Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

PSL Brasil

Tela cheia Sugerir um artigo
 Feed RSS

Notícias

27 de Maio de 2014, 23:22 , por Paulo Santana - | 3 pessoas seguindo este artigo.

Marcado pela resistência, FISL18 reúne mais de 1,5 mil participantes

15 de Julho de 2018, 0:33, por Gabriel Galli

42686830814 c1f0a411be z
Terminou neste sábado, às 20 horas, o FISL 18 - Fórum Internacional Software Livre -, um dos mais importantes eventos de tecnologias livres da América Latina.



Segundo dia do Fórum Internacional Software Livre tem mais de 100 atrações

13 de Julho de 2018, 12:33, por Gabriel Galli

42460484135 fc3e3e51a0 z

O segundo dia do Fórum Internacional Software Livre teve mais de 100 atrações entre palestras, rodas de conversa e exposições. Com um público superior aos 1.300 participantes do primeiro dia, o FISL pautou, nesta quinta-feira, temas como o software livre no setor público, a importância das tecnologias na educação básica, automação de residências, streaming de filmes gratuitos e a participação das mulheres no software livre.

Este último tema foi pautado, no final da manhã, em uma mesa aberta à participação de quem assistia. Claudia Archer, doutora em Políticas Públicas e ativista do software livre, foi a mediadora da conversa que jogou luz sobre a falta de representatividade feminina na área de programação. Dados da Unesco apontam que apenas 17% das vagas de programadores no Brasil são ocupadas por mulheres. "O nosso principal objetivo aqui hoje: incentivar meninas e mulheres a permanecerem na TI", frisou Archer.

Já na parte tarde, uma palestra, seguida de debate, pautou o software livre na educação com foco nas escolas de ensino fundamental e médio. Segundo o professor Nelson Pretto, da Faculdade de Educação da Universidade Federal da Bahia, é possível colocar a tecnologia livre como ponto crucial no processo de educação das crianças e jovens e não apenas o computador e a internet como mecanismos secundários no ensino dos conteúdos básicos. Um dos empecilhos levantados no debate foi a capacidade docente para fazer uso desses softwares.

"Durante muito tempo defendi que primeiro se preparasse os professores e depois se conectasse as escolas. Hoje entendo que temos que fazer as duas coisas juntas porque, neste meio tempo, acabamos não fazendo nem uma coisa, nem outra", defendeu Pretto.

O FISL 18 terá, ainda, cerca de 200 atrações nesta sexta e sábado, entre 8h e 20h. Quem não realizou inscrição antecipadamente pode fazê-la no próprio setor de credenciamento do evento. A programação completa está no site (http://fisl18.softwarelivre.org/).

São oito espaços, entre salas e ambientes no salão principal, com palestras e debates durante todo o dia. Além disso, empresas e organizações comprometidas com as discussões e a difusão das tecnologias livres mantêm seus estandes com diversos workshops, demonstrações com uso de softwares e debates.



Repúdio a invasão do site do FISL18

12 de Julho de 2018, 13:55, por Paulo Santana

Na tarde desta quarta-feira, o site da 18a edição do Fórum Internacional Software Livre foi hackeado. A plataforma transmite ao vivo todas as palestras e debates e é atualizado com fotos, vídeos e textos durante o evento. O autor veiculou, na página, ataques ao movimento feminista e à posição da Associação Software Livre (ASL.Org), promotora do evento, de apoio à pauta dos direitos das mulheres. O site voltou ao ar provisoriamente cerca de uma hora depois.

Texto hack fisl18

Abaixo, nota da Associação Software Livre sobre o episódio:

“A ASL.Org repudia veementemente este ataque. Desde a sua criação, o FISL tem compromisso com a participação feminina no evento, incentivando-as na busca pelo seu crescimento neste segmento. Vale lembrar que o FISL foi pioneiro no Brasil na implantação de uma política antiassédio, iniciativa replicada por vários outros eventos da área.

