Ir para o conteúdo
    <li class="asset_articles"><a href="/search/assets?asset=articles"><span class="icon-menu-articles"></span><strong>Artigos</strong></a></li> <li class="asset_people"><a href="/search/assets?asset=people"><span class="icon-menu-people"></span><strong>Pessoas</strong></a></li> <li class="asset_enterprises"><a href="/search/assets?asset=enterprises"><span class="icon-menu-enterprise"></span><strong>Empreendimentos</strong></a></li> <li class="asset_communities"><a href="/search/assets?asset=communities"><span class="icon-menu-community"></span><strong>Comunidades</strong></a></li> <li class="asset_events"><a href="/search/assets?asset=events"><span class="icon-event"></span><strong>Eventos</strong></a></li>
ou

Thin logo

Contatos

 

Fotos

Divulgação

 


 

 

 Voltar a Blog Mulhere...
Tela cheia Sugerir um artigo

Projeto Metabotix e o ensino de robótica

17 de Outubro de 2016, 16:00 , por Blog Mulheres, Tecnologia e Oportunidades - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 14 vezes

Olá! Hoje vamos conhecer um pouco sobre o  Metabotix que ensina robótica para adolescentes em Goiás. Entrevistei a Professora Christiane Borges que é responsável pelo projeto no Instituto Federal de Goiás.

Blog: Como surgiu o Metabotix?
A ideia do Metabotix veio a partir de uma conversa no 2º Encontro Nacional de Mulheres na Tecnologia entre eu, Carolina Borim, Desiree e Andressa. Pouco depois surgiu a oportunidade de concorrer em uma Chamada Pública do MCTI/CNPq/SPM-PR/Petrobras (18/2013) que tinha como objetivo aumentar o numero de Meninas e Jovens Fazendo Ciências Exatas, Engenharias e Computação.

Além disso, o laboratório recebeu auxilio financeiro do próprio IFG, via Edital PROAPP. Quem ajuda e mantêm o laboratório são os próprios professores no IFG. O Daniel Basconcello Filho, que coordena a trilha de robótica em alguns eventos e o Prof. Fábio, que criou o GYNBot também ajudam no laboratório e nos projetos desenvolvidos.

metabotix3

Blog: Hoje tem quantas meninas participando, meninos também podem participar?
Atualmente, temos 5 meninas participando do projeto (incluindo nível médio e superior) e 2 meninos. No inicio do projeto, a participação no laboratório era limitado a meninas, e chegamos a ter uma parceria de um ano com uma escola estadual da região para o ensino de robótica. Desde o segundo semestre de 2015 contamos também com a participação de meninos.

Blog: Quais atividades vocês desenvolvem?

No Metabotix desenvolvemos projetos de iniciação científica, trabalhos de conclusão de curso e robos para competições em olimpíadas de robótica. Temos parceria com o Grupo GYNBot, que é o grupo de robótica do IFG Campus Goiânia. Normalmente, os alunos de ambos grupos trocam informações, e participam como instrutores em oficinas e minicursos nos eventos de software livre e institucionais.

metabotix2

Blog:  Quais são as vantagens de usar software livre nesse projeto?
No laboratório temos 2 kits LEGO Mindstoms EV3, que são kits proprietários para o ensino de robótica. A utilização de software e hardware livres ṕossibilitam uma maior flexibilidade nos projetos, além de um suporte maior pela comunidade.

Blog:  Você acredita que o uso de software livre no Metabotix pode incentivar com que as meninas passam a colaborar na comunidade de software livre?
Depois que as meninas começaram a frequentar o Metabotix, elas passaram a participar mais em eventos de Software Livre como voluntárias e até mesmo como palestrantes.

Blog:  Quais sites vocês indica para quem quiser aprender sobre robótica?

Existem vários sites e materiais disponíveis na internet. Sugiro alguns como:

Robotizando

Robocode

Labdegaragem 

O bom desses sites é que possuem vários exemplos detalhados e listas de materiais para construção dos projetos.

metabotix4

Blog:  Quais resultados você já conseguiram alcançar?

Como resultados no projeto, tivemos alguns artigos publicados, inclusive na India, um trabalho de conclusão de curso, 4 projetos de iniciação científica finalizados, além de palestras e oficinas em eventos. As meninas estão mais confiantes, participam mais como voluntárias nos eventos. Esse ano a melhor nota do IFG Luziania na prova teórica da olimpíada brasileira de robótica foi de uma das meninas do grupo.


Fonte: <a href="https://mulheres.eti.br/projeto-metabotix-e-o-ensino-de-robotica/">https://mulheres.eti.br/projeto-metabotix-e-o-ensino-de-robotica/</a>

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.