Go to the content
or

Logo noosfero

ODF Alliance Award

Furusho

TDF Planet

redirection forbidden: http://planet.documentfoundation.org/atom.xml -> https://planet.documentfoundation.org/atom.xml

Linux Magazine

getaddrinfo: Name or service not known

BR.Linux.org

redirection forbidden: http://br-linux.org/feed -> https://br-linux.org/feed

Seja Livre!

redirection forbidden: http://sejalivre.org/feed/ -> https://sejalivre.org/feed/

Linux.com

SSL_connect returned=1 errno=0 state=error: certificate verify failed

Linux Feed

getaddrinfo: Name or service not known

Computerworld

getaddrinfo: Name or service not known

Guia do Hardware

404 Not Found

Wwwhat's New?

redirection forbidden: http://feeds.feedburner.com/brwwwhatsnew -> https://br.wwwhatsnew.com/feed

Convergência Digital

503 Backend fetch failed

PC World

getaddrinfo: Name or service not known

IDG Now!

getaddrinfo: Name or service not known

Info

Invalid feed format.

Users SL Argentina

redirection forbidden: http://drupal.usla.org.ar/rss.xml -> https://cobalto.gnucleo.net/rss.xml

Tux Chile

Tecno Libres - Cubas

redirection forbidden: http://gutl.jovenclub.cu/feed -> https://gutl.jovenclub.cu/feed

Software Libre Peru

Invalid feed format.

GNU/Linux Paranguay

getaddrinfo: Name or service not known

Soft Libre Honduras

404 Not Found

Linux Rep.Dominicana

404 Not Found

 Go back to FREE SOFTWAR...
Full screen

Ubuntu não trará mais o Gimp na sua instalação default

novembro 26, 2009 0:00 , by Software Livre Brasil - 0no comments yet | No one following this article yet.
Viewed 814 times

Concordo com a análise do ars technica: a decisão de remover da instalação default uma ferramenta profissional que acabava sendo exposta como a ferramenta disponível para a usuários que só queriam fazer um rotate e um crop é madura e coerente com a intenção de fazer uma instalação default voltada às necessidades do mítico “usuário final”.

Pessoalmente não aprecio – o Gimp me fará falta, mesmo para os momentos em que só quero fazer um crop e um rotate. Felizmente é fácil de reverter – basta acrescentar uns 5 ou 6 caracteres ao meu script de pós-instalação. Também não simpatizei com a escolha de programa que vai servir como substituto na instalação default, quero acompanhar com atenção se a decisão será mantida na íntegra. Detalhes descritos ricamente no post do OSNews. (via lwn.net)

Saiba mais (osnews.com).


Source: http://br-linux.org/2009/ubuntu-nao-trara-mais-o-gimp-na-sua-instalacao-default/

0no comments yet

Post a comment

The fields are mandatory.

If you are a registered user, you can login and be automatically recognized.