Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

 Voltar a Blog do Marc...
Tela cheia

PostgresSQL 9.2, mais rápido e inteligente

10 de Setembro de 2012, 0:00 , por Software Livre Brasil - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 462 vezes

Logo PostgreSQLOriginalmente: http://h-online.com/-1703901
 
Um novo PostgreSQL, versão 9.2, foi disponibilizado, quatro meses após a primeira versão beta. O novo lançamento inclui melhorias na performance de leitura e escrita, adição de uma nova forma de busca que pesquisa apenas no índice (index-only scanning), novas funcionalidades orientadas a aplicações web e suporte para novos tipos de dados.
 
Como demonstrado na versão beta, a nova versão promete ser muito mais rápida de que seus predecessores, principalmente devido ao "index-only scanning", que possibilita que as buscas evitem ler tabelas subjacentes e procure apenas nos índices destas. Esta nova funcionalidade é usada automaticamente, embora haja ressalvas o quanto esta pode ser efetiva em todas as situações possíveis, porém onde o dado requerido esta indexado, por exemplo em cenários de “big data”, o aumento em performance pode ser enorme.
 
Em data warehouse a funcionalidade de "index-only scans" pode trazer melhorias de até vinte vezes. Combinando o "index-only scanning" com a escalabilidade linear para até 64 núcleos e outras melhorias de performance no gerenciamento de lock, e outras operações de baixo nível, os desenvolvedores do PostgreSQL dizem enxergar melhorias de até quatro vezes em operações de leitura - até 350,000 consultas de leituras por segundo - para conjuntos de dados genéricos e até 14,000 escritas de dados por segundo (cinco vezes mais rápido).  
 
As melhorias na escrita incluem commit em grupo e melhorias para reduzir o consumo de energia da CPU. PostgreSQL 9.2 também aprimora a escalabilidade horizontal com replicação em cascata, que permite que correntes de servidores de replicação sejam criados para ajudar a reduzir o tráfego de dados entre servidores.
 
Desenvolvedores de aplicação encontrarão um grande número de novas funcionalidades no PostgreSQL 9.2 que devem simplificar o desenvolvimento de novos tipos de aplicativos. Um novo tipo de dados, JSON, permite dados JSON, JavaScript Object Notation conforme descrito em RFC 4627, seja armazenado no banco de dados. Embora armazenado como texto, a vantagem de um tipo JSON é que este garante que o dados seja um JSON válido. Este é complementado por funções JSON que permite arrays e entradas sejam facilmente convertidas para o formato JSON. Uma nova extensão PL/V8 JavaScript e PL/Coffee permite que o JSON seja facilmente consumido por aplicações do tipo web.
 
Novos tipos[8] "range" também foram disponibilizados e permitem uma representação mais compacta de inteiros (INT4RANGE e INT8RANGE), valores numéricos (NUMRANGE), timestamps (TSRANGE e TSTZRANGE) e datas (DATERANGE). O comando CREATE TYPE também possibilita a criação de tipos customizados de "range", específicos para análises complexas. As melhorias no "range" devem reduzir a complexidade de esquemas de qualquer banco de dados e de códigos que lidam com faixas de valores e deve possibilitar o gerenciamento deste tipo de dados de forma mais simplificada.
 
Para atualizar o PostgreSQL 9.2 é necessário um dump e restore usando o pg_dump, ou rodar o pg_upgrade, para migrar o banco de dados para uma nova versão. Mais detalhes sobre o PostgreSQL 9.2, incluindo mudanças que afetam a compatibilidade com versões anteriores, estão disponíveis nas notas de lançamento [9].


Tags deste artigo: banco de dados software livre postgresql