Ir para o conteúdo
    <li class="asset_articles"><a href="/search/assets?asset=articles"><span class="icon-menu-articles"></span><strong>Artigos</strong></a></li> <li class="asset_people"><a href="/search/assets?asset=people"><span class="icon-menu-people"></span><strong>Pessoas</strong></a></li> <li class="asset_enterprises"><a href="/search/assets?asset=enterprises"><span class="icon-menu-enterprise"></span><strong>Empreendimentos</strong></a></li> <li class="asset_communities"><a href="/search/assets?asset=communities"><span class="icon-menu-community"></span><strong>Comunidades</strong></a></li> <li class="asset_events"><a href="/search/assets?asset=events"><span class="icon-event"></span><strong>Eventos</strong></a></li>
ou

Thin logo

Contatos

 

Fotos

Divulgação

 


 

 

 Voltar a Blog Mulhere...
Tela cheia Sugerir um artigo

Mulheres na Tecnologia: As Principais Notícias de 2015 (Parte 2)

14 de Outubro de 2016, 15:19 , por Blog Mulheres, Tecnologia e Oportunidades - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 44 vezes

A primeira parte deste artigo tratou da falta de mulheres no mercado de TI e as razões que justificam este fato. Nesta segunda parte serão apresentadas as notícias que apresentaram as diversas iniciativas propostas ao longo do ano para atrair mais mulheres para a tecnologia.

Como atrair mais mulheres para a TI?

A falta de mulheres na TI é um problema e muitas ações foram tomadas para tentar auxiliar na mudança desta realidade. Algumas destas ações ocorreram por meio de eventos, cursos, projetos, investimentos, etc. A seguir destacamos algumas destas ações organizadas por categorias.

Categoria: Incentivos Financeiros

Várias iniciativas para debater gênero e tecnologia e para incentivar a participação de mais mulheres na tecnologia aconteceram durante 2015. A ONU lançou o prêmio GEM-Tech, uma iniciativa para premiar pessoas e instituições que fazem a diferença ao tentar reduzir a desigualdade de gênero na tecnologia. A Microsoft lançou o programa Girls do Science, com o objetivo de incentivar o ingresso de meninas nas áreas de exatas e tecnologia. O International Trade Centre (ICT) lançou o desafio WVEF Tech Challenge 2015: Conectando Mulheres com o Mercado, que premiou soluções que aumentassem a visibilidade de empreendimentos liderados por mulheres no mercado internacional. O Fundo ELAS promoveu o concurso nacional Gestão Escolar para Equidade: Elas nas Exatas, uma parceria com escolas do ensino médio que visava incentivar as alunas a optarem por carreiras tecnológicas e assim contribuir para a redução da diferença de gênero na tecnologia.

mulherestechUm outro tipo de iniciativa ocorreu na forma de programa de bolsas de estudo. A Avanade lançou o “15 por 15”, um programa mundial de bolsa de estudos para mulheres que desejam se dedicar a STEM. A Toptal lançou o “Bolsas Toptal para Mulheres Desenvolvedoras de Software”, um programa de bolsas para mulheres que desejam se tornar engenheiras de software. Além disso, empresas como Apple, Intel, Google anunciaram grandes investimentos para promover a diversidade na TI.

Além de criar programas que atraiam mais mulheres para a tecnologia, uma outra forma prática de aumentar o público feminino na TI é incentivando a contratação de mais mulheres para as carreiras de TI. Empresas como Apple, Intel e Facebook divulgaram suas políticas de incentivo para a contratação de mulheres. Além de incentivar, elas também buscam oferecer um ambiente cada vez mais seguro e receptivo a diversidade.

Categoria: Cursos e Eventos

Uma outra forma de incentivo ocorreu por meio de cursos e eventos de tecnologia voltados ao público feminino. São Paulo recebeu diversos eventos, dentre eles o Prêmio Mulheres Tech em Sampa (Divulgação e Vencedoras), a Primeira Semana da Mulher na Tecnologia, o Mulheres Digitais, o Mind the Gap e a Oficina de programação para meninas de 10 a 18 anos promovida pelo Sindpd. Além desses, juntamente com Belo Horizonte, recebeu o Conectar.Criar.Celebrar do Women Techmackers

Recife recebeu o Women in Information Technology, evento integrante do Congresso da Sociedade Brasileira de Computação e o Curso de Montagem, Manutenção de Computadores e Redes para mulheres, promovido pela Prefeitura de Recife.

