Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

TDF blog

redirection forbidden: http://blog.documentfoundation.org/feed/ -> https://blog.documentfoundation.org/feed/

Minha rede

TDF Wiki Brasil

redirection forbidden: http://wiki.documentfoundation.org/index.php?title=Special:RecentChanges&feed=atom -> https://wiki.documentfoundation.org/index.php?title=Special:RecentChanges&feed=atom

Tela cheia Sugerir um artigo
 Feed RSS

Comunidade LibreOffice Brasil

7 de Dezembro de 2009, 0:00 , por Desconhecido - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Comunidade LibreOffice Brasil

The Document Foundation announces LibreOffice 3.4.3

31 de Agosto de 2011, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

The Internet, August 31, 2011 – The Document Foundation (TDF) maintains the speedy pace of LibreOffice development with the announcement of version 3.4.3, intended for enterprise deployments. The new release arrives two weeks after version 3.3.4 (intended for more-conservative users) and one month after the previous release of the 3.4 family, which provides a larger feature set based on cleaner and leaner code.

TDF maintains two editions of LibreOffice to satisfy the needs of a large and diverse user base, although we strongly recommend everyone to update to the 3.4 series in the near future. LibreOffice 3.4.2 has already been deployed by users at Itaipu Binacional in Brazil, the largest electrical power plant in the world, and has been key for the launch of a large migration project involving 25,000 desktops by Copenhagen hospitals in Denmark.

From September 2nd to September 4th, the LibreOffice community will host this year’s Hackfest together with the Linux Migration Project of the city of Munich in Germany (http://wiki.documentfoundation.org/Hackfest2011). The meeting has the objective of improving the collaboration between TDF and corporate users of LibreOffice, in order to better match the time based release schedule with the needs of organizations with very large deployments of the office suite.

LibreOffice 3.4.3 is immediately available for download in over 100 language versions from http://www.libreoffice.org/download/. Change logs are available at http://download.documentfoundation.org/libreoffice/src/bugfixes-libreoffice-3-4-release-3.4.3.1.log and http://download.documentfoundation.org/libreoffice/src/commit-log-libreoffice-3-4-release-3.4.3.1.log.

In October, the community around TDF and LibreOffice will gather in Paris for the first LibreOffice Conference (http://conference.libreoffice.org/). The keynotes and the agenda of the event will be announced soon, together with a program of workshops and trainings for TDF members. Participation in the event is free of charge, and only requires you to register at http://conference.libreoffice.org/conference-registration/.




Join the LibreOffice Hackfest!

28 de Agosto de 2011, 0:00, por Desconhecido - 22 comentários

Dear Community,

next weekend, from September 2nd to 4th, the first LibreOffice Hackfest will take place in the city of Munich, Germany.

The Hackfest is the gathering of LibreOffice developers from all around the world, where experienced coders and interested developers meet and work on the code, fix bugs and implement new features. Plus, it is a great chance to see many faces from the community in the wonderful setting of Bavaria’s capital city.

Participation is free of charge, and the best is, we still have free seats available!

If you want to contribute code to LibreOffice, or get in touch with members of our community, the LibreOffice Hackfest is the place to be! And for those not so experienced in developing, we will host a special session on hacking pasta. ;-)

More details on the planned agenda and on the venues are available in our wiki at

http://wiki.documentfoundation.org/Hackfest2011

Looking forward to hacking with you in Munich!

Florian
on behalf of the Hackfest organizers




Election Announcement for The Document Foundation Board of Directors

24 de Agosto de 2011, 0:00, por Desconhecido - 1Um comentário

Simon just announced the elections:

Having been asked by the Steering Committee and Membership Committee to act as the Elections Officer for The Document Foundation,  it is my pleasure to announce that we will now conduct  the election of a Board of Directors. This election is following the Bylaws [1] of our Foundation. The term is one year commencing from the date the Foundation is legally established.

There are seven (7) board seats that are to be filled during this election. Three (3) additional deputies are to be selected, so the total of slots to be filled by election is ten (10).

Members of The Document Foundation as of 2011-09-02 are eligible to vote in the elections. Anyone who has made a contribution to The Document Foundation can apply for membership by completing an application [2]. To vote, your membership also needs to be valid at least until the end of the elections (2011-10-26).

Any eligible voter is also eligible to be elected to the Board of Directors. To announce your candidacy, send a message to steering-discuss@documentfoundation.org with your full name, e-mail, corporate affiliation (if any), and a description of your reasons for wanting to serve as a director. Candidacies must be announced prior to 2011-09-30, 23:59 UTC.

All candidates should also send a summary of their candicacy announcement to elections@documentfoundation.org – a compilation of the summaries will be mailed to all registered voters several days prior to the elections. Summaries should be no more than 75 words of continuous text (so no bullet lists or multiple paragraphs) and must be received by the nomination deadline given above.

All discussion related to the elections should be held on discuss@documentfoundation.org where Members are invited to ask questions to one or all candidates. Instructions explaining how to vote will be sent via e-mail to all eligible voters by

The 10 candidates voted for most as counted by a single transferable vote system [3] will be elected, except that no more than two individuals affiliated with any one corporation may be elected. Should more than two of the top ten vote-getters be affiliated with the same company, only the two with the most votes will be considered elected.

