Ir para o conteúdo
 

Blog RSS feed

ou

 Voltar a Blog
Tela cheia Sugerir um artigo

O desafio do Brasil: Internet rápida e barata

24 de Fevereiro de 2011, 0:00 , por Software Livre Brasil - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 2427 vezes

 

 

PnblMassificar e melhorar o acesso a rede foi um dos principais compromissos da campanha de Dilma Rousseff, que lembrava o lançamento do Plano Nacional de Banda Larga (PNBL), em 2010 pelo então presidente Lula, e o quanto o programa será estratégico para conectar o país.

Já sob gestão de Dilma, o governo Federal passou a incumbência da execução do PNBL ao Ministério das Comunicações (Minicom), que trata do desafio de ampliar o acesso à internet a baixo custo e melhorar a qualidade da internet que é oferecida no Brasil com prioridade.

Segundo o ministro do Minicom, Paulo Bernardo, a massificação da internet será garantida devido ao reduzido valor, entre R$ 30 e R$ 35, dependendo ainda de decisão dos estados que poderão optar por desonerar ou não o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). "A nossa ideia é massificar até o final do governo da presidenta Dilma o uso da internet”, afirmou em debate na Campus Party de 2011. “Até abril, fecharemos os acordos para baratear o preço da internet do plano. Uma das intenções é reduzir os impostos”, informou o ministro.

Além de negociar com os estados a redução dos impostos do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), o ministro ressaltou que trata com o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior para colocar na política industrial do país cortes de impostos sobre os computadores e tablets - dispositivo pessoal em formato de prancheta que pode ser usado para acesso à internet.

Ainda segundo informações do Minicom, a Telebrás pretende iniciar a conexão das primeiras cidades contempladas pelo PNBL neste mês de abril e chegar a outras 1.063 cidades até o final deste ano. Esses municípios estão localizados em torno dos anéis Sudeste e Nordeste da rede de telecomunicações. Até 2014, a previsão é atender a 4.283 municípios em todas as Regiões do País.

A Colivre ficará de olho na implementação do PNBL e se mibiliza para que a internet chegue ao maior número de pessoas, o mais rápido possível. Para isso, ela ajudou na promoção da da campanha - Banda Larga é um Direito Seu! Uma ação pela Internet barata, de qualidade e para tod@s - na Bahia.

E, óbvio, estaremos junt@s também apresentando soluções em tecnologias livres para essa nova web brasileira. ;)


Tags deste artigo: ministério das comunicações internet dilma plano nacional de banda larga colivre

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.