O FISL incentiva a participação e o protagonismo das mulheres, ministrando palestras e oficinas, valorizando perfis diversos, tais como desenvolvedoras, ativistas, pesquisadoras, professoras, autoras de livros técnicos, jornalistas, gamers entre outros, apostando no público feminino para gerar boas discussões e compartilhar conhecimento.

Ataques como este não nos farão voltar atrás. A ASL.Org reitera a necessidade de continuar combatendo o atraso do machismo e todas as consequências que este e outros discursos de ódio trazem para o mundo.

Associação Software Livre (ASL.Org)”

 



Primeiro dia do FISL18 reúne 1,3 mil pessoas em Porto Alegre

12 de Julho de 2018, 12:45, por Gabriel Galli

28476530247 27914b2b17 z 1
Cerca de 1,3 mil pessoas participaram do primeiro dia de atividades do Fórum Internacional Software Livre (FISL18), que começou nesta quarta-feira (11), em Porto Alegre. O FISL está na 18ª edição e ocorrerá até o sábado no Centro de Eventos da PUCRS. A abertura oficial ocorreu às 11h, no Espaço Multiuso, com a presença de diversas autoridades locais, nacionais e internacionais na área de tecnologia e do uso dos softwares livres, como o americano Jon Maddog Hall, diretor do Linux Professional Institute.

Paralelo a isso, das 8h às 20h as palestras e debates ocorreram nos oito espaços destinados às trocas de experiências e conhecimentos sobre o uso de tecnologias livres na internet. Temas como o uso de softwares livres no setor público, o cenário atual do acesso e do uso da internet no país, peculiaridades dos cybercrimes no Brasil e BigData foram debatidos neste primeiro dia de FISL 18.

Segundo o coordenador da Associação Software Livre (ASL) e do FISL, Sady Jacques, o evento ocorre neste ano também como uma forma de resistência e de reafirmação da importância dos debates em torno do livre uso de tecnologias para o desenvolvimento.

“São mais de 400 atividades e 47 horas de debates em torno desta temática. O FISL mantém, social e ideologicamente, a base da sua proposta histórica que é socializar o conhecimento. As dificuldades financeiras para a realização do evento não impediram que o grande propósito do fórum se perdesse, ainda que tenhamos, neste ano, um espaço físico menor”, destaca Jacques.

Além dos espaços destinados às apresentações, workshops e debates, várias empresas, entidades e organizações comprometidas com a difusão de ideias inovadoras sobre o uso de tecnologias livres têm seus estandes montados no salão maior do fórum. O FISL terá sequência nesta quinta, sexta e sábado, sempre das 8h às 20h. Ainda serão debatidos na edição deste ano temas como o futuro das criptomoedas, a influência dos algoritmos nos caminhos da democracia, análise de grandes volumes de dados e a participação das mulheres no Software Livre.

Site hackeado



trocar icone de pasatas criadas em thunar

28 de Junho de 2018, 14:21, por borges Lima

Fica aqui uma sugestao para trocar os icones das pastas criadas no thunar (xfce)

Criar un diretorio em qualquer lugar ex:

sudo mkdir /home/exemplo

criar um novo "launch" no desktop com os seguinte intens:

Nome: "qualquer um"

command: thunar /home/exemplo

o resto pode ficar vazio.

pode ate trocar o icone nesse momento ou depois .

criada a pasta ou melhor "launch" no desktop , clic propriedades e troque o icone, como em nemo ou nautilus;

o unico problema que tudo que vc criar nesta pasta, vai aparecer no diretorio home/exemplo tambem,

Agora é so usar a imaginaçao.

espero ter ajudado.