Goiânia sediou o 3 Encontro Nacional de Mulheres na Tecnologia (Divulgação). Porto Alegre recebeu o WoMakersCode. Ponta Grossa realizou o JS4Girls e em Fortaleza meninas do ensino médio da região periférica foram incentivadas por seus professores a aprender programação e produzir aplicativos voltados a sociedade.

Categoria: Debate em Eventos

A Campus Party de 2015 foi palco para grupos como Code Girl e WoMoz se reunirem e debaterem as urgências relacionadas a gênero e tecnologia. Gabriella Viana, diretora de marketing da Xiaomi, Jacqueline Lee, diretora de marketing da Qualcomm, Mubarik Imam, diretora de desenvolvimento de negócios do Whatsapp e Laura González-Estéfani, head de parcerias na América Latina do Facebook se reuniram no painel Women in Tech, onde falaram sobre experiências pessoais e os principais desafios na carreira. Nathalia Goes e Camila Achutti, do Technovation Challenge Brasil, divulgaram o projeto, ministraram hackatonas e também participaram de mesa de debate. Por fim, o programa Technovation Programaê levou oficinas de programação para aquelas mulheres que possuíam vontade de aprender, mas nunca tiveram a oportunidade.marialab

Além da Campus Party, o FISL, em Porto Alegre, também abriu espaço para a discussão. A inclusão de gênero e raça foi debatida em uma mesa formada por mulheres de destaque no Software Livre: Kamila Brito, da Casa de Cultura e Inclusão Digital de Belém (PA), Vanessa Tonini, do MariaLab, Haydee Svab, do PoliGen e Melissa Devens, do WoMoz.

Categoria: Produção Artística e Divulgação na Mídia

A parceria entre Google e Youtube para incentivar meninas a ingressarem na tecnologia resultou no Code Girls, um documentário que apresenta meninas programando em várias partes do mundo.

Artigos incentivando o ingresso de mais mulheres na TI foram publicados. O desafio de inspirar mais mulheres para a tecnologia”, apresenta o depoimento de mulheres de sucesso e argumenta que a educação e a desconstrução da visão da tecnologia como profissão para homens é o caminho para aumentar o ingresso de mulheres na TI. Em “Mulheres na Tecnologia: Projetos Incentivam o Empoderamento Feminino na Programação” são apresentadas algumas iniciativas brasileiras que buscam mais mulheres na TI e empoderá-las. Em “Diversidade sexual é benéfica para empresas”, é apresentado que a diversidade é boa para uma empresa, entretanto exitem vários problemas que dificultam a sua implementação. Em “Elas também sabem programar: O desafio de trazer as mulheres para o mundo da tecnologia” é contada a história e as dificuldades encontradas por Nathalia Goes e Camila Achutti, duas mulheres da tecnologia de gerações diferentes. Em “Google quer despertar interesse de mulheres por tecnologia” são apresentadas opiniões de mulheres que trabalham no Google em diferentes áreas de atuação.

Várias foram as iniciativas para atrair mais mulheres para a TI ao longo de 2015. As empresas estão se mostrando cada vez mais cientes do problema da falta de diversidade em seus escritórios e estão investindo para tentar mudar este quadro. Além disso, as mulheres também estão conquistando espaço para debater e incentivar outras mulheres a ingressarem e permanecerem na tecnologia. Apesar do aumento na divulgação, ainda se está longe da equidade de gênero na área de TI. Desta forma, é preciso que as iniciativas permaneçam acontecendo e que consigam envolver e conscientizar cada vez mais as pessoas.

 Alessandra Gomes

Graduada em Ciência da Computação pela UFPA e Mestra em Ciência da Computação pela Unicamp. Professora por muitos anos, agora tenta investir no doutorado e em um negócio próprio. Adora café, museus, bancas de revista, livrarias, fotografia, documentários, o céu de Brasília e os rios do Pará.


Fonte: <a href="https://mulheres.eti.br/mulheres-na-tecnologia-as-principais-noticias-de-2015-parte-2/">https://mulheres.eti.br/mulheres-na-tecnologia-as-principais-noticias-de-2015-parte-2/</a>

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.