Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

pm@paulomarcos.com | msg: 74.9110 4596
Jornalismo no Rádio, TV e Internet

http://www.dotpod.com.ar/wp-content/uploads/2008/06/sonico-logo.jpg

 

 

http://static.wix.com/media/1ff96be45122890f6b04ceeaa7dbd2d3.wix_mp

PM no Twitter

Invalid feed format.

Este perfil não tem posição geográfica registrada.

Paulo Marcos

Paulo Marcos
Pintadas - Bahia - Brasil
 Voltar a Paulo Marcos...
Tela cheia

Agência Informativa Pulsar ))) Brasil - Panorama do dia - 03 de novembro de 2009

3 de Novembro de 2009, 0:00 , por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 728 vezes

 

Agência Informativa Pulsar ))) Brasil - Panorama do dia - 03 de novembro de 2009

 

AGENDA NACIONAL - REPORTAGEM ESPECIAL
Campanha pela paz defede práticas de não-violência
A Marcha Mundial pela paz e não-violência completa um mês desde a saída na Nova Zelândia. Campanhas como essa atentam para as diferentes formas de violência. E levanta o debate sobre como combatê-las.

Áudios disponíveis:
Reportagem em áudio - Campanhas pela paz: como praticar a não-violência. - 6 min 44 seg. (3,08 MB)

Algumas entidades buscam chamar a atenção do Estado e da sociedade para a necessidade de combater a violência.

Contudo, grande parte dos movimentos sociais acreditam que paz só pode ser gerada com uma mudança estrutural do sistema econômico.

Ouça mais sobre este debate na reportagem. (pulsar)

 

RIO DE JANEIRO – ETAPA ESTADUAL
Rio é dos primeiros a realizar conferência de comunicação
I Conecom do Rio de Janeiro começou na sexta-feira (30/10). A abertura rápida e o governador Sérgio Cabral ausente mostrou o descaso com o tema. Nos dias seguintes a sociedade buscou maneiras de burlar as dificuldades para debater comunicação.
Depois da rápida abertura a sociedade civil não empresarial e membros do poder público se reuniram em um dos auditórios da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ).

Foram feitos esclarecimentos sobre o funcionamento da conferência e muitos expuseram reclamações sobre a falta de espaço para debate e as dificuldades enfrentadas pelos delegados vindos do interior. Ao contrário do que havia sido prometido não houve transporte, nem alojamento.

No sábado foram realizados três grupos de trabalho seguindo os grandes temas da I Conferência Nacional de Comunicação. são temas: Produção de conteúdo, meios de distribuição e cidadania:direitos e deveres.

O espaço foi importante para inclusão de teses que não haviam sido encaminhadas previamente. Mas não ampliou o debate em busca de consensos ou de uma sistematização mais coletiva das propostas que serão encaminhadas a Brasília.

A última manhã da conferência foi dedicada a debates dos membros da sociedade civil para concluir a lista de eleição dos 56 delegados e 56 suplentes que representarão o estado. O poder público também enfrentou dificuldades para definir quem segue para etapa nacional. O mesmo não ocorreu com os representantes dos empresários que demonstraram união desde a votação do regimento. (pulsar)

 

ESTADOS – CONFECOM
Acre e Piauí também realizaram etapas estaduais
O primeiro final de semana de novembro foi marcado pela realização de três etapas estaduais para a I Conferência Nacional de Comunicação. Estas são as etapas eletivas para delegados.
A Conferência Estadual de Comunicação do Acre (Conecom-Acre) encerrou suas atividades na noite deste sábado (31/10). Houve grupos de trabalho que encaminharão cerca de 200 propostas para a I Conferência Nacional de Comunicação, em Brasília.

O Piauí também realizou sua etapa estadual nesta sexta e sábado (30 e 31/10). Estão sendo formuladas propostas dentro dos três eixos de discussão definidos para a I Confecom: Produção de conteúdo; Meios de distribuição; e Cidadania: direitos e deveres.

A delegação de cada estado será representada na proporção de 40% de empresários e 40% de sociedade civil não-empresarial. Os outros 20% são divididos entre todos os setores do poder público.

Todos os estados realizarão estapas para a Confecom. Rio de Janeiro, Acre e Piauí foram apenas os primeiros. (pulsar)

 

COMUNICAÇÃO – SOFTWARE LIVRE
Open Office chega a 100 milhões de downloads
Um pacote de programas de uso livre e similar ao Office da Microsoft, bateu a marca de 100 milhões de downloads de sua última versão.
O expressivo número do Open Office foi alcançado com downloads feitos em diversos países do mundo.

