Ir para o conteúdo
ou

Logo noosfero

ODF Alliance Award

Furusho

TDF Planet

redirection forbidden: http://planet.documentfoundation.org/atom.xml -> https://planet.documentfoundation.org/atom.xml

Linux Magazine

getaddrinfo: Name or service not known

BR.Linux.org

redirection forbidden: http://br-linux.org/feed -> https://br-linux.org/feed

Seja Livre!

redirection forbidden: http://sejalivre.org/feed/ -> https://sejalivre.org/feed/

Linux Feed

getaddrinfo: Name or service not known

Computerworld

getaddrinfo: Name or service not known

PC World

getaddrinfo: Name or service not known

IDG Now!

getaddrinfo: Name or service not known

Info

Invalid feed format.

Users SL Argentina

redirection forbidden: http://drupal.usla.org.ar/rss.xml -> https://cobalto.gnucleo.net/rss.xml

Tecno Libres - Cubas

redirection forbidden: http://gutl.jovenclub.cu/feed -> https://gutl.jovenclub.cu/feed

Linux Venezuela

Invalid feed format.

GNU/Linux Paranguay

404 Not Found

Soft Libre Honduras

getaddrinfo: Name or service not known

 Voltar a FREE SOFTWAR...
Tela cheia

Review: BlackBerry Storm por Jomar Silva

15 de Março de 2010, 0:00 , por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 1145 vezes

Comprei meu BlackBerry Bold no final de 2008, alguns meses antes do Storm ser lançado. Desde que o Storm foi lançado eu estava muito curioso para testa-lo, principalmente por causa do teclado na tela. A minha dúvida era: Será que um usuário que digita rápido como eu no teclado do BlackBerry vai se acostumar a usar um teclado na tela...
Finalmente em dezembro último eu coloquei as mãos pela primeira vez em um Storm... e aliás não larguei mais... (meu Bold está aqui em uma gaveta, mas não adianta alvoroço: ele já tem um novo dono !).
A primeira coisa que me impressionou no Storm, foi a extrema simplicidade da sua interface gráfica, que aliado á tela sensível ao toque com resposta tátil (já explico o que é isso), torna a utilização do smartphone muito confortável e intuitiva, inclusive por usuários que não estão acostumados "com tanta tecnologia" (esta foi a frase que mais ouvi de pessoas que me pediam prá mexer um pouco no Storm).


Tags deste artigo: blackberry jomar furusho

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.