Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

pm@paulomarcos.com | msg: 74.9110 4596
Jornalismo no Rádio, TV e Internet

http://www.dotpod.com.ar/wp-content/uploads/2008/06/sonico-logo.jpg

 

 

http://static.wix.com/media/1ff96be45122890f6b04ceeaa7dbd2d3.wix_mp

PM no Twitter

Invalid feed format.

Este perfil não tem posição geográfica registrada.

Paulo Marcos

Paulo Marcos
Pintadas - Bahia - Brasil
 Voltar a Paulo Marcos...
Tela cheia

TV digital não emplaca no país

2 de Dezembro de 2009, 0:00 , por Software Livre Brasil - 1Um comentário | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 1354 vezes
02/12/2009 |
Karla Mendes
Correio Braziliense Online

A TV digital completa hoje dois anos no Brasil. O sistema está sendo implantado de forma gradativa e está disponível em 27 cidades, sendo 19 capitais e oito municípios (veja quadro). Brasília entrou no circuito em 22 de abril. Apesar do potencial de 70 milhões de televisores no país que precisam do conversor para receber o sinal digital, a TV digital ainda não deslanchou. Desde o lançamento, o número de televisores, conversores e celulares vendidos no país e que são aptos a captar a nova tecnologia é de cerca de 2 milhões, segundo o Fórum do Sistema Brasileiro de TV Digital, ou seja, menos de 3%, se compararmos o total com os aparelhos de TV que hoje só recebem o sinal analógico.

Preços ainda elevados dos equipamentos, falta de informação e cobertura restrita são os principais entraves apontados para a popularização do serviço no mercado brasileiro. "As emissoras estão implantando o sistema, mas do ponto de vista do usuário, está baixa a adesão. Primeiro, porque o aparelho é caro. Segundo, porque não existe uma vantagem clara de se fazer o investimento, pois a programação é reduzida é a cobertura é restrita", comenta Eduardo Tude, presidente da Teleco, consultoria especializada em telecomunicações. O especialista acredita que grandes eventos, como a Copa do Mundo do ano que vem, devem acelerar a corrida por TVs e conversores.

A recepção de TV digital com outros equipamentos é outro atrativo para os consumidores. Aproveitando o sucesso das vendas de banda larga móvel, a Vivo lançou ontem um modem 3G com recepção de sinal aberto e gratuito da TV digital (1). O dispositivo começa a ser vendido esta semana nas cidades onde esse sistema está funcionando. "A novidade tem tudo para agradar ao consumidor. Reúne atributos que a tornarão indispensável para quem quiser acompanhar de perto todos os lances da Copa do Mundo e das Olimpíadas, os grandes eventos esportivos a serem realizados no Brasil", afirma Hugo Janeba, vice-presidente de marketing e inovação da Vivo. O modem custa a partir de R$ 79, na contratação do serviço de internet ilimitado.

Outras operadoras também devem brigar por esse mercado. A Claro informou que pretende oferecer o serviço em breve. A Oi informou que analisa constantemente novas oportunidades de negócios e que está preparada para incluir novos modelos de modem em seu portfólio. A TIM não se pronunciou até o fechamento da edição.

Torre

Em Brasília, a transmissão da TV digital ocorre em caráter experimental. Isso porque está sendo construída uma torre para abrigar as antenas das emissoras do DF. O GDF reiterou o lançamento da obra em 21 de abril, no aniversário de 50 anos de Brasília, data confirmada pela Mendes Júnior, construtora que executa o empreendimento. "A obra não está atrasada, apesar dessa chuva toda", garantiu Amaro Guatmosim, diretor de negócios da Mendes Júnior no Centro-Norte.

1 - Imagem limpa

A substituição do sinal analógico pelo digital trará uma imagem limpa, sem distorções e o som com qualidade dos atuais CDs. A nova tecnologia também permite gravar programas e, no futuro, vai possibilitar a interatividade. Outra vantagem é a mobilidade, pois a TV digital pode ser acessada por equipamentos portáteis como celulares e notebooks.

» POR DENTRO DA TELINHA:

O QUE É A TV DIGITAL?