In the event of a tie for the final seat on the board or the final deputy slot, the Membership Committee will schedule run-off elections as soon as possible. The Membership Committee will announce preliminary results as soon as possible after the elections close, along with instructions on how to access the votes archive and how to independently verify the vote count.

Any eligible voter may challenge the preliminary results by e-mailing elections@documentfoundation.org prior to 2011-10-26. The published decision of the Membership Committee as to any challenge shall be final. Once any challenges have been resolved, the Membership Committee shall announce the final results.

Any questions regarding these procedures should be directed to the Membership Committee by e-mail to  elections@documentfoundation.org. The committee shall have the power to make any necessary changes or clarifications to these rules at any point during the elections.

[1]  http://wiki.documentfoundation.org/CommunityBylaws
[2]  http://www.documentfoundation.org/foundation/application-for-tdf-community-membership/
[3]  http://en.wikipedia.org/wiki/Single_Transferable_Vote

——————————————————

Election Timeline (all deadlines are 23:59 UTC)

2011-08-23: Announcement of elections
2011-09-02: Freeze of membership applications, list of candidates opens.
2011-10-01: Last day to announce candidacies, submit summary statements.
2011-10-03: Final list of candidates is published.
2011-10-07: Instructions mailed to eligible voters, voting begins.
2011-10-17: Voting closes.
2011-10-20: Preliminary results are announced.
2011-10-26: Last day to challenge preliminary results.
2011-10-27: Announcement of final results

——————————————————

This is a landmark in the history of The Document Foundation and I encourage all Members to participate fully.




Election Announcement for The Document Foundation Board of Directors

24 de Agosto de 2011, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Simon just announced the elections:

Having been asked by the Steering Committee and Membership Committee to act as the Elections Officer for The Document Foundation,  it is my pleasure to announce that we will now conduct  the election of a Board of Directors. This election is following the Bylaws [1] of our Foundation. The term is one year commencing from the date the Foundation is legally established.

There are seven (7) board seats that are to be filled during this election. Three (3) additional deputies are to be selected, so the total of slots to be filled by election is ten (10).

Members of The Document Foundation as of 2011-09-02 are eligible to vote in the elections. Anyone who has made a contribution to The Document Foundation can apply for membership by completing an application [2]. To vote, your membership also needs to be valid at least until the end of the elections (2011-10-26).

Any eligible voter is also eligible to be elected to the Board of Directors. To announce your candidacy, send a message to steering-discuss@documentfoundation.org with your full name, e-mail, corporate affiliation (if any), and a description of your reasons for wanting to serve as a director. Candidacies must be announced prior to 2011-09-30, 23:59 UTC.

All candidates should also send a summary of their candicacy announcement to elections@documentfoundation.org – a compilation of the summaries will be mailed to all registered voters several days prior to the elections. Summaries should be no more than 75 words of continuous text (so no bullet lists or multiple paragraphs) and must be received by the nomination deadline given above.

All discussion related to the elections should be held on discuss@documentfoundation.org where Members are invited to ask questions to one or all candidates. Instructions explaining how to vote will be sent via e-mail to all eligible voters by

The 10 candidates voted for most as counted by a single transferable vote system [3] will be elected, except that no more than two individuals affiliated with any one corporation may be elected. Should more than two of the top ten vote-getters be affiliated with the same company, only the two with the most votes will be considered elected.

In the event of a tie for the final seat on the board or the final deputy slot, the Membership Committee will schedule run-off elections as soon as possible. The Membership Committee will announce preliminary results as soon as possible after the elections close, along with instructions on how to access the votes archive and how to independently verify the vote count.

Any eligible voter may challenge the preliminary results by e-mailing elections@documentfoundation.org prior to 2011-10-26. The published decision of the Membership Committee as to any challenge shall be final. Once any challenges have been resolved, the Membership Committee shall announce the final results.

Any questions regarding these procedures should be directed to the Membership Committee by e-mail to  elections@documentfoundation.org. The committee shall have the power to make any necessary changes or clarifications to these rules at any point during the elections.

[1]  http://wiki.documentfoundation.org/CommunityBylaws
[2]  http://www.documentfoundation.org/foundation/application-for-tdf-community-membership/
[3]  http://en.wikipedia.org/wiki/Single_Transferable_Vote

——————————————————

Election Timeline (all deadlines are 23:59 UTC)

2011-08-23: Announcement of elections
2011-09-02: Freeze of membership applications, list of candidates opens.
2011-10-01: Last day to announce candidacies, submit summary statements.
2011-10-03: Final list of candidates is published.
2011-10-07: Instructions mailed to eligible voters, voting begins.
2011-10-17: Voting closes.
2011-10-20: Preliminary results are announced.
2011-10-26: Last day to challenge preliminary results.
2011-10-27: Announcement of final results

——————————————————

This is a landmark in the history of The Document Foundation and I encourage all Members to participate fully.




13 Hospitais de Copenhaga migram para LibreOffice, são 25 mil usuários

23 de Agosto de 2011, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Os 13 hospitais da região de Copenhaga vão substituir a suite de escritório proprietário pela suite LibreOffice, uma ferramenta Software Livre.

