Ir para o conteúdo
ou

Logo noosfero

ODF Alliance Award

Furusho

TDF Planet

redirection forbidden: http://planet.documentfoundation.org/atom.xml -> https://planet.documentfoundation.org/atom.xml

BR.Linux.org

redirection forbidden: http://br-linux.org/feed -> https://br-linux.org/feed

Seja Livre!

redirection forbidden: http://sejalivre.org/feed/ -> https://sejalivre.org/feed/

Linux Feed

getaddrinfo: Name or service not known

Computerworld

getaddrinfo: Name or service not known

PC World

getaddrinfo: Name or service not known

IDG Now!

getaddrinfo: Name or service not known

Info

Invalid feed format.

Users SL Argentina

redirection forbidden: http://drupal.usla.org.ar/rss.xml -> https://cobalto.gnucleo.net/rss.xml

Tecno Libres - Cubas

redirection forbidden: http://gutl.jovenclub.cu/feed -> https://gutl.jovenclub.cu/feed

Linux Venezuela

Invalid feed format.

GNU/Linux Paranguay

Invalid feed format.

Soft Libre Honduras

Invalid feed format.

 Voltar a FREE SOFTWAR...
Tela cheia

Retrospectiva BR-Linux 2011

30 de Dezembro de 2011, 0:00 , por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 7729 vezes

20 anos do Linux, 18 anos do Slackware e do Debian (nesta ordem), 15 anos do BR-Linux: vamos rever grande parte das notícias que mais marcaram 2011 por aqui.

Janeiro

O ano começou com as notícias de que o governo russo divulgou cronograma de 5 anos para migrar totalmente para o código aberto e de que o governo brasileiro tinha um plano para baratear os tablets produzidos aqui.

O tablet Xoom foi lançado com grandes expectativas, e um estudo demonstrou que boa parte dos tablets com Android não atendem aos requisitos da licença GPL.

A confirmação de que o Gimp de janela única teria seu lançamento atrasado e do vazamento da chave privada que permitiu pela primeira vez assinar independentemente softwares (incluindo firmwares “personalizados” e cópias piratas de jogos) para rodar no videogame PS3 e levou a Sony a processar um desenvolvedor envolvido causaram comoção.

  • A semana no BR-Linux: Android no N900, Linux na Rússia, chave privada do PS3
  • A semana no BR-Linux: Android 3.0, firmware PS3, vendas fracas na loja do Chrome
  • A semana no BR-Linux: Unity sem 3D, PS3, VLC
  • A semana no BR-Linux: LibreOffice, VLC, Satux, Ubuntu, GNOME
  • A semana no BR-Linux: KDE, LibreOffice, e um instalador de pacotes ecumênico

Fevereiro

Fevereiro foi o mês em que se especulou se o Android seria a solução para a crise na Nokia, e logo em seguida ela fez seu pacto (troiano?) com a Microsoft, e começaram a surgir tentativas de salvar corporativamente o MeeGo.

O finlandês voador Linus Torvalds deu uma entrevista em que disse o que pensa sobre o Ubuntu e o Debian, o Firefox 4 atrasou (mas houve o anúncio de que ficaria pronto ainda no primeiro semestre), um comparativo entre compiladores C mostrou que a nova geração de compiladores Open Source já se destaca pelo desempenho.

Sairam o Debian 6.0 e o GTK 3.0, a comunidade BROffice teve publicada a carta aberta que evidenciou os problemas em seu seio, e a HP doou um servidor para os desenvolvedores independentes do WebOS.

Frase do mês: “Jamais compre um smartphone com Android porque você acha que o fabricante o atualizará”

  • A semana no BR-Linux: Torvalds, Chrome sobe, Firefox 4 fica pra mais tarde, compiladores
  • A semana no BR-Linux: Nokia, GTK+ 3.0, confusão no BROffice, Debian 6
  • A semana no BR-Linux: Meego e cavalos de troia, tablets e lojas de aplicativos
  • A semana no BR-Linux: Bash 4, BR-Mac.org, Canonical e LibreOffice, Qt para Android

Março

O GNOME provocou comoção ao anunciou que sua versão 3 daria fim aos botões de maximizar e minimizar, enquanto o Google também gerou discussões pela forma como removeu dos aparelhos dos consumidores as cópias de 21 malwares que haviam sido distribuídos pelo Android Market.

