Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

Prefeitura de Gavião
Governo Essa Terra é Nossa
Blogue Oficial
@gaviaoagoratem


Ouça o jingle
 Voltar a Território B...
Tela cheia

Gavião também será beneficiado com a interligação da Barragem de Pedras Altas e a Adutora do Sisal

21 de Maio de 2010, 0:00 , por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 2117 vezes

A partir do desenvolvimento da interligação do sistema entre a Barragem de Pedras Altas e a Adutora do Sisal, por meio de seus diversos subsistemas de abastecimento, serão beneficiadas cerca de 172 mil pessoas.

A obra de interligação da Barragem de Pedras Altas e Adutora do Sisal, indicada pela deputada estadual, Neusa Cadore (PT), ao governador Jaques Wagner, já está em execução e terá um investimento de R$ 59,3 milhões, reforçando o sistema de abastecimento de Pedras Altas, garantindo água de qualidade para a população de 114 localidades de 20 municípios e 12 sedes municipais do semi-árido, na região do sisal e Bacia do Jacuípe.

Essas comunidades serão beneficiadas com a construção da interligação da Barragem de Pedras Altas, construída em 2002, ao Sistema Integrado de Abastecimento de Àgua do Sisal, garantindo a distribuição de água de qualidade para cerca de 172 mil pessoas, que hoje são abastecidas com a água salinizada da barragem de São José do Jacuípe.

A ordem de serviço para á EMBASA executar a obra foi dada no dia 21 de novembro, pelo governador Jaques Wagner, na cidade de Riachão do Jacuípe. Este ato do governo deixou bastante satisfeito Jose Nivaldo Cordeiro Carneiro, conhecido por Ninho Moto Boy, vereador do PRB pelo município de Riachão do Jacuípe. Segundo ele, foi o primeiro a conversar com a deputada Neusa Cadore sobre o assunto, pois, Riachão do Jacuipe, sofre bastante com péssima qualidade de água. "Com o novo sistema, a comunidade se livrará do desconforto provocado pela água salobra", declarou o vereador. Ele lembrou que as pessoas que moram nas comunidades de Barreiros, Terra Branca, Algodão, Canoas, Terra Nova, Vila Aparecida, Trás da Roça, Maraiba, Sítio Novo, Chapada, Almas, Pedrinhas, Chapadinha, Bom Sucesso, Malhador, Riacho de Areia, Vila Guimarães, Baixa de Areia, Campo Alegre, Barro Preto, Campinas e Furrupa, além da sede, vibraram ao saber deste ato do governo, provocado pela deputada Neusa.

A conclusão está prevista para 2011, e a obra conta com recursos próprios da empresa e do Governo do Estado. Quando da assinatura da ordem de serviço, o governador Jaques Wagner destacou as ações do Programa Água Para Todos como inclusivas e prioritárias em seu governo. "Estamos levando ao sertão água de qualidade, desenvolvimento e cidadania", diz o governador.

Obra - A obra será construída pela Embasa e prevê a instalação de uma adutora de água bruta com 1,7 km de extensão, ligando a captação de água da barragem de Pedras Altas, no município de Capim Grosso, a adutora da barragem de São José do Jacuípe. A implantação do Sistema Integrado de Abastecimento do Sisal prevê ainda, a construção de uma Estação de Tratamento de Água - ETA, com capacidade para tratar 490 litros por segundo, três estações elevatórias, 37 km de adutora de água tratada, dois reservatórios com capacidade para armazenar 1,4 milhões de litros, além da construção de 45 km de linha de transmissão de energia elétrica e uma subestação.

Após a realização desta obra, está prevista, numa segunda etapa, a integração das sedes municipais de Mairi, Quixabeira, Várzea do Poço e Várzea da Roça ao sistema.

Serão construídos 45 mil metros de linha de transmissão, mais de 29 mil metros de adutora, três estações elevatórias, uma estação de tratamento e cinco reservatórios, beneficiando 172.204 pessoas.

Depois da obra pronta passarão a contar com água de qualidade, tendo em vista que hoje recebem água salobra, proveniente da barragem de São José do Jacuípe as sedes municipais de Várzea da Roça, Capela do Alto Alegre, Pintadas, São José do Jacuípe, Gavião, São Domingos, Valente, Nova Fátima, Pé de Serra, Ichu, Candeal, Capim Grosso, Mairi, Quixabeira, Várzea do Poço e Riachão do Jacuípe.