Com esta migração para uma alternativa de Open Source, os 13 estabelecimentos hospitalares prevêem poupar cerca de 5.3 milhões de euros, só com custos de licenciamento. A medida abrange quase 15 mil computadores e deverá estar concluída dentro de um ano, conforme site da Computerworld.

Libreoffice

São quase 25 mil trabalhadores dos 13 hospitais da região de Copenhague,  começarão a usar o LibreOffice, uma suíte Open Source. O grupo de hospitais é phasing out uma alternativa proprietária, "a longo prazo para razões estratégicas", que ao mesmo tempo salva o grupo alguns Kroner 40 milhões (cerca de 5,3 milhões de euros) no valor de licenças proprietárias.

Numa primeira fase a migração vai ser gradual e nem todos os usuários terão o LibreOffice instalados nos seus computadores. Por enquanto a suite de produtividade será utilizada por um número reduzido de funcionários, em modo de teste.

Segundo um responsável do grupo de hospitais citado pelo site, este teste está indo bem, "apesar dos usuários não quererem perder familiaridade da suite proprietária".

* fonte: i-Gov

* Leia mais aqui:

* OSOR.EU

http://www.osor.eu/news/dk-25-000-hospital-staff-copenhagen-region-to-use-open-source-office-suite

* Computerworld.DK

http://www.computerworld.dk/art/118515



Governo define que computação em nuvem e uso de redes sociais terão normas de Segurança da Informação

22 de Agosto de 2011, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Formalmente instalado na semana passada, o Comitê Gestor de Segurança da Informação vai começar um trabalho de revisão e elaboração de novas normas a serem adotadas em toda a administração pública federal. Há sete temas prioritários, entre eles computação em nuvem, uso de redes sociais e mobilidade.

Na prática, é uma continuação do trabalho que já vem sendo desenvolvido pelo Departamento de Segurança da Informação e Comunicações (DSIC), ligado ao Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República. O comitê gestor, no entanto, é mais amplo, formado por 16 órgãos da administração federal.

Esses órgãos devem, agora, indicar representantes que vão participar dos grupos específicos para a discussão dos sete temas elencados como mais importantes, com o objetivo de que novas normas de segurança sejam elaboradas até o fim do ano.

Além dos já mencionados – computação em nuvem, redes sociais e mobilidade –, os pontos se referem ao tratamento das informações, gestão de mudanças, verificação de conformidade, controle de ativos de informação e revisão das normas existentes.

Em alguns casos, devem ser adotadas medidas para generalizar para todos os órgão, inclusive estatais, medidas que já são de alguma forma aplicadas na administração direta – como as normas da Secretaria de Logística e TI sobre continuidade e, consequentemente, o controle da gestão das políticas de tecnologia da informação.

Outros pontos, como a computação em nuvem, devem ganhar maior discussão. Afinal, nesse caso há um projeto em andamento de elaboração de uma política pública para a nuvem – que passa inclusive pela implementação de uma nuvem privativa da administração pública.

Até aqui, no entanto, ainda não avançou a discussão da proposta de criação de uma rede nacional de excelência de segurança da informação e criptografia, que pretende integrar pesquisas em universidades, institutos e centros de pesquisa, órgãos governamentais e empresas.




Folha: As razões do diálogo com os hackers

21 de Agosto de 2011, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

À medida que o acesso à internet se torna realidade em todas as camadas sociais, milhões de novos usuários desfrutam de suas facilidades e de seu potencial transformador. Ao mesmo tempo, aumenta a dependência da sociedade em relação à rede. Atualmente, mais de um terço das operações financeiras são feitas de modo virtual, e serviços essenciais de energia, de trânsito e de comunicações dependem cada vez mais dela.

http://www.trezentos.blog.br/wp-content/uploads/min-mercadante-thacker-fisl12-2-447x335.jpg

Esses setores podem sofrer ataques cibernéticos com consequências imprevisíveis, e também o Estado brasileiro precisa se precaver. Por isso, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação e o Ministério da Defesa estão trabalhando juntos para o desenvolvimento de tecnologias que permitirão prevenir, defender ou restabelecer serviços essenciais afetados por ataques dos chamados crackers.

Os crackers são criminosos, muitos dos quais nem mesmo sabem programar, sendo usuários avançados de softwares que não necessariamente desenvolveram.

Já os hackers são decifradores, desenvolvedores de softwares e hardwares que permitem adaptação ou construção de novas funcionalidades. Em geral, são jovens autodidatas e criadores de soluções inovadoras para a utilização de tecnologias da informação.

Quase todas as relações sociais existentes na sociedade existem na rede, inclusive os crimes. No entanto, não podemos iniciar um processo de cerceamento das liberdades na internet e de criminalização generalizada por episódios localizados, ainda que preocupantes, tampouco contribuir para simplificar o significado do movimento libertário e transformador que representa a comunidade hacker.

Esse movimento começou nos anos 1960, influenciado pela contracultura. O sociólogo Manuel Castells, em seu livro “A Galáxia da Internet”, deixou claro que a cultura hacker foi uma das formadoras da internet. A rede mundial de computadores não era o único modelo de rede digital. A França possuía a rede Minitel, completamente centralizada e fechada.

