Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

 Voltar a Comunidade d...
Tela cheia Sugerir um artigo

Segundo a Software Freedom Conservancy, implementar o ZFS no Ubuntu viola a licença GPL

29 de Fevereiro de 2016, 18:23 , por Revista Espírito Livre - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 2 vezes

ubuntu-logo14

Desde que a Canonical anunciou seus planos para implementar o sistema de arquivos ZFS (Zettabyte File System) no Ubuntu, ouve a preocupação por parte de alguns membros da comunidade que acreditam que a decisão da empresa viola a licença GPL. Isso porque o ZFS está licenciado sob a CDDL e o Linux Kernel sob a GPL v2, o que em teoria significa que não é possível disponibilizar ambos no mesmo sistema.

Agora, a organização sem fins lucrativos Software Freedom Conservancy reacendeu essa discussão, afirmando que a Canonical ao implementar o sistema de arquivos na próxima versão do seu sistema operacional, o Ubuntu 16.04 LTS (Xenial Xerus), está violando a licença GPL.

Segundo a organização, o principal problema parece estar relacionado com a integração do ZFS no sistema binário do Linux Kernel, algo que não seria legal. A diferença é que a Canonical está fornecendo o ZFS como um módulo do kernel, que é uma abordagem muito diferente, mas a Software Freedom Conservancy não concordar.

Quando a Canonical revelou que estava disposta a dar suporte ao ZFS, a empresa também contatou alguns advogados, que afirmaram que as licenças não estão em conflito. Porém, a Software Freedom Conservancy não concorda com esta posição e diz que os advogados da Canonical consultados são uma minoria, embora ainda não se saiba como a organização chegou a essa conclusão.

A posição da Canonical também é baseada em precedência. Há pelo menos dois exemplos para ajudá-los. Um deles foi mencionado na mensagem de Dustin Kirkland, na semana passada. O Linux Kernel, sob a GPL v2, usa um blob binário proprietário da NVIDIA. Duas licenças muito diferentes que podem facilmente coexistir.

Outro exemplo é o Lawrence Livermore National Lab, que usa o ZFS em seu supercomputador Sequoia e também está usando o Red Hat Enterprise Linux. Na verdade, Lawrence Livermore National Lab trabalhou com a Sun Microsystems, os criadores originais do ZFS, para criar um port do sistema de arquivos para ser usado no Linux, há mais de seis anos atrás. Além disso, o zfsonlinux.org afirma que não há “qualquer licença que impede a distribuição [do ZFS] na forma de um módulo binário ou na forma de código fonte.”

Com isso, acredita-se que a Canonical não terá nem um problema em disponibilizar o Ubuntu 16.04 LTS com suporte para o sistema de aquivos ZFS. Porém, só resta esperar para sabemos qual será agora a decisão da empresa sobre esses novos acontecidos.

E você, o que pensa sobre o assunto? Será que é só implicância da Software Freedom Conservancy? Deixe-nos saber sua opinião nos comentários!

Com informações de Softpedia, Software Freedom Conservancy e LinuxBuzz.


Fonte: http://www.revista.espiritolivre.org/segundo-a-software-freedom-conservancy-implementar-o-zfs-no-ubuntu-viola-a-licenca-gpl/

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.