Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

Últimos Posts

Tela cheia
 Feed RSS

Blog MarceloBranco

27 de Maio de 2009, 0:00 , por Software Livre Brasil - | 2 pessoas seguindo este artigo.

Manuel Castells: Explode América Latina

28 de Novembro de 2019, 0:48, por Marcelo D'Elia Branco

 
Castells


Manuel Castells

Equador, Chile, Bolívia, Colômbia. As ruas protestam lá onde as pontes com as instituições se romperam. Uma densa nuvem de gás
lacrimogêneo, misturada com a poluição ambiental, torna o ar irrespirável. Cada protesto tem uma causa específica. No entanto, formas comuns de expressão. Os jovens, homens e mulheres, são a vanguarda. Perderam o medo e lutam pelos mais velhos. Suas redes digiais os empoderam e os mobilizam, não necessitam de líderes. A repressão policial é violentíssima. Os instrumentos que causam danos se multiplicam. Tecnologias que furam olhos, fraturam crânios, asfixiam pulmões, desfiguram rostos. E quando não bastam, balas. A contabilidade de mortos vai aumentando. Mesmo assim, os manifestantes perderam o medo e enfrentam a polícia, com violência crescente. SEGUE



“Ou nos atualizamos, ou desaparecemos”

17 de Novembro de 2019, 18:58, por Marcelo D'Elia Branco

15m

Sobre as ‘jornadas de junho de 2013’, ‘guerra Híbrida’ e “Redes de Indignação e Esperança”


No último sábado fui convidado a participar de uma mesa na feira do livro de Porto Alegre com o amigo e autor do ótimo livro “Guerra Híbrida Contra o Brazil, Ilton Freitas. Na oportunidade, fiz algumas anotações com objetivo de contribuir com o debate, levando em conta o meu acúmulo e entendimento de um período histórico recente que começou a mudar a história do Brasil. O Ilton, numa entrevista no jornal sul21, afirmou:


"Tento demonstrar que a Guerra Híbrida, movida pelo império norte-americano, esteve por trás das ditas “jornadas de junho de 2013”

A minha análise parte do ponto de vista das exatas e da comunicação.
Exatas pois os dados e estatísticas das pesquisas nas redes, nas ruas e nas mídias de massa, são o ponto de partida. Da comunicação, porque entendo que houve uma alteração no padrão de comunicação com a massificação do uso das redes sociais da internet, com o crescimento da capacidade autônoma de comunicação e, por consequência, isso está sendo determinante na formação da opinião pública e pelas novas dinâmicas e estruturas dos movimentos sociais do século XXI.

Na comunicação, acontece o declínio da hegemonia das mídias de massa broadcasting - rádios, tvs, impressos, portais - e uma nova forma de comunicação assume o protagonismo nas disputas - a "autocomunicação de multidões". Aqui, no uso desse termo, faço um remix com o conceito “autocomunicação”[1] do Manuel Castells e de “multidões”[2] de Toni Negri e Michael Hardt . Nesse período as conversas interpessoais de indivíduos conectados em rede dão o tom na formação da opinião pública.   

SEGUE-



Tags deste artigo: marcelo branco internet cultura livre copyleft cc software livre globalrevolution