Ir para o conteúdo
ou

Logo noosfero

ODF Alliance Award

Furusho

TDF Planet

redirection forbidden: http://planet.documentfoundation.org/atom.xml -> https://planet.documentfoundation.org/atom.xml

BR.Linux.org

redirection forbidden: http://br-linux.org/feed -> https://br-linux.org/feed

Seja Livre!

redirection forbidden: http://sejalivre.org/feed/ -> https://sejalivre.org/feed/

Linux Feed

getaddrinfo: Name or service not known

Computerworld

getaddrinfo: Name or service not known

PC World

getaddrinfo: Name or service not known

IDG Now!

getaddrinfo: Name or service not known

Info

Invalid feed format.

Users SL Argentina

redirection forbidden: http://drupal.usla.org.ar/rss.xml -> https://cobalto.gnucleo.net/rss.xml

Tecno Libres - Cubas

redirection forbidden: http://gutl.jovenclub.cu/feed -> https://gutl.jovenclub.cu/feed

Linux Venezuela

Invalid feed format.

GNU/Linux Paranguay

getaddrinfo: Name or service not known

Soft Libre Honduras

Invalid feed format.

 Voltar a FREE SOFTWAR...
Tela cheia

Wine é mais rápido que o port: Usuários irritados com jogo The Witcher 2 à venda para Linux

27 de Maio de 2014, 9:15 , por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 88 vezes

Enviado por Walker (walkerΘpraiseweb·com·br):

“Na semana passada foi lançado o port do The Witcher 2 para SteamOS/Linux pela empresa CD Projekt’s. Junto com o lançamento veio uma leva enorme de posts "furiosos" contra a empresa, porque, de acordo com os usuários, se tratava de um wrapper mal feito do jogo para Windows.

O usuário "killx_den" mostrou, através de um comparativo no site gamingonlinux.com, que a versão para Wine tem maior desempenho que a versão "nativa" do jogo, o que serviu para incitar mais ainda a "fúria" dos compradores recentes do jogo. Além disso, um funcionário da empresa que fez o port do jogo (Virtual Programming), mostrou-se não entender do assunto, ao cometer um erro quando comparava o port nativo com a versão executada no Wine. Em seguida um outro funcionário da empresa se desculpou pelo ocorrido, e prometeu trabalhar integralmente com a comunidade, para tornar o port livre de bugs e problemas de desempenho.

O fato é que na versão atual o jogo está recheado de falhas, algo tolerável apenas para uma versão BETA, que não deveria estar sendo vendida ao público sem essa informação. Um número muito grande de jogadores compraram o jogo e simplesmente não conseguiram executá-lo em suas máquinas.” [referência: kotaku.com.au]

O artigo "Wine é mais rápido que o port: Usuários irritados com jogo The Witcher 2 à venda para Linux" foi originalmente publicado no site BR-Linux.org, de Augusto Campos.


Fonte: http://br-linux.org/2014/01/wine-e-mais-rapido-que-o-port-usuarios-irritados-com-jogo-the-witcher-2-a-venda-para-linux.html

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.