Ir para o conteúdo
ou

Logo noosfero

ODF Alliance Award

Furusho

TDF Planet

redirection forbidden: http://planet.documentfoundation.org/atom.xml -> https://planet.documentfoundation.org/atom.xml

BR.Linux.org

redirection forbidden: http://br-linux.org/feed -> https://br-linux.org/feed

Seja Livre!

redirection forbidden: http://sejalivre.org/feed/ -> https://sejalivre.org/feed/

Linux Feed

getaddrinfo: Name or service not known

Computerworld

getaddrinfo: Name or service not known

PC World

getaddrinfo: Name or service not known

IDG Now!

getaddrinfo: Name or service not known

Info

Invalid feed format.

Users SL Argentina

redirection forbidden: http://drupal.usla.org.ar/rss.xml -> https://cobalto.gnucleo.net/rss.xml

Tux Chile

Tecno Libres - Cubas

redirection forbidden: http://gutl.jovenclub.cu/feed -> https://gutl.jovenclub.cu/feed

Software Libre Peru

Linux Venezuela

Invalid feed format.

GNU/Linux Paranguay

getaddrinfo: Name or service not known

Soft Libre Honduras

Invalid feed format.

 Voltar a FREE SOFTWAR...
Tela cheia

Meia promessa: Pro Teste cobra da Infraero cumprimento de oferta de internet grátis e ilimitada nos aeroportos

22 de Dezembro de 2009, 0:00 , por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 583 vezes

Quem de vocês for viajar no período natalino e perceber que a “Internet gratuita” oferecida pela Infraero só permite acesso a sites .gov.br, ao menos não será surpreendido – e eventualmente terá bolado alguns experimentos tecnológicos para tentar ampliar a utilidade deste acesso enquanto aguarda a chamada do seu vôo…

A associação Pro Teste de defesa do consumidor enviou um ofício para a Empresa Brasileira de Infra-estrutura Aeroportuária (Infraero), na última sexta-feira (18/12), cobrando uma promessa de oferta de acesso gratuito à Internet, sem restrições de sites, em todas as áreas dos aeroportos brasileiros, inclusive nas salas de embarque.

 

“Para a Associação, não se justifica o passageiro já pagar uma das mais altas taxas de embarque para uso dos aeroportos – em torno de 20 reais, e ainda ter que desembolsar 25 reais por dia para poder se conectar do aeroporto em computadores portáteis via rede wireless, enquanto aguarda o horário do voo”, afirma a Pro Teste em seu site.

De acordo com a Pro Teste, a internet sem fio provida pela Infraero, prometida para o fim de 2008 e só oferecida de fato em julho de 2009, não permite acessar sites noticiosos, de bancos ou e-mails. (…) Hoje ao abrir o computador portátil no aeroporto, o usuário é direcionado a uma página de autenticação, na qual tem que se identificar e só tem acesso gratuito a sites do governo, com extensão .gov.br.

(…) Em resposta ao ofício enviado pela Pro Teste, a Infraero declarou que “já tornou pública a decisão de, inicialmente, disponibilizar apenas os sites .gov por motivos técnicos, jurídicos, comerciais e de segurança”, no primeiro semestre do ano. “A melhoria da qualidade da rede foi feita em todos os aeroportos nos quais o serviço foi anunciado como parte do negócio empresa, que é prover infraestrutura aeroportuária”, acrescentou o órgão, em um comunicado.

A Pro Teste ainda cobra um prazo para que a Infraero libere o acesso gratuito a outros sites. “Entendemos que milhares de pessoas que transitam nos aeroportos necessitam de acesso à internet, sem restrições”, conclui. (via idgnow.uol.com.br)

Saiba mais (idgnow.uol.com.br).


Fonte: http://br-linux.org/2009/meia-promessa-pro-teste-cobra-da-infraero-cumprimento-de-oferta-de-internet-gratis-e-ilimitada-nos-aeroportos/

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.