Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

Tela cheia Sugerir um artigo
 Feed RSS

Notícias da Comunidade Firefox Brasil

17 de Julho de 2009, 0:00 , por Software Livre Brasil - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.

A The Document Foundation lança o LibreOffice 3.3.1 RC1 para testes

14 de Fevereiro de 2011, 0:00, por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda

BrofficeA The Document Foundation lança o LibreOffice 3.3.1 RC1 para testes. No Brasil é o BrOffice 3.3.1 rc1.

 

A Fundação documento tem o prazer de anunciar o release candidate do LibreOffice 3.3.1. Este lançamento é o primeiro de uma série de versões bugfix freqüente em cima do nosso produto LibreOffice 3.3. Esteja ciente de que LibreOffice 3.3.1 RC1 ainda não está pronto para uso em produção, você deve continuar a usar LibreOffice 3.3.0 para isso.

O Release Candidate 1 está disponível para Windows, Linux e Mac OS X da nossa QA constrói página de download no http://www.libreoffice.org/get-involved/qa-testers/download-qa-builds

Mais detalhes podem ser encontrados no edital .



Como controlar o mouse com "seus olhos" na sua webcam no Ubuntu

9 de Fevereiro de 2011, 0:00, por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda

O eViacam é um programa de acessibilidade que permite controlar o mouse com os movimentos da cabeça. Instalei ele com a intenção de saber como é, utilizar o mouse sem usar as mãos, confesso que tive dificuldade ao manobrar o cursor na tela, mas não pela ineficiência do programa, mas sim por falta de treinar mais pois em poucos minutos consegui pegar o jeito e ter mais facilidade ao executar tarefas comuns.

Mesmo sendo pra mim quase que uma brincadeira, foi muito importante pois, eu realmente não conhecia essa ferramenta que tem a capacidade de ajudar tanto as pessoas. Pense em quem não consegue nem mudar de canal na TV utilizando um controle remoto, poder utilizar um computador simplesmente utilizando uma webcam?

A instalação

A instalação do programa é bem simples, pra quem usa o Lucid Lynx ou o Karmic já tem pacotes em debian (.deb) porém pra quem já usa o Maverick a instalação deverá ser compilada.

Download do eViacam: http://sourceforge.net/projects/eviacam/files/eviacam/

Para instalar o eViacam no Ubuntu 10.10 entre primeiramente no Synaptic e instale os seguintes pacotes.

• python-wxtools
• wx2.8-i18n
• libwxgtk2.8-dev
• libgtk2.0-dev
• libcvaux-dev
• libhighgui-dev
• python-wxgtk2.8
• libcv-dev
• libXext-dev
• libxtst-dev

Baixe então o eviacam eviacam_1.4.1.orig.tar.gz e execute os seguintes comandos como root. Obs: Já existe a 1.4.2 mas não tentei instala-la.

tar -zxvf eviacam_1.4.1.orig.tar.gz
cd eviacam-1.4.1/

./configure

make

make install

Caso apareça alguma dependência ao executar ./configure, é só ir até o synaptic e baixa-la.

Como utilizar:

O primeiro a ser feito é a “calibragem” do mouse onde o assistente vai pedir pra mover a cabeça. Logo após seguir o assistente o mouse já passa a ser controlado através do movimento.

Note que o retângulo em azul, corresponde ao tamanho da tela.

* fonte: Ubuntero



Softwares educacionais em código aberto

9 de Fevereiro de 2011, 0:00, por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda

Segundo a enciclopédia livre Wikipédia, Software livre é qualquer programa de computador que pode ser usado, copiado, estudado e redistribuído sem restrições. O conceito de livre se opõe ao conceito de software restritivo (software proprietário), mas não ao software que é vendido almejando lucro (software comercial).