Já a internet tem sua inteligência distribuída, é completamente aberta, o que permite que hackers continuem criando soluções inovadoras, como as redes P2P, (do inglês “peer-to-peer”), sistema que permite o compartilhamento de informações conectando dois clientes e transformando o cliente em servidor e vice-versa. Isso a consolidou como uma rede sem centro, sem dono, cuja inteligência encontra-se nas máquinas dos usuários.
A experiência e a genialidade dos criadores de códigos não podem ser ignoradas. No início de julho, estive no Fórum Internacional de Software Livre, em Porto Alegre. Temos jovens desenvolvendo ciência e tecnologia fora da academia e das grandes empresas, hackers éticos que querem mais transparência e participação na relação com o Estado.

A capacidade criativa desses coletivos de desenvolvedores de tecnologia precisa ser reconhecida e incentivada, porque ela pode gerar inovações importantes para o nosso país. Felizmente, a ciência comunitária e as tecnologias livres avançam, contribuindo para derrubar ditaduras e o pensamento conservador e preconceituoso.

Agora, no Brasil, a cultura hacker terá o apoio do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. Estamos desenvolvendo um conjunto de políticas públicas para que essa promissora comunidade possa contribuir para o desenvolvimento de novas tecnologias e soluções para a sociedade.

ALOIZIO MERCADANTE, doutor em economia pela Unicamp, é ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação.

(Artigo publicado na página 3 da Folha de São Paulo, 11/08/2011)

* fonte: Partido dos Trabalhadores - PT



The Document Foundation anuncia a disponibilidade do LibreOffice 3.3.4

17 de Agosto de 2011, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

A The Document Foundation anuncia a disponibilidade do LibreOffice 3.3.4, uma novo edição do ramo 3.3 da suíte de escritório livre. A nova versão está disponível para o download no seguinte endereço: http://pt-br.libreoffice.org/baixe-ja/

O LibreOffice 3.3.4 resolve vários bugs, e a próxima edição 3.3.5 está prevista para outubro deste ano. Durante este período, o desenvolvimento continuará no ramo 3.4, com novas características. A próxima versão deste ramo – LibreOffice 3.4.3 – está prevista para fins de agosto.

Libreoffice

A The Document Foundation mantém duas edições do LibreOffice: a versão 3.3.x destinada a usuários conservadores, que preferem edições com ênfase na manutenção e estabilidade do software e a versão 3.4 com novidades e melhorias funcionais e progressiva. Nossa recomendação é sempre considerar a migração para as versões mais novas em futuro não muito distante.

O LibreOffice 3.3.4 é editado para rodar no Windows, MacOS X e Linux, em mais de 100 idiomas diferentes (mais do dobro dos produtos proprietários equivalentes).

Link para o Blog da The Document Foundation:
http://blog.documentfoundation.org/

Informações mais detalhadas sobre as mudanças podem ser encontradas em:
http://download.documentfoundation.org/libreoffice/src/bugfixes-libreoffice-3-3-release-3.3.4.1.loge
http://download.documentfoundation.org/libreoffice/src/commit-log-libreoffice-3-3-release-3.3.4.1.log

Os próximos eventos que reunirão desenvolvedores e membros da comunidade são o LibreOffice Hackfest, em setembro em Munique (http://wiki.documentfoundation.org/Hackfest2011) e a LibreOffice Conference, a ser realizada em Paris (http://conference.libreoffice.org/conference-registration/)

Contatos para mídia e imprensa:

Florian Effenberger - Alemanha
E-mail: floeff@documentfoundation.org
Skype: floeff

Olivier Hallot - Brasil
E-mail: olivier.hallot@documentfoundation.org

Charles H. Schulz - França
E-mail: charles.schulz@documentfoundation.org

Italo Vignoli - Itália
E-mail: italo.vignoli@documentfoundation.org
Skype: italovignoli
Google Talk: italo.vignoli@gmail.com



LibreOffice 3.3.4 is Ready for Download

17 de Agosto de 2011, 0:00, por Desconhecido - 22 comentários

The Document Foundation announces the availability of LibreOffice 3.3.4, a new release of the free office suite’s 3.3 branch. The new version is available for download at http://www.libreoffice.org/download

LibreOffice 3.3.4 fixes several bugs, the next maintenance release 3.3.5 is scheduled for October. In the meantime, development is continuing on the 3.4 series, which offers new features. The next version in that branch – LibreOffice 3.4.3 – is expected by the end of August.

The Document Foundation maintains two editions of LibreOffice: version 3.3.x caters to conservative users, who wish to stick to a proven release in deep maintenance mode, with increasingly infrequent updates, while the 3.4 branch provides a more modern and featurefull release. We therefore strongly recommend everyone to update to the 3.4 series in the near future.

LibreOffice 3.3.4 is available for Windows, Mac OS X and Linux, in over 100 different languages (more than twice the language coverage of comparable proprietary products).

