Ir para o conteúdo
ou

Logo noosfero

ODF Alliance Award

Furusho

TDF Planet

redirection forbidden: http://planet.documentfoundation.org/atom.xml -> https://planet.documentfoundation.org/atom.xml

BR.Linux.org

redirection forbidden: http://br-linux.org/feed -> https://br-linux.org/feed

Seja Livre!

redirection forbidden: http://sejalivre.org/feed/ -> https://sejalivre.org/feed/

Linux Feed

getaddrinfo: Name or service not known

Computerworld

getaddrinfo: Name or service not known

PC World

getaddrinfo: Name or service not known

IDG Now!

getaddrinfo: Name or service not known

Info

Invalid feed format.

Users SL Argentina

redirection forbidden: http://drupal.usla.org.ar/rss.xml -> https://cobalto.gnucleo.net/rss.xml

Tecno Libres - Cubas

redirection forbidden: http://gutl.jovenclub.cu/feed -> https://gutl.jovenclub.cu/feed

Linux Venezuela

Invalid feed format.

GNU/Linux Paranguay

Invalid feed format.

Soft Libre Honduras

Invalid feed format.

 Voltar a FREE SOFTWAR...
Tela cheia

Textutils: Utilitários de texto GNU para seu script shell

30 de Março de 2010, 0:00 , por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 1236 vezes

Como diz o ditado, quem programa scripts shell e não conhece os utilitários básicos de texto está condenado a eternamente reimplementá-los, pobremente.

Comandos como cat, tac, cut, fmt, nl, sort, tr, head e muitos outros primos deles são essenciais. Manipular arquivos de texto, saídas de utilitários e outras fontes de dados em formato textual é o núcleo da lógica de boa parte dos scripts shell que encontro, e dominar os utilitários essenciais que facilitam este processo é parte essencial da trilha que leva ao aprendizado dos shell scripts.

Neste sentido, este artigo do Linux.com traz um apanhado geral sobre alguns dos comandos mais básicos do que antigamente era conhecido como ‘GNU textutils’ (hoje integrado ao coreutils), e recomendo a leitura.

Vale lembrar, entretanto, que a sintaxe das implementações GNU para estes comandos, embora fácil de encontrar em máquinas em que esteja rodando o Linux, frequentemente excede o padrão POSIX para estes utilitários, fazendo com que o uso de suas características extras possa tornar o seu script menos compatível com ambientes UNIX não-GNU ou semi-GNU, ou mesmo em implementações baseadas no Linux com Busybox, por exemplo.


Fonte: http://br-linux.org/2010/textutils-utilitarios-de-texto-gnu-para-seu-script-shell/

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.