E tratando-se de Software Livre o Governo Federal do Brasil é um ótimo exemplo. Hoje existem vários setores da máquina administrativa pública onde são aplicados o SL. Desde 2003, o Governo Federal incentiva seus gestores a usar Software Livre. Além de economia, já que um mesmo programa pode ser instalado em várias máquinas, o Brasil ganha em tecnologia e segurança da informação.

Órgãos como o Banco do Brasil já trocaram todos os programas utilizados nos terminais de atendimento pelos Softwares Livres. Receita Federal, Ministério da Fazenda e Polícia Federal estão migrando ou já migraram para essa tecnologia. Na área educacional não seria diferente, como mostrei em post anterior falando sobre o Linux Educacional.

Desta vez mostrarei alguns softwares educacionais em código aberto que, para mim, como professor de Matemática, já se tornaram indispensáveis em minhas aulas.

Segue a lista destacados por área/disciplina, Nível (Fundamental, Médio ou Superior), Detalhes do programa e como obtê-los.

  • Matemática

    • Kbruch
      Exercício e prática de operações matemáticas com frações
      Indicação: 3ª a 4 ª séries do Ensino Fundamental
      Mais detalhes: ver Nota Técnica
      Onde Obterhttp://edu.kde.org/kbruch

    • Kpercentage
      Exercício e prática de operações que envolvam porcentagem
      Indicação: 3ª a 4 ª séries do Ensino Fundamental
      Mais detalhes: ver Nota Técnica
      Onde Obterhttp://edu.kde.org/kpercentage

    • Kmplot
      Geometria Interativa: Programa apresenta em plano cartesiano gráficos e formas geométricas, em caráter ilustrativo
      Indicação: Ensino Médio
      Mais detalhes: ver Nota Técnica
      Onde Obter:
      http://edu.kde.org/kmplot

    • Kanagram
      Jogo cujo objetivo é testar o conhecimento ortográfico do aluno
      Indicação: Ensinos Fundamental
      Onde Obter:http://edu.kde.org/kanagram/

  • Diversos

    • Ktouch
      Tutor que direciona o treinamento do aluno na digitação de textos
      Indicação: atividade de inserção do aluno ao universo digital através de sua aproximação ao microcomputador
      Mais detalhes: ver Nota Técnica
      Onde Obterhttp://www.kde.org/

    • KwordQuiz
      Testes & Exames: Software com editor de questões de múltipla escolha e/ou perguntas e respostas
      Indicação:Ensinos Fundamental e Médio
      Mais detalhes: ver Nota Técnica
      Onde Obterhttp://edu.kde.org/kwordquiz/

    • Keduca
      Teste & Exames: Software usado para criar questões e testes de forma variada
      Indicação: Ensinos Médio e Fundamental
      Mais detalhes: ver Nota Técnica
      Onde Obterhttp://edu.kde.org/keduca/



Mozilla planeja encerrar 2011 com o lançamento do Firefox 7

9 de Fevereiro de 2011, 0:00, por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda

A Mozilla, empresa responsável pelo Firefox, publicou em sua wiki o planejamento (também chamado de roadmap) para o ano de 2011. Segundo ele, os usuários do navegador da raposa podem esperar três novas versões até o final do ano.

Embora a décima versão Beta do Firefox 4 tenha sido lançada há pouco tempo, depois de diversos atrasos, a empresa mostrou que pretende quebrar a sequência de adiamentos que vem enfrentando e pretende fechar 2011 com a sétima edição do browser. Ou seja, ela tem menos de 12 meses para lançar 3 versões finais (além das Betas) do Firefox. Será que ela consegue?

http://ibxk.com.br/materias/8322/33549.jpg

O que esperar das novas versões?

Uma das ideias da Mozilla é permitir uma maior interação entre o usuário e seu navegador no menor tempo possível. O objetivo é que qualquer atividade no navegador (desde um clique até a execução de um aplicativo online) não demore mais do que 50 ms.

Além disso, a empresa vem trabalhando para tornar o browser cada vez mais tolerante a falhas, permitindo que ele se recupere de qualquer imprevisto sem que o usuário perca as informações que estavam sendo processadas. Confira abaixo o plano de recursos que devem ser incorporados em cada uma das versões.