Detailed technical change logs are available at http://download.documentfoundation.org/libreoffice/src/bugfixes-libreoffice-3-3-release-3.3.4.1.log and http://download.documentfoundation.org/libreoffice/src/commit-log-libreoffice-3-3-release-3.3.4.1.log

The next events where you can meet developers and community members will be the LibreOffice Hackfest, taking place this September in Munich (http://wiki.documentfoundation.org/Hackfest2011) and the LibreOffice Conference, taking place this October in Paris (http://conference.libreoffice.org/conference-registration/)




Expresso Livre - Versão 2.2.6 disponível

17 de Agosto de 2011, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Versão oficial Expresso Livre 2.2 com centenas de melhorias, entre correções de bugs e novas funcionalidades, disponível ! Clique aqui para saber mais sobre esta versão e baixar o pacote.

 

Expresso

O que há de novo no Expresso 2.2 ?

Com grande esforço e dedicação de nossos desenvolvedores, anunciamos o lançamento do Expresso 2.2. Esta versão conta com mais de 500 melhorias, entre correções de bugs e novas funcionalidades, onde podemos destacar:

Novos módulos:
  • Expresso Messenger Uma nova interface sem Java applet, refeita usando Javascript e PHP;
  • Expresso Mini Uma nova interface para utilização do Expresso em dispositivos móveis;
  • Mailman Admin para administração integrada do serviço MailMan dentro do Expresso;
  • Expresso Reports para exibição de relatórios administrativos do Expresso;
  • File Manager para compartilhamento de arquivos entre usuários e grupos do Expresso*;

(*) Módulo portado do E-Groupware, customizado e melhorado para o Expresso Livre.

Principais Melhorias
Agenda de Compromissos
  • Permitir delegação de evento para outro usuário;
  • Mapa de disponibilidade de horário, de todos os participantes do compromisso a ser criado;
  • Melhoria na detecção de conflitos, na visualização e na impressão de agendamentos;
  • Melhor integração com outras ferramentas, como GoogleCalendar e MS Outlook;
Catálogo de Endereços
  • Compartilhamento de contatos e grupos pessoais entre usuários do Expresso;
  • Melhoria na importação de contatos pessoais, que permite a inclusão automática em grupos pessoais do usuário;
  • Maior flexibilidade de configuração da pesquisa e da exibição de mais informações dos catálogos corporativos e externos
ExpressoMail
  • Arquivamento programado no arquivamento local do ExpressoMail;
  • Melhorias na pesquisa avançada de e-mails, como a busca entre datas e por etiqueta de mensagem (importante, encaminhada, não lida);
  • Otimização de performance para o carregamento do módulo, deixando sua inicialização mais rápida.
  • Diversas preferências e configurações novas do módulo;
Outros itens
  • Melhoria no código que cuida da integração com certificados digitais, ampliando a compatibilidade do Expresso com esta tecnologia;
  • Várias melhorias de segurança (captcha v.II, teclado virtual para senha, bloqueio de login por tentativas, tempo de expiração de senha);
  • Melhorias de performance no carregamento da API; - Atualização e adição de novas frases para o idioma espanhol;
  • + 500 itens ...

Equipe Expresso Livre.

Site oficial: www.expressolivre.org



BNDES vai gastar com suite proprietário R$ 1.790.428,00, em favor aos EUA

11 de Agosto de 2011, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

BNDES vai gastar com suite proprietário R$ 1.790.428,00 (um milhão, setecentos e noventa mil, quatrocentos e vinte e oito reais).

O Banco Nacional de Desenvolvimento, BNDES, está preocupado no desenvolvimento dos Estados Unidos, que está quebrado.

http://www.oitopassos.com/wp-content/uploads/2011/03/Endere%C3%A7o-de-Ag%C3%AAncias-do-BNDES.jpg

O BNDES acaba de licitar para aquisição de 2.851 (duas mil, oitocentos e cinquenta e uma) licenças perpétuas de uso da suite de escritório proprietário da Microsoft, o MS Office Professional Plus 2010, através de licenciamento por volume, sem contratação de Software Assurance, conforme especificações do EDITAL e de seus ANEXOS.

Um questionamento: Quantos desenvolvedores e empregos brasileiros no software LibreOffice podem ser contratados por um milhão, setecentos e noventa mil, quatrocento e vinte e oito reais, especialmente de um banco do governo federal?

Tem americano, indiano e chinês rindo a toa. Ou melhor os americanos estão quebrados.

 

* do site do BNDES:

Pregão Eletrônico 25/11

AVISO DE LICITAÇÃO

OBJETO: o Registro de Preços com vistas a eventual aquisição de até 2.851 (duas mil, oitocentos e cinquenta e uma) licenças perpétuas de uso do software Microsoft Office Professional Plus 2010, através de licenciamento por volume, sem contratação de Software Assurance,, conforme especificações do EDITAL e de seus ANEXOS.

EDITAL: Disponível a partir de 03/06/2011, no endereço: Av. República do Chile 100, Térreo, Protocolo, Centro, Rio de Janeiro - RJ e no portal Comprasnet.

ENTREGA DAS PROPOSTAS: A partir de 03/06/2011 às 10h no portal Comprasnet.
 
ABERTURA DAS PROPOSTAS: 16/06/2011 às 11h00min no portal Comprasnet.

Rio de Janeiro, 2 de junho de 2011. Pedro Ivo Peixoto da Silva. Gerente de Licitações - AA/DELIC/GLIC4.