Vagas PHP / Ruby on Rails - Campinas / SP

28 de Junho de 2018, 12:58, por Robson Antonio Lima de Mendonça

Analista Desenvolvedor Ruby On Rails (JR/PL)

Local de trabalho: Campinas/SP

Perfil Técnico:

  • Experiência significativa em temas de Drupal Drupal 7 ou 8
  • PHP, Orientação a Objetos,Mysql,Controle de versão
  • Conhecimentos em temas Drupal (Twig)
  • HTML5,Frameworks CSS (Bootstrap) e processadores (LESS ou SASS)
  • Frameworks JS (Jquery)
  • Bom conhecimento como site builder.
  • Utilizar as novas funcionalidades do Drupal 8
  • Seguir padrões e boas práticas de desenvolvimento Drupal
  • API Rest
  • Forte experiência com mobile-first e responsive design
  • Experiência com frameworks front-end como Bootstrap
  • Experiência em medir e otimizar o desempenho do front-end.
  • Conhecimentos de problemas de compatibilidade entre navegadores ou dispositivos e a formas de trabalhar em torno deles, juntamente com a concepção de sites para atender aos padrões de acessibilidade da web.
  • Experiência com a definição de temas básicos e a criação de subtemas deles.
  • Experiência em escrever hooks theme e tpl
  • Saiba como escrever funções de tema personalizadas e também como alterar o comportamento de tema padrão
  • Experiência com módulos essenciais do Drupal, como Views, Media, Wyiswyg, WebForms
  • Paixão por criar experiências de usuário excepcionais

Responsabilidades:

  • Desenvolvimento de páginas web/api usando o framework Ruby on Rails;
  • Utilização de diferentes bibliotecas Open Source;
  • Utilização do banco de dados PostgreSQL(AWS);
  • Desenvolvimento front-end em Javascript/JQuery;
  • Versionamento no Github;
  • Deploy no Heroku;
  • Utilização da metodologia Scrum.
  • Experiência em Desenvolvimento Web e métodos Ágeis.

Analista desenvolvimento PHP c/ Moodle (PL/SR)

Local de trabalho: Campinas/SP

Perfil Técnico:

  • Desenvolvimento Web com PHP, MySQL e PL SQL
  • Conhecimento em framework (zend, laravel, cake ou similares)
  • Conhecimento avançado em programação c/ Mysql
  • Desejável - programação na plataforma Moodle (criação de plugins) ou similares
  • Drupal, Wordpress, magento
  • Plataforma cloud (diferencial)
  • Desenvolvimento para sistemas críticos (acima de 5000 acessos simultâneos)
  • Metodologias Ágil/Scrum
  • Linguagem de Internet (HTML, JavaScript, CSS, PHP, AJAX e Jquery)
  • Frameworks atuais para desenv. Camada Front-End (angular, react, ionic)-diferencial
  • Git, TFS Kanban (desejável)
  • Competências Técnicas
  • PHP, MVC, OOP, MySQL, JavaScript, Jquery, CSS, LESS, HTML5, Angular (desejável), SCRUM, JSON, WebAPI

 



Definida a programação do Fórum Internacional Software Livre 2018

7 de Junho de 2018, 13:18, por Gabriel Galli

Fisl18

Evento chega à 18ª edição consolidado como um dos mais importantes do mundo em tecnologia

Porto Alegre, 29 de maio de 2018 – O Fórum Internacional Software Livre – FISL - chega à sua 18ª edição neste ano com uma intensa programação que resultará em 370 atividades e 47 horas de debates em torno do uso de tecnologias livres na internet e difundindo iniciativas que visem ao conhecimento compartilhado para o desenvolvimento humano. O FISL18 será realizado de 11 a 14 de julho, no Centro de Eventos da PUCRS, em Porto Alegre. Serão quatro dias com palestras, encontros, debates e apresentações sobre diversos temas que circundam a ideia de cultura livre na internet.



15º Latinoware acontecerá de 17 a 19 de outubro de 2018 em Foz do Iguaçu

2 de Maio de 2018, 14:02, por Paulo Santana

"LatinowareUm dos maiores eventos de software livre do mundo. Assim é definido o Congresso Latino-americano de Software Livre e Tecnologias Abertas (Latinoware) , organizado pela Itaipu Binacional e Fundação Parque Tecnológico Itaipu - Brasil. Realizado desde 2004, o Latinoware oportuniza momentos de debate e troca de conhecimento sobre a evolução das tecnologias abertas e as suas aplicações com um público diversificado: comunidade, usuários, desenvolvedores, estudantes, pesquisadores, representantes governamentais e da iniciativa privada.

