Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

 Voltar a Blog
Tela cheia

Na Câmara: maconha medicinal em debate

12 de Novembro de 2014, 18:39 , por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 2 vezes

Na próxima semana será cumprida mais uma importante etapa na luta para aprovar a importação de medicamentos à base de canabidiol, também conhecido como CBD, um dos princípios ativos presentes na planta da maconha. Na terça-feira, dia 18, a Câmara dos Deputados vai promover o seminário “Uso Medicinal do Canabidiol”, uma iniciativa da Comissão de Seguridade Social e Família. O objetivo é elucidar as questões relativas ao tratamento de doenças com esse tipo de medicamento.
O CBD já é utilizado em diversos países no tratamento de esclerose múltipla, epilepsia e outras doenças. Os resultados têm sido animadores. Ontem foi a vez da região da Toscana, na Itália, autorizar a prescrição e venda destes medicamentos. Enquanto isso, no Brasil, famílias encontram dificuldades burocráticas para importar os medicamentos, o que só é possível com uma autorização especial expedida pela Anvisa. A produção dos medicamentos continua totalmente proibida no Brasil, uma vez que a legislação veta o cultivo e qualquer aproveitamento da canabis, a planta da maconha, no país.
O seminário do dia 18 será formado por duas mesas, nas quais estará representada a pluralidade de opiniões sobre o assunto, com profissionais e pesquisadores da área da saúde que defendem a regulação e outros que a repudiam. A mesa das 14h30 às 16h10, intitulada “Canabidiol: benefícios no uso terapêutico”, terá como expositores o presidente-substituto da Anvisa César de Moura Oliveira, os neurocientistas João Menezes, da UFRJ, e Renato Malcher, da UnB, o professor da Unifesp Elisaldo Carlini, especialista em psicofarmacologia, e Katiele de Bartolo Fischer, representando os familiares e pacientes que requerem o uso do medicamento.
Na segunda mesa, das 16h10 às 17h30, o tema “Regulamentação do canabidiol: entraves para sua prescrição terapêutica” será debatido pelo psiquiatra Ronaldo Ramos Laranjeira, diretor do Inpad (CNPq), a psicóloga Marisa Lobo Franco Ferreira Alves, coordenadora da campanha Maconha Não, os psiquiatras José Alexandre Crippa, da USP Ribeirão Preto, e Mauro Aranha de Lima, vice-presidente do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp), além de Juliana Paolinelli, representando os familiares e pacientes.


Fonte: http://www.pauloteixeira13.com.br/site/noticias/na-camara-debate-sobre-maconha-medicinal/

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.