AVISO DE JULGAMENTO DE RECURSO

OBJETO: o Registro de Preços com vistas a eventual aquisição de até 2.851 (duas mil, oitocentos e cinquenta e uma) licenças perpétuas de uso do software Microsoft Office Professional Plus 2010, através de licenciamento por volume, sem contratação de Software Assurance,, conforme especificações do EDITAL e de seus ANEXOS.

O BNDES comunica que, por decisão do Sr. Superintendente da Área de Administração, foi mantida a decisão atacada pelos recursos das Licitantes ALLEN RIO SERVIÇO E COMÉRCIO DE PRODUTOS DE INFORMÁTICA LTDA e LORENA BSB COMÉRCIO, IMPORTAÇÃO e SERVIÇOS DE INFORMÁTICA LTDA – EPP, ratificando a decisão do Pregoeiro que declarou vencedora do certame  a Licitante FÁTIMA HONORATO AGUIAR-ME.

A íntegra da decisão está à disposição dos interessados no Portal do BNDES na Internet (www.bndes.gov.br). 

Rio de Janeiro,  08/07/2011. Pedro Ivo Peixoto da Silva - Gerente - AA/DELIC/GLIC4.

AVISO DE HOMOLOGAÇÃO

OBJETO: o Registro de Preços com vistas a eventual aquisição de até 2.851 (duas mil, oitocentos e cinquenta e uma) licenças perpétuas de uso do software Microsoft Office Professional Plus 2010, através de licenciamento por volume, sem contratação de Software Assurance, conforme especificações do EDITAL e de seus ANEXOS.

O BNDES comunica aos Licitantes que o certame em referência, com Aviso de Licitação publicado no DOU do dia 03/06/2011, seção 3, página 109, foi homologado pela Diretoria, em 19/07/2011, através da Decisão da Diretoria nº679/2011 tendo sido adjudicado seu objeto ao Licitante FÁTIMA HONORATO AGUIAR – ME, pelo valor global anual de até R$ 1.790.428,00 (um milhão, setecentos e noventa mil, quatrocentos e vinte e oito reais)

Rio de Janeiro, 20 de julho de 2011. Pedro Ivo Peixoto - Gerente da Gerência de Licitações 4 do DELIC/AA.

* Fonte: BNDES



UNESP é primeira universidade do Brasil a aderir ao Protocolo Brasília ODF

9 de Agosto de 2011, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Odf-adesivo_2009_ingles_inside

Iniciativa formaliza compromisso de instituições e empresas com o uso de arquivos livres

Com a assinatura do Protocolo Brasília, a Unesp se tornou a primeira universidade do país a aderir ao documento. O acordo foi assinado no mês passado, no 12º Fórum Internacional Software Livre, por Emanuel Rocha Woiski, professor da Faculdade de Engenharia, Câmpus de Ilha Solteira.

Elaborado pelo Governo Federal, o protocolo formaliza o compromisso de instituições e empresas para a adoção dos arquivos ODF (sigla em inglês para Open Document Format) como formato padrão para o armazenamento e a troca de documentos.

Assim, a Universidade estimula a implantação dos softwares livres, que não têm custo de licença nem restrição legal de uso e reprodução, já que o ODF é um formato de arquivo aberto e pode ser acessado por qualquer suíte ou pacote de programas de computador.

Unesp_fisl12_2011_07_01_emanuel_r_woiski_01foto por Vitorio Furusho

O primeiro câmpus a adotar o uso de softwares gratuitos foi Ilha Solteira, em 2007, quando a Faculdade de Engenharia passou a utilizar o BrOffice (atualmente chamado LibreOffice) – programa de computador destinado às tarefas de escritório com aplicativos que incluem editor de texto, planilha eletrônica, entre outros. Na mesma época, também foi adotado o Linux, um sistema operacional gratuito. Com as mudanças, a unidade estima uma economia de cerca de R$ 120 mil por ano.

Unesp_fisl12_2011_07_01_emanuel_r_woiski_02
foto por Vitorio Furusho

A adesão ao Protocolo Brasília está alinhada com as propostas do Comitê Superior de Tecnologia da Informação (CSTI) da universidade por meio do Fórum Técnico Consultivo de Software Livre. “A assinatura de um protocolo federal que facilita o acesso de toda a sociedade aos documentos satisfaz a missão de uma universidade pública de colaborar para a disseminação do conhecimento e tornar o conteúdo produzido dentro da universidade acessível a todos”, avalia Woiski, que também preside o fórum técnico da Universidade. 

Arquivos permanentes

Para Edson Senne, assessor-chefe da Assessoria de Informática da Unesp, a iniciativa também revela que a instituição está de olho no futuro, pois a adesão ao protocolo é fundamental para a preservação dos documentos da Universidade. “A utilização do padrão aberto garante que os arquivos continuarão acessíveis por muitos anos”.

Unesp_fisl12_2011_07_01_emanuel_r_woiski_03foto por Vitorio Furusho

O coordenador de implementação de software livre na Universidade, Valdir Barbosa, que está realizando workshops e palestras de conscientização nos câmpus da Unesp, levanta outra vantagem para a adoção do Protocolo. “Desde que Ilha Solteira instalou o Libreoffice e o Linux, diminuíram as demandas para o suporte técnico, já que os sistemas têm baixa incidência de vírus. As máquinas funcionam melhor.”