Em três dias de evento, os participantes conferem palestras, novas ferramentas, oficinas, sessões técnicas e acompanham casos de sucesso e principais iniciativas, que são apresentadas por especialistas e representantes de órgãos públicos e privados de diversos países da América Latina.



Linux Developer Conference Brazi 2018 abre chamada para apresentações

8 de Abril de 2018, 16:05, por Rafael Beraldo

Banner linuxdevbr 2018

A Linux Developer Conference Brazil anuncia a abertura da chamada para apresentações para a edição de 2018. A chamada, que dura até o dia 30 de abril, aceita apresentações e lightning talks em português e inglês sobre uma série de tópicos relacionados ao core dos sistemas Linux modernos. De escopo internacional, o evento acontecerá nos dias 25 e 26 de agosto de 2018, na Unicamp em Campinas, estado de São Paulo.

SOBRE A LINUXDEV-BR

A Linux Developer Conference Brazil – também conhecida como linuxdev-br – busca ser um ponto de encontro para as comunidades desenvolvendo Linux no Brasil e no mundo. Estamos abrindo espaço para apresentações sobre os temas mais recentes e relevantes para o desenvolvimento FOSS, incluindo kernel e drivers, bootloaders, rede e protocolos, containers e virtualização, segurança, IoT, desafios da indústria, entre outros. Independente do seu nível e experiência, venha compartilhar sua visão com o resto da comunidade open source.

ENVIE SUA APRESENTAÇÃO

Veja mais detalhes para submissão de apresentações no site da conferência.



Nova versão da plataforma livre para o mapeamento de iniciativas em agroecologia

8 de Abril de 2018, 16:05, por Marcelo Soares Souza

Mapa da Agroecologia

A plataforma Mapa da Agroecologia, uma ferramenta livre que permite o mapeamento de iniciativas em Agroecologia, disponibilizou uma nova versão. Esta traz correções e melhorias diversas, incluindo aprimoramentos na interface, adição de novos campos e a opção de tradução da interface (Português, Espanhol e Inglês).

A plataforma esta em constante evolução e é livre, estamos sempre buscando parceiros para aprimorar o sistema, não somente fornecendo informações sobre os locais que já realizam experiências em agroecologia mas com sugestões e dicas de como melhorar a plataforma em si. Por ser um Software Livre você pode contribuir com código, documentação e tradução da interface.



Parceria entre Curitiba Livre e Hostinger

21 de Março de 2018, 22:03, por Daniel Lenharo de Souza

Logo hostinger

É com grande prazer que a Comunidade Curitiba Livre oficializa parceria com a multinacional Hostinger Hospedagem de Sites.

Com mais de 29 milhões de usuários em 178 países, a Hostinger deu o seu pontapé inicial em 2004 e, desde então, segue em uma jornada fantástica de crescimento.

A Hostinger tem 3 anos de atuação no mercado brasileiro de tecnologia em hospedagem de sites, apresentando crescimento expressivo. Em 2017, quando começaram a estruturar os setores, equipes e processos, a empresa apresentou um crescimento de 155% de faturamento comparado ao período anterior. Eles acreditam fortemente que o potencial é de crescer muito mais nos próximos períodos!

A Hostinger fornece tecnologia em hospedagem de sites através de planos variados, para sites de tamanhos diferentes, servidores dedicados, registro de domínios e planos especiais para revenda de hospedagem. Isto tudo é acompanhado por material informativo, tutoriais, newsletters, vídeos e uma equipe de suporte de pronto atendimento 24/7. Além disso, eles oferecem migração de sites gratuita possibilitam não só o início de novos projetos por pessoas sem experiência em hospedagem como o crescimento e evolução destes projetos em empreendimentos mais complexos. Uma plataforma completa de empoderamento de negócios online, de pequenas até grandes empresas, é algo que só a Hostinger oferece por valores tão acessíveis.

Com esta parceria, a Comunidade Curitiba Livre receberá acesso a uma VPS gratuitamente para hospedar serviços e ferramentas de software livre que ajudarão em nossos trabalhos.



