Ir para o conteúdo
ou

Logo noosfero

ODF Alliance Award

Furusho

TDF Planet

redirection forbidden: http://planet.documentfoundation.org/atom.xml -> https://planet.documentfoundation.org/atom.xml

BR.Linux.org

redirection forbidden: http://br-linux.org/feed -> https://br-linux.org/feed

Seja Livre!

redirection forbidden: http://sejalivre.org/feed/ -> https://sejalivre.org/feed/

Linux Feed

getaddrinfo: Name or service not known

Computerworld

getaddrinfo: Name or service not known

PC World

getaddrinfo: Name or service not known

IDG Now!

getaddrinfo: Name or service not known

Info

Invalid feed format.

Users SL Argentina

redirection forbidden: http://drupal.usla.org.ar/rss.xml -> https://cobalto.gnucleo.net/rss.xml

Tecno Libres - Cubas

getaddrinfo: Name or service not known

Software Libre Peru

Linux Venezuela

Invalid feed format.

GNU/Linux Paranguay

getaddrinfo: Name or service not known

Soft Libre Honduras

Invalid feed format.

 Voltar a FREE SOFTWAR...
Tela cheia

Paraná Wireless apresenta experiências para estimular projetos de Cidade Digital

20 de Julho de 2009, 0:00 , por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 2068 vezes

No dia 23 de julho, quinta-feira, Curitiba (PR) será sede do Paraná Wireless – Seminário Nacional de Cidades Digitais. A programação do evento contempla o compartilhamento de experiências e a abordagem de questões que prometem ser o futuro da administração pública nos municípios e nos estados brasileiros. A proposta é mostrar aos participantes – representantes de todas as esferas governamentais, profissionais e executivos da área de tecnologia, empresas municipais de informática e iniciativa privada – que a aplicação  dos recursos em uma prefeitura vai além do oferecimento de Internet aos cidadãos.


“Ao se falar em Cidade Digital, a primeira iniciativa em que se pensa é o oferecimento de tecnologia à população carente. Mas esse conceito envolve muito mais. Para um município ser digital, é necessário criar um ambiente digital que favoreça a modernização da gestão pública, a prestação de serviços à população, o empreendedorismo e o desenvolvimento econômico, estimulando a cidadania por meio da inclusão digital”, afirma Carlos Calazans, diretor da Network Eventos, empresa realizadora do Paraná Wireless. “É isso que pretendemos mostrar aos participantes durante o evento. Com um projeto adequado e um modelo de negócios sustentável, é possível construir uma Cidade Digital que ofereça mais eficiência governamental e benefícios para toda a população”, completa.

Cláudio Dutra, diretor de Tecnologia da Informação (TI) da Companhia de Informática do Paraná (Celepar), comenta  que o Paraná Wireless é um evento de competência indiscutível no assunto e por isso os participantes podem esperar bons debates e um grande intercâmbio de ideias. “Tendo contato com outras experiências, podemos melhorar ainda mais as aplicações. Nesse processo, é fundamental conhecer iniciativas de sucesso”, diz ele. “Eventos como o Paraná Wireless ajudam a divulgar casos e motivar a implantação de soluções”, avalia, acrescentando que apresentará o trabalho realizado em parceria entre o Estado, através da Celepar, e os municípios paranaenses para as aplicações de projetos de Cidade Digital.

Programação
Marcos Mazoni, presidente do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) e Marco Antonio de Oliveira Tavares, gerente operacional de Planejamento na Gerência de Engenharia do Espectro da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), já confirmaram participação na cerimônia de abertura do Paraná Wireless. Cláudio Dutra, diretor de TI da Celepar, também integrará a mesa e em seguida conduzirá a palestra “Cidade Digitais – Relacionamento entre Estados e Municípios”, a partir das 10h.

O painel “Cidades Digitais Brasileiras: Cases e Aplicações”, acontecerá a partir das 11 h. Oscar Gozzi, assessor técnico do Secretário Estadual do Meio Ambiente do Estado de São Paulo e ex-prefeito de Tarumã (SP), apresentará o case da cidade na área de Educação. Carlos Alberto Senna de Lima, diretor executivo da empresa internacional Syst/METASYS, também está confirmado para o painel.

Após o intervalo, das 12h às 14h, o painel “Cidades Digitais Brasileiras: Cases e Aplicações” terá continuidade. O tema será e-gov, com a palestra “Demoiselle Framewok: Uma Plataforma Padrão para Java”. Participarão Flavio Gomes da Silva, analista de Desenvolvimento de Sistemas do Serpro e Cristiano Froeder, engenheiro da Minascontrol que atuou no projeto de Votuporanga, em São Paulo.

A partir das 15h30, Joeval Oliveira Martins, gerente de Canais da Motorola, conduzirá a palestra “Soluções de Infraestrutura para Cidades Digitais”. A palestra seguinte será “PMAT – Linha de Financiamento para a Modernização da Administração Tributária e da Gestão dos Setores Sociais Básicos”, sob o comando de Jorge Henrique de Araujo Souza, gerente do Departamento de Gestão Pública e Avaliação de Impactos Sociais do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Às 16h30, Marco Antonio de Oliveira Tavares, gerente operacional de Planejamento na Gerência de Engenharia do Espectro da Anatel, fará uma exposição sobre o processo regulatório da Agência. Das 17h às 18h, será realizada a mesa-redonda “Empreendedorismo, Gestão, Operação e Sustentabilidade nas Cidades Digitais”. Rinaldo Duarte Teixeira de Carvalho, gerente técnico de Educação Continuada da Inatel Competence Center e Ricardo Almeida Pereira, do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Paraná (Sebrae/PR), confirmaram presença no debate.

Mais informações e inscrições
O Paraná Wireless será realizado no auditório do Serpro, Regional Paraná – Rua Carlos Pioli, 133, Bom Retiro, Curitiba (PR). Mais informações e a programação atualizada aqui ou pelo e-mail marketing2@networkeventos.com.br.

Autor: Gabriela Bittencourt - fonte: www.guiadascidadesdigitais.com.br


Tags deste artigo: anatel paraná wireless celepar serpro dutra cidade

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.