Wolski ressalta que a economia com a utilização dos programas gratuitos poderá ser revertida para outras necessidades da Universidade, como a área de pesquisa.

por Bruna Kalaes

* fonte: UNESP



Celepar centraliza o inventário de informática do Governo do Paraná com OCS e GLPI

8 de Agosto de 2011, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

http://www.enec.org.br/pub/ENECOMP2006/EnecompApoio/logo2_celepar.pngO cálculo do patrimônio de informática de todos os órgãos do Estado será centralizado em um único servidor instalado na Celepar. Essa foi a novidade que o Diretor de Operações, Luiz Fernando Ortolani divulgou em evento realizado no auditório da empresa. Segundo ele, a solução foi implantada com o intuito de agilizar e facilitar o inventário do número de equipamentos, suas configurações, software, hardware e de todos os componentes que foram substituídos com o tempo em todo o parque de informática do Governo do Paraná.

http://www.celepar.pr.gov.br/modules/galeria/uploads/463/IMG_4175.jpg

Entre as justificativas apresentadas por Ortolani para a implantação do projeto, estão a qualidade e melhoria dos processos associados às atividades, bem como o aumento da produtividade dos técnicos e usuários do sistema. “A centralização dos recursos, o aumento da disponibilidade de dados aos gestores, e a confiabilidade das informações repassadas pelas instituições estão entre os principais benefícios dessa centralização”, explica.

Para a realização do trabalho, a Celepar sempre utilizou dois softwares livres: o OCS, ferramenta que mantém informações atualizadas sobre o tipo de software e hardware da máquina; e o GLPI, que possibilita acompanhar todas as modificações efetuadas em determinado equipamento. As duas ferramentas juntas, instaladas em um servidor, possibilitavam aos responsáveis pela informática nos órgãos realizar o cálculo do patrimônio de informática do seu setor.

Entretanto, essa tarefa era executada de forma pouco ágil. Agora, com a concentração desse trabalho em um único servidor, todos os dados serão interligados e enviados automaticamente para a Celepar, sem que haja a necessidade de vários servidores.

http://www.celepar.pr.gov.br/modules/galeria/uploads/463/IMG_4218_eduardo_castilha_policia_civil_ivan_jonsue_valdir_cezar_celepar.jpg


Além do Diretor de Operações, Luiz Fernando Ortolani, esteve presente o coordenador da Divisão de Administração de Ambientes Distribuídos (DIADI), Jonsue Trapp Martins; os técnicos da DIADI, Anderson Luiz Alves e Paulo Roberto das Neves, os responsáveis pelos setores de informática de todos os órgãos do Governo do Estado e o gerente de Gestão de Ambientes (GGA), Timothy Edwin Squair, que encerrou o evento reforçando as diretrizes e os benefícios da nova proposta. “Sem dúvida é um novo avanço na área tecnológica do Estado do Paraná que tornará mais produtivo o trabalho de todos e moderniza o sistema de inventário”, conclui.

* fonte: CELEPAR



Encerrada a primeira pesquisa sobre Usuários da suite LibreOffice

8 de Agosto de 2011, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

A primeira pesquisa sobre usuários da suite LibreOffice acaba de ser encerrada.Foram mais de 5.400 participantes, superaram as nossas previsões e todas as expectativas.

Um grande OBRIGADO a todos que participaram!

Esse sucesso nos mostra que os usuários LibreOffice estão muito interessados em dar feedback sobre a suite. Todos querem participar do desenvolvimento do LibreOffice. Nós podemos, e vams levar isso a sério! Uma série de pesquisas de acompanhamento é planejado e será coordenado com o desenvolvimento.

Libreoffice

À primeira vista, isso nos mostra que as aplicações mais usadas (em uma escala de atividade a partir de 1 = nunca a 5 = dia) são: Writer (3,92), Calc (3,22) e Impress (2,41). 

A mioria dos participantes (76%) vêem-se como especialistas em lidar com computadores e gastar muito tempo no computador durante o dia. Assim, o uso do computador é considerado muito importante para a maioria deles (78%).

Vamos analisar os resultados com mais detalhes e manteremos informado sobre os resultados.

Uma grande parte da pesquisa tratou da preferências na utilização de software.Na pesquisa foram identificados alguns resultados interessantes. Por exemplo, uma pergunta sobre interfaces Ribbon polarizou os usuários: enquanto 23% dos usuários preferem interfaces ribbon, 20% rejeita-os (os valores extremos em um diferencial semântico). 

Um fato iremos avaliar ainda mais, portanto, fique atento!

Se você quiser se juntar a nós na equipe de pesquisa do usuário, basta se inscrever para o Projeto LibreOffice Mailinglist . 

Podemos dar-lhe a oportunidade de olhar para os resultados pessoalmente em Usabilidade-Methods.com , onde se realizou a pesquisa.

Leia mais sobre os resultados em breve. 