Nova tecnologia de transmissão adotada pelo Brasil. Seu primeiro impactoé a alta definição, deixando a TV com imagem de DVD. A TV digital pode ser acessada por equipamentos portáteis como celulares e notebooks.

QUAL O DIFERENCIAL PARA O TELESPECTADOR?

A imagem é limpa, sem distorções e o som com qualidade dos atuais CDs. É utilizada a tela larga, o que permite ver mais áreas das cenas mostradas. Permite gravar programas e, no futuro, vai possibilitar a interatividade.

A MINHA TV PODE CAPTAR A IMAGEM DIGITAL?

Qualquer televisor, mesmo o de tubo, é capaz de captar a imagem digital. É preciso adquirir uma antena de UHF (Freqüência ultra-alta) e um conversor.

EXISTE DIFERENÇA ENTRE OS CONVERSORES?

Sim. Para assistir à TV digital, o modelo mais simples de conversor, ou set-top box, é suficiente com preço aproximado de R$ 299. Para gravar e, no futuro, fazer interatividade, é necessário usar o modelo completo, que pode chegar a custar mais de R$ 1 mil. Especialistas alertam que o consumidor deve observar se o aparelho adquirido é adequado ao padrão de TV digital brasileiro. A recomendação é sempre optar tanto por lojas como sites conhecidos, pois se o conversor não funcionar, a pessoa pode devolver o equipamento.

O QUE É A INTERATIVIDADE?

São recursos semelhantes à internet. O telespectaor poderá participar de enquetes, adquirir produtos, comentar notícias, o governo federal promete até mesmo a educação à distância. O Ginga, software que permite a interatividade, ainda não está disponível.

TODA TV DIGITAL TEM ALTA DEFINIÇÃO?

Não. A TV digital pode ser assistida em SD ("standard definition", que significa definição padrão) e em alta definição (HD, "high definition" ou "full HD"). O formato HD é melhor que o de DVD, mas o full HD só poderá ser assistido em TVs com mais de 720 linhas de definição de imagem. Nem todo televisor de plasma ou LCD é um full HD.

TENHO UMA TV LCD, MESMO ASSIM PRECISO DE UM CONVERSOR?

Sim. Quem já tiver um aparelho de plasma ou LCD também terá de adquirir um conversor para receber o sistema digital. Os televisores com conversores embutidos custam a partir de R$ 2 mil.

QUANDO TEREI ACESSO AO SISTEMA DIGITAL?

As transmissões em Brasília pelo sistema digital começaram em 22 de abril, para algumas regiões. O DF só estará totalmente coberto a partir de abril de 2010, que é quando o sinal será transmitido a partir da torre definitiva, que está sendo construída no Grande Colorado. Até 2013, todo o país estará coberto pela nova tecnologia.

ATÉ QUANDO PODEREI ASSISTIR À TV ANALÓGICA?

Até 2016, haverá transmissão simultânea pelos sistemas digital e analógico. Depois, o sistema analógico será extinto.

TENHO TV POR ASSINATURA PELO SISTEMA DIGITAL. MESMO ASSIM, TENHO QUE COMPRAR UM CONVERSOR?

A TV digital aberta e o sistema digital de TV por assinatura são coisas diferentes. Se a operadora de TV por assinatura já faz transmissão em sinal digital, não há necessidade de o consumidor adquirir um conversor, a não ser que ele tenha interesse de receber em sua casa o sinal da TV digital tradicional. Vale ressaltar que a definição do sinal digital das TVs por assinatura é de 720 linhas, inferior às 1.080 da TV digital aberta.


Tags deste artigo: tv digital brasil

1Um comentário

  • 8b36ef5a79b75871de2ee500b3dfc288?only path=false&size=50&d=404JORGE - COTIA(usuário não autenticado)
    3 de Agosto de 2010, 9:05

    RECLAMAÇAO

    FALAM QUE EM COTIA EXISTE SINAL DIGITAL, MAS A DISTRIBUIÇAO DELE NAO CHEGA A LUGARES BAIXO PEGUNTO EU O QUE ESTAO FAZENDO PARA COLOCAR ANTENAS DE DISTRIBUIÇAO NESTES LUGARES ABAIXO
    OBRIGADO

    JORGE-COTIA


Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.