Lançados o openSUSE 11.04 e o Firefox 4, e chegou ao fim de sua vida a edição netbook do Ubuntu.

A Amazon anunciou sua App Store para o Android, o Google confirmou que não disponibilizaria os fontes completos do Android 3.0 (chamado de “o Android para Tablets”) na mesma semana em que a Samsung confirmou que não atualizaria para ele o Galaxy Tab lançado 3 meses antes e negou que estivesse enfrentendo problemas com encalhes fartamente noticiados.

  • A semana no BR-Linux: botões do GNOME, malwares no Android Market, Firefox
  • A semana no BR-Linux: controle remoto no Android Market, Jaguatirica, openSUSE novo
  • A semana no BR-Linux: Firefox, nada de fontes do Android 3, Galaxy Tab

Abril

O Ubuntu confirmou sua regra de não incluir aplicativos não-livres na instalação default, e lançou a versão 11.04, com o Unity. Também foi lançado o GNOME 3.

A Oracle anunciou que passaria o OpenOffice adiante (e a Document Foundation se alvoroçou um pouco), e o site oficial do seu MySQL foi invadido via SQL Injection, saiu o GCC 4

No dia primeiro de abril anunciamos o tablet Galaxy Tab Nano, de 4 polegadas, bem como a inovação do Ubuntu de mover para a base da janela os botões de maximizar e minimizar.

A fatia do desktop Linux foi ultrapassada pela dos tablets no acesso à web nos EUA. Não era primeiro de abril, mas o chefão da Linux Foundation anunciou vitória sobre a Microsoft.

  • A semana no BR-Linux: Ubuntu e liberdade, Firefox 5, 6 e 7, MySQL, GCC
  • A semana no BR-Linux: 20 anos, GNOME 3, Xoom, Firefox
  • A semana no BR-Linux: Unity, VLC, Motorola Xoom e tablets úteis
  • A semana no BR-Linux: Gimp, Linux x Tablets, tchau pro OpenOffice

Maio

O finlandês voador Linus Torvalds deu entrevistas e disse o que pensava sobre pessoas que tentam “empurrar” licenças, sobre forks, Android, LLVM e mais.

Fabrice Bellard disponibilizou sua máquina virtual feita em Javascript e capaz de rodar um sistema Linux.

A equipe do Mono sofreu cortes na Novell e pulou para a Xamarin. O Google confirmou a retenção do código-fonte do Android 3 e também perdeu na Justiça e foi condenado a pagar US$ 5 milhões devido ao uso de uma patente no Linux, enquanto o exército dos EUA anunciava que escolheu o Android para uso em smartphones de combate.

Enquanto o Google admitiu que ocorria gravação de dados de usuários do Android, a Mozilla rejeitou a pressão do governo dos EUA para bloquear uma extensão que contorna determinadas restrições de acesso na Internet, e a HTC disse que não mais bloquearia a instalação de firmwares alternativos em seus aparelhos.

O governo do Rio sancionou Lei exigindo que o formato ODF seja aceito pela administração pública do estado, e fomos apresentados ao Raspberry Pi, PC de US$ 30 em forma de periférico USB.

Lançados: Slackware 13.37, Fedora 15, Mint 11.

  • A semana no BR-Linux: Ubuntu novo, Slackware 13.37, ministra cultural e Patentes
  • A semana no BR-Linux: Linus e GPL, Apache da Sony, tendência do Firefox
  • A semana no BR-Linux: nada de fontes do Android 3.x, fiasco na PSN, Mozilla resiste
  • A semana no BR-Linux: Linux sobre Javascript, Terminal com WebKit, e Mono
  • A semana no BR-Linux: Fedora 15, Mint 11, MP dos tablets

Junho

O finlandês voador Linus Torvalds deu entrevistas e disse o que pensava sobre KDE 4, GNOME 3, o pouco uso do termo GNU/Linux e mais.

A Oracle confirmou que mudaria a licença do Open Office para a ASL e colocaria o código nas boas mãos da Fundação Apache, e a Samsung surpreendeu ao entregar um Galaxy S II a um desenvolvedor do CyanogenMod.

