Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

 Voltar a Blog
Tela cheia

A revolução será codificada!

25 de Setembro de 2012, 0:00 , por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 143 vezes

Hoje e cada vez mais teremos o que Silvio Meira chama de Informaticidade. Para alguns de nós, a informaticidade é tão importante como a eletricidade que permite que você leia este texto neste momento ou tomar um banho quente ou simplesmente assistir televisão. Informaticidade é junção de Informática com Eletricidade, Silvio diz que a informática estará cada mais presente na sociedade que ela será praticamente onipresente, estará em todas as casas, nas ruas e até no espaço.

Já pensou quantas pessoas que usam celular com internet (smartphone) que você conhece? E quantos conseguem viver um dia sem usá-lo?

Provavelmente, eles usam o smartphone como extensão do corpo. Se ficam um dia sem o celular, eles sentem-se nus!

Com a popularização dos smartphones e o implantação da versão 6 do protocolo IP (IPV6), a internet poderá estar em cada objeto que possuir algum tipo de eletrônica. Gerando, consumindo informação e interagindo com outros “objetos”, serviços e humanos.

Talves a informaticidade seja o pilar de uma revolução tão importante que terá efeitos de como as pessoas, costumes ou mesmo o significa países serão daqui alguns anos. Se for possível comparar com o passado  da humanidade, poderia arriscar dizer que está nova revolução terá o mesmo impacto que as revoluções industriais tiveram na humanidade.

A informaticidade já permite que muitos de nós, humanos, possam modificar muitas coisas da sociedade atual. Um jovem das Ilhas Fiji pode ajudar a encontrar a cura de uma doença ou criar uma nova forma de produção de energia, ele também pode paralisar uma Usina Hidroelétrica no Brasil, uma Usina Nucelar nos EUA ou mesmo interferir nas ações negociadas nas bolsas de valores em qualquer lugar do mundo. Logo, ela estará em praticamente em todos os lares do Brasil, com o mesmo nível ou próximo da televisão (95% do território brasileiro).

Se a informaticidade será tão importante para a sociedade, cabe um pequenos parânteses:

Se cada um de nós, (humanos) fazemos parte de uma evolução de código (DNA). Isto é, seu pai, sua mãe  ”construiram” você, eles foram seu “programadores”. Sendo assim, podemos afirmar que cada um de nós tem uma “codificação” diferente. Se tivéssemos códigos exatamentes iguais, seríamos clones mas clones não é foco deste texto, fica para um próximo texto…

Esses códigos são manipulados para fazer melhoramento genético de plantas e animais. De certa maneira pode-se afirmar que este texto é um código, um código escrito em português que só pode ser entendido por alguém que entenda um pouco da língua portuguesa.

Hoje o mercado de trabalho exige que saiba um idioma além do português. Geralmente pede-se inglês como segundo idioma mas daqui alguns anos o que pedirão como requisito profissional é habilidade de desenvolver programa de computador. Então, além do inglês, espanhol ou chinês, você ou seus filhos/netos terão que saber algum idioma de computador (linguagem de programação) como Python, Java, Ruby, etc.

Quando compara o desenvolvimento de programas de 30 anos atrás com o que é produzido hoje, é fácil identificar que existe um esforço menor para escrever as mesmas funcionalidades de um programa. Um exemplo: escrever um código de um servidor HTTP requer pouquíssimas linhas, hoje em dia. Provavelmente daqui alguns anos as linguagens de programação evoluiram para estarem próximas à linguagem natural.

Nessa perspectiva, significará que você ou seus filhos/netos poderão codificar robôs, carros, geladeiras, etc. Algo assim:

Olá Kitt! Vá pela Avenida Caiotuva e se tiver com velocidade média de 10km/h, altere o caminho pela paralela até chegar na Rodovia dos Bandeiras. 

Não é um código complexo, certo? Se pensarmos em como fazer a instrução acima nos dias de hoje, teríamos algumas  centenas (talvez algumas milhares) de linhas de código.

Isso é um simples exemplo, exercite a imaginação e poderá expandir para coisas incriveis até para serem descritas aqui (Tem alguma idéia doida, pira nos comentários…). :)

Quando era um estudante do ensino médio, tive aulas de programação, nessa época a escola codificavámos para processadores Z80. Atualmente em algumas  escolas primárias é ensinado a programar robôs (Lego Mindstorm)!

Bem, daqui alguns anos, possivelmente nossos filhos/netos aprenderão a codificar máquinas antes de aprender inglês ou chinês. ;)

Claro que este texto tem um pouco de futurologia, mas se a informaticidade tonar-se tão  importante como a água ou eletricidade, as bases estão colocados para mudanças tão profundas na sociedade que praticamente “Todos serão hackers“!

Obs.: O título é emprestado de “A Revolução não será televisionada“! Se não assistiu, vale à dica…


Fonte: http://www.fernandoike.com/2012/09/24/a-revolucao-sera-codificada/feed/atom/

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.