Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

 Voltar a Eventos
Tela cheia Sugerir um artigo

4ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul

9 de Outubro de 2009, 0:00 , por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 591 vezes

O desafio foi lançado em dezembro de 2006: celebrar o aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos por meio da voz, luz, magia e movimentos do cinema. Foram quatro cidades nesse ano. Passaram a oito em 2007, a doze em 2008. E a 4ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul estende-se a dezesseis capitais em 2009, renovando mais uma vez a proposta de combinar a arte libertadora de Chaplin, Eisenstein e Glauber Rocha com o sonho da igualdade na diversidade.

Em seguimento à experiência de 2008, a curadoria é de Francisco César Filho. A partir de uma chamada pública, amplamente divulgada, e de cuidadosa pesquisa junto a realizadores de dez países, ele selecionou 39 filmes, separados no catálogo em quatro blocos.

Este ano, entre os dias 5 de outubro e 10 de novembro, em 16 capitais brasileiras (Belém, Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Fortaleza, Goiânia, Maceió, Manaus, Natal, Porto Alegre, Recife, Rio Branco, Rio de Janeiro,
Salvador, São Paulo e Teresina), a 4º. Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul, organizada pela Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República.

A 4ª Mostra é uma realização da Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República, com patrocínio da Petrobras e produção da Cinemateca Brasileira, contando com apoio do SESC/SP, da TV Brasil e do Ministério das Relações Exteriores.

Começa neste final de semana a etapa Rio de Janeiro. Clique aqui e acompanhe a programação completa com os horários e locais de exibição dos filmes na sua cidade.


Tags deste artigo: 4ª mostra cinema e direitos humanos na américa do sul

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.