Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

PSL Brasil

 Voltar a Notícias
Tela cheia Sugerir um artigo

Rogério Santanna assume a presidência da Telebrás nesta quarta-feira

12 de Maio de 2010, 0:00 , por Software Livre Brasil - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 1663 vezes

 

O ministro das Comunicações, José Filardi, encaminhou terça-feira, 11/05, oficio ao Conselho de Administração da Telebrás, solicitando que seja realizada nesta quarta-feira (12/05) uma reunião para deliberação de dois temas:

1 - Destituição de Jorge Motta da presidência da Telebrás.

2 - Eleição de Rogério Santanna para a presidência da estatal.

O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, já confirmou que participará da solenidade de posse, que na realidade será um evento informal realizado entre os conselheiros da telebrás. Bernardo disse que faria questão de prestigiar o seu ex-secretário de Logística e Tecnologia da Informação.

Com Rogério Santanna assumindo a Telebrás, efetivamente, começa o processo de reativação da empresa, nomeada como gestora do Plano Nacional de Banda Larga, criado pelo Governo Lula.

Nesta segunda-feira, 10, Santanna teria comentado com técnicos do governo, que nesta primeira fase deverá requisitar a volta de pelo menos 15 engenheiros e outros 45 funcionários administrativos, hoje lotados na Anatel, para que possam ajudá-lo no processo de montagem da empresa.

Nenhum dos antigos funcionários da Telebrás, lotados na Anatel que ocupem cargos gerenciais será chamado. Segundo fontes do governo, Rogério Santanna já havia garantido essa decisão ao Embaixador Ronaldo Sardenberg, presidente da Anatel, de modo a não atrapalhar o andamento dos trabalhos da agência reguladora.

Abrafix

Não durou muito para o governo reagir negativamente à carta que foi divulgada pela Abrafix nesta terça-feira (11/05) após tê-la encaminhado à Anatel. Nela, a entidade pede que sejam adotadas medidas contra eventuais vazamentos de informações sigilosas das empresas, por parte de funcionários lotados na agência que terão de retornar aos quadros da Telebrás.

Uma fonte palaciana considerou um "erro político" da Abrafix, a forma "desrespeitosa" com que a entidade tratou os funcionários da Telebrás que prestam serviços à Anatel. "Não vimos tal reação desta Associação quando ex-conselheiros da Anatel deixaram os cargos e foram ocupar altos postos no quadro de executivos destas companhias. Por que um engenheiro ou uma secretária causaria tantos transtornos ao mercado?", indagou a fonte palaciana.

Na Anatel, também ocorreu um clima constrangimento entre os funcionários após a divulgação pela imprensa da carta da Abrafix. Nesta quarta-feira, durante a posse de Rogério Santanna na presidência da Telebrás, certamente, esse assunto voltará à tona.


Luiz Queiroz
Convergência Digital

 


Tags deste artigo: telebrás abrafix rogério santanna anatel paulo bernardo josé filardi comunicações

Eventos de Software Livre no Brasil