seu banco, altere o campo Driver para a opção Apache Derby Embedded, automaticamente a URL será alterada. Não é preciso preencher o usuário e password.

  5. Clique em Test para testar a conexão;

  6. Na nova janela, clique em Connect;

  7. Irá aparecer a mensagem “Connection successful” – exemplo da figura 3;

Figura 3 – Conectando Banco de Dados

  1. Após testado com sucesso, clique em Ok – Connect.

  2. Será apresentada a tela onde você poderá executar SQL para criação de tabelas, consultas e etc. (Figura 4)

Figura 4 – Tela para Execução de SQL

Resumindo, o Derby é um sistema gerenciador de banco de dados compacto e fácil de usar, onde não há necessidade de instalação ou configurações mais complicadas. O SquirreL é uma boa opção para efetuar a criação de banco, manutenção e análise de dados. Espero que este post tenha ajudado quem está procurando um SQL ou SQL client.



Tags deste artigo: bahia salvador