Ir para o conteúdo
ou

Logo noosfero

ODF Alliance Award

Furusho

TDF Planet

redirection forbidden: http://planet.documentfoundation.org/atom.xml -> https://planet.documentfoundation.org/atom.xml

BR.Linux.org

redirection forbidden: http://br-linux.org/feed -> https://br-linux.org/feed

Seja Livre!

redirection forbidden: http://sejalivre.org/feed/ -> https://sejalivre.org/feed/

Linux Feed

getaddrinfo: Name or service not known

Computerworld

getaddrinfo: Name or service not known

PC World

getaddrinfo: Name or service not known

IDG Now!

getaddrinfo: Name or service not known

Info

Invalid feed format.

Users SL Argentina

redirection forbidden: http://drupal.usla.org.ar/rss.xml -> https://cobalto.gnucleo.net/rss.xml

Tecno Libres - Cubas

redirection forbidden: http://gutl.jovenclub.cu/feed -> https://gutl.jovenclub.cu/feed

Linux Venezuela

Invalid feed format.

GNU/Linux Paranguay

Invalid feed format.

Soft Libre Honduras

Invalid feed format.

 Voltar a FREE SOFTWAR...
Tela cheia

Mininova segue ordem de corte holandesa e exclui boa parte dos torrents da sua busca

27 de Novembro de 2009, 0:00 , por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 652 vezes

Deixei em negrito no texto abaixo a conclusão digna do Capitão Óbvio.

Com comunidade com mais de 47 milhões de usuários, buscador é forçado a distribuir apenas conteúdos permitidos por detentores de copyright.

O buscador Mininova anunciou nesta quinta-feira (26/11) que excluirá da sua base torrents referentes a filmes, séries, softwares e músicas que podem ser baixados sem o pagamento devido de direitos autorais após uma decisão da Justiça holandesa.

A corte de Utrecht decidiu, em 26 de agosto, que o Mininova seria obrigado a retirar todos os torrents de arquivos protegidos por direitos autorais do seu índex em um prazo de três meses.

A decisão ameaçava o buscador de multa de mil euros por dia ou arquivo encontrado. A pena máxima seria de 5 milhões de euros. Em fevereiro, o serviço havia anunciado mudanças que previam o aumento no número de servidores usados dado o crescimento na procura por torrents.

Em post publicado em seu blog oficial, a Mininova afirma que testou sistemas de filtragem nos últimos meses, mas “descobrimos que é impossível tecnicamente e operacionalmente implementar um sistema de filtragem 100% efetivo”. (…) (via idgnow.uol.com.br)

Saiba mais (idgnow.uol.com.br).

Mininova acata determinação e apaga torrents: “Um dos mais populares indexadores de torrents, Mininova, da Holanda, comunicou, hoje, que apagou todos os “links ilegais” em respeito a uma ordem judicial emitida em agosto. As atividades do site, agora, estão limitadas a “Distribuição de Conteúdo” (Content Distribution), permitindo que apenas produtores e artistas possam publicar suas obras gratuitamente pela plataforma.” [Enviado por Marcelo Nunes (marcelo7889Θgmail·com) - referência (info.abril.com.br).]


Fonte: http://br-linux.org/2009/mininova-segue-ordem-de-corte-holandesa-e-exclui-boa-parte-dos-torrents-da-sua-busca/

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.