Saiu o RC 1 do kernel Linux 3.0, o jogo Doom foi portado para a web com HTML5, e a Motorola culpou apps do Android Market por 70% das devoluções de seus aparelhos, e depois (de alguma intervenção de alguém nos bastidores, especulou-se) voltou atrás.

Lançados: Mageia 1, LibreOffice 3.4.0, Firefox 5.

  • A semana no BR-Linux: RC do kernel 3.0, Chrome, Firefox e o triângulo Oracle X TDF X Apache
  • A semana no BR-Linux: vírus no Android, menus no Unity, Dell dando tchau pros netbooks
  • A semana no BR-Linux: Linus, Shuttleworth, GNU/Linux e tambores
  • A semana no BR-Linux: Firefox 5, Nokia N9, Boxee Box

Julho

O Slackware fez 18 anos e a IBM anunciou a contribuição do código do seu Lotus Symphony ao Apache OpenOffice.

A Microsoft divulgou querer que a Samsung pague a ela US$ 15 por aparelho Android vendido, de maneira similar à que a HTC já havia topado, e levantou questionamentos sobre se fatura mais com Windows Phone ou com Android.

A Oracle adquiriu a Ksplice e interrompeu o suporte para Red Hat, CentOS e SUSE.

Lançados: CentOS 6, Linux 3.0, KDE 4.7, VirtualBox 4.1.

  • A semana no BR-Linux: banda larga e curta, nuvens e AirPrint no Ubuntu
  • A semana no BR-Linux: Inchaço no Firefox 5 e 6, Microsoft X Android, Internet popular
  • A semana no BR-Linux: o sonho do Android, hackers e CentOS 6
  • A semana no BR-Linux: Linux 3.0, Hurd, Firebug e o bolo da Microsoft
  • A semana no BR-Linux: KDE novo, Motorola X atualizações, Mandriva RC e… sorteios!

Agosto

O finlandês voador Linus Torvalds comentou na web e disse o que pensava sobre o GNOME 3.

O Linux fez 20 anos, e o Debian fez 18 anos.

A Microsoft removeu o Linux da lista de competidores de seus produtos no desktop apresentada anualmente aos acionistas, o Amazon Kindle chegou oficialmente ao Linux, e os integrantes do projeto GNU Emacs perceberam e corrigiram uma curiosa situação: estavam desrespeitando a GPL desde 2009.

A HP descontinuou seu tablet com o WebOS. A Motorola Mobility fez comentários públicos sobre fazer um pacto com a Microsoft em termos similares aos da Nokia, e na semana seguinte foi adquirida pelo Google.

O Google anunciou a abertura do código do App Inventor e afirmou que a Microsoft expôs indevidamente código-fonte do Android descrito como “altamente proprietário”. O criador do CyanogenMod foi contratado pela Samsung, e o Android passou ao topo da lista da McAfee de plataformas móveis mais atacadas por malware.

Lançado: Firefox 6.

  • A semana no BR-Linux: Linus opina, jogos para o Ubuntu, MS x Android, tablets, tablets, tablets
  • A semana no BR-Linux: promessa para o Firefox 7, Kindle no Linux, Galaxy Tab por R$ 2000
  • A semana no BR-Linux: Firefox 6, Googlerola (ou Motoogle) e a maioridade do Debian
  • A semana no BR-Linux: 20 anos de Linux, Android passa J2ME, Gimp em janela única

Setembro

O finlandês voador Linus Torvalds abriu o código do software no qual vinha trabalhando: não era o git nem o Linux, mas sim um sistema de controle de mergulhos.

Foi divulgada uma violação de segurança no site kernel.org (também atingindo Linux.com e Linuxfoundation.org), cuja resolução ocupou pouco mais de 1 mês. No intervalo, o desenvolvimento do kernel permaneceu no github.

A Oracle anunciou extensões comerciais para o MySQL e descontinuou sua licença que permitia incluir sua Java VM em distribuições Linux.

O bom Dr. Stallman deu sua resposta à pergunta: o Android é software livre?

O Google comprou 1023 patentes da IBM e afirmou que a compra da Motorola não foi só por causa das suas patentes. O Android se aproximou dos 42% do mercado de smartphones dos EUA, a Samsung apresentou seu foblet Galaxy Note, e a Mozilla mostrou como seria o Firefox em tablets com o Android 3.