Firefox 5: a próxima geração do navegador deve ter suporte ao Windows 7 de 64 bits. Além disso, add-ons serão incorporados ao browser, tais como o Account Manager, para gerenciamento de contas, e o F1 Simple Sharing, dedicado ao compartilhamento social.

Firefox 6: para essa versão do Firefox a Mozilla pretende otimizar o JavaScript e tornar o navegador compatível com o Mac OSX 10.7 Lion. O aplicativo incluirá ainda recursos do CSS3 e HTML 5.

Firefox 7: os planos da empresa para a última versão do ano de seu navegador ainda não estão muitos claros, mas fala-se da separação de processos (cada aba se torna um processo independente no sistema) e também algumas mudanças no suporte a XBL.

Será que a Mozilla consegue?

Há quem se mostre confiante quanto aos planos da Mozilla, no entanto, para que consiga lançar as três novas versões do Firefox até o final do ano, a empresa precisa superar a fase de atrasos e problemas com os lançamentos que vem enfrentando. Aos usuários do navegador da raposa, basta esperar pelas novidades.

Por Elaine Martins da Silva

* fonte: Baixaki

* Leia mais no Wiki Mozilla Firefox clique aqui ...



A rede social Software Livre Brasil atingiu mais de 11.000 usuários

7 de Fevereiro de 2011, 0:00, por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda

A rede social Software Livre Brasil atingiu no dia de hoje, 07 de fevereiro de 2011, a marca de 11.000 usuários e 703 Comunidades.

É um record!

É a maior rede social de Software Livre!

Venha você também para essa importante rede social de TI.

Se cadastre!

www.softwarelivre.org

por Vitorio Furusho



Beto Richa irá privatizar serviços da CELEPAR

7 de Fevereiro de 2011, 0:00, por Software Livre Brasil - 1717 comentários

Betoricha01O novo Presidente da Companhia de Informática do Paraná, Jacson Carvalho Leite, escolhido pelo Governador Carlos Alberto, confessou que irá privatizar os serviços da Companhia. Disse que a CELEPAR vai apenas gerenciar contratos com empresas do mercado. Veja o video:

Era isso exatamente o que ocorria no Governo Jaime Lerner, quando a CELEPAR foi apenas uma intermediadora de contratos com empresas privadas. Durante o Governo Requião a empresa foi estruturada, com a execução de atividades fim da empresa executadas por meio de servidores concursados.

Isso parece que vai acabar. Uma vez que o Governador Carlos Alberto prometeu que não iria vender as empresas estatais, o que será feito na CELEPAR será uma privatização via terceirizações. A jurista Maria Sylvia Zanella Di Pietro deixa claro que terceirização também é um tipo de privatização.

Jacson Leite é ex-Presidente do ICI – Instituto Curitiba de Informática, uma entidade privada qualificada como Organização Social que presta serviços de informática para a prefeitura de Curitiba e para diversos municípios do Brasil, sem licitação. Outro exemplo de privatização da informática!

No site da CELEPAR consta que o Presidente também pretende “retomar os objetivos institucionais da Fundação CELEPAR – FUNCEL”, uma Fundação privada que anteriormente era utilizada para fuga do regime jurídico administrativo (licitações, concurso público, etc), e que no Governo Requião sua situação foi regularizada.

Beto Richa, o privatizador! Eles voltaram!

Funcionários da CELEPAR e SINDPD: preparem-se!

* fonte: blog do Tarso

* LEIA MAIS SOBRE O TEMA NO  BLOG DO ESMAEL, AQUI



BrOffice: Carta pública à comunidade de software livre

7 de Fevereiro de 2011, 0:00, por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda

Veja abaixo o texto enviado na manhã de hoje pelo Claudio F Filho, que há anos percebo como a face pública e sempre em atividade do movimento que impulsiona as ações do OpenOffice e BrOffice em nosso país. Torço para que as situações de interação entre os membros e organizações internas que formam o arcabouço de operação da equipe tenham uma solução rápida e positiva, alinhada aos propósitos históricos do projeto.

