Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil


Cecup – Centro de Educação e Cultura Popular ||| Fórum dos Direitos da Criança e do Adolescentes - Bahia
 Voltar a Blog Gerando...
Tela cheia

Representantes de órgãos de garantia dos direitos da criança e do adolescente participam de oficina de capacitação

4 de Setembro de 2009, 0:00 , por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 1505 vezes

Representantes de órgãos governamentais e não governamentais de defesa dos direitos da criança e do adolescente nas cidades de Juazeiro, Sobradinho e Curaçá participaram da 4° oficina de capacitação do projeto Gerando Cidadania. Nesta edição da oficina, os participantes discutiram o plano de ação e aplicação do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) nas dez cidades que fazem parte do projeto.

A oficina foi ministrada pelo antropólogo e coordenador do projeto, Márcio Mascarenhas, que falou sobre as atribuições e competência do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e pelo Assessor de Imprensa do Centro de Educação e Cultura Popular (Cecup), Paulo Marcos (foto), que abordou como o CMDCA pode utilizar as ferramentas de comunicação para interagir com a comunidade.

O Gerando Cidadania é realizado pelo Centro de Educação e Cultura Popular (Cecup) e visa reunir as forças locais para formar uma rede em defesa dos direitos das crianças e dos adolescentes, em dez cidades baianas localizadas em torno do lago da Chesf: Abaré, Curaçá, Chorocho, Glória, Juazeiro, Paulo Afonso, Rodelas, Santa Brígida, Sobradinho e Macururé. Em Ju

azeiro, o Gerando Cidadania conta a colaboração do Instituto de Desenvolvimento Social e Ambiental (Idesab).

O projeto está dividido em três etapas. Na primeira, que aconteceu entre novembro de 2005 e abril de 2006, foi realizado um diagnóstico sobre a condição de vida das crianças e dos adolescentes nestas dez cidades e o plano de intervenç

ão em cada município. Já a segunda etapa busca fortalecer os Conselhos Tutelares e os Conselhos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e capacitar os operadores do sistema de garantia dos direitos da criança e adolescente, através da realização das oficinas. Na terceira e última fase será fei

ta a sistematização dos resultados obtidos na primeira e segunda fases e a publicação destes dados.

Fonte: Blogue do IDESAB


Tags deste artigo: bahia cecup criança juazeiro adolescente

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.