Ir para o conteúdo
ou

Logo noosfero

ODF Alliance Award

Furusho

TDF Planet

redirection forbidden: http://planet.documentfoundation.org/atom.xml -> https://planet.documentfoundation.org/atom.xml

BR.Linux.org

redirection forbidden: http://br-linux.org/feed -> https://br-linux.org/feed

Seja Livre!

redirection forbidden: http://sejalivre.org/feed/ -> https://sejalivre.org/feed/

Linux Feed

getaddrinfo: Name or service not known

Computerworld

getaddrinfo: Name or service not known

PC World

getaddrinfo: Name or service not known

IDG Now!

getaddrinfo: Name or service not known

Info

Invalid feed format.

Users SL Argentina

redirection forbidden: http://drupal.usla.org.ar/rss.xml -> https://cobalto.gnucleo.net/rss.xml

Tecno Libres - Cubas

getaddrinfo: Name or service not known

Software Libre Peru

Linux Venezuela

Invalid feed format.

GNU/Linux Paranguay

getaddrinfo: Name or service not known

Soft Libre Honduras

Invalid feed format.

 Voltar a FREE SOFTWAR...
Tela cheia

Cloud computing economiza até 55% dos custos nas empresas

25 de Outubro de 2010, 0:00 , por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 1181 vezes

De acordo com o diretor de tecnologia da NEC Corporation, Shinya Kukita, implantação de nuvens, privadas ou públicas, é inevitável.

Cloud Computing é a promessa de mercado em 2011

O mercado da tecnologia de computação em nuvem, atualmente, cresce, porém não em aceleração como os desenvolvedores pensaram. Implantar a cloud em um sistema, seja ela pública ou privada, gera alguns desconfortos e receios por parte das grandes corporações. Com o alto índice de fraudes na rede todos os dias, o medo maior delas é o trafego de informações confidenciais na rede.

No entanto, o diretor de tecnologia da NEC Corporation, Shinya Kukita, explica que, apesar do receio de muitas empresas, especialmente no Brasil, a tecnologia de computação em nuvem é algo inevitável.

Para ele, o problema maior para a aceitação da cloud computing é a reputação. “As mentiras fazem uma reputação equivocada do que realmente é o sistema de computação em nuvem. As empresas não precisam ter medo da tecnologia, pois ela é completamente segura quanto ao tráfego dos dados”, explica.

Sobre a diferença entre as nuvens pública e privada, Kukita explica que elas suprem necessidades diferentes. Ele explica que muitas companhias se sentem mais confortáveis em utilizar a privada, mas grandes corporações, como o Google, por exemplo, por disporem de um número alto de informações a público, necessitam de nuvem pública. “Eu acho que a nuvem pública é mais do consumidor do que da própria empresa”.

O executivo explica que, o contraponto é que as nuvens públicas são mais baratas, porém as privadas possuem nível de tecnologia superior e, de fato, são ainda mais seguras.

Sobre custos, Kukita explica que, de fato, a cloud computing nas empresas gera uma redução de, aproximadamente, 55% nos seus desktops virtuais. Além disso, enfatiza, pode-se ligar muitas máquinas ao mesmo sistema e servidor que esteja na nuvem.

Caso Telefônica

Para o Futurecom 2010, a NEC apresenta seu caso de sucesso com cloud computing. Uma parceria feita com a espanhola Telefónica, que começou há 6 meses, já apresenta resultados positivos.

Segundo Kukita, o crescimento significativo da empresa foi a base de assinaturas. A primeira experiência foi na Espanha, mas a operadora já planeja estender o projeto para outros países. Ainda não há informações sobre a implantação no Brasil.

O acordo entre as duas empresas visa o fornecimento da nuvem, por parte da NEC, à operadora, para que seus clientes corporativos acessem seu desktop remoto virtualizado, bem como as aplicações de escritório por meio de qualquer dispositivo móvel.

Com este projeto, a parceria entre a Telefônica e a NEC é ampliada para implementar SaaS (Software como Serviço) na Espanha para as PMEs (Pequenas e Médias Empresas), com a marca “Telefonica Aplicateca”, além de soluções de desktop virtual (VDI) e outras aplicações na América Latina.

Alguns outros operadores menores, depois do sucesso com a Telefónica, já aderem também a cloud computing. Atualmente há operações no México, Argentina, Chile e Peru.

* fonte: IPNews


Tags deste artigo: computação emnuvem cloud computing

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.