Os municípios de Retirolândia, Conceição do Coité, Santa Bárbara, Santaluz e Queimadas, apesar de não terem suas sedes atendidas pelo sistema da adutora do sisal, muitas comunidades rurais são abastecidas por este sistema, a exemplo de Pereira, maior distrito do município de Santaluz e o Povoado de Almas e Ipoerinha em Conceição do Coité.

Preocupação da Deputada Neusa - A qualidade de água do Rio Jacuípe, que abastece a Adutora do Sisal, apresenta elevado teor de cloretos o que torna a água imprópria para o consumo humano, com alto índice de rejeição pela população. Preocupada com isso, a deputada Neusa Cadore apresentou indicação ao governador Jaques Wagner solicitando a interligação da Adutora do Sisal com a Barragem de Pedras Altas em dezembro de 2008.

Para a deputada, o acesso à água potável está intimamente relacionado com o direito à vida, o de desfrutar de um nível de vida adequado à saúde e ao bem estar humano, o da proteção contra doenças e do acesso a uma alimentação adequada. Ela também salienta que esse direito tem sido reiteradamente registrado pela comunidade internacional em vários documentos que reafirmam seu caráter indispensável.

"O reconhecimento oficial desse direito, através desta ação governamental, configurada na construção desse sistema de abastecimento, representa uma importante conquista em prol da consolidação do acesso à água potável no nosso estado", reforça a parlamentar.

No documento enviado ao governador, ela considera que a exclusão hídrica atinge o semi-árido baiano comprometendo o seu desenvolvimento sustentável e afirma que a indicação visa beneficiar, justamente, parte significativa desta população, uma vez que a água é também, um bem de valor econômico.

O semi-árido baiano ocupa 360 mil quilômetros quadrados, representando 64% da área territorial do estado da Bahia e 51,7% de toda a região semi-árida do Nordeste. Na sua área vive mais de 45% da população baiana, totalizando seis milhões de habitantes residentes nas regiões rural e urbana de 258 municípios que apresentam os menores Índices de Desenvolvimento Humano do país (IDH). Enquanto 25 municípios do Estado respondem por 72% do PIB, 172 municípios, dos quais 132 encontram-se no semi-árido, geram 5% do PIB estadual, de acordo com dados de 2003 da Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia - SEI.

Neusa destaca que um projeto dessa natureza poderá vir a interferir decisivamente no desenvolvimento auto-sustentável da região, considerando que a produção de alimentos também depende da disponibilidade de água e, por conta disso, ganha um importante papel na subsistência das comunidades, bem como no crescimento da economia local, gerando riqueza e aumento na qualidade de vida dos habitantes. "O abastecimento de água é um aspecto chave para a redução da pobreza sendo ainda fundamental para o desenvolvimento industrial e para a manutenção dos ecossistemas", reforça.

A frente da Secretaria de Desenvolvimento Urbano, o então secretário Afonso Florence, foi quem recebeu a solicitação e levou ao governador, que o orientou buscar uma solução. "A alternativa encontrada foi à construção de uma adutora que levasse água da Barragem de Pedras Altas, após realizarmos todos os estudos técnicos, para termos certeza da conveniência e eles apontaram na possibilidade de uso desta água. Licitamos o projeto, depois a obra e já foi dada a ordem de serviço", relatou Florence à equipe do CN.

Será feito a captação de água através de uma adutora em Pedras Altas, que levará a uma estação de tratamento em São José do Jacuípe, onde será feito uma "mistura" (usando o termo popular), onde a água vinda de Pedras Altas, vai diluir para a água de São José, utilizando uma quantidade que não desequilibre a barragem de Pedras Altas. Segundo Afonso Florence, quando esta foi construída, havia uma expectativa grande em torno de programas de irrigação e "vamos manter uma capacidade também para irrigação e já tomamos várias providências neste sentido", garantiu.

Florence disse ainda que será aproveitada toda rede já existente na adutora do sisal, inclusive as implantadas nas sedes urbanas. "Vamos apenas congregar a água de São José, com a de Pedra Altas, utilizando para isso todas as analises técnica com biólogos, químicos, para a combinação exata que dar portabilidade a água que será consumida". A expectativa, segundo Afonso Florence, é que a obra fique pronta em 18 meses.

