Ir para o conteúdo
ou

Logo noosfero

ODF Alliance Award

Furusho

TDF Planet

redirection forbidden: http://planet.documentfoundation.org/atom.xml -> https://planet.documentfoundation.org/atom.xml

BR.Linux.org

redirection forbidden: http://br-linux.org/feed -> https://br-linux.org/feed

Seja Livre!

redirection forbidden: http://sejalivre.org/feed/ -> https://sejalivre.org/feed/

Linux Feed

getaddrinfo: Name or service not known

Computerworld

getaddrinfo: Name or service not known

PC World

getaddrinfo: Name or service not known

IDG Now!

getaddrinfo: Name or service not known

Info

Invalid feed format.

Users SL Argentina

redirection forbidden: http://drupal.usla.org.ar/rss.xml -> https://cobalto.gnucleo.net/rss.xml

Tux Chile

Tecno Libres - Cubas

redirection forbidden: http://gutl.jovenclub.cu/feed -> https://gutl.jovenclub.cu/feed

Linux Venezuela

Invalid feed format.

GNU/Linux Paranguay

getaddrinfo: Name or service not known

Soft Libre Honduras

404 Not Found

 Voltar a FREE SOFTWAR...
Tela cheia

Município Nova Aurora - PR trabalha no projeto técnico e na licitação da infraestrutura

6 de Julho de 2010, 0:00 , por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 756 vezes

http://t0.gstatic.com/images?q=tbn:Zxno1lw44BYy4M:http://www.ferias.tur.br/admin/cidades/6356/g_Nova%2520Aurora.jpgDisponibilizar o acesso à internet aos 11,5 mil habitantes é a proposta da Prefeitura de Nova Aurora, município paranaense de 474 quilômetros quadrados localizado a 567 quilômetros da capital. Os primeiros passos rumo a esta meta já foram dados. A administração conta com rede de fibra ótica ativa desde o inicio de junho. Enquanto isso, a Secretaria de Tecnologia e Sistemas da Informação trabalha no projeto técnico do Nova Aurora Digital e na licitação da infraestrutura para realizar os testes de acesso da população até dezembro deste ano.

“Ate o momento, a ativação da fibra e a interligação entre assistência social, Centro de Saúde Municipal e Secretaria de Educação e a Prefeitura, que é a central do serviço, já permitiu um controle maior sobre o que é feito no município e melhoramos consideravelmente a internet nesses locais. E a manutenção ficou muito melhor, uma vez que tudo fica centralizado no servidor da prefeitura”, avalia Reginaldo Pereira Rodrigues, secretário de Tecnologia e Sistemas da Informação, acrescentando que há a expectativa de contar com sistema de VoIP para baratear os custos de ligações.

Rodrigues informa que na primeira etapa do projeto serão empregados R$ 120 mil com recursos próprios do município. O objetivo dessa parte do Nova Aurora Digital será “iluminar” a área central do município com uma rede Wi-Mesh, utilizando postes como antenas de transmissão e contando com uma torre principal de 35 m no ponto mais alto da cidade.

“É através dessa torre que, na segunda etapa do projeto, em 2011, o sinal wireless de internet será levado a mais dois distritos e duas comunidades do interior”, detalha o secretário, acrescentando que a prefeitura já entrou com pedido de licença de Serviço Limitado Privado na Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Investimento

O projeto prevê ainda um custo de cerca de R$ 30 mil para manutenção por dois anos. Além da infraestrutura de que o município já dispõe, será necessária a aquisição de quatro postes, aproximadamente 11 antenas mesh e uma principal que terá a conexão com o servidor da prefeitura. Com base nesse investimento, o secretário estima que, na segunda etapa, o gasto médio para a ligação do interior do município será de R$ 40 mil.

Atualmente, Nova Aurora conta com internet banda larga fornecida pela Copel Telecom. “Provavelmente iremos aumentar no início das atividades do projeto de 10 Mbps para 20 Mbps. Para os órgãos da prefeitura, 5 Mbps suprirão as necessidades, sobrando mais 5 Mbps e um link de 10 Mbps. Assim, teremos 15 Mbps disponíveis para acesso”, comenta.

Porém, na medida em que forem entrando mais munícipes na rede, a ideia é aumentar a capacidade para 50 Mbps. “Temos uma previsão de acesso de 800 máquinas, sendo 250 simultâneas, com velocidade de acesso aproximada de 128 kbps por conexão“, diz.

O orçamento para o Nova Aurora Digital prevê que R$ 180 mil sejam empregados no pagamento de internet da Copel por dois anos, perfazendo um total de R$ 370 mil nesse período. Depois de tudo instalado, o gasto com o projeto será de R$ 210 mil a cada dois anos. Isso contando a internet e a manutenção dos serviços, equipamentos e antenas.

“Neste gasto já estão incluídos os custos dos órgãos públicos, que até então contavam com internet de má qualidade e descentralizada por aproximados R$ 60 mil“, pondera Rodrigues.

Inclusão digital e transformação do município

Ativado o sistema, os cidadãos deverão efetuar inscrição na prefeitura ou pelo site. Confirmada a situação de agricultor, pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), ou emitidas as certificações negativa ou de isento pelo setor tributário, os usuários receberão senha de acesso pela Secretaria de Tecnologia e Sistemas da Informação. Além disso, há a previsão de prover acesso livre à internet em dois locais centrais e públicos da cidade.

“Muitas pessoas nos procuram dizendo que conseguem juntar R$ 1,5 mil para comprar um computador, porém não conseguem pagar as altas taxas de internet, que, hoje, no município, é de no mínimo R$ 59,90. Então, eles deixam de comprar o computador, porque não conseguem usar internet, e acabam sendo privados desse acesso“, relata o secretário.

Rodrigues aposta que essa iniciativa ajudará a melhorar a vida do cidadão. “Depois de quatro anos colocando outras prioridades em primeiro plano, como construção de estradas e saúde, entre outras mais urgentes, estamos, finalmente, conseguindo realizar uma não menos importante e necessária para o crescimento sustentável do município e a integração entre munícipes e setor público. Assim, perfaz-se uma nova realidade para todos que moram na nossa cidade”, conclui.

Data: 05 de julho de 2010
Autor: Gabriela Bittencourt

* fonte: Guia das Cidades Digitais


Tags deste artigo: cultura cidade digital cultura digital cidade comunicadora furusho software livre digital nova aurora

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.