O programa é uma alternativa gratuita ao Office da Microsoft, que encarece computadores que já vêm com Windows instalado e é muito caro para ser comprado por fora.

Funciona do mesmo jeito e produz arquivos do mesmo tipo. Para fazer o download basta acessar o site www.openoffice.org.br (pulsar)

 

BRASÍLIA – CLIMA
Proposta brasileira sobre clima deve sair hoje
O governo federal deve apresentar hoje (03/11) a proposta que o país vai levar para a Conferência Mundial sobre o Clima. O evento vai vai acontecer em dezembro em Copenhagen, na Dinamarca.
A grande dúvida é quanto o país vai prometer reduzir suas emissões de gases de efeito estufa. Estes são os grandes causadores do aquecimento global que provoca o problema climático vivido nos dias de hoje por todo o mundo.

Como sempre, o governo está dividido. O Ministério do Meio Ambiente defende uma meta ousada, enquanto os Ministérios de Ciência e Tecnologia e Relações Exteriores não sabem se vale a pena se comprometer com metas muito grandes sem que haja contrapartida dos países desenvolvidos.

O único ponto de consenso até agora é o compromisso de reduzir o desmatamento da Amazônia em 80% até 2020.

Grande parte da sociedade brasileira, inclusive vários importantes grupos empresariais, têm defendido que o país dê exemplo ao mundo e lance um objetivo ambicioso de redução nas emissões de gases. (pulsar)

 

SÃO PAULO – AGROTÓXICOS
Anvisa apreende mais agrotóxicos na Syngenta
Em nova operação, fiscais da Agência Nacional de Vigilância Sanitária apreenderam mais 150 mil litros de um agrotóxico adulterado na fábrica da multinacional Syngenta em Paulínia, São Paulo.
Os litros adulterados eram do agrotóxico Priori Xtra, e ficavam armazenados por mais de dois meses nos galpões da empresa para depois serem colocados à venda.

Os técnicos da Anvisa não avaliaram que tipo de prejuízo à produção de alimentos que este tipo de adulteração pode trazer.

No início de outubro, a Anvisa já havia apreendido mil toneladas de agrotóxicos irregulares na mesma fábrica desta multinacional de químicos e transgênicos. (pulsar/chasque)

 

HONDURAS – GOLPE
Missão constata violações de direitos humanos em Honduras
Uma missão internacional formada por entidades que trabalham por direito à comunicação concluiu que durante os meses de golpe de Estado os direitos humanos foram muito violados no país.
A missão tem o enfoque especial na questão da comunicação, por ser formada por entidades como a Associação Mundial de Rádios Comunitárias, International Media Support, Repórteres Sem Fronteiras, Artigo 19 e outras.

Reunidos com comunicadores hondurenhos, os representantes destas entidades ouviram testemunhos de muita pressão sobre os veículos de informação, com aberta violência por parte do Estado tomado por golpistas.

Eles disseram que o governo golpista percebeu a necessidade de que a truculência não chegasse aos olhos do mundo. Assim priorizou combater os meios independentes.

“A violação sistemática da liberdade de expressão se manifestava em constantes chamados telefônicos da parte do Comitê Nacional de Telecomunicação”, disse a representante da AMARC, Maria Pía Matta.

Este organismo oficial do governo golpista permitia que as rádios do país transmitissem apenas música, sem jamais poder comentar a grande crise política e humanitária em que mergulhou o país. (pulsar)

 

HONDURAS – GOLPE
Zelaya pede atenção da comunidade internacional
O presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, pediu à comunidade internacional que se mantenha alerta apesar do acordo fechado na capital Tegucigalpa.
O acordo foi confirmado por negociadores do presidente deposto e reconhecido pelo próprio Zelaya. Mas o presidente deposto disse que sempre pode haver manipulações e mentiras até o minuto final.

Prevê-se que Zelaya seja restituído ao cargo de presidente de Honduras pelo Congresso, depois que a Corte Suprema do país referende o acordo político. Os líderes do parlamento se reúnem nesta terça-feira (03/11) para debater a possibilidade de convocar sessão extraordinária que análise o retorno de Zelaya à presidência.

Também ficariam reconhecidas as eleições marcadas pelo governo golpista para o dia 29 de novembro.