  • A semana no BR-Linux: Beta do Ubuntu, uma chance ao Mandriva, SCO perde de novo, foblet
  • A semana no BR-Linux: Cópias de código e de design, fim do Pinta, idiotas e 2 forks do Android 2
  • A semana no BR-Linux: Google e patentes de software, aeromodelo cracker, invasões na Linux Foundation
  • A semana no BR-Linux: Microsoft interefrindo no boot, férias do Linus, truques com SSH

Outubro

A Mozilla publicou seu relatório anual sobre 2010 e detalhou sua receita de US$ 123.000.000.

A Samsung, a Compal e a Quanta assinaram seus pactos com a Microsoft sobre licenciamento de patentes presentes no Android, e assim a empresa passou a receber royalties de mais de 50% dos aparelhos com Android produzidos no mundo. Representantes do Google e da MS discutiram a respeito no Twitter, o primeiro falando em extorsão e o segundo em choro de perdedor. O Android Market passou a ser a loja oficial de plataforma móvel com maior número de downloads.

Faleceram Dennis Ritchie, co-criador do Unix e criador da linguagem C, e John McCarthy, pai do Lisp.

Lançados: GNOME 3.2, Kindle Fire, Ubuntu 11.10, Android 4. Fedora decidiu que sua versão 17 vai se chamar Beefy Miracle.

  • A semana no BR-Linux: Patentes, chororô, Firefox e o saldo positivo da Red Hat
  • A semana no BR-Linux: Time Zone database, vulnerabilidade no LibreOffice, FreeNAS
  • A semana no BR-Linux: Dennis Ritchie, Ubuntu 11.10, Dart e o Fedora milagroso
  • A semana no BR-Linux: Android 4, LibreOffice, fusos horários, Paraguai
  • A semana no BR-Linux: Secure Boot, Ubuntu na China, smartphones órfãos

Novembro

O BR-Linux completou 15 anos, e o editor vim completou 20 anos.

Frase do mês: “O Ubuntu não pode fazer nada por quem se acha descolado demais para usar o Unity” (Mark Shuttleworth).

O Fedora anunciou considerar mover todos os binários (executáveis, bibliotecas) para o /usr. O projeto Samba recebeu uma contribuição de código da Microsoft. Os códigos-fonte do Android 4.0 e do Doom 3 foram disponibilizados.

O Linux Mint ultrapassou o Ubuntu (que estava lá por 6 anos) e passou a ocupar o topo do ranking do DistroWatch.

Lançados: Linux From Scratch 7.0, OpenBSD 5.0, Fedora 16, Firefox 8, LibreOffice 3.4.4, openSUSE 12.1. Adobe anunciou o início do seu adeus ao Flash nos dispositivos móveis.

Faleceu André Gondim, colaborador frequente do BR-Linux e participante-chave da comunidade brasileira do Ubuntu.

  • A semana no BR-Linux: /usr, descolados, Secure Boot e a Microsoft no Samba
  • A semana no BR-Linux: Mint no topo, Fedora 16, Firefox 8, 20 anos de vim
  • A semana no BR-Linux: 15 anos do BR-Linux, PC USB, openSUSE 12.1
  • A semana no BR-Linux: LibreOffice, Mint, Flash e Doom 3

Dezembro

O discreto software de monitoramento CarrierIQ veio à luz e provocou celeuma mundial pela forma como compromete a privacidade dos usuários de sistemas móveis.

O shell (/bin/sh) completou 40 anos. A Microsoft disponibilizou acesso ao MSN Messenger pelo protocolo aberto XMPP.

A HP anunciou que abrirá o código do WebOS. Sony e Motorola explicaram porque demoram tanto para oferecer versões novas do Android a seus clientes de aparelhos anteriores. O Google remove 22 apps com malware do Android Market, que na semana comemorou a chegada aos 10 bilhões de downloads.

Lançados: Mint 12, FFMpeg 0.9, Moodle 2.2.

  • A semana no BR-Linux: Carrier IQ, Malware, Mint 12, Raspberry Pi
  • A semana no BR-Linux: 40 anos de shell, Suiça, helicópteros e zumbis
  • A semana no BR-Linux: XMPP, Java, Kindle Fire e Júlio Neves

Fonte: http://br-linux.org/2011/retrospectiva-br-linux-2011/

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.