Curso COMPLETO de Shell Script (Básico ao Avançado)

5 de Março de 2018, 14:44, por Fernando Souza

Curso de Shell Script (Básico ao Avançado), com CERTIFICAÇÃO e caso o aprendiz precise (Nota Fiscal Eletrônica) da compra.



Formação em Software Livre através da Amizade

5 de Março de 2018, 14:44, por Laurence Victor

 



Você pode ajudar um projeto de Software Livre fazendo traduções

22 de Janeiro de 2018, 13:18, por Paulo Santana

Bandeiras eua br

Projetos de Softwares Livre que pretendem receber contribuições de pessoas de qualquer lugar do mundo adotam o inglês como língua padrão, por isso é comum ver os sites, os manuais, as trocas de mensagens entre seus contribuidores e os softwares originais em si, utilizando a língua universal. Os desenvolvedores de softwares livres já estão acostumados com esse ambiente internacional mas quando pensamos nos usuários, o uso de um software livre em inglês pode dificultar bastante a sua adoção, especialmente aqui no Brasil.

Para facilitar a utilização de softwares livres internacionais por usuários que tem dificuldades para ler em inglês é extremamente importante o trabalho de tradução realizado pelas comunidades. A tradução, também chamada de localização, é feita por pessoas que dedicam parte do seu tempo para converter os textos do inglês (en) para a língua do seu país. Como não poderia ser diferente, no Brasil existem várias comunidades que fazem as traduções para o português brasileiro (pt-br).

Em 2017 palestrei em alguns eventos mostrando como qualquer pessoa pode contribuir para o Projeto Debian de várias outras formas que não envolvem conhecimento técnico como empacotamento. Tem um vídeo disponível dessa palestra na Campus Party Brasília 2017 e um arquivo dessa apresentação. Decidi escrever esse texto para encorajar aquelas pessoas que gostariam de contribuir para um projeto de Software Livre internacional mas que não envolva o desenvolvimento de código. Se você é uma dessas pessoas, você pode ajudar com as traduções, para isso basta ter um conhecimento mínimo em inglês, uma vontade de trabalhar coletivamente e um espírito de colaboração. Os projetos de Software Livre precisam basicamente traduzir/localizar os seguintes itens:

  • O software propriamente dito;
  • O site oficial;
  • Manuais/tutoriais oficiais.

Uma terminologia importante para as equipes de tradução é a seguinte (crédito do Adriano Rafael Gomes):

  • I18N (internationalization): internacionalização é a modificação de um programa para que ele possa lidar com os múltiplos idiomas e culturas do mundo todo.
  • L10N (localization): localização é a implementação de um idioma específico para um programa já internacionalizada. Leia mais aqui.

Em todos os projetos você pode assumir dois papeis:

  • Tradutor: aquele que vai iniciar uma tradução do zero;
  • Revisor: aquele que revisar a tradução realizada por um tradutor e eventualmente propor correções.

Se você é um iniciante, algumas pessoas recomendam começar fazendo apenas revisões porque é mais fácil. Nas equipes de tradução também existem papeis que ajudam na organização interna, então alguém mais experiente com todo o processo pode assumir o papel de Coordenador para gerenciar os trabalhos.

Espero que esse texto te incentive a começar a contribuir com pelo menos um dos projetos que irei listar a seguir.



Ação que fortalece Amizades e leva à formação em Linux.

22 de Janeiro de 2018, 10:20, por Laurence Oliveira

Agora no Norte do Brasil, é possível obter qualificação em Software Livre e fortalecer suas amizades.

Em Belém do Pará existe uma ação muito boa e interessante ocorrendo nos primeiros dois (2) meses do ano, que atenta para o desenvolvimento das relações humanas e companheirismo, e também propicia criação de mão de obra qualificada na plataforma Linux, para o Mercado de Trabalho.

Visando garantir com que o maior número de profissionais possam obter o conhecimento apropriado nessa plataforma de Software Livre. E com isso, enfim atender a crescente demanda para este tipo de profissional no mercado.

Para saber mais acesse: http://virtuallink.com.br/matriculas_abertas_2018/

 



Eventos de Software Livre no Brasil