Aller au contenu
ou

Logo noosfero

ODF Alliance Award

Furusho

TDF Planet

redirection forbidden: http://planet.documentfoundation.org/atom.xml -> https://planet.documentfoundation.org/atom.xml

BR.Linux.org

redirection forbidden: http://br-linux.org/feed -> https://br-linux.org/feed

Seja Livre!

404 Not Found

Linux Feed

getaddrinfo: Name or service not known

Computerworld

getaddrinfo: Name or service not known

PC World

getaddrinfo: Name or service not known

IDG Now!

getaddrinfo: Name or service not known

Info

Invalid feed format.

Mon réseau

Users SL Argentina

redirection forbidden: http://drupal.usla.org.ar/rss.xml -> https://cobalto.gnucleo.net/rss.xml

Tecno Libres - Cubas

redirection forbidden: http://gutl.jovenclub.cu/feed -> https://gutl.jovenclub.cu/feed

Software Libre Peru

Invalid feed format.

Linux Venezuela

Invalid feed format.

GNU/Linux Paranguay

getaddrinfo: Name or service not known

Soft Libre Honduras

Invalid feed format.

Linux Rep.Dominicana

404 Feed not found error: FeedBurner cannot locate this feed URI.

 Retour à FREE SOFTWAR...
Plein écran

Latinoware 2010: Bruno Coudoin, Software Livre e Educação Infantil

août 31, 2010 0:00 , par Software Livre Brasil - 0Pas de commentaire | No one following this article yet.
Viewed 2659 times

Dentro da matriz de assuntos que serão tratados na Latinoware 2010 há um especial, que envolve a todos por sua extrema importância: educação. Neste ano a trilha de educação, capitaneada, mais uma vez, por Frederico Gonçalves Guimarães, contará com a presença de Bruno Coudoin, criador do GCompris, em sua primeira visita ao Brasil.

O GCompris oferece a assombrosa quantidade de 100 atividades, e outras estão sendo desenvolvidas. Ele é um software livre, o que significa que você pode adaptá-lo às suas necessidades, melhorá-lo e, o mais importante, compartilhá-lo com crianças de qualquer lugar do mundo. A Latinoware espera, com a presença de Bruno e de outros palestrantes, mostrar que o software livre está muito mais ao alcance de pessoas comuns do que se imagina. A entrevista que fizemos com Bruno ilustra bem isto, logo de início.

Latinoware: Bruno, entre muitas alternativas de desenvolvimento você decidiu escrever um bocado de código na linguagem C, para crianças. Por quê?

Bruno Coudoin: Bem, eu não gosto desta pergunta. As crianças não têm que  saber em qual linguagem foi escrito o software que elas estão usando. Esta pergunta é muito mais importante para os geeks que tendem a preferir uma ou outra linguagem. Dito isto, usar C e a biblioteca  gráfica GTK foi uma escolha natural quando comecei este projeto no ano 2000. Mais adiante adicionamos o suporte para a codificação de atividades na linguagem Python. Assim fica mais fácil adicionar conteúdos ao Gcompris.

LW: Agora você criou um modelo de negócios para o GCompris em sistemas operacionais proprietários. Chegaremos a ver o GCompris sem ser um software livre e aberto no Linux?

BC: O GCompris é, e sempre será, um software livre, independente da plataforma operacional. O que eu faço é distribuir uma versão de demonstração executável para Windows e MacOSX e, de fato, vender um código de ativação. Este truque não deve preocupar os usuários do GNU/Linux, primeiro porque eu faço isto para dar uma vantagem a eles, mas também porque são os empacotadores das várias distribuições, e não eu, quem distribui os executáveis do Gcompris.

LW: As crianças já passam muito tempo na frente dos computadores. Algumas atividades do GCompris são direcionadas para crianças que recém começaram a andar. Você não acha que devemos afastar um pouco as crianças desta enorme quantidade de tecnologia?

BC: Você está certo e eu não acho que o uso de computadores é a melhor ferramenta de ensino. Mas, como um defensor do software livre, eu não posso aceitar que apenas o software proprietário seja usado no ensino de nossas crianças. Hoje, depois dos muitos anos de sugestões de usuários de todo o mundo, eu tenho a certeza de que o GCompris é uma boa escolha para permitir às crianças a descoberta do uso do computador. Como software livre, elepermite que minorias culturais ensinem crianças em seus próprios idiomas.

* fonte: Latinoware 2010


Les tags de cet article : coudoin latinoware furusho educação infantil

0Pas de commentaire

Poster un commentaire

Les champs sont obligatoires.

Si vous vous êtes déjà enregistré(e) comme utilisateur, vous pouvez vous connecter pour être reconnu(e) automatiquement.