A pesquisa da Strategy Analytics trouxe várias informações interessantes para a estratégia dos desenvolvedores interessados no mercado mobile internacional, ainda mais no momento em que o número bruto de downloads do Market começa a superar o da maior rival em vários mercados importantes – mas se for o seu caso, não deixe de considerar também o desempenho da Amazon App Store.

Via idgnow.uol.com.br:

Um novo estudo divulgado pela Strategy Analytics revelou que 89% das aplicações móveis baixadas por usuários norte-americanos (92% na Europa Ocidental) eram gratuitas. Em contraste, aplicativos grátis representaram apenas 73% dos baixados por donos de iPhone nos EUA e 72% na Europa. Enquanto isso, usuários do BlackBerry em ambos os lados do Atlântico informaram que 80% dos aplicativos que baixaram são grátis.

(…) O analista da Strategy Analytics, Chris Dodge, diz que o principal motivo é maior disponibilidade de aplicativos gratuitos no Market, em comparação com a Apple App Store e a BlackBerry App World. Ele também argumenta que os usuários da Apple pagam mais por seus dispositivos móveis que os usuários do Android e, portanto, são mais dispostos a gastar dinheiro em apps.

(…) Curiosamente, ter maior acesso a mais softwares gratuitos não significa que os usuários do Android baixem mais que os do iPhone. A Strategy descobriu que os norte-americanos de Android instalam uma média de 31,9 aplicações (38 na Europa). Os usuários do iPhone nos EUA, pelo contrário, baixam em média 48,4 apps – o número chega a 64,4 na Europa.

A pesquisa da Analytics acrescenta mais contexto em relação ao recente relatório da IHS mostrando que tanto a App Store quanto a BlackBerry World geram mais receita do que a Android Market, apesar de haver muito mais apps nesta no que na loja da RIM.

Em 2011, a App Store gerou 1,78 bilhão de dólares em receitas, superando em muito os 165 milhões de dólares da App World e os 102 milhões de dólares da Android Market.