Mais uma vez obrigado a todos pelo apoio!

por Björn Balazs

* fonte: OpenSource Usability Labs



ODF no Governo do Paraná: Normas de Publicação no Diário Oficiais

6 de Agosto de 2011, 0:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Normas de Publicação - Diário Oficiais

https://www.documentos.dioe.pr.gov.br/dioe/images/cabec.jpg

MATERIAS

Para que sua matéria seja aprovada pelo Departamento de Imprensa Oficial do Estado - DIOE, as mesmas devem ser encaminhadas em meio eletrônico, nos formatos e extensões conforme abaixo:

EXTENSÕES DOS ARQUIVOS

EXTENSÃO

DESCRIÇÃO

TXT

Texto plano, ou texto puro. É um texto sem recursos de formatação tais como negrito, itálico e sublinhado.

RTF

Rich Text Format, é um formato de arquivo de documento que a maioria dos processadores de texto são capazes de ler e escrever. Ao contrário da maioria dos formatos de processamento de texto, RTF é um formato legível.

ODT

OpenDocument format ODF, é um formato de arquivo - padrão aberto - usado para armazenamento e troca de documentos de escritório, como textos, planilhas, base de dados, desenhos e apresentações.

PDF

Portable Document Format é um formato de arquivo - padrão aberto. Um documento PDF pode descrever documentos que contenham texto, gráficos e tabelas, em um formato independente de dispositivo e resolução. Deve ser utilizado apenas se o seu texto possua tabela, no exemplo de uma publicação de balanço.

FORMATANDO A MATÉRIA PARA PUBLICAÇÃO

TIPO

DESCRIÇÃO

EXEMPLO

Fonte

Arial ou Times New Roman

Espaço para Publicação

Tamanho da Fonte

7 (sete)

Espaçamento entre caracteres

Normal

Largura da coluna

8 cm (oito centímetros)

Espaçamento entre linhas

Automático ou simples

Margem superior

2cm (dois centímetros)

Margem inferior

2cm (dois centímetros)

Margem esquerda

2cm (dois centímetros)

Margem direita

2cm (dois centímetros)

Recuo das margens

0 (zero)

Alinhamento de tabelas

Justificado

As matérias serão publicadas em uma coluna, salvo casos específicos em que não haja possibilidade do texto se adequar a este formato (ex.: tabelas e quadros), podendo utilizar assim duas colunas.

FORMA DE COBRANÇA

O método utilizado para cobrança da publicação é o de centímetro por coluna, o cálculo será feito medindo a altura do documento, baseando-se que este seja dentro da largura de 1 (uma) coluna, podendo este valor ser multiplicado pelo número de colunas utilizadas.

O faturamento da publicação será realizado em nome dos dados informados no formulário. Caso necessite mandar publicações para mais de 1 (uma) empresa, favor efetuar um envio para cada.

Após enviar sua matéria para publicação, favor aguardar um período de no máximo 1 (uma) hora, para o recebimento do comprovante e boleto para pagamento. Antes deste prazo, pedimos que não seja feito um reenvio.

FORMATANDO PÁGINAS INTEIRAS NO DIÁRIO COMÉRCIO INDÚSTRIA E SERVIÇOS

Balanços e Atas podem ser publicadas em página inteira, e devem ser encaminhados no formato e extensão conforme abaixo:

TIPO

DESCRIÇÃO

EXEMPLO

Formato

17 x 27cm | 25 x 31cm - Não serão aceitas publicações em página dupla.

Balanço

Fonte

Arial ou Times New Roman

Tamanho da Fonte

mínimo 6 (seis) - conforme Lei nº 8.639 de 31/03/1993.

Espaçamento entre caracteres

Normal

Espaçamento entre linhas

Automático ou simples

Extensão do arquivo

PDF

FORMA DE COBRANÇA DO BALANÇO

O método utilizado para cobrança da publicação de balanço, é um valor fico para o formato de 17 x 27cm e 25 x 31cm, conforme Tabela de Preço.

O faturamento da publicação será realizado em nome dos dados informados no formulário. Caso necessite mandar publicações para mais de 1 (uma) empresa, favor efetuar um envio para cada.

Após enviar sua matéria para publicação, favor aguardar um período de no máximo 1 (uma) hora, para o recebimento do comprovante e boleto para pagamento. Antes deste prazo, pedimos que não seja feito o re-envio de sua matéria.

* fonte: Imprensa Oficial do Paraná

* Lei ODF 15742/2007 - Paraná

* Norma Brasileira ABNT NBR ISO/IEC 26300

* Norma Internacional ISO ISO/IEC 26300

* Leis em outros Estados:

Lei ODF 5978/2011 Rio de Janeiro
Lei ODF 2213/2010 Novo Hamburgo - RS
Resolução 1026/2011 Assembleia Legislativa - RS
Projeto de Lei ODF 3070/2008 - Congresso Nacional
Projeto de Lei ODF 115/2011 Rio Grande do Sul

* Protocolo Brasília ODF:

Protocolo Brasília ODF 2008
Prefeitura N Hamburgo RS
Prefeitura Silva Jardim RJ
Prefeitura Nova Aurora PR
Signatários Protocolo Brasília ODF



Tags deste artigo: odf calc libreoffice draw iso 26300 math impress base writer tdf