Ir para o conteúdo
ou

Logo noosfero

ODF Alliance Award

Furusho

TDF Planet

redirection forbidden: http://planet.documentfoundation.org/atom.xml -> https://planet.documentfoundation.org/atom.xml

BR.Linux.org

redirection forbidden: http://br-linux.org/feed -> https://br-linux.org/feed

Seja Livre!

redirection forbidden: http://sejalivre.org/feed/ -> https://sejalivre.org/feed/

Linux Feed

getaddrinfo: Name or service not known

Computerworld

getaddrinfo: Name or service not known

PC World

getaddrinfo: Name or service not known

IDG Now!

getaddrinfo: Name or service not known

Info

Invalid feed format.

Users SL Argentina

redirection forbidden: http://drupal.usla.org.ar/rss.xml -> https://cobalto.gnucleo.net/rss.xml

Tecno Libres - Cubas

redirection forbidden: http://gutl.jovenclub.cu/feed -> https://gutl.jovenclub.cu/feed

Linux Venezuela

Invalid feed format.

GNU/Linux Paranguay

Invalid feed format.

Soft Libre Honduras

Invalid feed format.

 Voltar a FREE SOFTWAR...
Tela cheia

Oficina CPBR5: seu documento na norma com o LibreOffice

10 de Janeiro de 2012, 0:00 , por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 857 vezes

A criação de documentos de texto adequados a uma norma específica é uma necessidade constante dos usuários. Muitas vezes, no entanto, o que deveria ser um requisito para qualificar a apresentação do texto acaba por ser um problema para àqueles que não dominam o editor no qual desenvolveram o seu conteúdo.

Muitos universitários, por exemplo, têm a nítida sensação de passar mais tempo trabalhando na formatação final do seu documento do que propriamente no conteúdo. Exageros a parte, o fato é que essa etapa da documentação torna-se frequentemente um martírio para os estudantes.

São duas as principais razões do problema. Primeiro, o usuário não domina a aplicação na qual edita seu documento. Ou seja, não tem o conhecimento necessário para aplicar a norma exigida. A segunda razão é um pouco mais complexa: algum usuário com baixo conhecimento dos recursos de formatação foi o responsável pelo estabelecimento da norma. O resultado é óbvio: uma norma ruim resulta em trabalho dobrado para aplicá-la. Tenho pesquisado as normas de várias faculdades do Brasil. O resultado assusta. Várias delas, embora auto-intituladas com “baseadas na norma ABNT” ou “adaptadas a partir da norma ABNT”, desconsideram as funcionalidades mais básicas dos aplicativos de texto. Estilos de página ou de parágrafo? Esqueça. Índice automático? Nem pensar.

Cabe ao universitário vencer mais esse desafio. Se a sua situação é essa, participe da oficina que ministrarei na Campus Party: Criando documentos normatizados com o LibreOffice Writer. Vamos detalhar o poder do uso dos estilos no documento e demonstrar, de forma prática, a criação de capítulos, parágrafos específicos, paginações especiais, índices, numerações e bibliografia!

Para quem ainda não o conhece, o LibreOffice é um pacote de aplicativos livre contendo editor de texto, planilha eletrônica e editor de apresentações. Pode ser baixado gratuitamente a partir de http://pt-br.libreoffice.org  e pode ser instalado no seu computador sem a desinstalação de outro pacote de aplicativos como, por exemplo, o Microsoft Office. Logo, se você desejar, pode utilizar os dois em paralelo.

Nosso encontro é no dia 8 de fevereiro, às 10:00 horas, no palco Oficinas Software Livre da Campus Party. 

Clique aqui para ver a atividade na agenda completa de Software Livre na CPBR5

Nos vemos lá! Não esqueça de instalar o LibreOffice no seu equipamento!

* fonte blog de Gustavo Pacheco

 


Tags deste artigo: libreoffice pacheco writer campus party furusho

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.