A equipe do CN visitou alguns dos municípios beneficiados:

Capim Grosso - A primeira frente de trabalho foi instalada na cidade de Capim Grosso, onde a população da sede e das comunidades de Água Nova, Caiçara e Peixe, são beneficiados.

Nova Fátima - O prefeito Manoel dos Santos (PT) festejou a iniciativa da deputada Neusa e ficou agradecido ao governador Jaques Wagner por ter aceitado a indicação.

"O município sofre muito com a estiagem e a prefeitura é quem arca com o custo de levar água às famílias através de carros-pipa. Tínhamos uma grande área que ainda era atendida e através da deputada, que também indicou estas obras, concluímos recentemente a rede que leva água para as comunidades de Tamburil, onde foram beneficiadas 40 famílias, Salto da Pedra, também 40, Sinuk, Pituba e Alto Bonito de Manoel Grande, beneficiando 120 famílias. Imagine que todas estas famílias ficaram felizes com a água salobra e agora com uma água de melhor qualidade?", questionou. A sede de Nova Fátima e as comunidades de São Francisco, Santo Antônio, Alto Bonito (Dedego) e Cancela Preta já fazem parte do sistema de São José.

Gavião - De acordo com o vereador Julio de Souza Silva (PT), conhecido por Juninho, são poucas as comunidades beneficiadas na zona rural, entretanto, também utilizando do mandato da Deputada Neusa Cadore, a EMBASA está fazendo o estudo de viabilidade para construir um sistema que levará águas as comunidades de Alagoinhas, Caldeirãzinho, Canela Dema, Sítio dos Patos, Cajá, Umburana e Caldeirão, com uma extensão de 15 km que beneficiará aproximadamente 150 famílias. O vereador disse ainda que a expectativa da população é grande em torno deste novo sistema, pois, "de fato nós utilizamos a água por que não tem jeito. É salobra e com a notícia que vai melhorar a nossa comunidade comemorou", afirmou Juninho. Hoje, o sistema beneficia a sede do município e as comunidades de Varginha, Vieira e Cabaças.

Pintadas - Ao ser questionado sobre a importância para o município de Pintadas deste novo sistema de abastecimento de água, o prefeito Valcyr Rios, sorriu e respondeu que o povo esta esperando com bastante ansiedade esta grande ação da deputada Neusa, aceita pelo governador Wagner e abraçada com toda sua força, pelo então secretário de Desenvolvimento Urbano, Afonso Florence. "Além de resolver o problema da salinização, vai aumentar a quantidade de água, melhorando o abastecimento da sede e de diversas comunidades", destacou Rios. O sistema atende a sede do município e ao povoado de Pintadas e José Amâncio.

 

Capela do Alto Alegre - Para o prefeito Claudinei Novato (PCdoB), é indiscutível a importância da obra. Capela do Alto Alegre, será bastante beneficiada, pois, além da sede, são atendidas as comunidades de Chico Tibúrcio, Tanquinho, Beira do Rio, Campo Alegre, Capelinha e Ipiraí. Quando da sua construção, o município foi beneficiado com a estrada até a Comunidade de Bispador, construída para facilitar a manutenção do sistema, quer vem atendendo as famílias que também moram as margens da estrada.

Várzea da Roça - Apesar do município de Várzea da Roça ter ficado para ser atendida na segunda etapa, a adutora contempla as comunidades de Quilombo, Várzea do Meio, Chico Paixão, Chapada, Canudos, C. de Almas, Campo São João, Bipador, Fidelcina, Lagedo Domingos e Morrinhos.

São José do Jacuípe - Duas, das três frentes de serviços da obra, estão localizadas no município de São José do Jacuipe, "gerando emprego, renda e mantendo acessa a esperança do povo em ter água com qualidade", falou Antonio Roquides Vilas Boas Almeida (PRP), prefeito do município. A barragem de São José, inaugurada em 28 de julho de 1985, pelo então governador João Durval, fica no município e além da sede, também atende ao Distrito de Itatiaia e as comunidades de Melancia, Nova Campina e Pau de Colher.

 

Por Valdemi de Assis e Raimundo Mascarenhas do Calila Notícias.com


Tags deste artigo: neusa bahia água gavião

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.