Broffice

Carta pública à comunidade de software livre

Pela soberania e conduta digna da comunidade

Trabalho pela comunidade de Software Livre há 10 anos, desde 2001, quando criei a comunidade OpenOffice.org.br, hoje conhecida como BrOffice, além das comunidades Mozilla/Brasil e PostgreSQL-Br, comunidades que são referências mundiais nos respectivos projetos, graças não só ao meu trabalho como ao de todos os amigos, que se juntaram ,voluntariamente, para fazer esses projetos acontecerem.

Nesse período, tivemos pessoas que participaram mais, outras menos; algumas ainda estão desde 2002, ou ainda retornando depois de algum tempo de inatividade, sempre sendo parte de uma grande comunidade onde elas são reconhecidas e, através da meritocracia, assumem responsabilidades e funções dentro dos projetos.

Porém, apesar de sua força, as comunidades não conseguiam interagir institucionalmente com entidades como o governo, iniciativa privada ou terceiro setor, sendo que se tornou necessário uma pessoa jurídica, na forma de uma associação, para que as representasse. Assim, em 2005 surgiu a BrOffice.org – Projeto Brasil, uma associação sem fins lucrativos que serviria para APOIAR juridicamente os projetos de software livre no país.

Infelizmente, dentro da comunidade BrOffice surgiu uma confusão entre a Comunidade e a Associação. Muitos imaginavam que a Associação surgiu para COMANDAR A COMUNIDADE, o que não procede, nem é verdade! A Associação foi criada para APOIAR as comunidades. Infelizmente, houve uma recondução da Associação que a desalinhou dos objetivos estatutários e institucionais, através de um grupo de pessoas, com interesses pessoais, desconsiderando a própria comunidade, com “decisões” sobre o norteamento dos trabalhos, mesmo sem representatividade ou reconhecimento estatutário para tais ações, como, por exemplo, nos projetos “Revista BrOffice.org”, com arbitrariedades; ou do “Encontro Nacional BrOffice”, tendo este a “decisão” de não execução. Neste, em particular, perguntei se precisaria pedir para outra associação representar juridicamente a comunidade, uma vez que a entidade que batalhei para fundar, não a faria.

Felizmente, a própria comunidade detectou essas ações e reagiu, a ponto de, como não poderia deixar de ser, não reconhecer essas pessoas como líderes, muito menos acatar “decisões”, frise-se, desprovidas da imprescindível representatividade, tomadas arbitrariamente pela Associação a respeito e acerca das atividades da comunidade, que, como se vê, mostrou sua autonomia e soberania.

De minha parte, continuo na luta pelo software livre como voluntário que sou, e no alinhamento da Associação que batalhei tanto para criar e manter, junto com pessoas que admiro muito por seus feitos no país por essa causa, para que a Associação BrOffice.org continue a ser mais um braço da comunidade, fazendo o software livre voar ainda mais alto em nosso país!

Um abraço,

Claudio F Filho
Voluntário da comunidade de software livre no Brasil

* blog do Cláudio Filho



Pegue a sua Revista Espírito Livre n. 22

3 de Fevereiro de 2011, 0:00, por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda

E 2011 chega e com ele, um turbilhão de coisas para fazer. Mês de janeiro, então, é típico e comum em todos os anos: um mês que para alguns é férias, e para outros é o oposto, afinal alguém tem que cuidar das tarefas enquanto outros se divertem em suas férias. É mês de estudo, onde muitos se reservam para estudar, se reciclar, se aperfeiçoar, já que durante o ano, isso quase sempre é impossível para certas pessoas. Janeiro também é um ano que, para tantos outros, se programar, se agendar. Mês de promessas, de dietas, um mês que serve para analisarmos os pontos positivos do ano que passou e fazer novos planos, mesmo que não dê tempo para fazer tudo. Para nós, da Revista Espírito Livre, também não seria diferente. Aguardem que coisa boa está por vir…

http://revista.espiritolivre.org/img/REL022_Capa.jpg

A edição de janeiro da Revista Espírito Livre apresenta ao leitor, um tema bastante recorrente em sites especializados e que alguns simplesmente tentam ignorar: Software Livre nas empresas. O software livre já é uma realidade em grande parte das empresas, e aquelas que, dizem não usar, muito provavelmente acabam usando, seja na hospedagem de seu site, seja no framework utilizado para criar uma solução web, seja para navegar, já que a própria Internet tem como pilares, softwares de código-aberto. Neste contexto, fomos conversar com Arvind G. S., um indiano, responsável pelo Projeto Fedena, uma suite para gestão escolar.

Além disso, a edição apresenta várias outros artigos que ajudam a compor o tema do mês. Albino Biasutti apresenta um pequeno case de sucesso de implantação de software livre em uma empresa hospitalar, Estefânio Luiz Almeira fala sobre o MySQL e como ele pode ser uma boa solução empresarial, no que diz respeito a Sistemas de Gerenciamento de Banco de Dados. Evaldo Júnior, que andava sumido, mas que retoma suas contribuições junto a revista, fala sobre um case de implantação de software livre em uma micro empresa. Gilberto Sudré, deixa claro em seu artigo, que o software livre já está maduro para o mercado.

A edição ainda leva o leitor a conhecer um pouco mais sobre as vantagens do software livre no desktop, apresentadas por Marcelo Menezes. Walter Capanema aborta um tema polêmico sobre o WikiLeaks e o direito a informação.

Esta edição ainda traz um fascículo especial, que se encontra ao final da revista. Na verdade, este fascículo trata-se de uma republicação dos “Cadernos da Liberdade”, de autoria de Djalma Valois Filho, um grande parceiro da comunidade de software livre no Brasil. Os quadrinhos datam de 2004, mas ainda continuam bastante atuais, como os leitores poderão comprovar.

Assim, como em outros meses, a edição de número 22 está repleta de material interessante e que atende a uma demanda bem diversificada de leitores.

Revista Espírito Livre - Ed. n #022 - Janeiro 2011

Aproveito para agradecer a todos os colaboradores e envolvidos na produção desta e de outras edições. A publicação é um esforço conjunto e que só se concretiza com a participação de uma equipe empenhada em levar ao leitor um material de qualidade.

E para os leitores da Revista Espírito Livre, o nosso muito obrigado por nos acompanhar. E que venha 2011.

* fonte: Revista Espírito Livre



Dia Mundial da Liberdade dos Documentos - 30 Março 2011

3 de Fevereiro de 2011, 0:00, por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda

A Free Software Foundation Europe (FSFE) convida indivíduos, grupos da comunidade e instituições a celebrar o Dia da Liberdade dos Documentos (DFD) no dia 30 de março. DFD é um dia de ação global para celebrar padrões abertos e formatos de documentos abertos, e sua importância. Padrões abertos garantem a liberdade de acesso aos seus dados, e a liberdade de criar Softwares Livres que possam escrever e ler dados nesses formatos específicos.

Você pode participar organizando atividades em sua cidade. Distribuição de flyers, palestras, adição de banners em blogs, doações financeiras: existem muitas maneiras para você ajudar a educar as pessoas sobre padrões abertos.

Gostaríamos de ter pelo menos 25 cidades participantes no Dia da Liberdade dos Documentos 2011.

Ajude-nos a fazer deste evento um sucesso mundial!

Para mais informações sobre o evento, acesse nosso site: documentfreedom.org.

Descubra como você pode ajudar.

http://documentfreedom.org/2011/artwork/dfd2011-banner-660x120.png

Porque o Dia da Liberdade dos Documentos (Document Freedom Day - DFD)?

