Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

pm@paulomarcos.com | msg: 74.9110 4596
Jornalismo no Rádio, TV e Internet

http://www.dotpod.com.ar/wp-content/uploads/2008/06/sonico-logo.jpg

 

 

http://static.wix.com/media/1ff96be45122890f6b04ceeaa7dbd2d3.wix_mp

PM no Twitter

Invalid feed format.

Este perfil não tem posição geográfica registrada.

Paulo Marcos

Paulo Marcos
Pintadas - Bahia - Brasil
 Voltar a Paulo Marcos...
Tela cheia

TV Brasil e Ministério da Cultura lançam edital para a produção de audiovisual

11 de Dezembro de 2009, 0:00 , por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 1658 vezes


Presidente da EBC, Tereza Cruvinel, assina parceria com Ministério da Cultura

A Empresa Brasil de Comunicação (EBC) e a Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura (MinC) lançaram, quarta-feira (9), três editais para a seleção de conteúdos audiovisuais, compostos pelos programas “Curta Criança 2010”, “Documentário Brasília 50 anos” e “Longa DOC”.

A cerimônia de assinatura dos atos foi realizada na sede da TV Brasil no Rio e contou com a presença da diretora-presidente da EBC, jornalista Tereza Cruvinel, do secretário do Audiovisual do MinC, Silvio Da-Rin, do presidente da Riofilme, Sérgio Sá Leitão, e de representantes de entidades ligadas ao cinema brasileiro e à produção de conteúdos audiovisuais.

A diretora-presidente da TV Brasil agradeceu a parceria da Secretaria do Audiovisual do MinC e reiterou o compromisso da TV Brasil de expressar em sua programação uma forte aliança com a produção independente. Ela anunciou também que ainda este mês a emissora pública vai lançar três editais de pitching para a seleção de projetos elaborados por produtores independentes.

O secretário Sívio Da-Rin elogiou o esforço conjunto para a realização dos editais assinados na cerimônia. Disse ser essa a melhor forma de uso do dinheiro público, difundindo o acesso da população a conteúdos de qualidade. O secretário Sergio Sá Leitão acredita que os recursos investidos na iniciativa retornarão da forma mais democrática e ampla para a sociedade, através de uma programação de qualidade. E o cineasta Marco Altberg, representando os produtores audiovisuais, acredita que a busca do setor público à produção independente, reflete uma parceria de sucesso.


Produtores independentes acompanharam a cerimônia

O processo de seleção do Curta Criança 2010 traz uma novidade: além da modalidade ficção, já existente em editais anteriores, agora poderá ser apresentado em dois outros formatos: documentário e animação. Na categoria documentário, haverá quatro temas a serem seguidos: Como as Coisas são feitas; Natureza e Animais; O Mundo que Nos Cerca e Histórias de Vida de Crianças. Na primeira fase, serão classificados, mediante concurso, 20 projetos de curta-metragem que passarão à fase seguinte que selecionará 13 projetos a serem integralmente desenvolvidos. Os 7 restantes ficarão como reserva. Cada uma das 13 obras selecionadas deverá ter 12 minutos de conteúdo, receberá um prêmio no valor de R$ 70 mil e deverá ser produzida no prazo de 240 (duzentos e quarenta) dias contados a partir do depósito da primeira parcela.

Para o Longa DOC - documentários de longa-metragem - serão selecionados, através de concurso, 10 projetos de documentários, com temática livre e tempo estimado entre 70 e 90 minutos, que serão classificados para a fase seguinte, na qual ocorrerá a defesa oral do projeto. Ao fim do processo seletivo, serão escolhidos 5 projetos a serem integralmente desenvolvidos, sendo que cada um receberá um prêmio no valor de R$ 600 mil. Cada documentário deverá terá um prazo de trezentos dias para a produção. Depois de prontos, os documentários selecionados terão 180 dias para exibição em circuito cinematográfico (salas de cinema) e sua distribuição ficará a cargo da Riofilme. Só depois disso é que a exibição para as TVs será liberada.


Assinatura dos atos foi realizada na sede da TV Brasil no Rio

O terceiro edital, para a seleção do documentário de longa-metragem “Brasília 50 anos”, prevê três fases para o concurso. Na primeira, haverá a conferência da documentação para habilitação dos projetos inscritos. A segunda etapa selecionará, mediante concurso, três projetos de documentário de longa-metragem, que serão classificados para a fase seguinte. Nessa etapa, ocorrerá a seleção do projeto vencedor. O prêmio é de R$ 400 mil e o tema é o cinqüentenário da capital federal.

As inscrições para os três editais poderão ser feitas de 10 de dezembro a 25 de janeiro, com a entrega da documentação prevista nos editais publicados nesta sexta-feira (11), no Diário Oficial da União – DOU.

 

Publicado originalmente em 9 de dezembro de 2009 no site da TV Brasil


Tags deste artigo: documentário tv brasil edital

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.