Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

pm@paulomarcos.com | msg: 74.9110 4596
Jornalismo no Rádio, TV e Internet

http://www.dotpod.com.ar/wp-content/uploads/2008/06/sonico-logo.jpg

 

 

http://static.wix.com/media/1ff96be45122890f6b04ceeaa7dbd2d3.wix_mp

PM no Twitter

Invalid feed format.

Este perfil não tem posição geográfica registrada.

Paulo Marcos

Paulo Marcos
Pintadas - Bahia - Brasil
 Voltar a Paulo Marcos...
Tela cheia

Bahia perde jogo e ainda pode perde mais 3 pontos

12 de Setembro de 2009, 0:00 , por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 1824 vezes

Praca146

O Bahia que perdeu por 4 a 1, neste sábado à tarde, no estádio Pituaçu, em Salvador, ainda corre o risco de perder três pontos na classificação da Série B e até ser suspenso da Copa do Brasil do ano que vem.

O árbitro sergipano Antônio Hora Filho denunciou na súmula da partida contra o São Caetano, disputada no dia 29 de agosto, no estádio Pituaçu, em Salvador, que o médico Daniel José de Araújo Silva teria dado ordem para que o atacante Nadson caísse no gramado, pois o Bahia vencia por 3 a 1, e o jogo se encaminhava para o fim.

Baea

Por isso, o Bahia foi denunciado com base no artigo 205 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD): dar causa à não realização ou impedir o prosseguimento de partida, prova ou equivalente que estiver disputando, por simulação de contusão ou por insuficiência numérica intencional de seus atletas. Na prática, o artigo fala no popular cai-cai.

A punição é pesada: multa que vai de R$ 10 mil a R$ 200 mil, perda dos pontos da partida - que são dados à outra equipe - e a proibição de participar da próxima competição organizada pela CBF, no caso a Copa do Brasil.

Na súmula, Antônio Hora Filho atribuiu a Daniel José de Araújo Silva a seguinte ordem para Nadson: “Cai no chão que nós estamos ganhando”. Ainda no relatório, o árbitro afirma que foi ofendido pelo médico. Quando foi pedir para que o jogador fosse atendido fora do gramado, teria ouvido: “Vai apitar, sua m..., que isso aqui é caso de vida ou morte”.

Torcida_bahia_comemora

Por conta disso, o médico também foi denunciado. Ele vai responder por manifestação desrespeitosa à arbitragem (artigo 188), que prevê pena de 30 a 180 dias de suspensão.

- Em nenhum momento dei ordem para que o jogador caísse e muito menos ofendi a arbitragem. O Nadson passou mal, vomitou no gramado. Apenas expliquei ao árbitro que isso é perigoso, que a pessoa pode até morrer de um mau súbito - defendeu-se Daniel José de Araújo.

Da redação com informações de Adilson Barros do portal do Globo Esporte.

Reprodução/CBF

Árbitro Antôio Hora Filho diz, na súmula, que médico do Bahia pediu a Nadson para cair no gramado

0__21920114-ex_00

 


Tags deste artigo: esporte bahia futebol

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.