Cada vez mais nossa comunicação move para o mundo digital. Numa sociedade digital, padrões abertos e formatos abertos de documentos provêem liberdade de ler e escrever. Eles são cruciais para garantir sua liberdade de trocar informações, permanecer independente de fornecedores, e manter nossos dados acessível em longo prazo. Padrões abertos também garantem nossa habilidade de comunicar e trabalhar utilizando Software Livre.

O que são Padrões Abertos (Open Document Format - ODF)?

Padrões Abertos são linguagens comuns que todos os computadores podem falar. Eles nos permitem trabalhar e comunicar usando Software Livre. Eles também tornam possível que desenvolvedores escrevam aplicacativos compatíveis com outras soluções, permitinfo aos usuários migrarem para Software Livre sem perder acesso aos seus dados.

Qual o objetivo da campanha?

A campanha leva a mensagem sobre Padrões Abertos e formatos abertos de documentos para uma audiência não técnica. Padrões Abertos são condição básica para a liberdade de escolha em software. O Dia da Liberdade dos Documentos educa sobre Padrões Abertos e permite que todas as pessoas contriburam para uma sociedade da informação melhor. É muito fácil, e até divertido participar do Dia da Liberdade dos Documentos, seja em grupo ou individualmente.

Dia Mundial da Liberdade dos Documentos (Document Freedom Day - DFD) é coornadado pela Free Software Foundation Europa.

Contatos:

Fernanda Weiden
Coodenadora da Campanha
Vice President, Free Software Foundation Europe
Email: weiden - at - fsfeurope - dot - org
Tel. +41 76 402 1866

Loimar Vianna
Coordenadora de Relacões Públicas DFD
Email: vianna - at - fsfeurope - dot - org
Tel. +353 86 234 1911

Karsten Gerloff
Presidente, Free Software Foundation Europe
Email: gerloff - at - fsfeurope - dot – org
Tel. +49 176 9690 4298

* fonte: Document Freedom Day - DFD

Saiba mais sobre o DFD 2010 Document Freedom Day no BotecoNet, aqui ...



Lançada Revista BrOffice edição 19, com novo visual

2 de Fevereiro de 2011, 0:00, por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda

http://www.broffice.org/files/aberdeen-liquid_logo.pngPara brindar o ano novo a Revista está com novo visual, com nova seção e um recurso novo para aumentar a opção de leitura. Agora o leitor pode optar por ler a revista direto do navegador folheando tranquilamente a Revista sem precisar baixar o arquivo completo.

Nessa edição, muito influenciada pelo lançamento da nova versão estável do LibreOffice, pela The Document Foundation, TDF, o destaque foi a palestra ministrada por Eliane Domingos na Campus Party 2011, falando sobre essas mudanças e o reflexo disso para a comunidade BrOffice.

Na segunda entrevista com desenvolvedores do LibreOffice, o perfil e curiosidades de Joseph Powers, cuja contribuição principal foi deixar o LibreOffice mais bonito. Em outra entrevista, Daciano Pozzer conta-nos sobre a opção do BrOffice como parte da reestruturação na área de TI da empresa Rotoplastyc.

http://www.broffice.org/files/caparevista19.jpg

O assunto Inclusão Digital volta a baila no texto de Natan Reis Santos, responsável pelo Centro Digital de Ouriçangas, no estado da Bahia. Em Novas Tecnologias, um relatório com as novas funcionalidades do BrOffice. E para começar o ano com mais novidades inauguramos uma nova seção - Espaço Aberto, que traz um texto interessante sobre o PostgreeSQL.

E, ainda, dicas do BrOffice, um novo episódio do Redblade, e muito mais.

Boa leitura! Participe: envie críticas e sugestões para contato(a)revistabroffice.org.

 

Arquivo em *pdf
Leitura on line

* fonte: www.broffice.org



Tags deste artigo: firefox