O acordo prevê a data de 5 de novembro para que se forme um governo de unidade nacional no país, mas antes disso a restituição de Zelaya precisa acontecer, sob pena de que o acordo não tenha a validade democrática que pode ter. (pulsar)

 

Agência Informativa Pulsar Brasil - fim do envio


www.brasil.agenciapulsar.org
brasil@agenciapulsar.org

Agência Informativa Pulsar ))) Brasil - Panorama do dia - 2009-11-03

AGENDA NACIONAL - REPORTAGEM ESPECIAL
Campanha pela paz defede práticas de não-violência
A Marcha Mundial pela paz e não-violência completa um mês desde a saída na Nova Zelândia. Campanhas como essa atentam para as diferentes formas de violência. E levanta o debate sobre como combatê-las.

Áudios disponíveis:
Reportagem em áudio - Campanhas pela paz: como praticar a não-violência. - 6 min 44 seg. (3,08 MB)

Algumas entidades buscam chamar a atenção do Estado e da sociedade para a necessidade de combater a violência.

Contudo, grande parte dos movimentos sociais acreditam que paz só pode ser gerada com uma mudança estrutural do sistema econômico.

Ouça mais sobre este debate na reportagem. (pulsar)

 

RIO DE JANEIRO – ETAPA ESTADUAL
Rio é dos primeiros a realizar conferência de comunicação
I Conecom do Rio de Janeiro começou na sexta-feira (30/10). A abertura rápida e o governador Sérgio Cabral ausente mostrou o descaso com o tema. Nos dias seguintes a sociedade buscou maneiras de burlar as dificuldades para debater comunicação.
Depois da rápida abertura a sociedade civil não empresarial e membros do poder público se reuniram em um dos auditórios da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ).

Foram feitos esclarecimentos sobre o funcionamento da conferência e muitos expuseram reclamações sobre a falta de espaço para debate e as dificuldades enfrentadas pelos delegados vindos do interior. Ao contrário do que havia sido prometido não houve transporte, nem alojamento.

No sábado foram realizados três grupos de trabalho seguindo os grandes temas da I Conferência Nacional de Comunicação. são temas: Produção de conteúdo, meios de distribuição e cidadania:direitos e deveres.

O espaço foi importante para inclusão de teses que não haviam sido encaminhadas previamente. Mas não ampliou o debate em busca de consensos ou de uma sistematização mais coletiva das propostas que serão encaminhadas a Brasília.

A última manhã da conferência foi dedicada a debates dos membros da sociedade civil para concluir a lista de eleição dos 56 delegados e 56 suplentes que representarão o estado. O poder público também enfrentou dificuldades para definir quem segue para etapa nacional. O mesmo não ocorreu com os representantes dos empresários que demonstraram união desde a votação do regimento. (pulsar)

 

ESTADOS – CONFECOM
Acre e Piauí também realizaram etapas estaduais
O primeiro final de semana de novembro foi marcado pela realização de três etapas estaduais para a I Conferência Nacional de Comunicação. Estas são as etapas eletivas para delegados.
A Conferência Estadual de Comunicação do Acre (Conecom-Acre) encerrou suas atividades na noite deste sábado (31/10). Houve grupos de trabalho que encaminharão cerca de 200 propostas para a I Conferência Nacional de Comunicação, em Brasília.

O Piauí também realizou sua etapa estadual nesta sexta e sábado (30 e 31/10). Estão sendo formuladas propostas dentro dos três eixos de discussão definidos para a I Confecom: Produção de conteúdo; Meios de distribuição; e Cidadania: direitos e deveres.

A delegação de cada estado será representada na proporção de 40% de empresários e 40% de sociedade civil não-empresarial. Os outros 20% são divididos entre todos os setores do poder público.

Todos os estados realizarão estapas para a Confecom. Rio de Janeiro, Acre e Piauí foram apenas os primeiros. (pulsar)

 

COMUNICAÇÃO – SOFTWARE LIVRE
Open Office chega a 100 milhões de downloads
Um pacote de programas de uso livre e similar ao Office da Microsoft, bateu a marca de 100 milhões de downloads de sua última versão.
O expressivo número do Open Office foi alcançado com downloads feitos em diversos países do mundo.

O programa é uma alternativa gratuita ao Office da Microsoft, que encarece computadores que já vêm com Windows instalado e é muito caro para ser comprado por fora.

Funciona do mesmo jeito e produz arquivos do mesmo tipo. Para fazer o download basta acessar o site www.openoffice.org.br (pulsar)

 

BRASÍLIA – CLIMA
Proposta brasileira sobre clima deve sair hoje
O governo federal deve apresentar hoje (03/11) a proposta que o país vai levar para a Conferência Mundial sobre o Clima. O evento vai vai acontecer em dezembro em Copenhagen, na Dinamarca.
A grande dúvida é quanto o país vai prometer reduzir suas emissões de gases de efeito estufa. Estes são os grandes causadores do aquecimento global que provoca o problema climático vivido nos dias de hoje por todo o mundo.

Como sempre, o governo está dividido. O Ministério do Meio Ambiente defende uma meta ousada, enquanto os Ministérios de Ciência e Tecnologia e Relações Exteriores não sabem se vale a pena se comprometer com metas muito grandes sem que haja contrapartida dos países desenvolvidos.

O único ponto de consenso até agora é o compromisso de reduzir o desmatamento da Amazônia em 80% até 2020.

Grande parte da sociedade brasileira, inclusive vários importantes grupos empresariais, têm defendido que o país dê exemplo ao mundo e lance um objetivo ambicioso de redução nas emissões de gases. (pulsar)

 

SÃO PAULO – AGROTÓXICOS
Anvisa apreende mais agrotóxicos na Syngenta
Em nova operação, fiscais da Agência Nacional de Vigilância Sanitária apreenderam mais 150 mil litros de um agrotóxico adulterado na fábrica da multinacional Syngenta em Paulínia, São Paulo.
Os litros adulterados eram do agrotóxico Priori Xtra, e ficavam armazenados por mais de dois meses nos galpões da empresa para depois serem colocados à venda.

Os técnicos da Anvisa não avaliaram que tipo de prejuízo à produção de alimentos que este tipo de adulteração pode trazer.

No início de outubro, a Anvisa já havia apreendido mil toneladas de agrotóxicos irregulares na mesma fábrica desta multinacional de químicos e transgênicos. (pulsar/chasque)

 

HONDURAS – GOLPE
Missão constata violações de direitos humanos em Honduras
Uma missão internacional formada por entidades que trabalham por direito à comunicação concluiu que durante os meses de golpe de Estado os direitos humanos foram muito violados no país.
A missão tem o enfoque especial na questão da comunicação, por ser formada por entidades como a Associação Mundial de Rádios Comunitárias, International Media Support, Repórteres Sem Fronteiras, Artigo 19 e outras.

Reunidos com comunicadores hondurenhos, os representantes destas entidades ouviram testemunhos de muita pressão sobre os veículos de informação, com aberta violência por parte do Estado tomado por golpistas.

Eles disseram que o governo golpista percebeu a necessidade de que a truculência não chegasse aos olhos do mundo. Assim priorizou combater os meios independentes.

“A violação sistemática da liberdade de expressão se manifestava em constantes chamados telefônicos da parte do Comitê Nacional de Telecomunicação”, disse a representante da AMARC, Maria Pía Matta.

Este organismo oficial do governo golpista permitia que as rádios do país transmitissem apenas música, sem jamais poder comentar a grande crise política e humanitária em que mergulhou o país. (pulsar)

 

HONDURAS – GOLPE
Zelaya pede atenção da comunidade internacional
O presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, pediu à comunidade internacional que se mantenha alerta apesar do acordo fechado na capital Tegucigalpa.
O acordo foi confirmado por negociadores do presidente deposto e reconhecido pelo próprio Zelaya. Mas o presidente deposto disse que sempre pode haver manipulações e mentiras até o minuto final.

Prevê-se que Zelaya seja restituído ao cargo de presidente de Honduras pelo Congresso, depois que a Corte Suprema do país referende o acordo político. Os líderes do parlamento se reúnem nesta terça-feira (03/11) para debater a possibilidade de convocar sessão extraordinária que análise o retorno de Zelaya à presidência.

Também ficariam reconhecidas as eleições marcadas pelo governo golpista para o dia 29 de novembro.

O acordo prevê a data de 5 de novembro para que se forme um governo de unidade nacional no país, mas antes disso a restituição de Zelaya precisa acontecer, sob pena de que o acordo não tenha a validade democrática que pode ter. (pulsar)

 

Agência Informativa Pulsar Brasil


www.brasil.agenciapulsar.org
brasil@agenciapulsar.org


Tags deste artigo: brasil pulsar informativo boletim noticias

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.